fev 112016
 

Ao receber a notícia que estava com câncer, fiquei com o coração apertado, pensando em situações como família, esposa e filhas, mãe, irmãos, morrer antes de ver os netos, entrar na igreja no casamento das filhas e outras tantas coisas, mas ao mesmo tempo fui tomado por uma certeza que Deus estava no controle de todas as coisas e que esta doença e sofrimento seria para mim canal de santificação e salvação.

Desde então, passei a oferecer todo sofrimento e dor, pedindo a Deus que alcançasse com Sua misericórdia cada membro da família e familiares, cada membro da comunidade e por todos que se colocaram em oração e intercessão por minha saúde e recuperação.

Posso dizer que diante de tantos limites físicos após três cirurgias seguidas de onze dias de UTI, trinta e seis dias de internação, limites psíquicos, emocionais e até mesmo espirituais, pouco podendo fazer a não ser me entregar nas mãos de Deus, confiar e esperar.

Deus me concedeu a graça de ser “guerreiro” no ordinário de cada dia, no exercício da paciência, da espera e na confiança em Deus que me quer vivo para testemunhar as Suas maravilhas.

enfermoguerreiro

Louvo a Deus por este tempo, porque senti e sinto Sua presença e amparo, um Deus que me ama e me lutando pela santidade.

Louvo a Deus por minha família de sangue e família Canção Nova, que estiveram presentes todos os dias e em todos os momentos, especialmente nos mais difíceis, também por todos os amigos, por tantos que nem conheço por este Brasil a fora, que rezaram por mim neste tempo.

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo pela minha vida.

Seu irmão,
Mazinho – missionário e responsável de missão da Comunidade Canção Nova em Curitiba

 Posted by at 08:00
jan 292016
 

Cresci participando de oratórios, momentos de teatros e danças que os salesianos faziam na minha cidade natal, Piquete/SP. Lembro que sempre quando queria participar de uma Missa “mais festiva” ia nos Salesianos, sabia que lá encontraria algo mais jovem, era um jeito adolescente de pensar. E frequentemente ouvia falar deste santo da juventude.

Na minha busca de encontrar a vontade de Deus, ingressando na Comunidade Canção Nova fui me aproximando mais dele. Na fase inicial de formação na Canção Nova (discipulado) morei em Lavrinhas e pude estreitar minha intimidade com ele. Queria saber como era seu exercício de autoridade porque estava aprendendo na comunidade como viver este pedido feito a mim. E me perguntava: quem vai me ensinar? Então fui na fonte do meu Pai Fundador, que era Dom Bosco. E fui aprendendo que precisava ser mais próxima, acessível (sentar ao chão das vidas e histórias, brincar, educar) e me dar mais a conhecer, com a comunicação da minha vida.

Logo depois, as relíquias de Dom Bosco passaram pela nossa Casa de Formação. Tive a graça de ficar uma manhã sozinha com ela onde conversei muito com ele. E foi tão confortante! Era de coração a coração, como a um amigo!

Reliquia Dom Bosco - Darlene

Depois dessa experiência resolvi escrever para Turim (Itália) partilhando da minha história e pedi uma relíquia de D. Bosco. E a recebi! Que alegria! Hoje o tenho desta forma mais perto de mim: a quem recorro, sinto seu olhar sobre mim, e peço a graça de aprender dele como recomeçar sempre com os jovens, missão me confiada hoje na missão de Curitiba. Dom Bosco dizia: “basta que sejais jovens para que eu vos ame”.

Sua irmã,
Darlene Cristina
Missionária da Comunidade Canção Nova em Curitiba

[ Conheça os missionários da Comunidade Canção Nova em Curitiba ]

 Posted by at 08:00
dez 232015
 

O Senhor quer que aconteça o Natal na situação real da sua casa, seja ela qual for, mesmo que haja muita dor, muitos sofrimentos e pecados, muita divisão e loucura. Justamente por isso o Senhor quer que você viva o Natal.

O que vivemos no Natal é real, não uma lembrança. Jesus quer nascer no nosso coração, e isso não é poesia. Ele quer nascer em sua casa, quer ser presente no seu lar, quer nascer em você e no seu casamento.

Advento

Muitas pessoas estão com o coração apertado por mil razões pessoais, seja por causa da família, dos filhos, da pobreza, do desemprego ou da falta de dinheiro. Por essa razão, não podem ter o Natal que gostariam. Mas, agora, o próprio Senhor está falando: “Eu anuncio a você, meu filho, uma grande notícia, que será também uma alegria para todo o povo: hoje nasceu para você um Salvador, que é Cristo Jesus”.

NatalcomCRISTO

Um santo Natal a todos!

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

 Posted by at 08:00
dez 082015
 

O mais sublime dom que Deus pode nos dar, é a nossa própria vida, presente de quem sabe amar. A vida é o valor maior, reflexo de Deus e da fecundidade, fruto do mais perfeito amor, eis pra nós o verdadeiro milagre.”

Inspirei-me no trecho dessa canção para expressar o meu pensamento e sentimento em favor da vida. Contemplo hoje o milagre da vida acontecendo em meu ventre com a chegada do meu primeiro filho, o Sávio. Desde quando eu e o meu esposo, Fernando Fantini, nos casamos vimos que os filhos iam ser frutos do nosso amor, seria o mais lindo presente de Deus do nosso matrimônio.

AfavordaVIDA

Hoje louvo a Deus pela vida dessa criança que a cada dia cresce em meu ventre e me faz lembrar do amor de Deus por mim. Deus me ama tanto que me deu a honra de participar do seu projeto mais lindo: a criação de uma vida.

Sou A FAVOR DA VIDA porque contemplo nela o grande e infinito Amor de Deus pela humanidade. Louve você também a Deus pelo dom de sua vida, ela é o maior milagre que Deus poderia realizar!

Que Deus abençoe você!

Cristiane Viana Fantini
Missionária da Comunidade Canção Nova em Curitiba

[Conheça + ] Os missionários da Comunidade Canção Nova que moram em Curitiba!

 Posted by at 11:13
out 222015
 

por Dom José Antônio Peruzzo
Arcebispo de Curitiba

Dom-Peruzzo_site-196x261Quem entra em uma livraria surpreende-se logo pelo elevado número de livros de autoajuda. Nunca se escreveu tanto acerca desta temática. E as vendas estão sempre no topo. Sucesso, autodomínio, êxitos, conquistas e realizações pessoais. Frases, experiências dos vencedores, narrativas laudatórias preenchem muitas páginas. E com grande frequência o nome de Deus é associado às mais triunfais venturas.

Se esse mercado é próspero, é porque a demanda é crescente. Na dinâmica competitiva todos nós somos induzidos a mergulhar no ritmo dos vencedores. Não se trata de apontar erros neste processo cultural, mas de despertar para que não sejamos enredados por rumos e ritmos que podem ameaçar nossos relacionamentos e golpear outras dimensões da vida. Penso que todos já vimos e ouvimos filhos ou pais a dizer, com dor, que falta tempo ou serenidade para os afetos familiares. E, quando isso é possível, então é o consumo a invadir os desejos.

Esta observação aflorou-me à mente ao ler os versículos do evangelho deste domingo (Mc 10, 35-45). Jesus e seus discípulos estavam a caminho de Jerusalém. Sabe o leitor o que haveria lá: a cruz e a ressurreição. Partindo apenas do olhar humano, a primeira aponta para o fracasso; a segunda salienta a vitória. No caminho, dois discípulos interpelam Jesus com uma espécie de reivindicação: “Mestre, queremos que nos faças o que te pedimos” (10,36). Eram discípulos já de longa data. Somos levados a pensar que sabiam o que significa ser discípulo. Porém, o tom da frase revela mais exigência do que diálogo: “Queremos que nos faças…” Parece que comandam.

Observemos o que pedem: “Concede-nos, na tua glória, sentarmo-nos um à tua direita e outro à tua esquerda” (10,37). Na glória e nos triunfos estão interessados. Movem-se. Buscam. Pedem. É curioso que apenas algumas linhas antes o assunto de Jesus com eles fora a cruz e a ressurreição. Mas eles abordam somente participar da “glória”. O evangelista se mostra crítico a tais formas de seguimento. Não pretendiam eles seguir no caminho de Jesus. Queriam, sim, servir-se do seguimento para alcançar formas de grandeza que atendiam as suas vaidades.

Os outros dez discípulos insurgiram-se contra aqueles dois (10,41). Não por causa da insensatez do pedido; também eles tinham os mesmos interesses. E custava-lhes ficar em alguma outra posição que não a primeira. Quando os anseios pessoais se sobrepõem aos da vida comunitária sempre, e em todos os tempos, os companheiros são também concorrentes.

Por estes caminhos qualquer linguagem e opção de ética comunitária será torpedeada por aquelas vias nas quais a grandeza humana gravita em torno de conquistas e êxitos. E até o nome de Deus é invocado para tais ambições. Há o risco de invocar o nome do Deus verdadeiro em vista de aspirações de riqueza ou de poder. É a isso que chamo de religiosidade egocêntrica. Deus deixa de ser quem é e, deformado por egoísmos, passa a ser uma falsa divindade que abençoaria a desigualdade.

Termino com um questionamento, válido sempre: em qual Deus eu creio: naquele revelado por Jesus Cristo? Ou naquele a quem quero obediente às minhas preferências?

