“ Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja “ (Mt, 16, 18)

É com esta frase que começo o nosso estudo sobre Pedro, o Homem escolhido por Jesus para apascentar o “Seu pequeno rebanho “. É a ele que foi dada a Missão especial de dirigir a Igreja após a morte de Jesus. Esta eleição foi confirmada mais tarde quando Jesus ressuscitado, nas margens do lago de Tiberíades fala com Pedro “ Apascenta os meus cordeiros.”

Leia: Jo 21, 15 –16

Pedro é o chefe incontestável, escolhido e respeitado como tal pelos Apóstolos e discípulos de Jesus.

Mas historicamente, quem era Pedro?

A pesquisa histórica diz que antes de se tornar um dos doze discípulos de Cristo, Simão era pescador. Teria nascido em Betsaida e morava em Cafarnaum. Era filho de um homem chamado João ou Jonas e tinha por irmão, o também apóstolo Santo André. Simão e André eram “empresários” da pesca e tinham a sua própria frota de barcos, em sociedade com Tiago, João e o pai destes, Zebedeu. Pedro era casado e tinha pelo menos um filho. A sua esposa era de uma família rica e moravam numa casa própria, cuja descrição é muito semelhante a uma villa romana, na cidade “romana” de Cafarnaum. Alguns textos sugerem que o pai da esposa de Pedro chamava-se Aristóbulo, que tinha um irmão conhecido por Barnabé, e pertenciam provavelmente a uma família aristocrática.
Nos Evangelhos Sinóticos, o nome de Pedro encabeça sempre a lista dos discípulos de Jesus, o que na interpretação da Igreja Católica Romana deixa transparecer um lugar de primazia sobre o Colégio Apostólico. Não se rejeita a hipótese de Pedro, assim como o seu irmão André, antes de seguir Jesus, tenha sido discípulo de João Batista.
Segundo a tradição defendida pela Igreja Católica Romana e pela Igreja Ortodoxa, o apóstolo Pedro, depois de ter exercido o episcopado em Antioquia, ter-se-ia tornado o primeiro Bispo de Roma. Segundo esta tradição, depois de solto da prisão em Jerusalém, o apóstolo teria viajado até Roma e aí permanecido até ser expulso com os judeus e cristãos pelo imperador Cláudio, época em que teria voltado a Jerusalém para participar da reunião de apóstolos sobre os rituais judeus no chamado Concílio de Jerusalém. A Bíblia atesta que após esta reunião, Pedro ficou em Antioquia (como o seu companheiro de ministério, Paulo, afirma na sua carta aos Gálatas). A tradição da Igreja Católica Romana afirma que depois de passar por várias cidades, Pedro foi martirizado em Roma entre 64 e 67 d.C.

Pedro era um homem sanguíneo, isto é o seu temperamento era o que podemos chamar de “sangue quente”,

Pedro exibia calor, intensivamente nas suas emoções e ação dinâmica. Ninguém foi tão falante, tão vibrante e tão decisivo como Pedro. Amava o Senhor intensamente e era o Seu companheiro de todas a horas; por outro lado, era tão pusilânime (fraco de ânimo), que questionado naquela terrível madrugada da sexta-feira Santa, negou diante de uma empregada o Seu Senhor, pelo qual jurara tanto amor. Porém, como todo o sanguíneo, teve a coragem de voltar atrás, não olhar para o passado e chefiar a Igreja de Jesus.

Foi este homem de sangue quente e fraco de ânimo que teve uma experiência especial com Jesus e foi ele o primeiro a responder profundamente quem era Jesus Cristo.

Encontramos o relato do evento no Evangelho de São Mateus 16, 13-19: Jesus pergunta aos Seus discípulos (depois de se informar do que sobre ele corria entre o povo): “E vós, quem pensais que sou eu?”.

Simão Pedro, respondendo, disse: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Jesus respondeu-lhe: “Bem-aventurado és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne ou o sangue que te revelaram isso, e sim Meu Pai que está nos céus. Também Eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei Minha Igreja, e as portas do Inferno nunca prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus e o que ligares na terra será ligado nos céus. E o que desligares na terra será desligado nos céus” (Mt 16, 16-19).

Foi esta experiência profunda de Pedro que o fez ser destacado entre os discípulos.

3 Comentários

  1. vanderlei soares de oliveira

    Acho que preciso de mudança na minha vida assim como Pedro,pois tenho um temperamento muito forte,não consigo me controlar meu estado de nervo diante de algumas situações,li sobre a vida de Pedro,e,me animei em buscar melhoras sobre mim.

  2. gilmar eliziano da costa

    Hoje fui questionado sobre São Pedro então , estou pesquisando para responder com certeza . obrigado pelas informações.

  3. estou fazendo uma pesquisa sobre a vida de Pedro, se ele era casado o que aconteceu com sua esposa e seu filho, e por que o celibato?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *