Durante algum tempo da minha vida, eu pensei que os elogios me faziam mal, que me faziam achar sobre mim o que eu não era de verdade. Por isso, muitas vezes eu não aceitava os elogios, por mais sinceros e verdadeiros que fossem.

Em mim, havia medo de que esses elogios só massageassem o meu ego e “subissem para a cabeça”, como popularmente falam de pessoas que deixaram a humildade de lado.

Sei que a humildade é uma virtude essencial para qualquer pessoa, pois a humildade nos faz recordar sempre quem somos de verdade, recordando as nossas limitações, mesmo aquelas que parecem mais escondidas.

Por outro lado, existe uma grande importância em recordarmos quantas virtudes nós temos, e de como somos capazes de fazer o bem!

Dentro de nós, existe a necessidade de fazer o bem! É esse bem que acalma o coração de todos nós!

Todo bem vem de Deus e é Ele quem realiza o bem através de nós!

fabinho rabello sax jesus cancao nova

 

Sabendo disso, como podemos não acolher um elogio sincero?

Quando alguém elogia um bem ou um talento realizado através de nós, por mais que seja inconsciente, está elogiando  um bem que o próprio Deus realizou.

Um elogio bem dado, acaba louvando as maravilhas que Deus realiza através de cada um de nós!

Quando alguém me elogia ou te elogia, com verdadeira sinceridade, elogia a Deus, pois não há nada de bom e mim ou em nós, que não venha de Deus.

Deus seja louvado!

Abraços!

Fabinho Rabello – Saxofonista, Ministério de Música Canção Nova

Olá amigos!

Paz!

É com todo carinho que eu estou postando para vocês o vídeo da música “Canto a Misericórdia”, composta por Ricardo Sá, executada por mim (Fábio Rabello) no saxofone e o meu amigo Helder Rocha no violão.

Grande abraço!

Deus nos abençoe!

Fábio Matheus Rabello, Saxofonista – Ministério de Música Canção Nova

Olá amigos!

Paz!

Quem nunca ouviu falar que música é matemática pura?

Este documentário produzido pela Disney em 1959, nos ajuda de maneira muito clara como a música e a matemática andam juntas.

Grande abraço!

Deus nos abençoe!

Fábio Matheus Rabello, Saxofonista – Ministério de Música Canção Nova.

Olá amigos!
A Paz!
Compartilho com vocês este vídeo em que eu (Fábio Rabello) e o meu amigo Helder Rocha gravamos com todo carinho para que seja feita uma experiência com Deus através do instrumental da música “Glória” composta e cantada por Martin Valverde.

Grande abraço!
Deus nos abençoe!

Fábio Matheus Rabello, Saxofonista – Ministério de Música Canção Nova

Olá amigos!

A Paz!

No post anterior, falamos sobre o que é necessário para ser um ministro de música. E claro, que falamos de musicalidade e vida de oração… *Confira no link: http://blog.cancaonova.com/fabiorabello/o-que-e-necessario-para-ser-um-ministro-de-musica/

Mas, precisamos ser sinceros… Nenhum ministro de música nasce pronto!

Pode ser um grande problema dizermos, quem não sabe tocar, que não toque! Dizendo isso, podemos matar no ninho o futuro de grandes músicos e evangelizadores.

Há poucos dias, pude ouvir pessoalmente o fundador da Comunidade Recado, Luiz Carvalho, um grande ministro de música, dizendo como foi o seu início musical.

Luiz Carvalho dizia que sempre foi um apaixonado pela música, e foi através da música que ele foi atraído para a Igreja. Mesmo sendo um apaixonado por música, ele não tocava nenhum instrumento. Mas, foi depois de um retiro em que ele foi tocado pela musicalidade, que lhe veio a vontade fazer aulas de violão, quando ele tinha quinze anos de idade.

Porém, com apenas um mês de aula, ele foi chamado para conduzir a música na Missa para os jovens da sua paróquia, pois lá, não havia ninguém para tocar.

Claro que o Luiz não estava pronto! Mal fazia alguns acordes. Então, com muita sabedoria, a senhora que ajudava a organizar a liturgia, explicou para o povo que ele estava começando a tocar, e que precisava da ajuda e compreensão de todos.

Aos poucos, com muito esforço, Luiz Carvalho foi melhorando cada vez mais no seu ministério e até hoje ele trabalha com a evangelização através da música e hoje é uma grande referência para os ministros de música.

Podemos imaginar o que aconteceria se não fosse dada a mínima oportunidade para aquele adolescente…

Eu, Fábio Rabello, também tive as minhas oportunidades. Ainda quando criança, meu pai me levou para tocar na Missa, quando eu sabia apenas algumas notas na flauta doce. Depois, juntamente com a minha irmã, meu cunhado e mais alguns amigos, participamos juntos muitos anos em um ministério de música e aos poucos, fui me desenvolvendo, como uma semente, que por um instante, é insignificante, mas se plantada e bem cuidada, poderá se desenvolver e dar frutos.

Devemos aproveitar as oportunidades que Deus nos dá, estudando e nos esforçando, realmente para fazer o melhor para Deus!

Ao mesmo tempo, devemos perceber quais são as “sementes” que Deus coloca no nosso caminho, para que possamos cultivar!

fabio rabello sax fabinho e pai

Deus nos abençoe!

Fábio Matheus Rabello – Saxofonista, Ministério de Música Canção Nova

Olá amigos!

A Paz!

Hoje iremos conversar sobre as necessidades para ser um ministro de música.

Já ouvi muitas respostas diferentes para esta simples pergunta… Tais como: Ser de Deus, ter uma vida de oração, participar ativamente da Igreja, entre muitas outras respostas.

A resposta que até hoje mais me convenceu, saiu da boca do cantor e atual coordenador nacional do Ministério de Música e Artes da RCCBrasil, Juninho Cassimiro, durante o programa PHN, exibido ao vivo pela TV Canção Nova no dia 13/10/2015.

Resumidamente, a resposta dele foi esta:

A primeira coisa que o ministro de música precisa ter é… Talento! Ter afinação e ritmo.

E com muita simplicidade completou… Se você não tem o mínimo de afinação e ritmo, o seu ministério deve ser outro.

Juntamente com o talento, é necessário ter uma vida de intimidade com Deus, na Palavra, na oração, nos sacramentos e etc…

É isto que vai te trazer a unção e eficácia na música!

Não é possível simplesmente fazer “cara de unção” ou voz de “unção”. Assim, nada acontece!

Ao ouvir estas palavras, eu percebi que eu preciso cada vez mais aprimorar o ministério de música que Deus confiou a mim, trabalhando cada vez mais a musicalidade e a vida de intimidade com Deus, para que a música seja eficaz.

juninho cassimiro phn fabio rabello sax fabinho cancao nova

Deus nos abençoe!

Fábio Rabello – Saxofonista, Ministério de Música Canção Nova

 

Olá amigos!

A Paz!

Há poucos dias, postei nas redes sociais um vídeo tocando uma música cristã que há muitos anos tem levado pessoas a louvarem a Deus. Reunidos aqui, só pra louvar ao Senhor

Um amigo comentou o post dizendo: Música boa, não envelhece…

E pensei comigo… Por quê!?

E a resposta me veio…

Se renovamos a experiência com a música, ela sempre será nova. Depende de nós! Qual experiência iremos ter com a música?

É muito importante que sejam compostas novas canções… Mas, canções antigas, principalmente as “clássicas” vão continuar funcionando muito bem.

Deus abençoe a cada um de nós!

Fábio Rabello, Saxofonista – Ministério de Mùsica Canção Nova

Olá amigos!

Paz!

Hoje vamos falar da confiança na nossa musicalidade.

Não basta apenas  cantar, ou tocar… É necessário acreditar na nossa música.

Sabemos que o que cantamos ou tocamos já tem efeito por si só. Principalmente se o que cantamos ou tocamos é a Palavra de Deus. Mas, acreditar na nossa música é sinal de testemunho!

Com o testemunho da confiança, o efeito do que cantamos é potencializado. Toma proporções infinitamente maiores. Pois, o testemunho arrasta.

Posso testemunhar que a confiança no que se canta ou no que se toca, causa efeitos.

Ao ouvir o querido Padre Jonas Abib cantando “Senhor meu amigo, assim lado a lado eu caminho confiante, onde fores eu vou.” eu sentia que realmente este intérprete era amigo de Jesus… Sinceramente, eu não sei dizer o que me trazia a certeza de confiança do Padre Jonas Abib ao cantar esta canção. Mas, eu sentia isso! Algo que toca o coração!

abraco padre jonas fabinho rabello sax fabio

Fruto disso, ao ouvir esta canção, durante muito tempo esta oração transformada em canção se tornou também a minha oração, que brotava em meu coração em diversos momentos da minha vida…

Amigos… Não podemos ser apáticos!

Entregue o seu coração a Deus e transborde na sua musicalidade.

Deus quer realizar maravilhas através da sua música!

Deus nos abençoe.

Fábio Matheus Rabello, Saxofonista – Ministério de Música Canção Nova

Olá amigos!

A Paz!

Hoje, compartilho com vocês um making of da gravação da música “Maravilha Maravilha” na qual eu tive a Graça de participar tocando sax alto.

Esta música está no mais novo mais novo CD instrumental do guitarrista Sapo, intitulado “Notas que Curam”.

Deus nos abençoe!

Fábio Matheus Rabello – Saxofonista, Ministério de Música Canção Nova

Olá meus amigos!

A Paz!

Muitas pessoas me perguntam sobre o que eu acho sobre tocar músicas protestantes durante a celebração da Santa Missa. Este é um tema polêmico em muitos ministérios de música.

Bem… Este tema, vai além da música ser protestante ou não.

Em alguns momentos, as músicas da Missa têm texto próprio. Tais como o Ato Penitencial, Glória, Santo e Cordeiro. Nestes cantos, tanto músicas de origem protestante, como músicas de origem católica estarão erradas se não estiverem de acordo com os textos do Missal Romano que precisam ser respeitados.

Para saberem mais sobre esses detalhes, acessem: http://blog.cancaonova.com/fabiorabello/musica-liturgica/

missa

Mas, voltando ao tema… E as músicas protestantes?

Nós conhecemos muitas músicas protestantes maravilhosas e que verdadeiramente tocam os nossos corações e nos aproximam de Deus. Mas, por prudência e carinho com os meus irmãos protestantes eu não tocaria músicas protestantes na Missa.

Por prudência, pois principalmente nós que somos leigos, não temos todo o conhecimento teológico para saber se a música protestante que escolhemos para tocar e cantar, estão de acordo com a fé católica. Isto representa um risco muito grande!

Também pelo carinho que eu tenho com os meus irmãos protestantes, eu não escolheria tais canções, porque elas não foram feitas para a celebração da Santa Missa. E para muitos protestantes, ouvirem suas canções sendo tocadas na Santa Missa, soam como desrespeito para com eles.

Por isso, prefiro sempre escolher músicas de origem católica para serem cantadas na Missa… Há séculos, temos grandes tesouros musicais na Igreja Católica.

Vamos cada vez mais conhecer e utilizar estes tesouros.

Deus nos abençoe!

Fábio Matheus Rabello – Saxofonista, Ministério de Música Canção Nova