Foto: Wallace Andrade

Guardo em meus pensamentos lembranças de tantas coisas que foram importantes na formação de meu caráter, da minha personalidade e sensibilidade de músico, escritor e porque não poeta. Nos últimos tempos tenho feito um exercício muito difícil, que é o de assumir meus dons sem timidez e nem vergonha de mostrar o que sou e para que sou.  Tenho certeza de que todos nós, sem exceção, temos muitos tesouros escondidos e que foram feitos para serem colocados a serviço da humanidade. Só que em muitos casos precisamos muito mais do que pequenos incentivos e empurrões. Necessitamos de confirmações que nos deem a certeza de que estamos fazendo a coisa certa e na vontade de Nosso Senhor.  Com tanta facilidade tecnológica e tantos meios de autopromoção, qualquer um é capaz de conseguir muito mais do que os 15 segundos de fama, que tanto já ouvimos dizer, na célebre frase: “todos nós temos direito a 15 segundos de fama.” Para subir o degrau do sucesso humano, basta se juntar com gente competente, bem aparelhada e disposta a ganhar muita grana, assim como qualquer um dos caçadores de fama que você conheça.  O grande questionamento interior, que deve acontecer em cada um que sabe os dons que tem, é: “será que minha música, meu quadro, minha fotografia, meu livro, meu texto, vai trazer algum crescimento em quem escuta, admira, observa, lê ou interpreta o que fiz.”  Se o motivo que me leva a expor minhas habilidades é puramente interessado em galgar degraus de fama, dinheiro e reconhecimento, é melhor que meus tesouros permaneçam escondidos e sem que ninguém observe o brilho que ele possui.
Mas se cada peça que exponho ao abrir esse valioso baú de qualidades e dons, tem como finalidade o bem estar do outro, o auxílio num momento de angústia, ou a cura de sentimentos, com acordes que acordam pra uma nova vida, com letras que falam tudo que se vive e apontam uma trilha de esperança, com frases inspiradas pelo sobrenatural, onde quem escreve nem acredita que saíram de seus teclados aquele conjunto de palavras… então sim seus tesouros precisam deixar de permanecerem escondidos. Tesouros escondidos, não terão nenhum valor se permanecerem escondidos sem que seu valioso conteúdo não seja a salvação de quem precisa dessa riqueza enterrada. Desenterre tudo que tens aí dentro e ponha a serviço daqueles que nesse exato momento precisam soltar as lágrimas travadas, o grito engasgado, o canto sufocado e o GRAÇAS A DEUS a vida continua.

Deus abençoe!
Wallace Andrade
Comunidade Canção Nova

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *