É um título que me entusiasma, porque não há tarefa mais formosa do que dedicar-se a estender pontes entre os homens e as coisas. Sobretudo num tempo em que são abundantes os construtores de barreiras. Num mundo de tantas valas, que coisa melhor do que dedicar-se a superá-las?

Mas fazer ponte – e sobretudo fazer de ponte – é uma tarefa muito dura. Não se faz sem muito sacrifico. Uma ponte é alguém fiel às duas margens, mas que não pertence a nenhuma delas. Quando se pede a um padre que seja ponte entre Deus e os homens, quase se está a obrigar a ser um pouco menos homem, a renunciar provisoriamente a sua condição humana para intentar esse duro ofício de mediador e de transportador de margem a margem.

Se a ponte não pertence por inteiro a nenhuma das margens, tem de estar firmemente assente em ambas elas. Não é margem, mas apoia-se nelas, é súbita de ambas, depende de uma e de outra. Ser ponte é renunciar a toda a liberdade pessoal. Só se serve quando se renunciou.

É lógico que sai muito caro servir de ponte. É um ofício pelo qual se paga muito mais do que se recebe. Uma ponte é fundamentalmente alguém que suporta o peso de todos os que passam por ela. A resistência, a solidez, são as suas virtudes. Numa ponte conta menos a beleza e a simpatia – embora seja muito bela uma ponte formosa -; conta sobretudo a capacidade de serviço, a utilidade.

Uma ponte vive no desagradecimento: ninguém fica a viver numa ponte. Usa-se para passar, e Pára-se na outra margem. Quem quiser carinhos escolha outra profissão. O mediador acaba a sua tarefa quando mediou. A sua tarefa posterior é o esquecimento. Uma ponte é até a primeira coisa a ser bombardeada numa guerra. Por isso está o mundo cheio de pontes destruídas

Realmente ser padre é tocar no ceu e não estar lá ainda. É viver a eternidade, mas ainda só com a esperança que ela chegará. É buscar viver a pureza, lutando contra a concupsciencia. É ser mediador daquele que é o centro. É cuidar com a consciencia que precisa ser cuidado. É viver a solidão do pastor sem nunca estar só. É amar a todos, mesmo que ninguem o ame.

É aceitar a todas as pessoas, mesmo que ninguem o aceitem.

4 Comentários

  1. A sua benção, padre.

    Ser ponte é um pouco de todos nós, mas ser padre o é por excelência. Espero, ainda, a graça de ser assim mas, enquando espero, sigo sendo seta, corrimão, e outras coisas que o Senhor me pedir que seja.

    Que Deus te abençoe e te conserve sempre fiel à vocação de ser ponte!

    Jesus esteja em sua alma

  2. Paz e bem!!!

    Linda a comparação que faz da ponte com o Sacerdote.
    Que na guerra, nos bombardeios de uma sociedade que não compreende a eleição de tais homens, que são chamados e colocados a parte, nos igreja possamos nos colocar como sentinelas para anunciar que tropas inimigas estao se aproximando e que juntos possamos cuidar de nossos sacerdotes que tanto necessitamos e muitas vezes não damos a ele o real valor…
    Para que tu ponte jamais caia no esquecimento o carrego dentro do meu coração não apenas como alguem que me ajuda a atravessar para o outro lado, mas como alguem que me faz olhar para traz e ver o quanto caminhamos juntos…
    Lhe amo meu sacerdote predileto!!!

  3. na ordenação de padres diaconos etc eles deita no chão em sinal de serviço
    os padres é ´ponte de graçaas na vida de todos os irmãos estou em oração para que esta mesma ordenação acotessa comigo se Deus quiser vou ser porte de graças na vidas de todos irmãos e irmãs em Cristo…

  4. Sua benção, Pai!
    Além de ser ponte o sacerdote é convidado a deixar as redes confiando em tudo que Deus lhe providenciará, ele é também chamado a abandonar a barca, acreditando e deixando sua liberdade a diposição da Igreja , é necessário contudo Deixar o Pai(família biológica) e como “recompensa” ter a humanidade inteira como família dilatando o coração para o amor exponsal. Ser sacerdote é ser Pai de tantos filhos que precisam conhecer e amar nossso criador a cada dia.Obrigada pelo seu sim ao chamado de Deus. Estou feliz por ter um Pai Espiritual que ama seus filhos mesmo antes de conhecê-los.Paz pai amado!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>