set
20

Síndrome do Pânico: liberte-se e leve esta libertação.

O medo não vem de Deus.

O medo não vem de Deus.

Uma tendência atual é cairmos e deixarmos ser levados por diversos tipos de síndromes

“O medo não vem de Deus, porque os nossos primeiros pais não tiveram medo. Foi depois do pecado, que eles tiveram medo de Deus, então começaram ter medo de tudo, e hoje, estamos vivendo uma situação limite, onde as pessoas estão tomadas pelo o medo.

Até existe um medo que se chama síndrome do pânico, porque a palavra síndrome é o tipo de doença que os médicos não entendem, por isso chamam de síndrome. Um medo inexplicável que nasce nas pessoas. O medo não vem de Deus.

Através dessa oração, você possa se libertar deste pânico que você vive.

Que através desta oração, muitas pessoas libertem-se do medo e daquilo que acabou se tornando uma síndrome. Algo inexplicável e por isso devemos ser combatentes, para eliminar um grande mal que assola a humanidade.

Liberte-se e leve esta libertação para muita gente, temos que combater e acabar com o medo na sociedade atual”.

Oração:
“Senhor Jesus, o Senhor diz em tua Palavra: “No mundo tereis tribulações. Coragem! Eu venci o mundo!” O Senhor não venceu apenas a tristeza, não venceu apenas o medo, o Senhor venceu tudo! O Senhor tem a vitória. Obrigado porque a vitória é Sua. Obrigado Senhor, porque venceu e venceu ao nosso favor… Estou pedindo a graça da vitória para muita gente. Que esses meus irmãos e irmãs agarrem-se em Ti e agarrem-se na tua Palavra de confiança: No mundo tereis tribulações. Coragem! Eu venci o mundo!”

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/sindrome-do-panico-liberte-se-e-leve-esta-libertacao/

set
19

Tríduo em honra à São Padre Pio

pio_30“Tudo que vem de Deus deixa a alma tranquila mesmo diante de aflições e contradições.”

A Canção Nova MT tem a alegria de convidar você e sua família para participar do Tríduo em honra à São Padre Pio de Pietrelcina nos dias 21, 22 e 23 de Setembro no Rincão do Meu Senhor. Serão três dias de partilha e oração. Começando no dia 21 (domingo), às 17h com a santa Missa. E, nos dia 22 e 23 às 19h também com a santa Missa.

Traga seus amigos e familiares e venha viver esse tempo forte de oração!

 

Quem foi Padre Pio de Pietrelcina?
Padre Pio de Pietrelcina, chamava-se Francesco Forgione e nasceu em Pietrelcina, no povoado de Benevento, no dia 25 de maio de 1887.

Pertencia a uma família humilde e desde muito menino Francesco trazia em si o desejo de consagrar-se totalmente a Deus e este desejo o distinguia de seus conterrâneos. Tal “diferença” foi observada por seus parentes e amigos.

Com o passar do tempo, realizou-se para Francesco o que foi o seu maior sonho: consagrar totalmente a sua vida a Deus. Em 6 de janeiro de 1903, aos dezesseis anos, entrou como clérigo na ordem dos Capuchinhos e foi ordenado sacerdote na Catedral de Benevento, a 10 de agosto de 1910. Teve assim início sua vida sacerdotal que por causa de suas condições precárias de saúde, se passou primeiro em muitos conventos da província de Benevento. Em 4 setembro de 1916 chegou ao convento de San Giovanni Rotondo, sobre o Gargano, onde ficou até 23 de setembro de 1968 até o dia de seu pranteado falecimento.

Padre Pio iniciava seus dias despertando-se a noite, dedicando-se a oração e com grande fervor aproveitando a solidão e silêncio da noite. Visitava diariamente por longas horas a Jesus Sacramentado, preparando-se à Santa Missa, e daí sempre tirou as forças necessárias, para seu grande trabalho com as almas, levando-as até Deus no Sacramento da Confissão. Atendia confissão por longas horas, até 14 horas diárias, e assim salvou muitas almas.

Um dos acontecimentos que marcou intensamente a vida do Padre Pio foi que se verificou na manhã do 20 de setembro de 1918, quando, rezando diante do Crucifixo do coro da velha e pequena igreja, Padre Pio recebeu o maravilhoso presente dos estigmas.

Os estigmas ou as feridas foram visíveis e ficaram abertas, frescas e sangrentas, por meio século. Numa carta ao Padre Benedetto, datada de 22 de outubro de 1918, o Padre Pio narra a sua “crucifixão”: “O que posso dizer aos que me perguntam como é que aconteceu a minha crucifixão? Meu Deus! Que confusão e que humilhação eu tenho o dever de manifestar o que Tu tendes feito nessa mesquinha criatura!

Fiéis de todas as partes do mundo foram até Padre Pio para rogar a sua intercessão junto a Deus. Padre Pio realizou duas iniciativas em duas direções: uma vertical até Deus com a fundação dos “Grupos de ruego”, hoje chamados “grupos de oração” e outra horizontal até os irmãos, com a construção de um moderno hospital: “Casa Alívio do Sofrimento”.

Em setembro de 1968, na celebração dos 50 anos dos estigmas e celebrar o quarto congresso internacional dos Grupos de Oração, às 2h30 da madrugada do dia 23 de setembro de 1968, faleceu Padre Pio.

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/triduo-em-honra-a-sao-padre-pio/

set
18

Outonos e Primaveras... por Padre Fábio de Melo

out&primParticipe do Show Queremos Deus com Padre Fábio de Melo dia 18 de Outubro em Cuiabá

Primavera é tempo de ressurreição. A vida cumpre o ofício de florescer ao seu tempo. O que hoje está revestido de cores precisou passar pelo silêncio das sombras. A vida não é por acaso. Ela é fruto do processo que a encaminha sem pressa e sem atropelos a um destino que não finda, porque é ciclo que a faz continuar em insondáveis movimentos de vida e morte. O florido sobre a terra não é acontecimento sem precedências. Antes da flor, a morte da semente, o suspiro dissonante de quem se desprende do que é para ser revestido de outras grandezas. O que hoje vejo e reconheço belo é apenas uma parte do processo. O que eu não pude ver é o que sustenta a beleza.

A arte de morrer em silêncio é atributo que pertence às sementes. A dureza do chão não permite que os nossos olhos alcancem o acontecimento. Antes de ser flor, a primavera é chão escuro de sombras, vida se entregando ao dialético movimento de uma morte anunciada, cumprida em partes.

A primavera só pode ser o que é porque o outono lhe embalou em seus braços. Outono é o tempo em que as sementes deitam sobre a terra seus destinos de fecundidade. É o tempo em que à morte se entregam

, esperançosas de ressurreição. Outono é a maternidade das floradas, dos cantos das cigarras e dos assovios dos ventos. Outono é a preparação das aquarelas, dos trabalhos silenciosos que não causam alardes, mas que mais tarde serão fundamentais para o sustento da beleza que há de vir.

São as estações do tempo. São as estações da vida.

Há em nossos dias uma infinidade de cenas que podemos reconhecer a partir da mística dos outonos e das primaveras. Também nós cumprimos em nossa carne humana os mesmos destinos. Destino de morrer em pequenas partes, mediante sacrifícios que nos faz abraçar o silêncio das sombras…

Destino de florescer costurados em cores, alçados por alegrias que nos caem do céu, quando menos esperadas, anunciando que depois de outonos, a vida sempre nos reserva primaveras…

Floresçamos.

Padre Fábio de Melo

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/outonos-e-primaveras-por-padre-fabio-de-melo/

set
17

Não aceite a proibição mundana de adorar a Deus

fidO Senhor apenas nos pede fidelidade e paciência – Papa Francisco

Papa Francisco fez um advertência contra a tendência mundana de proibir a adoração a Deus, relegando a fé apenas a uma dimensão privada. Disse o Sumo Pontífice na sua homilia em uma missa matutina na Casa Santa Marta.

O Papa Francisco enfatizou que os cristãos enfrentam e enfrentarão provações em nome da fé. São provas como as que Jesus vivenciou durante sua vida, entre elas insultos e calúnias.

“Quando Jesus fala desta calamidade, noutra passagem diz-nos que será uma profanação do templo, uma profanação da fé, do povo: será a abominação, será a desolação da abominação. O que significa aquilo? Será como o triunfo do príncipe deste mundo: a derrota de Deus.”

O Papa recordou que a primeira leitura da Missa falava do martírio de Daniel, atirado à fossa dos leões por ter adorado a Deus ao invés do rei. Fatos assim não aconteceram apenas no passado.

“Não se pode falar de religião, é uma coisa privada, não é? Disto publicamente não se fala: os símbolos religiosos são tolos. Temos de obedecer às ordens que vêm dos poderes mundanos.”

“Podem-se fazer tantas coisas, coisas lindas, mas adorar Deus não. Proibição de adoração. Os cristãos que sofrem tempos de perseguição, tempos de proibição de adoração são uma profecia daquilo que nos acontecerá a todos.”

Francisco pediu que os cristãos não tenham medo, pois o Senhor apenas nos pede fidelidade e paciência.

“Fidelidade como Daniel, que foi fiel ao seu Deus e adorou o seu Deus até ao fim. E paciência, porque os cabelos da nossa cabeça não cairão. Adorar até ao fim com confiança e fidelidade: esta a graça que devemos pedir esta semana.”

Fonte: www.radiovaticana.va

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/nao-aceite-a-proibicao-mundana-de-adorar-a-deus/

set
16

Debate Presidencial na TV Canção Nova

Para estudiosos, o evento tem papel importante por não estar vinculado à propaganda política.

Para estudiosos, o evento tem papel importante por não estar vinculado à propaganda política.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil realiza o debate dos presidenciáveis neste dia 16, terça-feira

O presidente da CNBB, Cardeal Raymundo Damasceno de Assis, afirmou que o objetivo do debate promovido pela Igreja do Brasil não é criar armadilha aos candidatos, mas ser um espaço para conscientizar o eleitor sobre a importância do voto.

“É uma iniciativa da CNBB para ajudar nosso eleitor no discernimento na hora do seu voto; para ouvir os projetos dos candidatos para o Brasil enquanto nação e para responder perguntas de interesse não só da Igreja, mas também nacional. Assim o eleitor poderá conhecer melhor os candidatos”.

O cardeal também recordou que a Igreja não tem partido político, nem candidato preferencial, mas ao contrário, não impõe votos e não quer se tornar “curral eleitoral”.

“A Igreja apenas facilita para o eleitor a tomada de decisão; não quer impor a ninguém um partido ou candidato, mas ajudar o eleitor para que o escolha livremente. A Igreja dá somente elementos e critérios para que o eleitor o faça”, disse.

Roteiro do debate
Os oito candidatos com representação no Congresso Nacional – Aécio Neves, Dilma Rousseff, Eduardo Jorge, Eymael, Levy Fidelix, Luciana Genro, Marina Silva e Pastor Everaldo -, participarão do debate promovido pela CNBB, nesta terça-feira, 16, às 21h30, com transmissão ao vivo pela TV Canção Nova, além de outros meios de comunicação de inspiração católica.

No primeiro bloco, os candidatos responderão a uma pergunta geral, feita pela CNBB, e terão dois minutos para resposta. O segundo bloco será dedicado às perguntas que oito bispos farão, respectivamente, aos candidatos.

“Serão oito perguntas feitas pelos bispos de várias partes do país, que trarão as realidades de suas comissões episcopais”, explicou o diretor-geral da TV Aparecida, padre Josafá Morais. Os candidatos responderão as perguntas mediante sorteio realizado ao vivo.

Já no terceiro bloco, jornalistas das mídias católicas serão responsáveis por questionar os presidenciáveis. O confronto entre os candidatos ficou reservado para o quarto bloco, sendo o quinto, para as considerações finais.

O mediador do debate, o jornalista Rodolpho Gamberini, também afirmou que não haverá possibilidade de armadilhas entre os candidatos. Segundo ele, as perguntas serão previamente preparadas, mas somente com sorteio ao vivo se saberá a quem serão dirigidas. “Não é possível fazer armadilha porque não se sabe quem responderá”, adiantou.

Assuntos de interesse da Igreja
Além dos assuntos sociais e econômicos, a Igreja do Brasil tem interesse em ouvir os candidatos acerca de temas que dizem respeito à moral católica, como a família e a defesa da vida.

“A família é importante para nós. A questão da vida é importante para nós. Então, qual é a posição do candidato com relação a esses temas? A vida é importante para ele, desde seu começo até seu término natural, ou não? Aí entra toda uma questão complexa da segurança, da defesa da vida, da promoção da vida, da defesa da dignidade humana, dos direitos humanos. São questões, às vezes, não tão enfatizadas, embora mencionadas nos debates anteriores, mas de maneira muito rápida”, explicou cardeal Damasceno.

Este é o terceiro debate de iniciativa católica. O primeiro aconteceu em proporções menores em 1989, o segundo – em São Paulo, com maior repercussão midiática –, em 2010. O diferencial deste terceiro é a sua realização nas dependências do Santuário Nacional de Aparecida, no interior de São Paulo.

 Fonte: noticias.cancaonova.com

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/debate-presidencial-na-tv-cancao-nova/

set
15

Alegrai-vos no Senhor!

06_chrystianshankar-002Participe do Acampamento de Oração nos dias 27 e 28 de setembro com o Pe. Chrystian Sankar 

Cada pessoa é relação. Sozinha não é nada. Só se realiza como pessoa quando entra em relação com os outros. Este relacionamento, para ser verdadeiramente humano, deverá ser um relacionamento alegre. Cada pessoa deve irradiar a alegria de viver, ao jeito de quem anda perfumado. É o perfume da alegria que faz tanta falta nesta sociedade onde há tanta gente carrancuda, pessimista, mal-humorada.

Esta alegria manifesta-se no modo de olhar. Se no coração de alguém habita a alegria, podemos ver nos olhos a brilhar a alegria que seduz. Os olhos são o espelho de uma alma em festa.

A alegria manifesta-se na conversação. As palavras são necessárias para sublinhar as qualidades das pessoas, o aspecto positivo dos acontecimentos, a beleza da vida. É uma palavra que anima, alegra, vivifica.

A alegria manifesta-se no modo de atuar. Se o pessimista se contenta em encostar-se ao muro das lamentações para dizer mal e lamuriar-se, o otimista prefere calar-se e deitar mãos à obra para fazer o possível em ordem à solução dos problemas.

A alegria manifesta-se sobretudo no coração, como símbolo universal do amor. Quem é alegre já percebeu que é no amor aos outros que encontra o combustível para se manter cada vez mais alegre. “Sonhei e vi que a vida era alegria. Acordei e vi que a vida era serviço. Comecei a servir e vi que o serviço era alegria” (R. Tagore).

Um egoísta nunca poderá ser uma pessoa feliz. Mas uma pessoa que optar por um projeto de vida que assente no amor e no serviço aos outros, esse projeto torna-se numa nascente de alegria que jorra para a eternidade.

Este bom odor da alegria deve irradiar em todos os ambientes do nosso dia-a-dia, mantendo em família e no trabalho um bom-humor que ninguém nos poderá roubar. O bom-humor torna-nos mais belos aos olhos dos outros. O bom-humor, além de ser saudável, contribui para um bom relacionamento entre as pessoas. O bom odor da alegria deve estar presente na diversão.

Falar da alegria não é fechar os olhos para não ver as tristezas deste mundo. Não podemos ignorar as crianças vítimas da fome, da guerra e das doenças. Não podemos ignorar os refugiados, os idosos que vivem sós, mergulhados na tristeza e mendigando afeto. Nem os doentes e os presos. Não podemos ignorar que vivemos num mundo imperfeito, que a maldade e o egoísmo dos homens teimam em tornar ainda mais triste.

Mas estas e outras situações não são suficientes para nos roubar a alegria.

A tristeza desmobiliza, deixa as pessoas resignadas ante o mal e a lamentarem-se. A tristeza, porque é má conselheira, pode levar as pessoas a uma atitude de revolta perante tudo aquilo que impede as pessoas de viver alegres.

A alegria, porém, mobiliza. Quem é alegre é o primeiro a empenhar-se para que todos vivam também alegres. Podemos constatar que as pessoas que mais se dedicaram ao serviço dos que sofrem e vivem tristes, eram pessoas alegres. O exemplo mais recente vem-nos da Madre Teresa de Calcutá, que era uma mulher feliz. Uma felicidade que aumentava na medida em que se dedicava aos pobres, abandonados e moribundos das ruas de Calcutá.

A alegria rima com utopia. A utopia real de sonhar que é possível um mundo melhor. Acontecerá a festa quando todos tiverem satisfeitas as necessidades básicas: alimentação, saúde, educação, emprego, segurança social… E porque as pessoas não se satisfazem com o ter tudo isto, a alegria acontecerá quando as pessoas se amarem e se sentirem amadas. Deste amor resultará a festa. Um amor sem fronteiras.

As pessoas de boa-vontade devem manter uma atitude de esperança ativa, lutando para que a alegria ganhe terreno. Só ela dá sabor à vida. Esta esperança ativa pode manifestar-se não apenas com realizar grandes obras, mas em manter nos lábios um sorriso. Quem não pode contribuir para um mundo melhor, dando o seu sorriso de pessoa feliz? Ninguém é tão pobre que não possa dar a todos a luz do seu sorriso límpido e puro como a nascente de uma fonte.

Terminamos a reflexão acerca da alegria com este conhecido decálogo sobre o sorriso: [1] Quanto custa um sorriso? Nada. [2] Quanto pode produzir? Muito. [3] Quanto tempo dura? Um instante. [4] E a sua recordação? Às vezes, toda a vida. [5] Quem é tão pobre que não o pode dar? Ninguém. [6] Quem é tão rico que não necessite dele? Ninguém. [7] Quem o dá fica mais pobre? Não, fica mais rico. [8] Quem está mais necessitado de um sorriso? Quem não o pode dar. [9] Qual é o valor social de um sorriso? Substitui qualquer palavra. [10] Qual deve ser a palavra de ordem? Sorrir sempre!

Como sempre digo: “Alegrai-vos no Senhor! Balança Povo de Deus!!!”

Fonte: www.padrechrystianshankar.com.br

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/alegrai-vos-no-senhor/

set
14

Festa da Exaltação da Santa Cruz

dia_oracaoA Festa da Exaltação da Santa Cruz é a Festa da Exaltação do Cristo vencedor

A Festa da Exaltação da Santa Cruz, celebrada hoje, no dia 14 de setembro, recordando a doação definitiva de Jesus Cristo. A Cruz de Jesus é um mistério de Deus desde toda a eternidade e já foi manifestada a nós. A cruz, antes de tudo, é uma manifestação de amor, o grande mistério do derramamento do Espírito Santo. Quando o fiel olha para a Cruz de Cristo, ele vê o sacrifício. Não compare sacrifício com tristeza; o sacrifício é reflexo de Cristo.

Para nós cristãos, o lenho sagrado é o maior símbolo de nossa fé. Quando somos apresentados à comunidade cristã, na cerimônia batismal, o primeiro sinal de acolhida é o sinal da cruz traçado em nossa fronte pelo ministro, pais e padrinhos, sinalando-nos para sempre com Cristo.

Celebrando a Festa da Santa Cruz, juntamente com o Crucificado somos elevados para o alto. Tão grande é o valor do madeiro sagrado, que quem o possui, possui um tesouro. Eu chamo-o justamente de tesouro, porque é, na verdade, de nome e de fato, o mais precioso de todos os bens. Nele está a plenitude da nossa salvação e por ele regressamos à dignidade original.

Foi na Cruz que Jesus Cristo ofereceu ao Pai o Seu Sacrifício. Por isso, é justo que veneremos o sinal e o instrumento da nossa libertação. Objeto de desprezo, patíbulo de infâmia, até o momento em que Jesus, obediente até a morte, nela foi suspenso. A Cruz tornou-se, desde então, motivo de glória, pólo de atração para todos os homens.

Ao celebrarmos essa festa, nós queremos proclamar que é da Cruz, sinal do amor universal de Deus, fonte de toda a graça (N.A., 4) que deriva toda a vida de Igreja. Queremos também manifestar o nosso desejo de colaborar com Cristo na salvação dos homens, aceitando a Cruz, que a carne e o mundo fizeram pesar sobre nós (G.S. 38).

A lenho sagrado não é uma divindade, um ídolo, feito de madeira, barro, bronze, mas ele é para nós santo e sagrado, porque dele pendeu o Salvador do mundo. Ele é o símbolo universal do cristão. Com orgulho e devoção ele é a nossa marca, o sinal de nossa identidade, vocação e missão. Traçando o sinal da cruz em nossa fronte, a todo o momento, nós louvamos e bendizemos a Santíssima Trindade, Pai e Filho e Espírito Santo, agradecendo o tão grande bem e amor que, pela Cruz, o Senhor continua a derramar sobre nós.

A Cruz é também a exaltação de Cristo; leia o que Ele próprio diz: “Quando Eu for exaltado, então atrairei todos a Mim” (João 12,32). Como você vê, o madeiro sagrado é a glória e a exaltação de Cristo. Celebrando a Festa da Exaltação da Santa Cruz, celebramos a vitória de Cristo, que nos possibilita desde agora celebrar a nossa futura glória no céu. Pois, se morremos com Cristo, cremos também que viveremos com Ele (cf. Romanos 6,9).

 

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/festa-da-exaltacao-da-santa-cruz/

set
13

Em setembro, sua colaboração ajudará a tocar e transformar milhões de pessoas com a Boa Nova do Senhor

PeçasIgreja.cdrAjude-nos!

O Santuário do Pai das Misericórdias abre suas portas em dezembro. Portas que simbolizam os braços do Pai abertos para acolher os filhos pródigos que voltam para a casa. A misericórdia, que emana de Seu coração, alcança a todos Seus filhos e mergulha-nos nas profundezas de Seu amor.

Em 2002, monsenhor Jonas profetizou a criação do Santuário do Pai das Misericórdias. “Entramos agora numa aventura: enquanto construímos aqui, em Cachoeira Paulista (SP), a Igreja da Divina Misericórdia, o Senhor estará construindo em nós uma revolução. Deste modo, terminada a construção do santuário, estaremos prontos para viver o tempo da misericórdia até que o Senhor venha”. Graças a Deus e à união e à generosidade de todos os membros da família Canção Nova, estamos próximos de contemplar esta profecia.

Muitos corações, ao adentrarem nesse espaço santo de louvor e adoração, vão ser tocados pela Divina Misericórdia por meio das homilias, orações e louvores que serão ministrados lá. Contamos com sua contribuição, neste mês, com o boleto de setembro do calendário, para que consigamos finalizar mais uma etapa para a grande cerimônia de dedicação ao Santuário do Pai das Misericórdias.

Lembramos que, no fim do ano, todos os sócios evangelizadores que contribuíram todos os meses, enviando doações pelo calendário, receberão um presente especial pela sua fidelidade.

Para mais informações, ligue (12) 3186-2600 ou acesse clube.cancaonova.com.

Calendário do Santuário do Pai das Misericórdias.
Nossa fé faz história.

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/em-setembro-sua-colaboracao-ajudara-a-tocar-e-transformar-milhoes-de-pessoas-com-a-boa-nova-do-senhor/

set
12

O santíssimo nome da Virgem Maria

file_38241_Nome-de-MariaO nome de Maria abre o coração de Deus e põe todos os seus tesouros à disposição da  alma que o invoca

Santíssimo Nome de Maria, Festa do Santo Nome de Maria, ou simplesmente Santo Nome de Maria. Festa  celebrada, hoje, dia 12 de setembro. Foi instituída como festa universal pelo Papa Inocêncio XI para celebrar o nome de  Maria, mãe de Jesus.

A festa manifesta de forma concreta no calendário da Igreja a vivência da Mariologia e da veneração da Bem-aventurada Virgem Maria.

“Este nome tem mais virtude do que todos os nomes dos Santos para confortar os débeis, curar os enfermos, iluminar os cegos, abrandar os corações endurecidos, fortificar os que combatem, dar ânimo aos cansados e derrubar o poderio dos demônios”

O nome de Maria é como um bálsamo que corre agradavelmente sobre os membros dos enfermos e os penetra com eficácia. Ele é semelhante a este óleo que, por suas unções, reanima e suaviza, dá força, flexibilidade e saúde. Mais do que o nome de todos os Santos. O de Maria nos repousa de nossas fadigas, cura todos os nossos males, ilumina nossa cegueira, comove nosso endurecimento e nos encoraja em nossos desânimos. Maria é a vida e a respiração de seus servidores, a saúde dos enfermos, o remédio dos pecadores. Ricardo de São Vítor, interpretando estas palavras do Eclesiastes (VII, 2): “É melhor o bom nome do que os bálsamos preciosos”, as aplica assim à Bem-aventurada Virgem: “O nome de Maria cura os males do pecador com maior eficácia do que a dos unguentos mais procurados; não há doença, por desastrosa que seja, que não ceda imediatamente à voz desse bendito nome”.

Nosso Divino Salvador, se não me engano, no-lo quis recomendar quando, ressuscitando dos mortos, o primeiro nome que aflorou em seus lábios foi o de Maria.

Com efeito, dirigindo-se à Madalena, a primeira a quem Ele aparecia após sua Ressurreição, disse-lha (Jo XX, 16): “Maria”, para nos significar que o nome de Maria encerra a vida em si mesmo, e se harmoniza tão bem com a vida imortal, que merece ser o primeiro a sair da boca do Salvador, já em possessão da imortalidade. Esta reflexão é de Cesário, em sua homilia sobre a Visitação.

O nome de Maria desarma o coração de Deus. Não há pecador, por mais criminoso, que pronuncie em vão esse nome. Embora merecesse, por suas faltas, todas as cóleras do céu, ele se vê protegido como por inviolável pára-raios, logo que articule o nome de Maria.

A este nome, o perdão desce infalivelmente sobre as almas pecadoras, não porque tenha Ela o direito de concedê-lo, mas porque é onipotente para implorá-lo – Omnipotentia suppex. O nome de Maria abre o coração de Deus e põe todos os seus tesouros à disposição da alma que o invoca.

A História nos ensina que uma multidão de Santo caridosos fizeram voto de jamais recusar a esmola que lhes fosse pedida em tal ou tal nome. Assim que ouviam o nome da amada, eles davam, davam sempre, até o último óbulo e até suas próprias vestimentas. O nome de Maria tem esse poder mágico sobre o coração de Deus. Deus Filho, Jesus Cristo, entrega tudo o que tem àqueles que Lhes estendem a mão em nome de sua Mãe; Deus Pai, fonte de toda riqueza, concede toda graça àqueles que mendigam diante d’Ele invocando o nome de sua Filha Bem-amada. (…)

Nome de salvação e de alegria: O nome de Maria é um nome salvador, sobretudo nos perigos de ordem moral. Quantas tentações por ele foram vencidas, quantos pecados evitados, quantos imundos corações purificados, quantas penosas confissões extraídas de almas que se cria para sempre fechadas!

É também um nome de consolação e de alegria. Ele dissipa a tristeza na alma que o pronuncia. Tendes medo de Deus e de seus julgamentos? Pensai em Maria e invocai seu nome: vossa confiança em Deus renascerá. Tendes medo dos homens, diante dos quais vos cobristes de vergonha e perdestes a reputação? Pensai em Maria e invocai seu nome: e não tereis mais receio de levantar os olhos diante de vossos semelhantes. Esmaga-vos o peso da humilhação ou da dor física? Pensai em Maria, invocai seu nome, e sereis aliviado. Tendes a horrível morte que rompe e põe fim a tudo? Pensai em Maria, invocai seu nome, e tereis coragem de aceitar esse supremo sacrifício.

 Nome de força: O nome de Maria, enfim, é um nome de força. Quaisquer que sejam os inimigos que vos ameaçam, venham eles do Inferno, como o demônio que vos tenta; ou venham do mundo, como os adversários que vos perseguem, invocai o poderoso nome de Maria e a todos vencereis.

Quaisquer que sejam vossas próprias fraquezas, provenham elas do orgulho, da inveja, da sensualidade ou da preguiça, confiai vosso débil coração à solicitude da Virgem, invocai o poderoso nome de Maria, e vos vencereis a vós mesmos.

Nome a ser continuamente invocado: De outro lado, os Santos Anjos e os espíritos dos justos se alegram e se deliciam com a devoção dos fiéis, ao verem com quanto afeto e frequência celebram estes a memória de Santa Maria, cujo glorioso nome aparece em todas as igrejas do orbe, que tem especialmente consagradas a seu louvor. E é justo e digno que acima de todos os Santos seja honrada na Terra a Mãe de Deus, a quem os Anjos veneram todos a uma só voz, com sublimes cânticos.

Seja, pois, o nome de Maria venerado por todos os fiéis, sempre amado pelos devotos, vinculado aos religiosos, recomendado aos seculares, anunciado pelos pregadores, infundindo aos atribulados, invocado em toda sorte de perigos. É desejo de Deus que os homens amem a Nossa Senhora.

É desejo de Deus que os homens amem a Nossa Senhora: Devemos amar a Santíssima Virgem – escreve Santa Antônio Maria Claret – porque Deus o quer. (…) Ele próprio nos dá exemplo e nos incita a amar a Maria: O Padre Eterno A escolheu por Filha sua muito amada; o Filho Eterno A tomou por Mãe, e o Espírito Santo, por Esposa. Toda a Santíssima Trindade A coroou como Rainha e Imperatriz do Céu e da terra, e A constituiu dispensadora de todas as graças (…)

Fonte: arautos.org

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/o-santissimo-nome-da-virgem-maria/

set
11

A generosidade atraí as bençãos de Deus - Catequese Papa Francisco

papa francisco nos ensina: "A misericórdia supera toda barreira."

Papa Francisco nos ensina: “A misericórdia supera toda barreira.”

Para mudar o mundo para melhor, é preciso fazer o bem a quem não é capaz de retribuir

Cidade do Vaticano –  A Praça S. Pedro acolheu nesta última quarta-feira cerca de 50 mil fiéis e peregrinos para a Audiência Geral com o Papa Francisco.
Devido ao calor, antes da Audiência o Santo Padre cumprimentou os enfermos na Sala Paulo VI. Entre eles, havia um grupo de crianças albinas. A seguir, o Pontífice percorreu toda a Praça para saudar a multidão e, depois, prosseguiu seu ciclo de catequese sobre a maternidade da Igreja, ressaltando hoje como ela nos ensina as obras de misericórdia.
A Igreja nos indica aquilo que é essencial na nossa vida de cristãos. E o essencial, segundo o Evangelho, é a misericórdia, como diz Jesus: «Sede misericordiosos como o vosso Pai é misericordioso». Pode existir um cristão que não seja misericordioso?, questionou o Papa, respondendo que não, o cristão necessariamente é misericordiosos, pois este é o fulcro do Evangelho.
Assim, a Igreja nos ensina que não basta amar a quem nos ama ou nos faz o bem; é preciso dar de comer e beber a quem tem fome e sede; devemos visitar e cuidar daqueles que estão doentes, presos, abandonados, daqueles que estão próximos da morte. E como nos ensina? Não com lições teóricas, mas com o exemplo de tantos santos e santas que serviram Jesus através do amor ao próximo; e nos ensina também com o exemplo de tantos pais e mães que educam seus filhos a compartilhar o que têm.
Nas famílias cristãs, a hospitalidade é sagrada, disse o Papa, citando a lembrança de uma paroquiana argentina, que queria ensinar os seus três filhos a partilhar. E um dia, no almoço, um senhor bateu à porta pedindo comida. A mãe então pediu que as crianças dessem, cada uma, metade da carne e das batatas que comiam. Os filhos protestaram, mas aprenderam a lição: “Temos que dar o que temos, não o que nos sobra”.
O mesmo devemos fazer com os presidiários, que não são piores do que nós. “Todos somos pecadores”, recordou o Papa, e somos capazes de cometer os mesmos crimes de quem está na prisão.
Não basta fazer o bem a quem nos faz o bem. Para mudar o mundo para melhor, é preciso fazer o bem a quem não é capaz de retribuir, como fez o Pai conosco, doando-se Jesus. “Quanto pagamos pela redenção?”, perguntou o Papa à multidão. “Nada, é gratuita. Assim como fez o Pai, devemos fazer o bem gratuitamente.”
Após a catequese, Francisco saudou os inúmeros grupos presentes na Audiência. Aos lusófonos, disse: Dirijo uma saudação cordial aos peregrinos de língua portuguesa, em particular aos tripulantes do Navio-escola Brasil e a todos os fiéis brasileiros. Queridos amigos, as obras de misericórdia são essenciais para a nossa vida cristã. Olhai ao vosso redor, há sempre alguém que precisa de uma mão estendida, de um sorriso, de um gesto de amor. Quando somos generosos, nunca nos faltam as bênçãos de Deus. Obrigado!

Fonte: Site da Rádio Vaticano

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/a-generosidade-atrai-as-bencaos-de-deus-catequese-papa-francisco/

set
10

Quinta-feira de Adoração Especial na Canção Nova Mato Grosso

E-flyer - 5AD_Varzea Grande-MT1“Essa é a vontade de Deus: a nossa santificação”

 No dia 11 de Setembro, quinta-feira, a Canção Nova Mato Grosso convida você a participar de uma Quinta-feira de Adoração Especial com a presença de Dunga e Padre Bruno da Comunidade Canção Nova, no Rincão do Meu Senhor (ao lado da Univag).

Um dia onde você é convidado a viver uma experiência de profunda intimidade com Jesus Cristo com louvor, começando às 9h com oração, pregação da Palavra e adoração ao Santíssimo Sacramento. O encerramento acontecerá com a celebração da Santa Missa às 16h.

 Divulgue esse convite e venha viver com a Canção Nova essa quinta-feira especial!

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/quinta-feira-de-adoracao-especial-na-cancao-nova-mato-grosso/

set
09

Fórum com os candidatos ao governo de Mato Grosso

eleições-2014“A humildade e o amor são características indispensáveis para os que governam, ao passo que os cidadãos, sobretudo se são católicos, não podem não interessar-se pela política.” Papa Francisco

A Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe com apoio da Arquidiocese de Cuiabá, realizará nessa quarta-feira, dia 10 de setembro, um Fórum com os candidatos ao governo do Estado de Mato Grosso com a finalidade de conhecermos melhor nossos candidatos e esclarecer suas propostas de gestão de governo a comunidade católica cuiabana.

O Fórum será realizado na Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, situada à Rua Presidente Venceslau Brás, 700 – Bairro: Morada do Sol. Tendo início  às 19h30 com a Celebração Eucarística e em seguida o encontro com os candidatos no salão paroquial externo.

 O Pároco, Frei Moacyr Malaquias Júnior, OFM já confirmou as participações dos senhores candidatos: Pedro Taques – PDT / Ludio Cabral – PT / José Geraldo Riva – PSD / José Marcondes Muvuca – PHS. Será um Fórum e não um debate.

 Para outras informações: (65) 3621-1510 ou  9287 0138 falar  –  com  Estela

“Um bom católico, deve conhecer e atuar na política, oferecendo o melhor de si, para que o governante possa governar.” Para Francisco

 

 

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/forum-com-os-candidatos-ao-governo-de-mato-grosso/

set
08

Primeira Missa do Tríduo Oracional da Chave de Davi

CampanhaConfira a cobertura fotográfica da primeira Missa do Tríduo Oracional Chave de Davi

Aconteceu na última sexta-feira, dia 05, no Rincão do Meu Senhor, a primeira Missa do Tríduo Oracional Chave de Davi. Um momento de graça para todos nós!

De maneira especial nessa primeira Missa da Tríduo Oracional Chave de Davi apresentamos ao Senhor Deus nossas vidas e intenções pessoais e numa certeza de fé proclamamos a Vitória em nossas vidas em nome do Senhor Jesus.

Confira:  Cobertura Fotográfica da primeira Missa do Tríduo Oracional Chave de Davi 2014

 

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/primeira-missa-do-triduo-oracional-da-chave-de-davi/

set
05

Super Final de Semana de Evangelização

collageMissionário Shalom pela primeira vez no Mato Grosso

Esse final de semana vai ser de super evangelização na Canção Nova Mato Grosso e você não pode perder.

Hoje, dia 5/9, às 19h30, teremos a primeira Missa da Campanha de Oração Chave de Davi. E sábado, dia 6/9, às 19h, mega show com Missionário Shalom, aqui no Rincão do Meu Senhor (ao lado da Univag).

Você pode adiquirir o ingresso para o show com Missionário Shalom antecipado no valor de R$ 20,00 nos pontos de vendas: Loja Canção Nova, Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá, Big Lojas, Livraria Porta do Céu, Cristo Servo , Memorial João Paulo II e no Rincão do Meu Senhor, ou na hora do show, na bilheteria no valor de R$ 30,00.

Não fique de fora desse super Final de semana de muita evangelização na Canção Nova Mato Grosso.

Combine com seus amigos, seu grupo de oração e pastoral e venha participar.

Esperamos por você!

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/super-final-de-semana-de-evangelizacao/

set
04

Setembro, mês da Bíblia: A Palavra de Deus é mais que pura sabedoria

bible“Cada vez que eu leio o Evangelho, encontro Jesus. Mas como recebo esta Palavra? Deve-se receber como se recebe Jesus” Papa Francisco

 O Papa Francisco explicou na última segunda-feira (01/9), que a Palavra de Deus não é apenas uma palavra sábia, filosófica ou científica, ou seja, não é somente uma palavra humana.

Após a pausa de verão, o Papa retomou as suas missas diárias na Casa Santa Marta. Em sua homilia, afirmou que não se anuncia o Evangelho para convencer, pois a força da Palavra é Jesus. Comentando as leituras do dia o Papa explicou o que é a Palavra de Deus e como acolhê-la. S. Paulo recorda aos Coríntios não ter anunciado o Evangelho baseando-se em discursos persuasivos de sabedoria:

“Paulo diz: ‘Mas eu não fui ter convosco para convencer-vos com argumentos, com palavras ou mesmo com belas figuras … Não. Eu fui de outro modo, com outro estilo. Fui com a manifestação do Espírito Santo e da sua potência. Para que a vossa fé não fosse fundada na sabedoria humana, mas sob a força de Deus.’ Assim, a Palavra de Deus é uma coisa diferente, uma coisa que não é igual a uma palavra humana, a uma palavra sapiente, a uma palavra científica, a uma palavra filosófica… não: é uma outra coisa. Vem de outro modo.”

É o que acontece com Jesus quando comenta as escrituras na Sinagoga de Nazaré. Os seus conterrâneos admiram-no inicialmente mas depois enfurecem-se com Ele. Isto aconteceu – continua o Santo Padre – porque a Palavra de Deus é uma coisa diferente da palavra humana. A Palavra de Deus é o próprio Jesus e por isso é tão importante ler todos os dias uma passagem do Evangelho, para encontramos Jesus – afirmou o Papa Francisco:

“Para encontrar Jesus, porque Jesus está mesmo na sua Palavra, no seu Evangelho. Cada vez que eu leio o Evangelho, encontro Jesus. Mas como recebo esta Palavra? Deve-se receber como se recebe Jesus, ou seja com o coração aberto, com o coração humilde, com o Espírito das Bem-Aventuranças. Porque Jesus veio assim, em humildade. Veio em pobreza. Veio com a unção do Espírito Santo.”

Para recebermos a Palavra de Deus devemos revestir-nos do Espírito Santo através da unção das Bem-Aventuranças – declarou o Santo Padre, que no final da sua homilia voltou a reafirmar a necessidade de termos um pequeno Evangelho sempre connosco porque, desta forma, é Jesus Vivo que estará sempre junto de nós:

“Vai-nos fazer bem hoje, durante o dia, perguntarmo-nos: ‘Mas como é que eu recebo a Palavra de Deus? Como uma coisa interessante? Ah, o padre hoje pregou isto… que interessante! Que sábio este padre! … Ou recebo-a simplesmente porque é Jesus Vivo, a sua Palavra? E sou capaz – atenção à pergunta! – sou capaz de comprar um pequeno Evangelho – custa pouco, eh?– comprar um pequeno Evangelho e levá-lo no bolso ou na carteira e quando posso, durante o dia, ler um pequeno passo, para encontrar Jesus ali? Estas duas perguntas vão fazer-nos bem. O Senhor nos ajude.”

Fonte: Site Rádio Vaticano

Print Friendly

Link permanente para este artigo: http://blog.cancaonova.com/cuiaba/setembro-mes-da-biblia-a-palavra-de-deus-e-mais-que-pura-sabedoria/

Posts mais antigos «

Network-wide options by YD - Freelance Wordpress Developer