Nulidade matrimonial e casamento de segunda união?

Por no dia jul 21st, 2007 sobre Espiritualidade, Formacao.

Hoje este é um dos assuntos mais polêmicos da atualidade, principalmente por causa da degradação da família e de supostos “novos valores”. O Sacramento do matrimônio é uma união indissolúvel, ou seja, não se dissolve por motivos quaisquer: “O que Deus uniu o homem não separe”. Jesus tornou Sacramento uma lei natural, a união do homem e da mulher está instituído por Deus desde a criação. Elevar a Sacramento quer dizer, tornar um sinal de Salvação o Amor que uni um homem e uma mulher, abertos a vida e com compromisso de fidelidade. Um mundo que sacralizou o provisório, Deus em Jesus torna o matrimônio algo definitivo e sólido. Falta a nossa sociedade hoje preparar os jovens para fazer compromissos definitivos, duradouros, e isso requer responsabilidade e entrega mútua. É no momento do consentimento: “É de livre e espontânea vontade que o fazeis”? “Eu te recebo por minha esposa”- “Eu te recebo por meu marido”. No compromisso feito um ao outro e a Deus no altar, ou seja, no Sim, que se constitui que o casamento não existiu. Não é que o casamento seja nulo, na verdade por muitos motivos na intenção de contrair matrimônio com alguém, que a Igreja pode dizer, depois de um processo minucioso no tribunal eclesiástico, que este casamento na verdade nunca existiu. “Ser livre para o consentimento quer dizer: – não sofrer constrangimento; – não ser impedido por uma lei natural ou eclesiástica. A Igreja considera a troca de consentimento entre os esposos como elemento indispensável “que produz o matrimônio” (cf. CIC, cân. 1057,1).

Este consentimento que liga os esposos entre si enconcontra seu cumprimento no fato de “os dois se tornarem uma só carne”. (cf. Gn 2,24; Mc 10,8) O consentimento deve ser um ato da vontade de cada um dos cônjuges, livre de violência ou de medo grave externo. Nenhum poder humano pode suprir esse consentimento. Se faltar esta liberdade, o casamento será inválido. Por esta razão (ou por outras razões que torna nulo e inexistente o matrimônio), a Igreja pode, após exame da situação pelo tribunal eclesiástico competente, declarar “a nulidade do casamento”, isto é, que o casamento jamais existiu. Neste caso, os contraentes ficam livres para casar-se, respeitando as obrigações naturais de uma união anterior. (cf. CIC, 1071,1. 3).

Eu tenho acompanhado um caso de um casal, Cláudio Garcia Costa e Rosimari de Fátima Szaykovski, que esperaram a nulidade dela sair para contrair um novo casamento. Ela pediu nulidade por três motivos: imaturidade, coação e medo e falta de amor, casou-se para sair de casa. Uma história bonita de fidelidade, perseverança, acompanhamento e experiência de Deus. Eles vieram de cascavel no Paraná, visitaram a canção Nova pela primeira vez no carnaval de 2000 e tiveram sua primeira experiência de Deus. Em março de 2001 vieram de mudança somente com um carro, dois filhos O Lucas e o Pedro, Lucas filho de um relacionamento que ele teve e o Pedro com três meses, filho da união dos dois. Eles não tinham muita noção do que estavam vivendo, mas começou a brotar no coração dos dois o desejo pela Eucaristia, o que eles não podiam, pois viviam em situação irregular. O Cláudio fez um seminário de vida no Espírito e começaram a participar do grupo dos amigos da Canção Nova, procuraram a mim para conversar e eu expliquei toda a situação para eles e dei duas opções: “Vocês são livres, pode continuar vivendo como casal, dar entrada no processo de nulidade e quando sair vocês casam, mas saibam estão na misericórdia de Deus, ou podem viver a castidade, baseada em muita oração e acompanhamento, podendo se confessar e voltar à vida dos sacramentos, ou seja, a Eucaristia; É um grande desafio, não é fácil, mas se vocês optarem pela castidade e fidelidade a Deus em primeiro lugar, Deus vai abençoar a vida financeira e familiar de vocês, vai ser uma mudança radical”. Dei um tempo para eles conversarem e pensarem sobre tudo isso, pensando que eles iam desistir ou optar pelo mais fácil. No outro dia após a Santa Missa eles me procuraram e me disseram: “queremos viver a Castidade, como podemos fazer, o Cláudio tem vinte anos que não confessa”!

Naquela mesma hora levei o Cláudio para minha sala e o atendi durante duas horas, vi que teria muito trabalho, mas se perseverássemos até o fim seria um grande testemunho. Ele confessou, e os dois assumiram o compromisso de viver a castidade, morando no mesmo teto esperando a nulidade sair sem prazo de tempo, isso quer dizer poderia demorar muito. Fui com eles a Aparecida do Norte no Tribunal Eclesiástico, com a ajuda do falecido Diácono Jonas e demos entrada nos papeis da nulidade. Era só o começo de uma grande mudança na vida dos dois, principalmente na vida do Cláudio, mas hoje percebo o que cinco anos de abstinência e fidelidade fizeram na vida deste homem, hoje ele é um homem de Deus, mudado na mente e no coração, tudo isso porque eles escolheram pelo mais difícil, no meio de uma sociedade que prega a facilidade e o pecado em tudo.

“Quem é fiel no pouco Deus lhe confiará muito mais”! Nós vimos o cumprimento desta promessa se realizar, eles cresceram, mudaram bastante, deram-me muito trabalho, mas eu experimentei que vale a pena conduzir as pessoas pela senda da verdade e mesmo nadando contra maré, contra o mundo e o tempo, nós hoje podemos experimentar a vitória. Eles hoje são donos da pousada mais acolhedora e evangelizadora da cidade de Cachoeira Paulista, a Pousada Família de Nazaré, progrediram da vida espiritual e financeira.
No Domingo passado a Mari recebeu a ligação do Tribunal do Paraná, lhe avisando que saiu a sua nulidade matrimonial, agora é só esperar a papelada chegar e encontrar uma data entre outubro e novembro para celebrar a segunda, mas verdadeira união dos dois, o Sacramento do matrimônio. Eles escolheram o mais difícil, o mais correto, agora podem experimentar a benção de transformar uma situação de união irregular na Família de Nazaré. Você que vivi situação semelhante, procure o seu Pároco, sua Igreja, se eles conseguiram você também pode com a graça de Deus conseguir, pois nulidade matrimonial e segunda união não é um bicho de sete cabeças, mas é preciso lutar e ser bem acompanhado: é possível!

Clique em comentários e deixe a sua opunião, seus pedidos de orações.

Com a minha benção e a benção da Igreja.

Padre Luizinho,

Sacerdote Canção Nova.

Fonte de pesquisa:
-CIC, significa Catecismo da Igreja Católica.
-Pesquisa no CIC: Sacramento do Matrimônio.

168 Responses to “Nulidade matrimonial e casamento de segunda união?”

  1. mari says:

    Querido Pe.Luizinho
    Realmente nos ,Mari e Claudio muitas vezes te fizemos
    chorar,mas que bom que o sr.nao desistiu de nos e hoje
    juntos podemos comemorar essa vitoria.
    Viver esse tempo de castidade, nos fez crescer muito
    aprendendo o verdadeiro amor , o saber esperar em Deus
    ate mesmo o nosso relacionamento como como homen e mulher mudou.E hoje somos fruto de um Padre que nao teve medo de lutar e sofrer por nos e acima de tudo amar.
    NOS TE AMAMOS PE.LUIZINHO CLAUDI/MARI.

  2. Por este e por muitos outros casos, eu vejo que o ministério sacerdotal existe para salvar pessoas, famílias, jovens. Quero aqui lembrar o trabalho silencioso de muitos sacerdotes, que estão dando a sua vida pela Igreja e pela salvação de suas ovelhas. eu só tenho seis anos e oito meses de sacerdócio, comemorados hoje dia 22. Tenho muito ainda que aprender, nesta escola eu estou engatinhando, lembro-me do meu pai fundador e seu selo e desejo de salvar e atinjir muitas pessoas pelo mundo inteiro, ele é um homem incansável, um exemplo de sacerdote. A estes homens e muitas outras pessoas que trabalham na pastoral da família e principalmente para os casais de segunda união. Quero também reconhecer a luta e aforça de vontade da Mari e do Cláudio e de todos esses casais que lutam para serem fiéis a Deus e dão um grande testemunho. Não desanimem nunca!
    Minha benção amiga.
    Pe. Luizinho,Cn

  3. Sandra says:

    Gostaria de partilhar que tamBém vivi algo semelhante, casei com 19 anos grávida e coagida e com medo de meus pais, consegui a nulidade dessa falsa união e em fevereiro de 2006 pude casar com uma pessoa maravilhosa e que está sempre do meu lado, nós somente moramos juntos após o casamento na igreja. A todos que estão nessa situação irregular, acredite na misericordia de Deus, Ele quer ver seus filhos felizes.
    Um carinhoso aBraço e a paz de Jesus.
    Sandra

  4. Amanda Cabó says:

    Vivo uma situação semelhante a do casal Mari e Claudio. No final 2001 conheci uma mulher, quando estavamos com dois mese de namoro, ele me disse que estava gravida, casei com ela por causa da gravidez, depois ela me disse que havia abortado, eu não estava presente, pois ela estava em Fortaleza-Ce e eu em Canaão dos Carajás, tentando conseguir emprego, tinha acabado de me formar. Casei em Julho de 2001, passamos pouco tempo juntos, em 2004 já estavamos separados, ela não me acompanhava, era imatura e cheia de contade. Como falei, nos separamos em 2004,inclusice judicialmente. Em 2005, conheci Amanda Maria Costa Cabó, hj vivo maritalmente com ela, temos os mesmos objetivos, trabalhamos juntos e almejamos a mesma coisa. Em Junho de 2007, dei entrada no pedido de anulidade do meu “casamento anterior” no tribunal eclesiatico do ceará, tenho muita fé que irei conseguir, pois Amanda é religiosa e ela é sim a mulher que eu Amo. No relacionamento passado, vivi uma paixão passageira, movido a imaturidade, irresponsabilidade, não vivemos nem uma ano bem, pois o motivo que me fez casar-se com ela, foi a gravidez. Peço a Padre que reze por mim, e me ajude. Quero muito casarme verdadeiramente com Amanda. Sei que o meu casamento anterior não existiu, que na hora do sim, foi circustancial.
    Aguardo resposta
    Guilherme Barreto

  5. Guilherme Barreto says:

    Só uma correção, acima, coloquei o nome da minha atual esposa, Amanda Cabó, quando era para ser o meu, um pequeno engano.

  6. Patrícia says:

    SabePe. hoje pedí a Deus uma resposta, exatamente sobre o casamento. O que fazer? Meu marido me omitiu uma crença depois que nos casamos. Crença tal que me fez qua-se desistir do meu casamento. Então, hoje pedí esta resposta a Deus, queria neste momento estar no chat de oração, para conversar com meus irmãos sobre. E para minha surpresa, me deparei com este assunto: exatamente: minha resposta.
    Obrigada JESUS!
    Te adoro Senhor Jesus!

  7. carlos edvaldo says:

    fiquei muito feliz hoje ao abrir esse site pois acordei com o coração doido. sou apaixonado por Deus e me casei e depois de quatro anos me separei hj tenho uma namorada e não participo da eucaristia.
    é com lágrimas nos olhos que escrevo pois ja pesei até desistir de viver pois conseguirei viver sem Deus.
    mas depois de ler todos esses testemunhos resolvir tambem lutar pela anulidade do meu matrimonio sei que tenho que evangelizar que minha missão mas isso me inpede.
    mas agora sei que Deus está comigo e vou lutar um abraço a todos.

  8. Monica says:

    Pe. Luisinho, ontem ao assistir a reprise do programa do Dunga ficou marcado uma coisa no meu coração: com Jesus tudo pode ser mudado. E dormir na esperança de que tudo pode ser mudado.
    Casei-me aos 24 anos. Aos 29 anos estava me separando. Isso me marcou muito, pois sou de uma familia muito catõlica. Meus valores são muito diferentes de tudo que o mundo prega.
    Mas, desde então vivi triste, sem sonhos, magoada, ressentida, enfim com todos aqueles sentimentos que acaba com a vida do ser humano.
    Me envolvi com 03 homens, relacionamentos curtos, sem vida.
    Graças a misericordia de Deus, na palestra do Hosana Brasil com Pe. Leo minha vida tomou um novo rumo.
    Fui para CN no carnaval e tive um lindo encontro com Jesus. Aos poucos estou sendo restaurada. Fiz o seminario de vida no Espirito e estou firme no grupo de oração.
    Em abril/07, dei entrada no processo de nulidade do meu casamento. Havia tentado no passado, mas meu ex-marido não aceitou, pois acho que ele tinha esperança de voltar.
    HOje, ele tem uma nova mulher e um filho.
    Ele não atendeuo chamado do nosso tribunal. Mas, o processo está sendo tocado. Já tivemos a nossa audiencia (eu e minhas testemunhas).
    Vivo com meus pais e não tenho ninguém. Fiz um propósito, entregar-me a Jesus por inteiro. Nâo existe condição e, vontade de servir ao Senhor. Se vou servi-lo num verdadeiro matrimonio ou em outro lugar (Canção NOva, quem sabe?!), não sei. Entrego minha vida nas mãos de Deus.
    Hoje, tenho a certeza que jamais trocarei a Eucaristia por qualquer relacionamento.
    Pe. Luisinho, peço que ore por esse processo e todos os envolvidos, para que a vontade do Senhor prevaleça.

    Estarei na CN no dias 07 a 09/07, pois neste Território Eucaristico renovo minha fé.

  9. Há se todos os matrimônios que um dos cônjuges adulterou e abandonou sua família, pudessem se tornar nulos, pelo menos a vítima que quisesse viver o resto da vida em castidade, estaria com a consciência aliviada sem a imposição desse laço rejeitado pela desobediência do pecado do outro e ligado no céu a alguém que não lhe ama.

  10. André Luiz says:

    Me separei da minha esposa a quase seis anos, por motivo grave, mas não tenho intenção de anular meu Casamento, sei que errei por não ter escolhido a pessoa certa, porém estou descobrindo que o celibato também é uma opção maravilhosa. A solidão têm hora que bate forte, mas na vida a dois também se tem solidão, ela faz parte do amadurecimento espiritual, pois Deus fala no silencio do deserto…Quanto a nulidade do casamento, temos que saber se estamos anulando para fugir da cruz da solidão ou se realmente è uma decisão madura e responsavel, porque é um passo grave que damos na vida e que pode ter repercursão na eternidade. E lembrem-se, não foi a nossa esposa ou esposo que nos amou primeiro, foi Ele Jesus Nosso Senhor, é a Ele que devemos prestar contas do nosso amor e fidelidade.

  11. helena calixto says:

    vivo uma situaçao semelhante essas pois estou vivendo assim a 20 anas meu marido vem de um segundo casamento, na época eu nao queria pois eu era souteira mas foi inevitavel,ue fico triste viver sem a eucaristia p

  12. Ana Claudia says:

    Tenho 33 anos e ainda não me casei não por falta de oportunidade, mas porque acho casamento um passo muito sério e ainda não amei nenhum rapaz o suficiente para dar este passo.
    Hoje em dia as pessoas se apaixonam e logo ja vão para o altar, isso quando não resolvem se amancebar.
    E isso está matando as famílias aos poucos.
    Tem gente que não tá na segunda união já tá na terceira, na quarta, etc. Pôxa aí já é palhaçada, não é verdade?
    Ainda bem que a igreja está aberta para todos que se arrependem. E mesmo em segunda casais união que querem ter uma segunda chance tendo uma vida correta serão bem aceitos na igreja. Aí vai um conselho para quem estiver lendo este comentátrio só se casem se realmente existir o amor. Pois, a paixão é gostosa mais acaba.

  13. Maria Lúcia says:

    Não consigo entender como alguém que casou e teve filhos pode anular o casamento. Entendo que um casamento possa ser anulado quando não tiveram filhos ou um dos cônjuges sofreu maus tratos ou até quando um dos dois se torna homossexual. A igreja anula casamentos mesmo já tendo filhos?

  14. Keila Maria dos Santos Ribeiro says:

    Soube esta semana que o meu primo Gelson sofre muito, pois sua “esposa” já foi casada e apesar de viverem bem, ter duas lindas filhas e participarem do NEO não podem participar da Eucaristia. Fiquei muito triste pela situação deles, mas muito feliz hoje, ao abrir este site e descobrir que é possível a nulidade matrimonial.
    Darei esta abençoada notícia à eles e espero que assim como a Mari e o Cláudio conseguiram, eles também possam receber esta Graça.

    Ao Padre Luizinho parabenizo pela atitude e que Deus o abençõe sempre.
    Ao Gel e a Fátima peço que acreditem que o Nosso Deus é o Deus do impossível.

    Que a Paz de Jesus e Amor de Maria esteja com todos nós.

    Obrigada Jesus Misericordioso. Obrigadaaaaaaa.

  15. Caroline says:

    A vida as vezes nos prega algumas surpresas, não pensava em me casar, mas encontrei um amor, porém ele já havia sido casado, isso foi muito triste pra mim. Porém é difícil mandar no coração, começamos a namorar, mas sempre pensei muito como seria, pois agora que o encontrei, quero me casar e sempre me angustiei muito por essa situação e hoje encontro essa esperança. Só que terminamos, mas eu pedi a Deus que se for da sua vontade voltemos. Peço que orem por mim, estou passando por um momento muito difícil as vezes fico sem saber o que fazer. Mas estou procurando o caminho do Senhor e sei que tudo isso vai passar.

  16. André Luiz says:

    Para se anular um casamento tem que se ter absoluta certeza se ele pode ser anulado segundo as leis de Deus; se não se tiver esta certeza, meu irmão e minha irmã viva o celibato; Pois quem tem fé nunca está sozinho; ou então tente se reconciliar com seu conjuje.

  17. Eu tbem vivi uma situação, igual, pois vivi varios anos irregular,mas não era casada na igreja, só que o meu companheiro não queria casar, vivi com ele na mesma casa,como irmãos,a castidade,ate a realização do nosso casamentona igreja,e tudo isso aconteceu quando conheci a canção nova,ai eu entendi que o que eu estava vivendo não era certo.A canção nova é uma escola,eu apreendo muito com ela.DEUS o abençõe todos voces.

  18. Patrícia says:

    Concordo com o texto do padre, pois acho que muitos casamentos são de fato inválidos principalmete pela falta de conhecimento sobre o sacramento do matrimônio. Porém, tenho percebido que os casais têm visto o processo de nulidade como algo fácil, pois ninguém, senão Deus, pode saber o que de fato se passa na cabeça dos noivos. É muito fácil dizer que cometeu um erro em ter se casdo, difícil é tentar erguer o casamento.
    Acho que a Igreja tem que lutar sim pela família, porém a busca principal deve ser salvar a família que quer se desfazer, e não arrumar desculpas para poder desfaze-la.
    Sei que isto é um pouco duro de se falar, mas me sinto triste em ver que com muita facilidade tem se tornado os casamentos nulos. Será que esta é realmente a vontade de Deus.
    Conheço 2 casais que consiguiram nulidade, isso não um pouco estranho?

  19. Maria Valente says:

    boa tarde
    Estou separada a 1 ano, fruto de um casamento de 20 anos, dediquei-me com todas as minhas forças por esse casamento, pois amava muito o meu marido, apesar do despreso que ele me dava, rejeição, falta de amor e ausências, a minha fé em Deus é muita, durante estes anos todos rezei pela salvação do meu casamento,mas o meu marido era completamente diferente de mim, temos valor muito diferentes um do outro, eu sou católica praticante, ele criticava a igreja, é uma pessoa com muito rancor, mas mesmo com estes defeitos todos amava-o, descobri que tinha outra mulher, mesmo assim dei-lhe outra oportunidade, porque para mim casamento é para toda a vida, mas ele resolveu sair de casa e ir viver com outra mulher, tenho uma filha de 20 anos, que está a passar um mau momento, superou tudo e hoje passado um ano, teve uma reacção péssima, está com uma depressão, pois o pai separou-se de mim e dela, neste momento não está comigo também, peço as vossas orações, pela minha filha, pela cura do corpo e da alma, e pelo pai, pela sua conversão, que Deus lhe toque no coração e se lembre que tem uma filha.
    Pois a minha familia foi destruida, e eu que lutei tanto pela minha familia.
    Tenho pessoas amigas que já me falaram na nulidade, mas ainda não me dispus, porque não tenho vontade, que Deus me dê uma luz se for essa a sua vontade.
    Muito obrigado e rezem por nós.

  20. MARCIA JAU says:

    MEU NOME É MARCIA ESTOU VIVENDO ESSA SITUACÃO TAMBEM.ME CASEI COM 19 ANOS PARA PODER SAIR DE CASA . NÃO SABIA O QUE ERA O AMOR ACHAVA QUE ELE SENDO UMA BOA PESSOA ESTAVA BOM DEMAIS,MAS ME ENGANEI.TENHO CERTEZA DE QUE DEUS NÃO QUER QUE NINGUEM VIVE NO ENGANO.HOJE TENHO 33 ANOS NAMORO UM RAPAZ DE 26ANOS ,E QUEREMOS UM DIA COM A BENÇAO DE DEUS CONSEGUIR A NULIDADE DO MEU CASAMENTO PARA PODERMOS NOS CASAR E TER A NOSSA FAMILIA.
    SABEMOS QUE ISSO E UMA PROMESSA DE DEUS.
    REZEM POR NOS

  21. João Pedro says:

    Tenho 34 anos, estou separado a dois anos e meio,
    fiquei casado durante seis anos.
    Já dei entrada na nulidade matrimonial no início de 2007, não tive filhos e tenho muita esperança de que receberei essa graça. Meu caso é exatamente parecido com o de Cláudio e Rosimari, pois ela confessou ao pai que tinha casado pra sair de casa.
    Moro sozinho e nunca mais me envolvi com outra mulher,
    estou esperando em Deus, sei que tudo acontecerá em minha vida no momento certo, no tempo de Deus.
    Você que vive algo parecido, não desanime, procure uma direção espiritual para melhor esclarecimento da situação e se for da vontade de Jesus, você poderá se casar novamente na igreja.
    Mas persevere e viva a castidade, com Deus tudo é possível, persevere e tenha fé.

  22. janaina says:

    oi padre vivo assim algums anos mas gotaria de pode resolver enquanto vou vivendo na misericodia

  23. Ana Paula França Campos says:

    Quero dizer que é muito importante refletir muito seriamente sobre este assunto, pois nâo é porque existe uma solução que podemos pensar coisas do tipo “se não der separa”, pois eu passei anos de brigas com meu esposo (com quem sou casada à 9 anos), e Deus me fez compreender que eu deveia ter casado com ele mesmo e que o defeito não estava com ele e sim comigo, pois a partir do momento que eu mudei, coloquei Jesus no centro de minha casa e comecei a tentar imitar Maria, me fazendo de certa forma submissa, as coisas melhoraram muito e ele também.Vamos agir com discernimento e sempre fazer tomar decisões em oração. Que Deus abençõe a todos os casais e que todos possam se Jesus e Maria. A paz de Jesus e o amor de Maria.

  24. Socorro says:

    Caro Padre.
    Gostaria de saber sua opinião sobre o seguinte: quando os filhos destes casais que conseguirem nulidade dos seus casamentos crescerem, o que os pais vão dizer que viveram quando estiveram juntos? Não sei, mas se eu fosse filho de uma história dessas, eu ficaria MUITO mais triste em saber que os meus pais negaram a existência deles, como casal, durante o período em que eu tivesse sido concebida. Para mim, a nulidade do casamento pode servir para os papeis da igreja, mas ninguém poderá nunca negar que aconteceu.
    Desculpe se eu não concordo com isso, mas não gostaria de estar na pele dessas crianças e futuros adultos. Quando duas pessoas se casam, ou é porque estão dispostos a assumir aquele compromisso, ou por quererem dar satisfação a uma sociedade, mas ninguém casa obrigado! Pode até haver incompatibilidades de vários fatores, mas ninguém pode negar que o casamento aconteceu e, principalmente, que viveram ruim ou boa uma história conjugal.

  25. André Luiz says:

    Caros católicos light, segundo a lei da Igreja quem separa não pode arrumar outro ou outra, tem que viver a castidade. Não pode nem namorar. Amar a Deus Sobre todas as coisas, lembram do primeiro mandamento? Não existe católico do mas…Sou católico, mas ja estou na segunda união, sou catolico, mas tenho que me casar de novo pois as paixões me atormentam! Busque a oração, os sacramentos, formação, busque a Verdade.

  26. Fátima says:

    Estou separada a quase um ano tenho 2 filhos desses casamento e uma filho que tive ainda solteira,me separei porque descobri que meu marido estava me traindo não quero arrumar outro pessoa tenho medo de sofrer tudo novamente,mais se um dia encontrar alguem bom vc acha que eu posso consegiur a anulação do meu casamnto por favor me responda.Padre.

  27. ELIANE FÁTIMA says:

    A BENÇÃO PADRE, VIVI EM SITUAÇÃO IRREGULAR DO DIA 28/04/2000 ATÉ 28/06/2007. QUANDO FIU MORAR COM MEU ESPOSO EU ESTAVA COM 20 ANOS E ELE 30 ANOS, ELE JÁ HAVIA SIDO CASADO DURANTE 5 ANOS, SÓ Q SEU CASAMENTO ERA NA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS, EU ERA SOLTEIRA. EM 2002 TIVEMOS A NOSSA PRIMEIRA FILHA, AGORA EM 2007 TIVEMOS NOSSO SEGUNDO FILHO, EU SEMPRE FREQUENTEI A IGREJA, FIZ PRIMEIRA COMUNHÃO, NO ANO DE 2005FIZ A CRISMA, E MEU ESPOSO SEMPRE FOI AFASTADO DA IGREJA, MINHA VONTADE SEMPRE FOI CASAR, POIS SABIA Q ESTAVA VIVENDO NO PECADO, E ELE SEMPRE IRREDUTIVEL,O PADRE Q É MUITO AMIGO NOSSO SEMPRE NOS COBRAVA ISSO, NESTE ANO RECEBI A GRNADE GRAÇA DO SENHOR O MEU ESPOSO ME DISSE SIM, FOI UMA CERIMONIA, LINDA, FOI UM CASAMENTO COMUNITARIO, HOJE ME SINTO MAIS FORTE, MEU CASAMENTO ESTA MAIS SOLIDO, ERA O QUE FALTAVA EM NOSSAS VIDAS, MESMO QUE VIVIAMOS FELIZES, MAS O MATRIMONIO FALTAVA. HOJE ESTAMOS MUITO FELIZES, NOSSA CASA ESTA ABENÇOADA.

  28. Cássia Cristina Theiss says:

    Tenho 34 anos, estou divorciada há 12 anos, não tive filhos dessa união, que foi imatura e precipitada e meu ex-marido entrou com pedido de nulidade. Quando separei, fui conversar com um padre e fiquei muito revoltada, pois o mesmo disse que eu poderia participar das santas missas, mas eu não poderia comungar. Então me senti excluída da igreja, pois porque participar das santas missas e me excluirem na hora de comungar? Estava muito deprimida, com diagnóstico médico, e desisti de participar da igreja católica. Procurei várias outras religiões, mas não encontrava JESUS CRISTO em nenhuma delas, não queria voltar ao catolicismo. Conheci, hoje fazem sete anos, meu companheiro, onde temos um relacionamento dito “união estável”. Somos maduros, nos amamos muito e temos certeza de que somos para vida inteira. Porém ele também foi casado, desta união surgiram dois filhos. A separação foi litigiosa e volta e meia a ex-esposa (lê-se esposa?) nos encomoda. Aos poucos, com ele resolvi procurar a igreja católica, comecei a assistir a Canção Nova e a me encontrar novamente com o Senhor Jesus. Gostaria muito de participar de algo na igreja, sinto que tem um chamado no meu coração, para fazer algo, em nome de Jesus, mas tenho medo de não ser novamente aceita, pela minha situação. Pensei, sim na nulidade do casamento dele, mas existem duas situações: a ex-esposa (lê-se esposa) não aceitará e não participará do tribunal e, como nos comentários anteriores, como anular um casamento com presença de filhos dessa união? Da nossa união surgiu uma criança que estamos tentando criar falando de Jesus, assistindo a Canção Nova, participando das missas, enfim tentando aproximar ao máximo a DEUS. Gostaria de uma luz, pois esta situação me encomoda, não quero me afastar novamente, preciso seguir a luz de Jesus, precisamos criar nossa filha em Jesus. Por favor Padre me responda. A paz de Jesus

  29. Italanez says:

    Quero Parabenizar a Mari e Claudio pois estive ai em cachoeira Paulista e os conhecie pessoalmente, eles formam um lindo casal, são pessoas excelentes, batalhadores e perseverantes. Parabenizo também Pe. Luizinho por incentivar e apoiar está segunda união.
    E deixo a seguinte REFLEXÃO: Na cerimonia da Sagrada Missa tem um termo que me toca muito: “SE SOU DIGNO QUE ENTREIS EM MINHA MORADA, DIZEIS UM PALAVRA E SEREI
    SALVO” Quando é dito isso o proprio DEUS está perdoando à todos não importa qual seja o PECADO desde que a pessoa esteja totalmente arrependida e consciente do mesmo. Se Deus na sua humilde misericordia perdou à todos como é citado na BIBLIA, e disse mais aquele que nunca pecou que atire a primeira pedra em relação a Madalena, quem somos nós pobres mortais para recriminar o pecado de alguém, que o fez por fraqueza, imaturidade ou coação. Nem a própria Igreja pode ditar regras e sim tentar trazer as ovelhas desgarradas para junto do Pai está é a sua verdadeira missão, como fez o Pe.Luizinho, pois Deus que todos os seus filhos juntos e regenerados se por motivos que não nos dizem respeito comerçarmos a descriminar e julgar os atos dos outros ficaremos cada vez mais longe da vontade do Pai, que amar a Deus sobre todas as coisas e ao proximo como a si mesma, saber reconhecer os nossos erros e perdoar para não cairmos mais em tentações. Se DEUS perdoa a todos quem somos nós julgar ninguém…………
    FELICIDADES!

  30. Daniela Maria says:

    Padre, fiquei muito feliz quando vi essa matéria, pouco se houve falar sobre nulidade e segunda união.
    Tenho me colocado diante de Deus e preciso de sua resposta.
    Sou divorciada há 5 anos, entrei com o pedido de nulidade em 2003 quando passei a viver maritalmente com uma outra pessoa. Sabia da demora que é esse processo, porém pela música do Pe Cleidimar ” O impossível Ele pode realizar”…venci. Todas as vezes que pensava em desanimar, pois é longo o processo de nulidade, cantava essa música.
    Em março de 2006 o meu casamento se tornou nulo, com a Graça de Deus, ainda estou vivendo com a mesma pessoa e ele sempre quis casar, porém agora me bate um medo muito grande, pois fica a pergunta e se não der certo?. É um baque muito grande, uma separação.
    Eu o amo e sei que ele também, sinto muito falta de Jesus Eucarístico, mas pelo fato de ter errado uma vez e um erro sério tem medo, mesmo me relacionando muito bem com ele de algo dar errado.
    Tenho rezado e pedido muito a Deus que me instrua.

  31. Americo de Araujo Pastor says:

    Padre Luisinho, vivo hoje uma situação parecida, fui “casado” por 8 anos, hoje vivoquase 20 anos numa segunda união, dei entrada no pedido de processo de nulidade, apesar de achar um pouco caro (+/- sete salários minimos) e que se pagasse um advogado particular o processo sairia mais rápido. Hoje estou a 1 ano e meio esperando e o processo ainda não iniciou (talvez porque não aceitei advogado particular), mas fico no aguardo e acredito que o que “DEUS uniu o homem não separa”, se a união foi abençoada por Deus ningúem consegue separar. Vivo uma situação difícil com meus filhos, pois minhas que estão fazendo catequese para 1°eucaristia, me questionam porque eu não tomo eucaristia, e apesar de tentar explicar, fico meio constrangido.
    Moro em Petrópolis-RJ, e gostaria de uma palavra sua.

  32. Nayara says:

    padre amo mto o senhor… vc foi e sempre será mto importante na minha vida….. um amigão… e sem contar que voce eh um padre FASHION….. HEHEHEHEHE……. SAUDADES

    FORTALEZA – CEARA

  33. Sueli rodrigues says:

    ao casal acompanado peloPadreLuisino, Mari e Cláudio, Deusosabençoe. Deus seja louvado pelo testemuno exepcional. fico feliz em ver pessoas corajosas que remam contra  maré e sao verdadeiros homens e muleres de fé. ObriadoSenor, nos de esta coragem também.

  34. CLÉIA says:

    MEU RECADINHO É PARA MARIA VALENTE.O NOME JÁ DIZ QUE VOCÊ É MARIA E VALENTE, ENTÃO NÃO DESISTA DA SUA FAMÍLIA E LUTE PELO SEU CASAMENTO.VIVO UMA SITUAÇÃO PARECIDA COM A SUA E ESTOU NA LUTA.TENHO QUATRO LINDAS FILHAS DE MEU ÚNICO E PRIMEIRO CASAMENTO E MEU MARIDO ESTÁ EM ADULTÉRIO MAS O ESPÍRITO SANTO DE DEUS ME AJUDA A CONTINUAR A LUTA PARA RESGATAR MEU CASAMENTO.DÓI IRMÃ MAS NÃO DESISTA ESTAREI ORANDO POR VOCÊ E SUA FILHA.LEMBRE-SE, ESPERA NO SENHOR MESMO SE A SOLIDÃO TEU PEITO MACHUCAR POR VER ALGUÉM QUE AMAS LONGE DO SENHOR ANDAR…ESPERA NO SENHOR…RESPEITO AS LEIS DA NOSSA IGREJA MAS REZO PARA QUE NÃO HAJA CASAMENTOS NULOS ACREDITO NA FAMÍLIA QUE É UMA CENTELHA DO CÉU E PORTANTO O QUE DEUS UNIU O HOMEM NÃO SEPARA.DEUS ABENÇÕE…

  35. Depois de ler lido o testemunho que gostei muito pela perseverança dos dois, que Deus os ajude. Também gostaria de dar um pequeno testemunho resumindo minimamente. Separada há 16 anos, divorciada há 13 anos e casamento nulo há seis anos, por imaturidade, infidelidade da parte do meu marido e falta de amor. Casada há 20 anos com dois filhos e abandonada por outra mulher. Um dia em confissão depois de ter contado toda a minha vida um Padre por acaso Brasileiro aconselhou me a ir à Diocese expor a minha situação e na altura eu até pensava refazer de novo a minha vida. Depois de todo processo passado um ano e tal veio a nulidade do casamento. Mas entretanto nesse tempo que foi decorrendo, houveram muitos problemas, sofrimento, asneiras e sempre que rezava o Comum das virgens na Epistola de S. Paulo aos Corintios 7,25-40 S.Paulo numa leitura que escreve acerca do estado da pessoa diz: “Quem não é casado preocupa-se com os interesses do Senhor , procura agradar o Senhor” . Sempre que a lia a leitura ficava deveras a pensar o que S. Paulo quereria dizer com a leitura. Embora reconheça a minha miséria, sempre procurei agradar a Deus. E Deus foi trabalhando foi-me modelando e fez em mim muitas maravilhas e sou feliz no estado de solteira. Também eu “como S. Paulo, penso que possuo o Espirito de Deus”. Ester Tavares Portugal

  36. Daniele says:

    Padre Luizinho, paz de Jesus!

    Quero registrar aqui o meu testemunho a respeito de iniciar um processo de nulidade no tribunal eclesiástico!

    Hoje eu tenho 27 anos, e casei com 22 anos, o casamento chegou ao fim depois de 10 meses… graças ao acompanhamento do paróco da minha comunidade, onde sou catequista e serva da RCC, vendo todo o meu sofrimento ele começou a estudar o meu caso e conversou comigo a respeito da nulidade!

    Tudo iniciou no segundo semestre de 2003, e a nulidade saiu em julho de 2005… foram tempos em que eu não namorei ninguem, embora por ser jovem muitas oportunidades surgiam, inclusive de pessoas boas… mas com luta e oração fiquei em castidade de namoro, e DEUS me deu a vitória!

    No período todo de 2006, orei com Maria a graça de poder ter uma familia, um homem que realmente aceitasse minha história e que amasse antes de mais nada esse DEUS… foram quatro anos sem namorar ninguem!

    Foram quatro anos em que Deus me curou, curou como mulher de se sentir rejeitada, feia e incapaz de ser amada, Deus não desistiu de mim e me ensinou a não desistir de AMAR! No HOSANA de 2006 eu ja era amiga da pessoa que viria a ser meu namorado, mas nesse acampamento na CN eu me rasguei e Deus me ouviu! Por intercessão dAquela que me ensina a ser mulher, filha e vai me ensinar a ser esposa e mãe!

    E em maio de 2007, iniciei um namoro, estou vivendo uma nova experiência do que é namorar… peço as suas orações pela gente, pelo nosso namoro e nossos familiares!!!

    Obrigada por esta boa nova que o senhor nos apresentou e hoje posso dizer que sofrer com DEUS e esperar nELE vale a pena… Hoje louvo a Deus, nesse periodo de espera pela processo de nulidade e depois por um namoro em Deus, fui estudar, fiz mestrado na USP em São Carlos em Engenharia Mecânica, dia 19/07/07 eu entreguei minha dissertação, e em breve será a defesa… é como o senhor disse “se sou fiel no pouco, ELE me confiará mais”

    Louvado seja Deus pela canção nova e por sacerdotes como o senhor e meu paróco que sabe realmente não desistir dos seus filhos!

    Abraço,

    Daniele
    Ribeirão Preto – SP

  37. HECTOR SEBASTIÃO DA ROCHA says:

    Bom Dia! Pe. Luizinho,

    Foi com muita emoção que li o testemunho do Claudio e da Mari, quando despojamos nos braços de Jesus, ele faz a obra com certeza!
    Estou vivendo uma situação semelhante! Fui casado por 07 anos, mas por razões financeiras e conflitos familiares, nosso relacionamento acabou e partimos para a separação judicial. Desde então, optei pelo celibato e quero me entregar por completo a serviço de jesus! Após uma minuciosa confissão, poderei voltar aos Sacramentos da Eucaristia? Ou terei de solicitar a anulação do matrimônio?

  38. Carla says:

    Pe. Gostaria muito de lhe falar diretamente, pois estou com uma situação tão constrangedora em meu casamento que não consigo achar a resposta e também não quero contratriar as leis de Deus.
    Mas acho que o que estou vivendo poderei pedir a nulidade de mu matrimonio com certeza. Amém

  39. jandira nunes says:

    Olá, irmãos, li atentamente todos os comentários, e fico com que diz a minha irmão CLéia: oro, para que não haja matrimônios nulos, acredito também na santa família. Pois no momento estou separada, aguardo que a Divina misericórdia de Deus alcance o coração do meu esposo, e Lhe a verdadeira conversão, que cura, liberta e salva. Amém. O Senhor fez comigo, também pode fazer com ele(esposo). Também, tenho dois filhos, como ficariam este filhos que foram desejados – seriam de mãe solteira? É complicado.
    Que Deus os abençõe.

  40. NELSON GIRARDI says:

    ESTOU VIVENDO O QUE COMENTOU O ANDRÉ LUIZ.
    EM AGOSTO FARÁ 3 ANOS QUE MEU CONJUGE FOI EMBORA.
    CHEGUEI A CONCLUSÃO QUE SE TIVESSE BUSCADO A NUNILADE ESTARIA BUSCANDO UMA JUSTIFICATIVA.
    CASEI ADULTO.
    SABIA O QUE ESTAVA FAZENDO.
    NÃO SERIA DEPOIS DE 18 ANOS QUE ESTARIA ACORDANDO.
    QUE DEUS LIVRE-ME DE ACHAR DESCULPAS.
    DESCOBRI O QUE DEUS TINHA ME RESERVADO.
    DESCOBRI QUE O OPOSTO DO AMOR É O EGOISMO E QUE
    “O AMOR JAMAIS ACABA” (I Cor. 13,8).
    QUE DEUS ME PERDOE DE NÃO TER CUMPRIDO O JURAMENTO, O AAAAAAAAAAAAAAAAMOR.

  41. Patricia says:

    Bom dia, paz e bem a todos!
    Foi com muito interesse que li este artigo, pois sou divorciada, e depois de 8 anos de divórcio me vi amando um outro homem.
    Meu casamento foi feito às pressas pois eu estava grávida aos 16 anos e minha mãe disse que eu precisaria me casar, e aconteceu o casamento mesmo sem o meu ex marido querer.
    Vou iniciar o processo no Tribunal Eclesiástico, pois acredito que conseguirei a nulidade do meu casamento.
    Sinto em meu coração uma forte vontade de receber a Eucaristia, porém isso não me é possivel, então o faço de coração.
    A imaturidade, a falta de preparo tem levado a acontecer tantas e tantas vezes situações como a minha e como a do casal citado no artigo.
    Meu filho irá se carar em outubro próximo, e tenho procurado orientá-lo tanto quanto me é possivel, e tenho pedido muito a Deus que o abençoe, lhes dêsabedoria e dicernimento, para que o casamento dele seja verdadeiramente uma união em Deus.
    Que Deus abençoe a todos nós.

  42. COMENTARIO DE MARIA APARECIDA says:

    Hoje estou junta com Zeilton a dois anos temos um filho e peço a ajuda de Pe. Luizinho, pois sou criticada pela familia da ex- esposa dele que também hoje ja tem uma nova união. O que devo fazer para conseguir a nulidade do casamento do meu companheiro pois tb sofro por não poder receber Jesus Eucaristico e percebo como esta frase me machuca O DEUS UNIU O HOMEM NAO SEPARA. quando me juntei com ele Pe. ele ja estava separado tenho a conciencia de que nao fui a causa, mas mesmo falta na minha casa harmonia, amor e muita misericordia, falta JESUS VIVO. ME ajude eu tb quero me encontrar com JESUS.Peço a Deus por ela a ex-esposa dele para que Jesus toque no coração dela e ilumine a sua relação.

  43. Rosangela G dos Santos says:

    Quando eu e meu esposo tivemos o nosso encontro pessoal, real, verdadeiro com Jesus (Na Canção Nova) nós já estávamos juntos.queríamos viver nossa “felicidade”, “era direito nosso”… Mas, Jesus quis nos mostrar a verdade! E a falta da Eucaristia começou a arder em nosso coração. Graças a Deus encontamos um padre “corajoso” como o Pe Luizinho. Um verdadeiro pastor, amante da Palavra e fiel à Igreja -que nos orientou, nos acompanhou por 9 meses, estando nossa disposição em viver a castidade, nos ouviu, nos conduziu e finalmente nos ouviu em confissão e pudemos voltar a receber Jesus. Hoje já se completaram 5 anos de vida em castidade… um sacrifício ínfimo em comparação ao sacrifício de Jesus, mas que é enormemente recompensado pelas graças de se receber a Eucaristia e de se estar com Jesus na confissão. Hoje realmente vivemos a nossa “felicidade”. Deus abençoe padres que tem a coragem de serem fiéis a Deus sem deixar de entender as falhas e quedas de seus filhos!

  44. Rosangela G dos Santos says:

    Esqueci de dizer: eu e meu esposo somos de são José dos Campos e frequentamos a Paróqui Espírito Santo!

  45. Cícera says:

    Pe. Luizinho a vida as vezes tem seus mistérios, eu como toda jovem sonhei com um namoro noivado e o casamento.Gostaria muito de falar com o senhor da minha esperiencia, pois sou de segunda união o meu esposo já deu entrada no pedido de nulidade, mas por ser uma situação delicada pra quem tem uma vida ativa na igreja gostaria de partilhar mais,mesmo sendo acompanhada pelo nosso bispo e o nosso pároco sentimos nessecidade de sabermos mais. As vezes me sinto “carente de irmãos em Cristo” (na igreja) que por tantas vezes pregam a MISERICORDIA mas limitam nos julgando.Duvidam do nosso amor por Deus,mas se ñ fosse o nosso amor por Jesus ñ buscariamos uma perseverança ou seja ñ queriamos mais saber de uma “igreja” que LIMITA a Graça de Deus.E quem garante que aqueles que ñ se separaram vivem segundo a vontade de Deus,vivem fielmente como diz na palavra: E SEREIS UMA SÓ CARNE. Que o Senhor e a Mãe do Céu abençoe sua coragem pois falar desse assunto muitas vezes é preciso coragem.

  46. sandra says:

    Bom dia….
    A Paz de Jesus!
    Achei muito linda a história de Mari e Claudio é pelo que pude observar Deus realizou uma obra linda em suas vidas e tenho certeza que muitas bençãos ainda serão derramadas sobre suas vidas.
    Estou passando por uma história muito semelhante pois hoje aos 25 anos de idade.Me chamo Sandra, resido em Palotina e em 12 de novembro de 2004 contraí o matrimônio com Evandro.Em 07 de Outubro de 2006 nos separamos de corpos e em 11 de julho de 2007 aconteceu a separação do civil.
    Hoje estou preparando todos os documentos para tentar anulidade do casamento por três motivos: Distância, Alcoolismo e Impotência Sexual.
    Hoje, após 9 meses separada, estou namorando e sinto que Deus quem colocou Marcelo em minha vida e com a graça Divina seremos muitos felizes e temos planos em se casar novamente, pois ele é viúvo.
    Sou uma mulher com Fé fervorosa em Deus, sou da Renovação Carismática Católica e creio que Jesus fará uma obra em minha vida e peço irmão (a) que rezem por mim para que Deus manifeste ainda mais seu amor e que seja anulado meu casamento se for da vontade dele.
    Tenho certeza que não sou a única pessoa que passou por esta situação, mas peço que todos que forem tentar a anulação que tenham fé em Cristo como eu tenho e possam deixar sempre ser guiados por Deus…..
    Fiquem todos com Deus

  47. Jucileide says:

    Eu acredito que situação semelhante a minha é rara, aos mais ou menos dezesste anos atrás,namorei, engravidei e casei na igreja, vivi quase 5 anos com o pai da minha filha, mas por não ter uma experiência com Deus separei. Fui experimentar uma alegria falsa, aquela que o mundo nos oferece. Há nove anos atrás conheci o Eder, que para complicar já havia sido casado também na igreja. Conheci a Renovação Carismática. Tive uma experiência com Deus e o desejo pelo Eucaristia, mais não podia porque vivíamos irregul. Comecei a clamar o Poder de Deus. Procuramos o Sacerdote, demos entrada nos papéis, depois de quatro anos em oração, recebemos a boa notícia que havia saído a nulidade de nosso casamento e ano passado tivemos a graça de podermos casar novamente. Para quem vive nesta situação, meu irmão e minha irmã, clame o Poder de Deus e você será atendido, hoje somos felizes, porque o nosso Deus é poderoso e amado e nos ama acima de todos os nossos pecado. Amem.

  48. Homem apaixonado pela esposa says:

    Parabéns pelo testemunho do casal é muito bonito ver que as pessoas estão buscando “consertar” suas vidas do modo correto, da maneira que Deus, através da sua Igreja, deixou para nós. Exitem porém as pessoas que usam desta prerrogativa da nulidade para acabar com
    um casamento que foi consciente e que por situações diversas existentes no mundo de hoje, foi se acabando até chegar ao ponto de um dos cônjuges dizer: “Não quero mais essa pessoa pra mim.”

    O que será que ocasionou tanta dor e mágoa???

    Traição? Desconfiança? Incompatibilidade de Gênios?

    Lembremo-nos que Deus é misericórdia e que está pronto para nos curar e limpar nossas feridas e independente de seu casamento estar “acabado”,sempre é tempo de Deus curar as mágoas e ressentimentos existente em nossos duros corações.

    Entreguemo-nos à acão de Deus em nossas vidas e veremos os milagres que Ele pode nos propiciar.

    Amor que é amor nunca morre.

