Aconteceu nesse sábado, 25/08/12, a Romaria Nacional de Surdos em Aparecida.

Muitos surdos e intérpretes se reuniram na casa da Mãe Aparecida para louvar o Senhor por toda graça em nossa vida!

Na ocasião, os surdos tiveram a oportunidade de conhecer toda a história da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que desde de 1986,  no seu pontificado, o beato João Paulo II, convidou toda a juventude para se reunir em Roma, a partir daí foram vários encontros entre os jovens católicos do mundo inteiro e o Papa. Quando Bento XVII assumiu seu pontificado continuou esses encontros.

Romaria Nacional de Surdos Aparecida 2012

Em 2013 a JMJ vai contecer aqui  Brasil, no Rio de Janeiro com o tema “Ide e fazei discípulos entre todas as nações”, trecho tirado de Mateus 28,19.

Os surdos e intérpretes foram motivados a participar da JMJ, mostrar a beleza da nossa juventude… Surdos ou ouvintes, mas, brasileiros! Que tem a alegria de estar perto do nosso pastor.

Pe. Aluísio  e Pe. Wilson celebraram a Santa Missa, que foi o principal momento do nossa romaria.                       Pe. Wilson sinalizava sobre a presença de Nossa Senhora em nossos corações. Maria que não importa o título, Nossa Senhora de Fátima, de Lourdes,  Aparecida…Somos todos filhos de uma ùnica Mãe, Maria!

Encerrando nossa encontro, o Mãos que Evangelizam apresentou um teatro, muito emocionante, que relatava nossa luta espiritual, os pecados que tentam nos oprimir, mas o Senhor é mais forte que qualquer coisa, é Ele quem nos liberta!

   Você não pode perder o Simpósio Saúde e Cidadania: tudo pelo motivo certo, promovido pela Rede de Desenvolvimento Social Canção Nova.

Maio foi um mês mais que especial no Progen-Projeto Geração Nova.

No dia 20 de maio, aconteceu no Progen o I Retiro para intérpretes do Mãos que Evangelizam.

O Retiro teve como tema a passagem de Jeremias 1, 05 “Antes que no seio de tua mãe fosses formado, eu já te conhecia; antes do teu nascimento já te havia consagrado”, foi um domingo inteiro de oração, pregação, adoração ao Santíssimo Sacramento e Santa Missa com a participação de diversas pastorais  e pessoas ligadas a evangelização dos surdos do estado de São Paulo.

Deus realizou muitas curas nesse dia. O domingo começou com  o amor de Deus tocando nossos corações por meio da Oração conduzida pelos missionários da Comunidade Canção Nova Rui Junio, Anailde e Débora, nos fazendo recordar que Ele que desde o ventre nos chamou e já havia nos escolhido e amado de forma muito especial.

Ainda pela manhã, Verinha que é Missionária da Comunidade Canção Nova  pregava a importância de os intérpretes reconhecerem a necessidade da Perseverança no caminho do Senhor , mas, que isso só se daria a partir de uma experiência com Ele.

Na Santa Missa, Pe. Aluísio Ricardo ungiu e orou por cada um dos intérpretes, pedindo para que o Senhor reinflamasse o Espírito e renovasse a missão, o chamado de todos os intérpretes. A Celebração Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus, que dá força para prosseguir a caminhada.

No período da tarde, o Espírito Santo se manifestou com poder no nosso meio. A Pregação de Jimmy Fioramonte, também missionário da Canção Nova foi um momento de derramamento do Espírito, curando nossos corações. O dia foi encerrrado com uma Adoração ao Santíssimo Sacramento, onde quem abriu o coração o teve curado das feridas do dia a dia, de trabalho, situações familiares e de toda história. Foi um momento muito marcante, uma oportunidade de encontro pessoal com Jesus.

Para a intérprete Lauriane Lamins que  participou da organização do encontro o resultado final superou todas as expectativas: ” foi o primeiro retiro específico para intérpretes que fizemos, sei que já deu bons frutos, pois muitos já partilharam. Deus falou com cada um em particular, isso nos deu um fôlego novo para continuar lutando”, disse Lauriane.

No sábado 19/05, celebramos os 13 anos do Mãos que Evangelizam.

Nesse dia tão especial, celebramos tudo com muita festa e alegria. Foi um momento de confraternização, também de oração.

Foi uma tarde muito divertida e animada no Progen (Projeto Geração Nova) em Cachoeira Paulista com a presença de vários intérpretes, surdos e pessoas que participaram de alguma forma desse projeto.Iniciamos com um momento forte de oração conduzido pela Irmã Dercy que é voluntária e intérprete de Libras da TV Canção Nova.

Depois, aconteceram algumas apresentações artísticas com alunos do cursos de Libras e pessoas que fazem parte dessa história.

Em seguida teve a Santa Missa celebrada por Pe. Aluísio, que nos recordou a responsabilidade de estar nessa missão e levar com  fidelidade a Palavra de Deus aos surdos que o Senhor nos confiou.

Eliane Pontes que é coordenadora do Progen, responsável pelo Mãos que Evangelizam diz que comemorar essa data é algo muito especial, “celebrar esses 13 anos é celebrar o amor de Deus que se manifesta na simplicidade e nos sustenta para nosso trabalho”, diz Eliane. A Missão surgiu em 1999 e está atuante até hoje com interpretações de Libras e Oficinas de aprendizagem na Rede de Desenvolvimento Social Canção Nova.


O Mãos que Evangelizam celebra 13 anos nesse mês de maio.

Foram anos de muita luta, alegrias, surpresas e vitória N’Aquele que nos fortalece.

O Mãos surgiu no ano de 1999, quando Mons. Jonas Abib se dirigiu ao Pe. Delci Filho no intuito de juntos evangelizarem o Brasil.

Monsenhor evangelizaria os ouvintes e o padre os surdo de todo o país, e assim se deu. Começou-se em maio de 1999 as interpretações no palco do Rincão do Meu Senhor no acampamento “Valei-me São José”.

Nessa ocasião, Monsenhor Jonas Abib inaugura essa missão dentro da Canção Nova, um tempo novo , ele disse: “Eu fico muito contente porque eu já não sou mais sozinho, eu disse ao padre (Pe Delci) agora, nós somos um. Como Moisés e Aarão, Aarão e Moisés nós somos um e através de nós muita gente vai poder ouvir a Palavra.Eu não faria sozinho, o padre também sozinho não faria.”

Padre Jonas ainda dizia:” Deus deu a Canção Nova, Deus deu uma televisão que é o meio mais massivo que existe de comunicação, Deus uniu nós dois pra levar essa Boa Nova a uma multidão que não pode ouvir com os ouvidos, mas, vai ouvir da minha boca nos sinais dele, Bendito seja Deus!”

A partir daí começamos a interpretar todos os eventos, e então surge o Wipe na TV Canção Nova, que chamamoss de quadrinho, onde fica o intérprete de Libras traduzindo os Evento da TvCN para a Língua de Sinais.

Durante essse tempo foram muitos os intérpretes que passaram por aqui, muitos voluntários, coordenadores, amigos, sacerdotes, seminaristas, religiosos, e para graça de Deus muitos surdos foram evangelizados nessa Missão.

A todos que já fizeram parte, nosso muito obrigado, com todo carinho.

Louvado seja Deus por essa linda Missão!

Foi sancionada há 10 anos a Lei de Libras, Língua Brasileira de Sinais, a fim de propagar a inclusão social e a língua própria do surdo. A lei prevê obrigatoriedade do ensino de Libras em todos os cursos de licenciatura e fonoaudiologia do país.

Vamos lutar para que cada vez mais a Libras seja conhecida e praticada.

Conheça essa Lei:

LEI Nº 10.436, DE 24 DE ABRIL DE 2002.

Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras e dá outras providências.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o É reconhecida como meio legal de comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais – Libras e outros recursos de expressão a ela associados.

Parágrafo único. Entende-se como Língua Brasileira de Sinais – Libras a forma de comunicação e expressão, em que o sistema lingüístico de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria, constituem um sistema lingüístico de transmissão de idéias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas do Brasil.

Art. 2o Deve ser garantido, por parte do poder público em geral e empresas concessionárias de serviços públicos, formas institucionalizadas de apoiar o uso e difusão da Língua Brasileira de Sinais – Libras como meio de comunicação objetiva e de utilização corrente das comunidades surdas do Brasil.

Art. 3o As instituições públicas e empresas concessionárias de serviços públicos de assistência à saúde devem garantir atendimento e tratamento adequado aos portadores de deficiência auditiva, de acordo com as normas legais em vigor.

Art. 4o O sistema educacional federal e os sistemas educacionais estaduais, municipais e do Distrito Federal devem garantir a inclusão nos cursos de formação de Educação Especial, de Fonoaudiologia e de Magistério, em seus níveis médio e superior, do ensino da Língua Brasileira de Sinais – Libras, como parte integrante dos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs, conforme legislação vigente.

Parágrafo único. A Língua Brasileira de Sinais – Libras não poderá substituir a modalidade escrita da língua portuguesa.

Art. 5o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 24 de abril de 2002; 181o da Independência e 114o da República.

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO

Sacramentos são sinais eficazes da graça, instituídos por Cristo e confiados à Igreja. Eles são “os canais por onde flui a salvação” de todos os homens.

Conheça os sinais dos Sete Sacramentos da Igreja.

No vídeo apresentamos os sinais: SACRAMENTOS/ BATISMO/ CONFIRMAÇÃO/ EUCARISTIA/ PENITÊNCIA/ UNÇÃO DOS ENFERMOS/ ORDEM SACERDOTAL/ MATRIMÔNIO.

Libras: Lauriane Lamins
Voz: Maria Mariana

Lauriane Lamins, 26 anos, é  colaboradora da Fundação João Paulo II e atua como intérprete de Libras na TV Canção Nova.

Há quanto tempo você conhece Libras?
Meu primeiro contato mais profundo foi com 19 anos de idade.

Como e por que se interessou em aprender a Língua? Sempre achei interessante, e como a maioria tinha curiosidade de entender como essa comunicação acontecia.

Há quanto tempo você interpreta?
Começei a interpretar há 10 anos, quando uma pessoa da comunidade Canção Nova, Ana Paula Ribeiro, me convidou para ser voluntária no Mãos que Evangelizam, ela quem apostou em mim e é uma das grandes responsáveis por eu ter essa profissão!

“A missão do intérprete católico vai muito além do que interpretar uma missa”

O que você sente em saber que centenas de surdos estão te assistindo?
Além de feliz, sinto a grande responsabilidade que Deus me confia. Acredito que a missão do intérprete católico vai muito mais além do que interpretar uma missa!
Claro que cada intérprete encontrará sua forma de ir além, na evangelização da pessoa surda.

Houve nesse tempo algum fato que marcou a sua missão? Sim, muitos. Mas a que mais gosto de falar, é quando uma pessoa surda é batizada no Espírito Santo, e vê-lo orar em línguas é muito gratificante, pois isso nos prova que para o Espírito Santo não há barreiras. Ele pode agir no surdo assim como ele age no ouvinte.

O que você acha que Deus espera de você nesse trabalho?
Que eu possa ser um instrumento afiado e dócil em Suas mãos. Que eu seja disponível para que Ele use de mim para salvar muitas almas.

Uma frase que resuma sua missão:
NINGUEM PODE PASSAR POR MIM E CONTINUAR O MESMO, É PRECISO QUE PASSE POR MIM E SAIA UMA PESSOA MELHOR!”
(Madre Teresa de Calcutá)

Ninguém pode ficar de fora!

Está chegando,  2/3/4 de dezembro, HOSANA BRASIL “”Abri as portas ao Redentor”, na Canção Nova em Cachoeira Paulista.

Você que é surdo e vem para o Hosana, mande um email para nós confirmando presença. Vamos preparamos uma estrutura de Intepretação de Libras para você!!!!!

Queremos acolher todos muito bem… Sejam todos muito bem vindos à Canção Nova!!!!

Você não pode perder, vem pra Canção Nova você também!

maos@cancaonova.com

Você conhece os intérpretes da TV Canção Nova?

Ailton Evangelista mora em Cachoeira Paulista, é intérprete de Libras e voluntário na TV Canção Nova.

“No ano de 2009 ingressei-me no curso de Libras proporcionado pela missão Mãos que Evangelizam, na Canção Nova. Sempre tive grande admiração e curiosidade por aqueles sinais, tendo a graça de conhecê-los fui me apaixonando e tomando amor pelos surdos.
Sempre tive interesse pela libras e isto me ajudou muito a ter um pouquinho do conhecimento que tenho hoje. Aqui na Canção Nova sempre recebemos surdos de diversas partes do Brasil e isto também nos ajuda a ter um conhecimento ainda maior dos sinais.
Minha maneira de interpretar ganhou um novo sentido em 2011, quando entendi que todo coração de surdo é terra de missão e digo mais é uma terra boa, fértil!
Grande é a nossa responsabilidade em levar para os surdos a Boa Nova do Evangelho, é algo grande. Na verdade a salvação de um povo é confiada literalmente a nossas mãos.
Aprendo muito com os surdos e peço sempre a Deus que se um dia eu chegar a plenitude da minha vocação que Ele me dê a missão de viver a fim de pastorear as ovelhas surdas.”