O calvário é um lugar que ficava fora da cidade, próximo a um jardim com um túmulo novo.

Este lugar é chamado de crânio, em latim quer dizer calvário e em aramaico Gólgota, pois aconteciam muitas execuções públicas.

O lugar da morte e do túmulo de Jesus são reverenciados pelos cristãos, costume também dos judeus que preservavam os túmulos das pessoas mais importantes.

Interior do Santo Sepulcro, foto da primeira câmara. Este local é chamado de Capela do Anjo.

Interior do Santo Sepulcro, foto da primeira câmara. Este local é chamado de Capela do Anjo.

O imperador Constantino construiu a Basílica da Ressurreição, um trabalho que foi coordenado por sua mãe, Santa Helena.

Ao visitar Jerusalém vemos a colina do Gólgota onde Jesus foi crucificado e também uma tumba de pedra onde seu corpo foi colocado.

A redescoberta dos lugares santos foi muito importante para o cristianismo.

Santa Helena encontrou três cruzes dos condenados que diante dos milagres a cruz de Jesus foi identificada.

Em contato com o “pau-santo” um homem que estava morrendo recuperou a saúde e outro que já estava morto, ressuscitou.

A Basílica é constituída por três partes, sobre o túmulo de Jesus em toda extensão onde seu corpo foi depositado.

O Santuário tem uma grande cúpula que medindo do topo do Gólgota chega aproximadamente cerca de 5 m.

No centro temos a edícula, local da ressurreição de Jesus.

Entrada para o Santo Sepulcro

Esta é a entrada para o Santo Sepulcro, local onde Jesus foi sepultado após a sua morte de cruz.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *