Quad Full HD TV 3D

6 Comments

Tv digital tem que ser entendida da seguinte forma, uma coisa é o meio de transmissão que é sempre analógico (sinais eletricos em cabos, Radiofrequencias no ar, etc… é a modulação que se faz sobre a portadora analógica que é digital, considerando que antes ela tambem era analógica.) e a outra coisa é quanto este meio tem de resolução, O que significa isso? você pode receber na sua casa um sinal decodificado de forma digital, onde ela tem uma melhor qualidade de imagem e som. dizemos 720p,740p ao som de 5.1 canais. È aquilo que entra em seu aparelho via antena. Isso é um sinal digital, é uma coisa, que tem resolução HD. lembrando que a televisão Full HD é o dobro de resolução de uma TV normal, que chamamos de HD.

A briga esta boa temos varias siglas e proposta de TVs para este ano como HD, Full HD, TV 3D com a fusão de tudo isso temos o termo Full HD 3D television e ficara mas complicado quando o termo como realidade aumentada for acrescido a este nome, isso pode ser o que chamamos da TV do futuro se tudo continuar a evoluir e se integrar como esta acontecendo este futuro estará muito próximo.

Com uma pequena re-leitura do que esta acontecendo agora, no começo do ano passado não se falava em possibilidades de uma TV 3D no mercado porque mal estava definido o sistema HD, o Brasil ainda esta no processo de implementação do seu sistema de TV digital e ainda ha muito investimento a ser feito para deixar todo pais com distribuição do sinal em HD, e já se começa a falar em criação de conteúdo em 3D e com isso a necessidade dos aparelhos de tv também estarem preparados para isso, mas quando se trata de TV 3D temos: OLED 3D, plasma 3D, LCD 3D e LED LCD 3D. Para o usuário final isso chega ser uma afronta, como entender o que significa cada uma destas opções! sem mesmo falar em ter condições a adquirir este produto, o OLED era pra ser ótimo. Em 3D, ele não é mesmo.

A diferença de imagem de DVD para HD não é tão perceptível, eu conheço e já vi varias pessoas que usam TVs em alta-definição com cabo composto e a mudança de 720p para 1080p é menos notável ainda, mas vai bastar ver aquela bem elaborada criatura em computação gráfica saltar a tela que sera o bastante para este produto se tornar o sonho de consumo de muitas pessoas.

Sua aplicação na área religiosa tera muito pouca utilização nos primeiros anos, mas poderá ser usada nas vinhetas, aberturas e na área infantil sendo explorado com mas enfaze principalmente com recursos de computação gráfica. Neste período se falara muito de realidade imersiva e sera ai que a tecnologia da realidade aumentada poderá ser incorporada aos programa interativos juntos a TV 3D, vc poderá ter um determinado objeto a sua frente totalmente aberto e vc podendo gira-lo 360° na sua frente e poder interagir com cada pesa do mesmo imagine as possibilidades que isso proporcionara onde o encontro da interação com a realidade aumentada, TV 3D e a alta definição conectada a internet, nos permitira por exemplo a fazer uma viagem ao acervo do Vaticano podendo visualizar qualquer objeto de seus museu ou detalhes de escavações como que se você estivesse presente no lugar de origem isso proporcionara um aprofundamento nos estudos bíblicos de forma nunca imaginada e a Igreja poderá colocar todo seu acervo preservado de muitos anos a disposição da humanidade através deste instrumento que substituíra o que conhecemos por TV dos tempos de hoje.

O VT 25 Series vem em 50, 54, 58 e 65-polegadas de dimensão, com certificação THX, 24p reprodução de cinema e uma taxa de contraste 5,000,000:1. (tenho um bom monitor que é 5.000:1 e acho muito bom) Também é equipado com VieraCast digital content, adaptador wireless LAN, SD Reader, duas portas USB, quatro portas HDMI e um par de óculos 3D, isso não foi pensado para uma familia, mas tera como ser adquirido opcionalmente, se tiver se perguntando o que é isso? é uma serie de TVs da Panasonic Full HD televisores 3D que será lançado na Primavera de 2010, portanto falta muito pouco para acontecer tudo que retratei no texto acima quem sabe que até em 2014 ou 2016 isso tudo já estará disponível no mercado brasileiro, a Philips tem uma TV widescreen no formato 21:9

Até aqui estava tudo bem se não fose a evolução em uma escala de tempo absurda a qual vivemos, quem acha que ao estar com sua Full HD e seu home theater esta preparado para usar desta tecnologia esta enganado porque seu sistema esta sobre a especificação HDMI 1.3 e se quiser usufruir das vantagem do 1.4 tera que trocar sua TV.

Muita gente confunde o termo HDMI com Full HD ou com televisão digital. Na verdade, trata-se de um conjunto de conectores e cabos adotados como padrão para a distribuição do sinal digital. Por apresentarem uma qualidade superior aos conectores analógicos, não faz sentido que uma TV de tubo possua entrada HDMI, daí a origem da errônea associação.

O Consórcio HDMI (Interface Multimídia de Alta Definição) reconhece a importância de formatos padronizados de 3D para filmes, games e transmissão de conteúdo, além da necessidade de organizações e empresas não participantes de ter acesso a essa parte da especificação. recentemente foi liberado para download aberto das especificações para a parte da tecnologia 3D em cabos HDMI 1.4. esta iniciativa tem como objetivo permitir que as industrias e empresas possão desenvolver produtos utilizando a entrada para imagens tridimensionais, a entrada HDMI é ideal para exibir conteúdo em Full HD (definição máxima de 1920 x 1080p) e áudio multicanais com apenas um cabo. Isso permitira que óculos que interrompem alternadamente a visão esquerda e direita para criar a sensação de profundidade (fechamento ativo), com a possibilidade de poder usar esta tecnologia em telas LCD e utilização de Blu-ray sem ter a briga de mercado por conta do formato.

O HDMI 1.4 permite resoluções de imagem até quatro vezes maior que o cobiçado padrão Full HD, os formatos compatíveis são: 3840 x 2160 a uma taxa de 24 Hz, 25 Hz ou 30 Hz; e 4096 x 2160 a uma taxa de 24 Hz, Quad full HD (Quad High-Definition) resumidamente é o full hd de 1080 passando para 4096.

Com a chegada do padrão 1.4 não basta somente comprar uma TV com entrada HDMI a diferentes possibilidades de cabos além dos modelos micro e mini, a chegada do padrão 1.4 traz as seguintes alternativas para cabos HDMI:

  • Cabo HDMI comum: cabo atualmente convencional, suporta imagens de resolução máxima de 1080i/60;
  • Cabo HDMI de alta velocidade: este modelo conta com as especificações de imagem do padrão 1.4 com suporte para resolução Quad Full HD, Deep Color e formatos 3D;
  • Cabo HDMI comum com Ethernet: embora sua qualidade de imagens seja a mesma que a do cabo HDMI convencional, este modelo possui o canal de transmissão de dados;
  • Cabo HDMI de alta velocidade com Ethernet: além das especificações de imagem do padrão 1.4, este cabo transmite dados em alta velocidade. Este é o único a trazer todos os recursos do novo padrão;
  • Cabo HDMI automotivo: permite a conexão de aparelhos externos com sistemas de som e imagem de veículos.

O HDMI 1.4 dedica um canal para a transmissão de dados de alta velocidade, até 100 Mb/s. Além de eliminar mais um fio do seu televisor, este novo canal permite que diversos aparelhos se comuniquem à mesma taxa de velocidade. Enquanto sua TV reproduz um vídeo da internet, o home theater sintoniza uma rádio online e envia informações para seu computador.

No Brasil não se deve esperar TVs com HDMI 1.4 antes de 2011, e deve começar a ficar popular somente em 2012. Até lá ainda conviveremos com o padrão 1.3 e os aparelhos da geração atual.

Fico por aqui e em uma próxima oportunidade espero tratar das diferenças entre os formatos dos óculos 3D.