Fonte: arquidiocesedecuritiba.org.br

Leia também:

:: NOTA DE ESCLARECIMENTO AOS CRISTÃOS CATÓLICOS DA ARQUIDIOCESE DE CURITIBA

 Posted by at 14:02
out 012015
 

“Vinde e vede, aprendei de mim” esse é o tema do Retiro das Novas Comunidades que acontecerá na Canção Nova em Curitiba nos dias 14 e 15 de novembro de 2015.

Você conhece, é próximo, participa ou é membro de alguma Nova Comunidade? Então essa oportunidade é para você.

Este Retiro terá cunho formativo, de espiritualidade e fraternidade entre católicos que frequentam ou estão ligados de alguma forma a alguma das 15 Novas Comunidades existentes na Arquidiocese de Curitiba.

RETIRO NOVAS COMUNIDADES DE CURITIBA - VINDE VEDE E APRENDEI

Para conduzir o retiro foi convidada a Formadora da Comunidade Católica Shalom de Fortaleza/CE, Meyr Andrade.

Momentos de Formação, Louvor, Oração das Horas, Adoração ao Santíssimo, Partilhas, Pregações e Santa Missa estão programados para esse final de semana que promoverá atividades nesta “nova primavera da Igreja” como diz São João Paulo II a respeito das Novas Comunidades.

O Retiro terá início no sábado as 14h e encerra domingo com a Santa Missa as 18h.

Inscrição

O valor da inscrição é de apenas R$ 10 e deve ser feito em qualquer uma das Novas Comunidades de Curitiba ou por email através do contatonovascomunidades@gmail.com. Entre em contato e faça a pré-inscrição enviado seu nome completo / endereço / telefone / idade.

RETIRO NOVAS COMUNIDADES DE CURITIBA VINDE VEDE E APRENDEI 1

Sobre as Novas Comunidades

As Novas Comunidades são reconhecidas pela Igreja como um dos instrumentos importantes enviados por Deus para o anúncio de Sua Palavra, testemunhando a veracidade do Evangelho com seu estilo de vida. “Cada uma das comunidades faz uma experiência de fraternidade, uma contribuição reconhecida pela Igreja para que a Boa Nova do Evangelho seja não só anunciada, mas vivenciada”, diz o Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira.


Promoção do Evento

Desde o final de 2014, após o Retiro para as Novas Comunidades que aconteceu na Chácara da Comunidade AMI organizado pela Comunidade Filhos da Misericórdia, que representantes das Novas Comunidades de Curitiba se encontram mensalmente para promover este Retiro assim como outras iniciativas de unidade. Sendo assim, organizam este Retiro a Comunidade Católica Shalom de Curitiba, em unidade com as seguintes fundações:

Conheça também outras Comunidades de Curitiba e Região

Curta: fb.com/novascomunidadescuritiba

 Posted by at 19:50
jun 162015
 

Um programa especial falando sobre causas, complicações e tratamentos sobre OBESIDADE acontecerá na Rádio Canção Nova de Curitiba

Será nessa QUARTA-FEIRA, dia 17, na AM 1370

obesidade
Ninguém tem mais dúvida que a OBESIDADE é uma epidemia mundial e que vem causando sérios danos à saúde. Vários projetos e programas tentam reduzir estes índices. Mas e você, o que anda fazendo para mudar isso? Se já está agindo,parabéns, mas se a falta de motivação é maior, que tal tentar começar alguma coisa agora?

Para dar um empurrãozinho na sua decisão, a Rádio Canção Nova AM 1370 dá algumas dicas pra você, em um programa todo especial. Nosso encontro está marcado para a próxima quarta-feira, dia 17, à partir das 9h30 da manhã, COMBINADO?

A primeira grande dica do dia é que pequenas mudanças de hábitos fazem a diferença. Segundo dados existe uma redução de 30% o risco de morte prematura se você caminhar por 20 minutos diariamente. E você sabia ainda que, mais da metade da população adulta de Curitiba está acima do peso? É isso mesmo!

Uma pesquisa divulgada em 2014, mostrou que 54% dos adultos (pessoas com mais de 18 anos) estão com excesso de peso e 19% estão com obesidade na capital paranaense. Em 2012, os índices mostravam 51 e 16% respectivamente. Os números de Curitiba estão acima da média nacional, que é de 52% da população adulta com excesso de peso e 18% com obesidade.

Então, vamos lá, você não pode perder o Especial CN deste mês, com a participação de especialistas que trazem dicas como tratar e enfrentar tudo isso.

Não perca, é quarta, dia 17, na sua Rádio Canção Nova Curitiba, Am 1370!

Participação: Profissionais da saúde

Dra. Juliana Filus – Especialidade: Médica Endocrinologista

Dr. Lucas Fustinoni – Especialidade: Médico dermatologista

Eloise Rocha de Almeida – Psicologa (Comunidade Shalom)

 Posted by at 17:27
mar 272015
 

Sacrifício para Deus, é um espírito contrito; não desprezas um coração contrito e humilhado” (Salmo 51, 19)

Através da Palavra do Senhor, a Igreja ensina o verdadeiro sentido da penitência quaresmal. Se a penitência não conduzir ao esforço interior que elimina o pecado e a prática das virtudes, não pode ser agradável a Deus, que quer ser servido com o coração humilde, puro e sincero.

jejum

Por isso, quando os hebreus se privaram do alimento e se vestiram de saco e cinza mas continuavam a maltratar o seu próximo, foram severamente recriminados pelo Senhor e os seus atos penitenciais foram desprezados. Pouco ou nada vale sujeitar-se a privações corporais ou renunciar aos interesses próprios para respeitar e favorecer o próximo, de deixar de lado a sua maneira de ser para seguir a dos outros, se não procura viver pacificamente com todos e suportar com paciência as contrariedades que nos acontecem. A Sagrada Escritura indica, com extraordinária precisão que é a caridade que torna agradáveis os atos de penitência: “O jejum que me interessa, diz o Senhor é também repartires o pão com o faminto, dares pousada aos pobres sem abrigo, levares roupa a quem vistes andar despido e não voltar as costas ao teu semelhante. Então a tua luz despontará como a aurora e as tuas chagas não tardarão a sarar” (Isaías 58, 6-8).

Assim, a luz da boa consciência resplandecerá diante de Deus e dos homens e, a ferida do pecado será curada por um verdadeiro amor a Deus e aos irmãos. Que nesse final de Quaresma não nos faltem oportunidades por um contínuo exercício do amor doação em nosso meio, e o Sol da Justiça resplandecerá sobre nós!

Com carinho e orações!
Maria Rosângela, membro da Comunidade Canção Nova

fev 032015
 

1 só ♥, 1 só alma

Grandes organizadores de eventos usam inúmeras estratégias de marketing, publicidade e persuasão para que seus projetos tenham repercussão. Com Cristo é diferente: Ele mesmo atrai os que chamou e Ele apenas se aproveita de ambientes e oportunidades para manifestar Seu Amor por seus filhos; por você e por mim.

Na noite de 2 de fevereiro, como acontece a cada ano, os missionários da Comunidade Canção Nova renovaram seu Compromisso de doar-se inteiramente a Deus e ao seu serviço.

MissionariosCNCuritiba

Segundo relatos, nosso Santo Papa João Paulo II saudava seus amigos dizendo: “Um só coração, uma só alma”, baseado em Atos 4,33.

A beleza da Missa de Compromisso da Canção Nova em Curitiba, que foi presidida pelo padre Eder Brito, também foi reflexo da unidade. A vida que transborda de um ambiente cheio de unidade, paz e compromisso é contagiante.

Antes, durante e após a celebração, o ambiente foi preenchido por esses frutos do Espírito Santo, que são sinais de uma comunidade feita de pessoas que lutam pela reconciliação, fidelidade, dependência de Deus, esforço. De pessoas que, mesmo em suas fragilidade, dão o máximo de si por causa do irmão e da missão.

Toda beleza dessa noite foi fruto da unidade, que é consequência de uma vida doada a Deus.

Nossa alegria também foi viver essa celebração com você, que faz parte dessa família!

Deus nos abençoe,

Fernando Fantini
Formação – CN Curitiba

set 162014
 

“Até aqui o Senhor me ajudou” I Samuel 7,12

O que Deus constrói em nós não é para ficar largado de lado como acontecem com essas construções despedradas e pichadas que costumamos ver aqui ou ali.

Ele investiu em nossas bases, estruturas, alicerces; Deus usou concreto e tijolo para levantar paredes que nos deram uma forma, uma proteção. Deus “nos cobriu e pintou, nos deu portas e janelas”, nada disso é em vão.

Não é agora que vamos deixar de lado e desprezar a construção que Ele fez em nós, não! O que Deus constrói em nós não pode ser palco de destruição.
Normalmente prédios abandonados são cenários de prostituição, drogadição, abusos, tráfico, depressão, miséria, vícios, violência e revolta. Não somos assim.

Somos templo do Espírito Santo e não palco de vandalismo.

Obra pública


Não é por que já estamos a um certo tempo na caminhada com Deus que podemos relaxar e deixar as coisas acontecerem conforme o mundo quer. A nossa construção tem um dono, e um senhor zeloso: Deus.

Atenção: se acontece com você, como aconteceu comigo, de deixar a construção de Deus em você desleixada, é hora de tomar as rédeas novamente e iniciar uma reforma, dure o tempo que durar.

Reconquiste o que é seu!
Deus quer santidade, harmonia e beleza para sua vida.
O Criador não abandona a criação.
Volte-se para ELE!

Com carinho
Fernando Fantini

 Posted by at 08:00  Tagged with: