Papa Francisco e a Família Salesiana

Papa Francisco e Dom Bosco

A Congregação e a  Família Salesiana está próxima de receber a nova ‘face’ de Dom Bosco. O Reitor Mor Dom Pascual Chàvez termina seu sucessão, em seu coração a certeza do dever cumprido e como ele mesmo disse:LASCIO UNA CONGREGAZIONE IN BUONO STATO DI SALUTEDeixo uma congregação em boa saúde.

Quero partilhar com você o que Dom Pascual nos fala sobre o Papa Francisco e sua experiência com Dom Bosco.

Um Papa que, em sua história pessoal, teve muitos contatos com Don Bosco e sua espiritualidade, graças a encontros com pessoas, lugares e circunstâncias. Papa Francis nasceu em 17 de dezembro de 1936, em Buenos Aires e foi batizado na noite de Natal na Basílica de Maria cristãos de Almagro, já na época confiada aos Salesianos. Para batizá-lo foi um missionário italiano, pai de Henry Pozzoli, muito ligado ao ramo familiar materno Sivori, da família do futuro Papa. Don Pozzoli também foi o primeiro pai espiritual e o acompanhou na maturação da vocação sacerdotal, para que quando você se tornar Cardeal Bergoglio escreveu dele que seu “serviço da igreja e exemplo de consagração religiosa” tinham uma “forte influência” na sua vida.

Papa Francisco enriqueceu sua experiência entre os Salesianos quando ele estudou por um ano no Instituto salesiano “Wilfrid Barón em Ramos Mejía. E provavelmente é por causa desses conhecidos que Papa Francesco ganhou a devoção profunda e bem conhecida, a Maria dos cristãos, a quem ele constantemente elogiado a cada 24 meses. De devoção religiosa a que, por assim dizer, “Associação” de San Lorenzo de Almagro: mesmo desportivamente Bergoglio e Salesianos reunir, desde que o time argentino foi fundado por don Lorenzo Massa, SDB e carrega as cores de Auxiliadora.

O Papa era tão pequeno, um grande fã, muitas vezes foi ao estádio com o pai para assistir o jogo da equipe e lembre-se sempre com prazer a vitória do campeonato de 1946 e a formação da época. Agora que o San Lorenzo graduou-se campeão do campeonato argentino – último domingo, 15 de dezembro – os comentaristas estão indecisos sobre interpretações: o St. Lawrence estava fazendo um presente de aniversário para o Papa ou o Papa com sua animação levou a equipe a um título da liga que não chegou a partir de 2007?

Por outro lado, mesmo a Congregação e Família Salesiana tem por natureza uma particular devoção à figura do Papa; na verdade Dom Bosco oferecido para jovens, seus filhos, amigos e associados a uma proposta de espiritualidade que girava em torno de três grandes grupos: a centralidade da Eucaristia, filial devoção a Maria e a fidelidade ao Papa e ao Magistério.

A Família Canção Nova e a Congregação Salesiana  está com o coração agradecido pela dedicação, amor, dinamismos e jovialidade do Dom Pascual que durante 12 anos verdadeiramente foi a fisionomia, a ‘face’ de Dom Bosco para a Família Salesiana no Brasil e no mundo. Breve notícia do novo ‘rosto’ de Dom Bosco para um novo tempo na Igreja e na Evangelização e na vida dos filhos de Dom Bosco que estão a caminho do seu Bicentenário.

Por, Simone Souza

Conhecer e Viver a Espiritualidade de Dom Bosco-  Estréia 2014.

Salesianos de Dom Bosco em Fortaleza

Dom Lustosa, Bispo Santo e Sábio.

 

Não deixemos que nos roubem o ideal do amor fraterno. Papa Francisco

Não deixemos que nos roubem o ideal do amor fraterno. Papa Francisco

Todos nós provamos simpatias e antipatias, e talvez neste momento estejamos irritados com alguém. Pelo menos digamos ao Senhor: “Senhor, estou irritado com este, com aquela. Peço-vos por ele e por ela.” Rezar pela pessoa com quem estamos irritados é um belo passo rumo ao amor, e é um ato de evangelização. Façamo-lo hoje mesmo. Não deixemos que nos roubem o ideal do amor fraterno!”

O Papa Francisco  na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium nos leva a pensar e nos ensina como viver segundo o amor evangélico. Ele nos ajuda a confiar e entregar ao Senhor que com seu amor misericordioso sempre vem em socorro as fraquezas dos seu filhos, mas nunca agir com o mal. ” O triunfo cristão é sempre uma cruz, mas cruz que é simultaneamente, estandarte de vitória, que se empunha com ternura batalhadora contra as investidas do mal. EG(85) 

Um dos primeiros Missionário de Dom Bosco recém chegado à América do Sul o Padre Tomatis, escreveu para um amigo que não ia de acordo com um irmão e que em pouco tempo regressaria à Europa. Sabendo disso, Dom Bosco mandou-lhe uma carta, onde levou-o  a refletir sobre o que São Paulo em uma de  suas cartas exortou seu companheiros. ‘’Ajudai-vos uns aos outros a carregar os vossos fardos, e desde modo cumprireis a lei de Cristo (Gál 6,2) A caridade é benigna, é paciente… tudo suporta (1 Cor 13,4.7) Se algum não cuidar dos seus, e principalmente dos de sua casa, é pior que um infiel (1 Tim 5,8).* 

Veja como Dom Bosco escreveu para a seu filho e como ele precisava lidar com as provas da vida fraterna.

Turim, Solenidade de Maria 1875.

‘’Um missionário deve ser capaz de suportar um pouco de antipatia.’’

More »

Espiritualidade de Dom Bosco‘Bilhete cheio de sabedoria enviado à senhorita Barbara Rostagno, que lhe havia pedido conselho e orações para escolha de um marido.’

No dia em que se celebra São Valentim, Dia dos Namorados na Itália e em alguns outros países, segue alguns conselhos do Papa Francisco para os jovens que se encontraram na Praça São Pedro.

“Queridos noivos, vocês estão se preparando para crescer juntos, construir esta casa, para viver juntos para sempre. Não queiram fundá-la sobre a areia dos sentimentos que vão e vêm, mas na rocha do amor verdadeiro, do amor que vem de Deus. (…) Não devemos nos deixar vencer pela ‘cultura do provisório’”.

“Todos sabemos que não existe uma família perfeita, um marido perfeito nem uma mulher perfeita. Existimos nós, pecadores. Jesus, que nos conhece bem, ensina-nos um segredo: nunca terminar um dia sem pedir perdão, sem que a paz volte à nossa casa, à nossa família. Se aprendermos a pedir desculpas e a nos perdoar, o casamento vai durar e seguir adiante. (…) Nunca terminem o dia sem fazer as pazes. Esse é um segredo para conservar o amor.”           Papa Francisco

 

 

 

 

 

 

 

Dom Antônio de Almeida Lustosa, ou simplesmente, Dom Lustosa, nasceu na cidade de São João Del Rei, Minas Gerais, a 11 de fevereiro de 1886, data que assinala o aniversário da primeira aparição da Imaculada em Lourdes.

Ordenou-se Padre pela Congregação Salesiana a 28 de janeiro de 1912. Ensinou filosofia e teologia. Foi mestre de noviços, diretor e vigário. Sagrou-se Bispo de Uberaba, Diocese do Triângulo Mineiro, 11 de fevereiro de 1925. Após administrar a Diocese de Corumbá – Mato Grosso e a Arquidiocese de Belém do Pará, foi transferido para Fortaleza- CE, onde assumiu a Arquidiocese em  5 de novembro de 1941 e nela permaneceu até 29 de maio de 1963.

O ADMINISTRADOR

Dom Antônio assumiu a Arquidiocese de Fortaleza em 05 de novembro de 1941, já nos primeiros meses, tomava importantes medidas administrativas, como a divisão do território da Arquidiocese em cinco Vigararias Forâneas, nomeando para região em vigário forâneo ou regional, e o redimensionamento da aérea  geográfica das paróquias para a melhoria de funcionamento delas.

Criou 39 novas paróquias; 45 escolinhas para crianças carentes e domésticas; 14 pontos de saúde na periferia de Fortaleza, Escola de Serviço Social, hoje conveniada com a Universidade Estadual do Ceará (UECE); os Hospitais São José e Cura d`Ars; e outras ações administrativas de cunho social e beneficente.

D. Antônio se empenhava, ainda, na coleta de meios para sustentar o Seminário da Prainha, onde eram ministrados os ensinos primário, secundário e superior, com centenas de alunos, professores e serviçais e que lhe merecia um planejamento e controle especiais, pois eram ajudados com esmolas, auxílios e recursos da Obra das Vocações Sacerdotais (OVS).

O INSTITUIDOR

Com seu espírito instituidor e fundador, Dom Antônio fundou a Congregação das Josefinas e estimulou e atraiu no seu tempo mais 22 instituições religiosas, que se instalaram no Ceará e que muito ajudaram na sua ação pastoral.A grande  maioria delas permanece, ainda hoje, cumprindo as suas finalidades religiosas e sociais e prestando bons serviços ao Ceará.

Processo de Beatificação e Canonização de Dom Antônio de Almeida Lustosa

Histórico

O processo teve início a partir da decisão ‘’vamos resgatar a memória desse homem’’, proferida em 5 de junho de 1999 pelo Arcebispo de Fortaleza, Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, diante de um grupo de pessoas, que estava organizando a celebração litúrgica dos 25 anos de falecimento de Dom Antônio, em reconhecimento ao seu testemunho de vida e edificante zelo pastoral.

No  primeiro momento, a Comissão desenvolveu intenso e gratificante trabalho, partindo de sua estruturação, das pesquisas de campo, do resgate da memória de Dom Antônio, da revitalização das comissões teológica e histórica do processo, elaboração do seu envio à Congregação para as Causas dos Santos, em Roma, ocorrido em 14 de agosto de 2001, data do 27º ano de morte do santo Arcebispo.

Depois do envio do processo a Roma e da ‘’Positio’’ (estudo mais detalhado de documentos e de graças alcançadas), concluída em 2009 e, ora, sob a avaliação da referida Congregação, a Comissão da Causa iniciou a segunda etapa de suas atividades, agora voltadas ao conhecimento e à consequente obtenção de provas, especialmente as cientificamente comprovadas, de graças extraordinárias alcançadas, com o pedido de intercessão a Dom Antônio e, para isso, vem divulgando, no limite de suas possibilidades, a vida e obra desse servo de Deus.

ORAÇÃO

Dignai-vos, Senhor, aceitar a caminhada do nosso irmão Dom Antônio de Almeida Lustosa rumo ao altar. Ele, que em vida soube ser servo fiel, imolando-se no pastoreio das almas, ensina-nos hoje admiráveis exemplos de virtudes cristãs praticadas com tanto zelo sacerdotal.Concedei, Senhor nosso Pai, a graça(pausa para pedir a graça…) que por intercessão vos pedimos. Amém! Pai Nosso… Ave Maria… Glória ao Pai…

(aprovação eclesiástica para uso particular)

Missa Centenário de Ordenação e 38 anos de falecimento 

Catedral – Cripta onde se encontra a tumba de Dom Lustosa.

Site Arquidiocese de Fortaleza

Transcrito por, Simone Souza

dom bosco
Quem percorre a vida de Dom Bosco (Itália, 1815) e da Família Salesiana percebe que é a fé profunda em Deus, aquela fé que “move montanhas” que levou Dom Bosco e tantos dos seus seguidores e seguidoras a chegar aos cinco continentes, aos quatro cantos do mundo. Esta fé os levou a povos de línguas e costumes radicalmente diversos, a região inóspitas. Dom Bosco quis que sua família fosse missionária. O sentido missionário é a grande riqueza da Família Salesiana onde quer que vivam e trabalham.
Na trajetória missionária, o Brasil recebeu os Salesianos em 14 de Julho de 1883 estando Dom Bosco ainda vivo. Os missionários vieram do Uruguai e chegando no Rio de Janeiro na cidade de Niterói e ao longo de mais de um século de sua presença no Brasil, os Salesianos e as irmãs Salesianas, levam sua obra a quase todos os estados.

Os “filhos” de Dom Bosco chegam a Fortaleza no dia 1 de janeiro de 1938, no bairro Joaquim Torres onde tudo começou. Na época o bispo do local, Dom Manuel Gomes da Silva, o então governador e o prefeito da cidade Raimundo Alencar Araripe se uniram e tudo fizeram para que a nova obra de Fortaleza pudesse atingir seus objetivos. Os primeiros anos foram de muitas dificuldades e provações, mas a persistência, amor aos jovens e a educação levaram os Salesianos a avançarem em todos os aspectos da missão.
Na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, antiga capela de Santa Teresinha, onde encontra a sede da missão, vemos um crescimento e desenvolvimento de forma extraordinária de acolhimento e fidelidade ao carisma. A medida que os anos iam passando, os Salesianos iam atingindo sempre mais pessoas.

Na sequência, com a paróquia bem organizada, surgem duas grandes escolas:

Dom Bosco e Dom Lustosa; uma obra social da Paróquia da Piedade e Radio Dom Bosco. Esta última completou 12 anos, uma grande conquista para todo o povo de Deus presente em Fortaleza e região.
Inspirados sempre em São João Bosco, os Salesianos avançaram e alcançam a todos, os fortalezenses de diferentes idades através da evangelização, educação e comunicação de qualidade. Hoje em especial com a Radio Dom Bosco, está conseguindo alcançar o mundo.

Em 2009, foi comemorado o aniversário de 150 anos da Congregação Salesiana. Em 16 de agosto de 2015, serão celebrados o Bi-centenário de nascimento do seu fundador. Diante dessas comemorações o Reitor-mor Pe. Pascual Chavez, lançou uma peregrinação especial por todos mundo. Uma urna, contendo as relíquias do santo está percorrendo 130 países, nos 5 continentes que há presença Salesiana. Na Região do Nordeste as relíquias chegaram do dia 21 de janeiro de 2009 em Fortaleza de 05 a 07 de fevereiro.

Muitos são os frutos de sua passagem pelo Ceará. O Evangelizar Dom Bosco promovido pelos Salesianos de Fortaleza em especial pelo veículo de comunicação a Radio Dom Bosco e seus parceiros é um grande sinal de que São João Bosco intercede pelos seu filhos e mantêm aceso o grande desejo do seu coração o serviço a igreja e o seu grande projeto de vida: “Dai-me Almas”; expresso pela força da evangelização através da educação e comunicação.

Como Família Salesiana a Canção Nova em Fortaleza tem um programa na FM Dom Bosco todos os sábados as 15:00h com o programa ‘Dai-me Almas’, em alguns eventos o Dep de Web-tv está presente com a cobertura por fotos  ou na produção de vídeos.

Só nos resta dizer: ‘Fica mais forte Dom Bosco, com o passar dos anos’.

Por, Simone Souza e Renata Sampaio.

Dom bOSCO Pedagogia

“O meu sistema? Simplicíssimo: deixar aos jovens plena liberdade de fazer o que  mais lhes agrada. O problema é descobrir neles germes de boa disposição  procurar desenvolvê-las.” (Dom Bosco)

A prática deste sistema é toda apoiada sobre as palavras de São Paulo que diz: “A caridade é paciente, é benigna, tudo sofre, tudo espera e suporta qualquer incômodo”. “Consideremos nossos jovens como nossos filhos, pondo-nos a seu serviço e não os dominando”.

 “Familiaridade com os jovens. Sem familiaridade não se demonstra afeto e sem essa demonstração não pode haver confiança. Quem quer ser amado deve demonstrar  que ama”.

Se fôssemos fazer um estudo sobre a pedagogia de Jesus Cristo a partir dos encontros com pessoas e grupos como nos narram os Evangelhos, podemos dizer que ninguém saiu destes encontros sem ser marcado profundamente.

“O mesmo se diz de Dom Bosco. Quem se encontrou com ele – o homem, o padre, o santo, o educador, o pastor – não saiu o mesmo. Que o digam os milhões de jovens que em sua vida encontraram com seu Pai e Mestre.”

ASSIM … NO CARISMA SALESIANO EVANGELIZAR , SE FUNDE NO EDUCAR E O EDUCADO EVANGELIZA.

O Sistema Preventivo de Dom Bosco se basea em 3 valores: Fé, Razão e Amorevolezza.

Fé – A pessoa busca o sentido da vida e a alegria de viver. Através de uma convivência integradora, experienciando a unidade pessoal, a mística, a ascese, com base no Evangelho, educadores e educandos abrem-se aos valores do humano e do transcendente, buscando construir o próprio projeto de vida, enquanto se inserem na comunidade de fé.

Razão- A pessoa tem capacidade de compreender a vida e a razão de ser das coisas, por isso deve sempre perceber os motivos da ação educativa. Mais importante que fazer as coisas porque devem ser feitas, ou porque se deve obedecer a um regulamento, mais importante é fazer por convicção, assumindo com responsabilidade  as exigências para o crescimento pessoal e para a convivência no grupo.

Amorevolezza-  Quem percebe que é amado, toma-se também capaz de sair de si e amar os outros. A presença salesiana se identifica pelas atitudes de acolhida, bondade, alegria e fraternidade, que criam um clima de família. A afeição demonstrada é o “tempero” de tudo.

A Família Salesiana busca a missão de proclamar a pessoa de Jesus Cristo aos jovens de todas as nações sendo:

“uma casa que acolhe, uma escola que educa, uma igreja que evangeliza e um pátio onde se encontram os amigos”.

”Amorevolezza é a marca salesiana. Dom Bosco usava esta palavra para indicar amor, carinho, afeição demonstrada, familiaridade, presença. A amorevolezza é uma energia espiritual, que nasce da mística do amor de Deus para os jovens. “Que os jovens não só sejam amados, mas que eles próprios sintam que são amados”

Fonte: Sistema Preventivo de Dom Bosco

 

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com