E ai galera, paz e bem!

Olha só que bacana, recebi um email e passo pra vocês, com algumas modificações rs… Ao ler lembrei-me muuuuito do meu tempo no interior do Rio Grande do Norte, Martins, minha cidade natal.

Você já jogou futebol com bola de meia?!!? Simplesmente demais. Como disse meu irmão Márcio: é isto sem tirar nem pôr…

(Luis Fernando Veríssimo: Crônicas 6, sétimo volume da coleção “Para Gostar de Ler”)

Quem não jogou futebol na rua, perdeu essa época!

As 10 regras do Futebol de Rua, o verdadeiro futebol!!!

1. A BOLA

A bola pode ser qualquer coisa remotamente esférica. Até uma bola de futebol serve. No desespero, usa-se qualquer coisa que role, como uma pedra, uma lata vazia a famosa bola de meia.

2. O GOL

O gol pode ser feito com o que estiver à mão: tijolos, paralelepípedos, camisas emboladas, chinelos, os livros da escola.


3. O CAMPO

O campo pode ser só até o fio da calçada, calçada e rua, rua e a calçada do outro lado e, nos grandes clássicos, o quarteirão inteiro.


4. DURAÇÃO DO JOGO

O jogo normalmente vira 5 e termina 10, pode durar até a mãe do dono da bola chamar ou escurecer. Nos jogos noturnos, até alguém da vizinhança ameaçar chamar a polícia.

5. FORMAÇÃO DOS TIMES

Varia de 3 a 70 jogadores de cada lado. Ruim vai para o gol. Perneta joga na ponta – esquerda ou a direita -, dependendo da perna que faltar. De óculos é meia-armador, para evitar os choques. Gordo é beque.


6. O JUIZ

Não tem juiz.


7. AS INTERRUPÇÕES
No futebol de rua, a partida só pode ser paralisada em 3 eventualidades:
a) Se a bola entrar por uma janela. Neste caso os jogadores devem esperar 10 minutos pela devolução voluntária da bola. Se isso não ocorrer, os jogadores devem designar voluntários para bater na porta da casa e solicitar a devolução, primeiro com bons modos e depois com outras  estratégias.
b) Quando passar na rua qualquer menina bonita.
c) Quando passarem veículos pesados. De ônibus para cima. Bicicletas e Fusquinhas podem ser chutados junto com a bola e, se entrar, é Gol.

8. AS SUBSTITUIÇÕES
São permitidas substituições nos casos de:
a) Um jogador ser carregado para casa pela orelha para fazer lição.
b) Jogador que arrancou o tampão do dedão do pé. Porém, nestes casos, o mesmo acaba voltando à partida após utilizar aquela água santa da torneira do quintal de alguém.
c) Em caso de atropelamento (brincadeirinha rs).

9. AS PENALIDADES

A única falta prevista nas regras do futebol de rua é atirar o adversário dentro do bueiro.


10. A JUSTIÇA ESPORTIVA

Os casos de litígio serão resolvidos na força.
Prevalecem os mais fortes ou quem pegar uma pedra antes… rsrs (brincadeirinha)

QUEM NÃO JOGOU, PERDEU UM DOS MELHORES MOMENTOS DA INFÂNCIA..

Eu joguei e fui muito feliz… e até hoje ainda jogo com meus irmãos de comunidade. É um momento de alegria, de extravazar, fazer amizade, se divertir, praticar esporte.. e isso é muito importante para a nossa vida como jovem que busca a santidade: esporte, amigos, alegria, ocupação, adrenalina, etc

Deus abençoe,

Tamo junto!

Emanuel Stênio

1 Comentário

  1. Pingback: Emanuel Stênio

  2. Pingback: emanuelphn

  3. Pingback: SauulO MartinS

  4. Muito Legal. Só faltou dizer que o texto é do Luis Fernando Veríssimo :Crônicas 6, sétimo volume da coleção “Para Gostar de Ler”
    Abrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *