No post Celebre a Epifania falamos sobre a manifestação de Deus para os Reis Magos.

A estrela se manifestou para os representantes do paganismo que mudam o seu caminho ao ver o menino Jesus.
O local da manifestação é visitado em Belém, chamado de Campo dos Pastores.
Alguns pastores vigiavam o rebanho nos campos quando um anjo apareceu e disse: “Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria de todo o povo. Hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é Cristo Senhor.” Os anjos se juntaram com uma multidão do exército celeste que louvava a Deus: “Gloria a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens.” Lc 2, 10-14
Os pastores foram ao encontro do menino que estava envolvido em faixas e deitado numa manjedoura. Tiveram o privilégio de serem os primeiros para contemplar a glória de Deus, pois eram sempre os últimos, os marginalizados.

A manifestação aconteceu para os que seguiam a lei de Deus e para aqueles que eram pagãos, para os simples e para os diplomatas. O que importa é que o Senhor se manifesta a todos, e nós precisamos corresponder.

Que o nosso coração possa estar aquecido com o nascimento de Jesus, que a sua simplicidade toque em nós.

Que o nosso coração possa estar aquecido com o nascimento de Jesus, que a sua simplicidade toque em nós.

Os pastores foram glorificando e louvando a Deus, pois aguardavam a vinda do Messias durante gerações.
O Campo dos Pastores fica na cidade de Beit Shahour.
Neste local foi construído um Santuário “Gloria in Excelsis”, no ano de 1953 por Antonio Barluzzi e hoje os peregrinos se reúnem para celebrar a véspera do Natal.
Encontramos várias grutas, onde eram guardados os rebanhos que aqueciam os pastores.
Aquele que existia antes de nossos antepassados nasceu, e é filho do Altíssimo.
O menino Deus foi adorado numa manjedoura, na simplicidade de um estábulo.
O Rei Herodes recebeu a manifestação de Deus, mas estava com outra intenção (MT 2,4).
Uma pergunta, em que situação colocamos o nosso coração, na simplicidade do lar de Nazaré ou no fausto Palácio de Herodes?
Que o nosso coração possa estar aquecido com o nascimento de Jesus, que a sua simplicidade toque em nós.

Gruta do Campo dos Pastores

Gruta do Campo dos Pastores

Os animais ficavam dentro das grutas dos Pastores. Eles faziam fogueiras para aquecerem do frio.

Os peregrinos se reúnem aqui para celebrar a véspera do Natal.

Foi neste lugar que os pastores receberam a boa nova do nascimento de Jesus. Logo eles partiram para o encontro do Menino Deus.

Acompanhemos a passagem:

“Havia nos arredores uns pastores, que vigiavam e guardavam seu rebanho nos campos durante as vigílias da noite.

Um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor refulgiu ao redor deles, e tiveram grande temor.

O anjo disse-lhes: Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo:

hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor.

Isto vos servirá de sinal: achareis um recém-nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura.

E subitamente ao anjo se juntou uma multidão do exército celeste, que louvava a Deus e dizia:

Glória a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens, objetos da benevolência (divina).”

Lucas 2, 8 – 14

Leia mais em: http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/sao-lucas/2/#ixzz2oJWFzKZB