abr
16

Convite Especial para Arquidioces de Cuiabá

imagesMissa de benção e consagração dos santos óleos  e renovação dos compromissos sacerdotais

É com grande alegria que Dom Milton Santos, sdb, convida todo o povo de Deus da Arquidiocese de Cuiabá para participar da Missa de benção e consagração dos santos óleos e renovação dos compromissos sacerdotais que acontecerá amanhã, Quinta Feira Santa, às 9h na Catedral basílica do Senhor Bom Jesus.

“A ressurreição de Jesus nos impele a sermos comunhão com todos e com tudo!”

Participe desse grande momento de festa e oração.

 

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11334

abr
15

Viva bem a Semana Santa

smReencontrando as raízes mais profundas de nossa fé e da vida cristã

Em um artigo que leva por título “Foi por nós…” publicado ontem (29) no site da Arquidiocese de São Paulo, o Cardeal Odilio Pedro Scherer convidou os fiéis a participarem intensamente dos mistérios do Tríduo Pascal, afirmando que “Jesus Cristo, contemplado e acompanhado nos dias derradeiros de sua vida neste mundo” é o centro da Semana Santa.  O arcebispo exorta a que a celebração da Páscoa ajude os fiéis a “reencontrar as raízes mais profundas de nossa fé e da vida cristã: nossa firme e amorosa adesão a Jesus Cristo”.

“A Semana Santa, para muitos, talvez, seja ocasião para férias, viagens e negócios. Não assim, para os cristãos e filhos da Igreja. Sem nos deixarmos levar pelas tentações do consumismo e das mil propostas de lazer, nem pelo indiferentismo diante da “Semana Maior” na vida litúrgica da Igreja, acompanhemos com fé intensa a celebração do Mistério Pascal de paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo. É o ponto alto do caminho quaresmal de penitência e conversão, que fizemos durante 40 dias; é o centro do ano litúrgico e das celebrações da Igreja”, assinalava Dom Scherer.

“Porém, como viver bem a Semana Santa?”, perguntava o Cardeal Arcebispo.
Em resposta o prelado afirmou que “sem grandes mistérios: saiamos de casa, acompanhemos as celebrações da Igreja, desde o Domingo de Ramos, concentrando-nos no sagrado Tríduo Pascal, que culmina com o Domingo da Ressurreição do Senhor”.
“A Liturgia da semana santa é muito bonita e significativa. Além disso, a religiosidade popular e a arte deram belas expressões à fé cristã, que ajudam a entrar no mistério profundo daquilo que celebramos”.

Mais adiante o purpurado assinalou que  “especialmente recomendável, como conclusão do caminho penitencial da Quaresma, é a realização de uma boa, humilde e sincera revisão de vida, seguida da confissão sacramental; a Igreja nos pede que celebremos a Páscoa com a alma renovada pelo perdão dos pecados, que Jesus mereceu para todos sobre a cruz e que recebemos através do sacramento da Igreja”.
“Também são recomendados pela Igreja o jejum e a abstinência na sexta-feira santa, a oração mais intensa, a caridade para com o próximo e a escuta atenta da Palavra de Deus, tão ricamente servida a nós pela Liturgia desses dias”, asseverou.

Mais adiante o arcebispo da capital paulista destacava:
“Qual é o centro da semana santa? A resposta só pode ser uma: Jesus Cristo, contemplado e acompanhado nos dias derradeiros de sua vida neste mundo: “tendo amado os seus que estavam neste mundo, amou-os até o fim” (Jo 13,1). Não é teatro religioso, não é mero sentimentalismo que se promove, mas o encontro pessoal e profundo com Aquele, que amou também a cada um de nós “até o fim”, até o extremo do amor, entregando sua vida para dar vida a nós: “Não há maior prova de amor que dar a vida por aquele que se ama” (cf Jo 15,13). A celebração da Páscoa deve fazer-nos reencontrar as raízes mais profundas de nossa fé e da vida cristã: nossa firme e amorosa adesão a Jesus Cristo. Por isso, de fato, a Igreja nos convida a renovar as promessas do nosso Batismo na noite da Páscoa: nossa vida revive na fonte da vida, que é o Senhor ressuscitado!”

“O que celebramos na semana santa vai além daquilo que as palavras conseguem dizer: fala do mistério terrível do mal, que se abateu sobre o Filho de Deus feito homem, está presente em cada época da história e também envolve a cada um de nós”, recalcou o prelado.
“Mas fala ainda mais do mistério grande do amor de Deus – “tanto Deus amou o mundo, que lhe entregou seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crer, não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3,16)”.

Por último Dom Odilio Scherer exortou a que “ninguém deixe escorrer, mais uma vez, diante dos olhos este drama, no qual todos nós somos atores, e cujo final é a vitória do amor e da vida sobre o pecado e a morte. Foi por nós que isso aconteceu. E acontece ainda”, concluiu.

Fonte: www.acidigital.com

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11327

abr
14

Missa em honra a São Bento na Canção Nova Mato Grosso

sb

Venha beber da graça do banquete Eucarísitico na Canção Nova

Participe da Missa em honra a São Bento que toda segunda-feira, às 19 horas no Rincão do Meu Senhor (Rua C, nº 600 – Cohab Dom Orlando Chaves – Várzea Grande/MT).

As Missas em honra a São Bento é fruto da devoção e inspiração que brotou no coração do Padre Bruno Costa no ano de 2012, naquele período era celebrada no Santuário de Nossa Senhora do Bom Despacho que ficou pequena para comportar as centenas de devotos que já participavam dessa santa Missa. Por isso nesse ano de 2014 a Missa em honra a São Bento passou a ser celebrada no Rincão do Meu Senhor.

Conheça um pouco sobre a história de São Bento:

São Bento, nascido em 480 na cidade de Umbria na Itália, era de família romana nobre. Desde pequeno já manifestava o gosto especial pela oração. É o fundador da primeira ordem religiosa, por volta do Século IV. A ordem dos beneditinos, fundada por ele, perdura até os dias de hoje em pleno vigor.

A conhecida Regra de São Bento, seguida por várias ordens religiosas descendentes dos beneditinos, tem como lema a expressão latina “ora et labora”, que quer dizer “ore e trabalhe”. E assim, se deu a espiritualidade e a via de santificação desse grande santo, homem de Deus São Bento: “oração e trabalho”, vida interior que faz bem para a alma e trabalho que ocupa a mente e faz bem para o próximo.

São Bento morreu aos 67 anos, no ano de 547. Predisse sua morte no mesmo ano da morte de sua irmã Santa Escolástica, que foi a fundadora do ramo feminino da ordem de São Bento. Mandou abrir sua própria sepultura e depois de falar aos monges, de pé com as mãos para o céu, morreu.  São Bento foi canonizado no ano de 1220 e sua festa é comemorada no dia 11 de julho.

Sua imagem é representada com o livro das regras; um sino, que representa a voz de Deus; um copo quebrado e a serpente representando o veneno; um corvo com um pedaço de pão no bico representando o tempo em que ele passou no deserto e uma vara representando a disciplina.

 Esperamos por você e sua família!

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11317

abr
12

Celebração de Domingo de Ramos na Canção Nova

dmParticipe da Missa de Domingo de Ramos no Rincão

Pegue o seu ramo verde e venha participar da Celebração de Domingo de Ramos na Canção Nova, domingo, dia 13 de abril, às 17h, no Rincão do Meu Senhor!

Começando com a procissão, o Domingo de Ramos abre solenemente o início da Semana Santa, trazendo os gritos de Hosana na entrada triunfante de Jesus em Jerusalém e os clamores da Paixão de Nosso Senhor Cristo.

Esperamos por você e sua família!

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11312

abr
10

Terceira Missa da Campanha de Oração

ESCampanha de Oração “7 Dons do Espírito Santo: Dom do Entendimento

Você convidado a participar nessa sexta-feira, dia 11 de abril da 3ª Missa da Campanha de Oração “7 Dons do Espírito Santo”. Começando às 19h30 no Rincão do Meu Senhor no Rincão do Meu Senhor (Rua C, nº 600 – Cohab Dom Orlando Chaves – Várzea Grande/MT).

Às 17h30 estaremos rezando a Via Sacra, oração que nos lembra o caminho da dor e do sofrimento de Jesus no percurso de sua Divina missão Redentora, quando de modo perfeito demonstrou uma profunda obediência ao Pai e um infinito Amor à humanidade.

 Preparando o nosso coração para viver bem a Semana Maior que é a Semana Santa vamos juntos clamar de maneira especial nessa santa Missa o “Dom do Entedimento”, que é chamado também de “Dom da Inteligência”.

 A palavra entendimento tem origem do latim: in+téndere, que significa tender para dentro / querer penetrar para dentro. A palavra inteligência tem origem do latim: intus+legere, que significa ler por dentro / na profundidade. Buscando ver com os olhos da fé , entender é penetrar no íntimo das verdades reveladas por Deus, sem contudo nos revelar o seu mistério. Só teremos plena compreensão do mistério quando estivermos face a face com Deus.

 “A eles darei um coração capaz de me conhecer, pois eu sou o SENHOR. Eles serão um povo para mim e eu serei Deus para eles, porque eles se terão voltado para mim de todo coração” – Jeremias 24,7

Reúna sua família, seus amigos e seu grupo de oração e venha participar conosco desse grande momento de oração com a Canção Nova.

Esperamos por você!

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11301

abr
09

O Dom do Entendimento

entO dom do Entendimento auxílio para a nossa fé

O dom do Entendimento é também chamado como dom da Inteligência.

A palavra entendimento tem origem do latim: in+téndere, que significa tender para dentro / querer penetrar para dentro. A palavra inteligência tem origem do latim: intus+legere, que significa ler por dentro / na profundidade. Buscando ver com os olhos da fé , entender é penetrar no íntimo das verdades reveladas por Deus, sem contudo nos revelar o seu mistério. Só teremos plena compreensão do mistério quando estivermos face a face com Deus.

 Entendimento que é diferente do simples conhecimento humano, daquele que obtemos através dos estudos e da dedicação a leitura. Já o dom da inteligência é eficaz mesmo sem estudo, pois, é dado aos pequeninos e ignorantes, desde que tenham grande amor a Deus.

O Papa Paulo VI, referindo-se ao Espírito Santo ensinou na Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi que: “O Espírito Santo, ele é a alma da Igreja. É Ele quem explica aos fiéis o sentido profundo dos ensinamentos de Jesus e dos seus mistérios” (8.XII/1975, nº75).  Percebemos assim que mediante o Dom do Entendimento é dado ao fiel cristão um conhecimento mais profundo dos mistérios revelados, pois o Espírito Santo ilumina a inteligência com a Sua Luz e dá a conhecer com uma claridade nova o sentido profundo dos mistérios da Fé.

 “A eles darei um coração capaz de me conhecer, pois eu sou o SENHOR. Eles serão um povo para mim e eu serei Deus para eles, porque eles se terão voltado para mim de todo coração” – Jeremias 24,7

Que pela graça do Senhor, cada um de nós façamos a rica experiência com o Dom do Entendimento em nossas vidas e assim sermos impelidos a uma vida de profunda comunhão com o Espírito Santos e seus dons.

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11297

abr
03

Feirão da Providência no mês de Abril

feirãoprovidênciaFeirão da Providência, evangelizando e ajudando pessoas!

É amanhã o Feirão da Providência nesse mês de Abril! Dia 04 de abril, começando à partir das 8 horas na Casa de Missão da Canção Nova (Praça do Seminário, 239 – em frente a Santa Casa da Misericórdia).

Com diversos produtos como roupas, calçados, eletrodomésticos, utensílios domésticos, brinquedos e muito mais em nosso Feirão. Tudo a partir de R$ 1,00.

 Participe do nosso Feirão da Providência e ajude a Canção Nova a evangelizar

Esperamos por você!

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11291

mar
29

Encontro Estadual de Formação da RCC de Mato Groso

rccmtRCC cultivando a unidade e a paz

O Encontro Estadual de Formação da Renovação Carismática Católica de Mato Grosso acontece nesse final de semana (29 e 30 de março) no Rincão do Meu Senhor, começando à partir das 7h30 no sábado.

A inspiração para o Encontro de Formação desse ano é unidade e um novo avivamento espiritual que potencialize a evangelização dirigidos pela Palavra de Efésios 4,3: “Conservar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.” O objetivo desse encontro é  manter a RCC unida em todo o estado, esclarecer as dúvidas e dar um direcionamento para os trabalhos durante o ano de 2014.

O evento terá presença de coordenadores nacionais de ministério da RCC Brasil. Haverá momentos de intensa oração, pregações, louvor, música, lançamento de novos materiais de formação e a realização de workshops dos ministérios. O encontro vai ter ainda adoração ao Santíssimo Sacramento e Santas Missas.

Confira a programação:

PROGRAMAÇÃOrcc

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11283

mar
27

Missa da Campanha de Oração: Dom de Ciência

Campanha de Oração 2014 Dons do Espírito Santo - CN Cuiabá

Campanha de Oração 2014 Dons do Espírito Santo – CN Cuiabá

A segunda Missa da Campanha de Oração 7 Dons do Espírito Santo acontecerá nessa sexta feira, dia 28 de março às 19h30, no Rincão do Meu Senhor (Rua C, nº 600 – Cohab Dom Orlando Chaves – Várzea Grande/MT).

A Missa será presidida pelo Pe. Bruno Costa e clamaremos ao Espírito Santo o dom da Ciência para que através dele o Senhor nos faça entender as coisas da maneira como Ele as entende.

As Missas da Campanha de Oração foi uma inspiração que brotou no coração do Padre Bruno Costa no ano de 2010 e nesse ano de 2014 traz como tema os Dons do Espírito Santo. Em cada santa Missa celebrada clamamos um dom do Espírito Santo sobre nossas vidas e famílias. Na primeira Missa que aconteceu no dia 7 de fevereiro clamamos o dom da Sabedoria e nessa segunda Missa clamaremos o dom de Ciência.

Nessa santa Missa teremos também a visita especial da Relíquia do Beato João Paulo II, trazida para Cuiabá pelo Arcebispo Metropolitano Dom Milton Santos, sdb. A Relíquia em primeiro grau do sangue embebido na roupa do Papa João Paulo II na ocasião do atentado à sua vida na Praça de São Pedro em 13 de maio de 1981.

Organize sua família, seu grupo de oração e venha participar conosco desse grande momento de ora
ção com a Canção Nova!

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11275

jan
03

Acampamento para famílias

No dia 18 e 19 de Janeiro acontecerá no Rincão do Meu Senhor em Várzea Grande – MT o Acampamento para as Famílias .

Com presenças de padre Bruno Costa, Luciana e Toninho Antunes e Comunidade Canção Nova.

Faça sua caravana e venha participar desse encontro que irá mudar a sua vida!

Um Encontro que irá mudar sua vida

Um Encontro que irá mudar sua vida

Informações: 65 3046-7900

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11262

dez
30

Sagrada Família

A Sagrada Família de Nazaré que hoje a Igreja comemora, foi o tema da reflexão do Papa Francisco, por ocasião da oração Mariana

A exemplo da Sagrada Familia

A exemplo da Sagrada Família

do Angelus, juntamente com os milhares de fiéis reunidos na Praça de São Pedro e com quantos o seguiam através dos meios de comunicação social.

Família – porque Deus quis nascer numa família com mãe e pai, como aliás mostram os presépios – disse o Papa – frisando que o Evangelho deste domingo é centrado sobre a fuga da Sagrada Família de Belém para o Egito devido às ameaças de Herodes.

José, Maria e Jesus experimentam portanto as condições dramáticas dos refugiados, marcadas por medo, incerteza, dificuldades – prosseguiu o Papa – recordando que, infelizmente, também nos nossos dias, milhões de famílias vivem esta triste realidade. Quase todos os dias os meios de comunicação falam de pessoas obrigadas a fugir devido à fome, guerras e outros perigos graves, indo à procura de segurança e de uma vida digna para si e para os próprios familiares…

Mesmo quando esses refugiados e emigrantes encontram trabalho, nem sempre isto é acompanhado dum verdadeiro acolhimento, respeito, apreço dos valores de que são portadores – frisou o Papa, convidando a pensar no drama dos migrantes e refugiados que são vítimas de recusa e exploração.

Mas o Papa convidou também a pensar naqueles que definiu de “exilados escondidos” no seio das famílias, e deu como exemplo os anciãos, por vezes tratados como uma presença incomoda, e recordou mais uma vez que a forma como se tratam os anciãos e as crianças é espelho do estado da família…

E com veemência Francisco voltou a repetir que numa família onde os membros se recordam sempre de pedir licença, dizer obrigado e pedir desculpas, nessa família reina a alegria e a paz…

O Papa Francisco continuou a sua reflexão, fazendo notar que Jesus quis pertencer a uma família humana que passou por várias dificuldades, isto para mostrar que Deus está lá onde a pessoa humana enfrenta perigos, lá onde o homem sofre, onde tem de fugir, onde experimenta a recusa e o abandono; mas está também lá onde a pessoa humana sonha, espera regressar à Pátria em liberdade, projetar e opta pela vida, pela própria dignidade e pela dos seus familiares.

O Papa referiu-se ainda à simplicidade de vida da Família de Nazaré, exemplo para as famílias de hoje, ajudando-as a se tornar comunidades de amor e de reconciliação, em que se experimenta a ternura, a ajuda e o perdão recíprocos. Mas convidou-as também a tomar consciência da importância que têm na Igreja e na sociedade, especialmente no anuncio do Evangelho que da família passa aos diversos âmbitos da vida quotidiana…

Depois da oração Mariana do Angelus, o Papa recordou que o próximo Sínodo dos Bispos enfrentará o tema da família e, neste dia da Festa da Sagrada Família confiou à Família de Nazaré os trabalhos do Sínodo, dirigindo a Ela, juntamente como os fiéis, uma oração a favor de todas as famílias do mundo…

ORAÇÃO À SAGRADA FAMÍLIA

Jesus, Maria e José,
em Vós, contemplamos
o esplendor do verdadeiro amor,
a Vós, com confiança, nos dirigimos.

Sagrada Família de Nazaré,
tornai também as nossas famílias
lugares de comunhão e cenáculos de oração,
escolas autênticas do Evangelho
e pequenas Igrejas domésticas.

Sagrada Família de Nazaré,
que nunca mais se faça, nas famílias, experiência
de violência, egoísmo e divisão:
quem ficou ferido ou escandalizado
depressa conheça consolação e cura.

Sagrada Família de Nazaré,
que o próximo Sínodo dos Bispos
possa despertar, em todos, a consciência
do caráter sagrado e inviolável da família,
a sua beleza no projeto de Deus.

Jesus, Maria e José,
escutai, atendei a nossa súplica.

Por fim o Santo Padre dirigiu uma saudação especial aos fiéis que estavam em ligação com a Praça de São Pedro naquele momento a partir da Basílica da Anunciação em Nazaré, para onde se deslocou o Secretário Geral do Sínodo dos Bispos; a partir da Basílica da Sagrada Família em Barcelona, onde se encontra o Presidente do Conselho Pontifício para a Família; a partir da Basílica Santuário da Santa Casa, em Loreto, Itália; e a quantos se encontravam reunidos em várias partes do mundo para celebrações em que a família estava no centro da atenção.

O Papa concluiu saudando os peregrinos que enchiam verdadeiramente a Praça, especialmente as famílias… e ainda diversos outros grupos vindos essencialmente de diversas partes da Itália…

 

Fonte: Rádio Vaticano

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11260

dez
30

A Beleza das Pequenas Coisas

A beleza das pequenas coisas.

A beleza das pequenas coisas.

Vivemos em um mundo no qual corremos muito, é um verdadeiro corre-corre pra lá e pra cá. No final do dia, às vezes temos a sensação de que fomos engolidos pelo tempo, pelas atividades do dia. Não sobrou tempo pra nós.

Se você vive assim, cuidado! Tudo isso nos leva a vivermos como máquinas humanas, para quem “o fazer” passa a ser mais importante do que “o ser”. Não temos tempo para fazer coisas simples da vida, como olhar o pôr-do-sol, aguar o jardim, ficar à vontade dentro de casa sem se preocupar no que terei de fazer depois, dar comida pro cachorro, brincar com as crianças, narrar os acontecimentos engraçados do dia na mesa, após as refeições, ouvir boa música, cantar no chuveiro, sair com a família pra passear, visitar os amigos, tomar aquele cafezinho com tapioca ou cuscuz na casa da vovó, deitar no chão e ficar “de papo pro ar”, olhando as nuvens passando lá no céu.

Tudo isso, para o homem de hoje, às vezes parece perda de tempo, coisa pra gente sem o que fazer. Coisa de filme. Será?

É, se deixarmos de viver esses e outros pequenos detalhes da vida, tornaremo-nos escravos da cultura do produzir, do fazer, do corre-corre. Cultura essa onde o homem vale por aquilo que produz, pelo que faz. Não encontra tempo para o Criador, para o próximo e muito menos para si mesmo.

Que o Senhor nos liberte dessa triste prisão do homem moderno, que apesar de todos esses sintomas lamentáveis se diz feliz, evoluído.

Partilho alguns pontos que nos ajudarão a cultivar essa simplicidade de vida, sem stress, sem agonia. Onde tudo tem o seu devido valor, onde Deus é o centro da nossa existência, da nossa vida. Onde o irmão é o segundo e eu sou o feliz terceiro.

1.    Reserve um tempo do seu dia por mais corrido que ele seja para estar com Deus. A oração pessoal e o encontro com Jesus, diariamente, na Eucaristia é tudo para nós. Também dê a devida atenção à Palavra de Deus.
2.    Curta mais sua família. Aproveite todos os momentos que você tem com ela pra expressar o quanto você a ama. A família é o nosso ninho, nosso habitat natural.
3.    Aprofunde suas amizades. Encontre tempo para estar com os seus amigos.
4.    Ria mais. Sorria, cultive o hábito de sorrir. Tire a cara feia, de stress, e aprenda a dar boas e sadias gargalhadas de vez em quando. Isso faz muito bem.
5.    Leia um bom livro, ouça uma boa música.
6.    Faça pequenas coisas que lhe dão prazer e motivação pra viver, tipo:

- Olhe o pôr-do-sol
- Veja a rosa que desabrochou depois da chuva no seu jardim
- Preste atenção ao barulho da chuva caindo no telhado, sinta o cheiro da terra molhada.
- Ouça atentamente o canto dos pardais, ao início de cada dia
- Ouça o canto dos pássaros
- Sinta a brisa suave do fim de noite
- Contemple o sorriso puro e livre de uma criança
- Olhe pra você no espelho e sinta alegria e gratidão por sua vida, por você. Sinta satisfação ao cortar o cabelo, fazer a barba, arrumar-se.

Seja você, seja filho do Criador, seja livre. Aproveite cada momento da vida, pois são únicos e não se repetem mais.

Vanilton Lima

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11254

dez
27

Desejo do eterno, um traço da criação

Desejo do eterno, um traço da criação

Desejo do eterno, um traço da criação

Há alguns dias, em uma conversa bem informal, fui despertado para dois entendimentos, primeiro: os seres humanos anseiam as coisas eternas, definitivas; segundo: em nossa sociedade, somos escravos das coisas provisórias. Os porquês explicarei adiante.

A conversa foi a seguinte. Estava sentado próximo a alguns jovens esperando um atendimento, de repente começa uma conversa sobre relacionamentos. Depois de me identificar como seminarista, disse-me um dos jovens: “Eu tenho um filho que não mora comigo, mora com minha ex-mulher, vou visitá-lo algumas vezes por mês, é muito bom, brinco com ele, mas tenho vontade de estar mais perto para vê-lo crescer.”

Nesta conversa tinha uma jovem de mais ou menos 20 anos, que disse que já era casada. “E você tem filhos?”, perguntei. Ela respondeu com firmeza: “Não, nem quero! Vida de mãe solteira é muito difícil.” Tentei entender: “Mas você já pensa em se separar? Você não gostaria de construir uma família?”. E olhando para o chão, um pouco sem graça, ela me disse: “Não, mas não sei como vai ser amanhã. Se eu não o quiser mais ou ele parar de gostar de mim?”. “É mesmo, mulher”, confirmou outra jovem, com ar de experiente no assunto. Tentei conversar um pouco mais, mas não tivemos mais tempo.

Ansiamos pelas coisas duradouras. No mais íntimo de nós, queremos todos construir uma vida pautada em decisões definitivas. É sonho, desde criança, projetos de vida duradouros, uma família, filhos e netos chegando na nossa casa, mas esse tipo de sonho é cada vez menos real. Aqui não importa se é homem ou mulher, quando se fala de família, queremos a mesma coisa, um relacionamento verdadeiro e estável, uma família, um esposo ou uma esposa para a vida toda. Temos medo, porém, de fazer a escolha, tudo nos é oferecido no instante, “que seja eterno enquanto dure”, “carpe diem”, aproveite… Tornamo-nos infantis, não medimos as decisões tomadas agora, pois elas valem só para agora. “Estou satisfeito”, quanto mais “sem compromisso” mais adesão teremos, afinal, se não der certo, não deu. É uma espécie de escravidão.

O desejo pelas coisas “eternas”, poderíamos assim dizer, é marca que o Criador deixou de Si em nós. É por isto que todos desejam algo que dure para sempre porém, as decisões por aquilo que é duradouro são exigentes e, por isso, poucos são capazes de fazê-las.

Franco Galdino

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11250

dez
26

Vigília de Ano Novo

Venha participar da Vigília de Ano Novo aqui na CN Cuiabá.

Vigilia de ano novoProgramação

20:30h – Animação

21:00h – Oração

21:30h – Intervalo

22:00h Santa Missa (Padre Bruno)

00:00h – Fogos da Virada

00-15 – Ceia

01:30h – Animação

02:00 – Pregação: Padre Bruno

03:00h – Terço da Misericórdia

03:15h – Intervalo

03:45h – Adoração

04:30h – Santa Missa (Padre Bruno)

 

 

 

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11242

dez
24

Dar lugar a Jesus

Neste Natal devemos dar lugar a Jesus e não às compras e ao barulho das festas.

O presente do Natal é Jesus

O presente do Natal é Jesus

Para tal devemos estar vigilantes e preparados para a vinda do Senhor. Esta a ideia principal da Missa celebrada pelo Papa Francisco na Capela da Casa de Santa Marta. E a Igreja tal como Maria também está na expectativa da vinda do Senhor:

“… a nossa alma assemelha-se à Igreja, a nossa alma assemelha-se a Maria. Os padres do deserto dizem que Maria, a Igreja e a nossa alma são femininas e aquilo que se diz de uma, analogamente pode-se dizer da outra. A nossa alma também está à espera, nesta espera da vinda do Senhor; uma alma aberta que chama:’Vem, Senhor’.”

“E eu pergunto-me: estamos em esperta ou estamos fechados? Estamos vigilantes ou estamos seguros num hotel, ao longo do caminho e já não queremos andar para a frente? Somos peregrinos ou somos errantes? Por isso a Igreja nos convida a rezar isto: Vem, a abrir a nossa alma e que a nossa alma seja, nestes dias, vigilante em espera. Vigiar! o que acontece em nós se vem o Senhor ou se não vem? Há lugar para o Senhor ou há lugar para festas, para fazer compras, para fazer barulho… A nossa alma está aberta, como está aberta a Santa Madre Igreja e como era a Nossa Senhora? Ou a nossa alma está fechada e colocamos na nossa porta um cartãozinho, muito educado que diz: Pede-se para não perturbar!”

O Papa Francisco concluiu assim a sua homilia exortando todos a terem a alma aberta, que seja uma alma grande para receber o Senhor neste Natal:

“E hoje repetir tantas vezes ‘Vem’, e tentar que a nossa alma não seja uma alma que diga: ‘Não disturbar’ Não ! Que seja uma alma aberta, que seja uma alma grande, para receber o Senhor nestes dias e que comece a sentir aquilo que amanhã na antífona nos dirá a Igreja:’Sabei que hoje vem o Senhor! E amanhã vereis a sua glória!”

 

Fonte: Rádio Vaticana

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/archives/11237

Posts mais antigos «

Network-wide options by YD - Freelance Wordpress Developer