  49. Luciana says:

    Vivo uma situação semelhante, me casei 2000 com muito amor e deticação a pessoa com muita verdades da minha parte, so que com 1 ano de casado ele me confessa que não me amava e que queria o divorcio.com isso em 2003 estava já divorciada encontrei outra pessoa a qual estou me casando agora em agosto mas não consegui a anulação matrimonial,já fui no tribunal eclesiastico de Brasilia tenho todos os documentos necessario mas não tenho condições financeira peço orientação e reze pois o meu sonho é conseguir para voltar a eucaristia que sinto muita falta.

  50. ANDRÉIA says:

    A Paz de Jesus Padre Luizinho, vivo uma situação semelhante a e Rosemari,pois me casei para me livrar da minha casa, pois minha família me apresentava e causava vários transtornos, onde me refugiei em um casamento pois nao sabia do verdadeiro valor do sacramento do matrimônio, tenho 33 anos sou do Paraná, fiquei casada 7 anos e agora conhecendo o valor do verdadeiro amor através de testemunhos pude confirmar a falta de amor no meu caso onde ouve apenas paixão, mas enfim me separei faz 5 anos, dei entrada do meu processo no Tribunal Eclesiástico, e confio nas promessas de Deus, que ele diz que quando nos arrependemos de coração e procuramos viver na sua palavra ele derrama suas Bênçãos pois ele é um Deus da Justiça e da Verdade, enquanto isto rezo para ter a graça da perseverança e me preparar em Deus e esperar meu “José” para ai sim ter uma família Santa. Reze por mim e pelo meu processo Padre Luizinho, irei incluir o Sr em minhas orações para Jesus Misericordioso te iluminar com seus Raios amorosos!! Amém

  51. Alexandra says:

    Paz e Bem,

    Padre Luizinho, é a primeira vez que estou no seu blog, e este assunto me chamou atenção pois tenho uma conhecida na qual o pai pediu a nulidade do casamento com a mãe após terem vivdo 12 anos juntos e tido duas filhas, alegando falta de desejo por ela. Entretanto no o “Vaticano” após o processo negou a nulidade. Porém, seu pai é engenheiro civil e construiu algumas Igrejas em uma cidade no interior e realizou algumas doações a Igreja e agora o processo foi reaberto e está em andameto a favor dele. A Família dela está muito frustrada devido a este fato, pois todos participam ativamente da Igreja Católica e ficaram decepcionados. Como esta família deve proceder?

    A paz de Jesus e uma forte abraço
    Alexandra – Contagem MG

  52. Nélida says:

    Paz & Bem!!
    Padre Luizinho também estou no aguardo da nulidade do meu matrmônio, reze pelo êxito do meu processo e por mim para que eu continue caminhando e olhando somente para Jesus, sem os desejos e vontades de fazer a vontade do “mundão” na minha vida, mas somente aquilo que Deus tem para mim.
    Deus o abençoe!!!
    Abraços Fraternais,
    Nélida Durand
    Brasília-DF

  53. Alcione says:

    Saudações!!!
    Muito linda sua mensagem Padre e todos os testemunhos que estão sendo deixados. Com certeza todos estes casais e suas famílias estão sendo renovados pela experiência do amor de Jesus e de Deus Pai misericordioso.
    Vemos em nossas famílias, muitos traumas, marcas e feridas vindas de casamentos realizados imaturamente, por coação, medo, sem amor, que deixam marcas nos filhos, e atravessam gerações…
    E é uma benção contar com a mãe Igreja e com os sacerdotes para auxiliar, encaminhar, todos aqueles que desejam viver a santidade. Que Deus abençõe todas as famílias. Amém.

  54. Paulo Victor Zaquieu Higino says:

    Padre Luizinho, Cláudio e Mari, este testemunho d vcs veio muito a “calhar” no momento em que estou vivendo!
    Tenho 22 anos e estou em momento de discernimento vocacional(encontros) para entrar ano que vem o seminário de minha diocese. Eu tinha muito medo de não conseguir viver a castidade no sacerdócio, mas se vocês conseguiram mesmo morando na mesma casa, tenho certeza q eu conseguirei viver o celibato! Obrigado pelo testemunho. Me ajudou muito neste caminho que estou vivendo, caminho este que mudará minha vida!
    Abraços!

  55. Serva de Deus sendo provada says:

    Padre Luizinho, me casei nova com 18 anos, porém siente e apaixonada , ja namorava a 3 anos e não era um namoro santo, eu não vivi a castidade a todo tempo ,mas quando me encontrei verdadeiramente com Jesus , quis não só viver a castidade mas também me casei…Vão fazer tres anos q estou casada, amo o meu marido , sei disso, mas me sinto atormentada com algo que ficou do meu primeiro relacionamento…
    Essa pessoa falava pra todos que quizesse ouvir que me amava, mas naquele tempo eu era muito criança…adolescente…quando me casei não me importava nem lembrava que essa pessoa existia , mas agora depois de quase tres anos de casada e de sete anos passados…Fico perubada com a situiação q vivo, meu marido não permite que eu converse com essa pessoa , mas eu morro de vontade de conversar…Todos os dias me pego pensando nessa pessoa e me acho uma pecadora …como posso pensar nessa pessoa a todo tempo estando casada? Gostaria de um conselho pois estou me sentindo mal….
    SEi que essa pessoa também sente vontade de conversar comigo…mas quase não nos encontramos pra q isso acnteça…O que faço ….
    Peço carinhosamente uma palavra amiga…

  56. Pe Luizinho says:

    Esta família deve proceder esperando e confiando no SEnhor, é Ele quem nos justifica. Eu sirvo a Deus na Igreja em primeiro lugar por Jesus e depois pela salvação das almas, não posso basear minha entrega e serviço a Deus na Igreja em pessoa alguma, mesmo que isso seja muito dificil, pois as pessoas são humanas e pecadoras como eu e sempre vão estar propensas a me decepcionar. Mas Deus não nos decepciona nunca!
    “Espera no Senhor, o mais Ele fará”.
    Minha benção
    Pe Luizinho,Cn

  57. André Luiz says:

    “O mundo perdeu o sentido do pecado. Porque os casamentos dos nossos antepassados duravam a vida toda? Porque havia renuncia, havia mais humildade para tolerar o outro, havia mais aceitação. Hoje por causa do idolo do hedonismo, do prazer e da vida facil,qualquer motivo serve para acabar com a familia, por causa de interesses egoistas e por causa da frase: “Voce merece ser feliz, você é muito novo(a),aproveite, case-se de novo, que que tem? Ou então:”Se não der certo, separe!” Mas aonde ficam os filhos se você os têm? Eles também não merecem a felicidade? É preciso pensar nos nossos filhos do que em nós mesmos, é preciso renunciar a si mesmo e pensar no proximo, Carregar a nossa cruz a cada dia e seguir a Jesus. Casamento não é busca do que é mais comôdo, mas é uma missão, uma vida de renuncias para podermos vivermos com Deus no Céu na felicidade eterna.Pois esta vida é transitoria, nossa morada é no Céu.

  58. Silvia A Souza says:

    Sua benção padre,

    Sou casada há 14 anos e tenho 4 filhos, não sou feliz no meu casamento e acredito que meu marido tbem não. Casei-me com o propósito de fazê-lo pagar por tudo que tinha me feito sofrer, mas…. Como inevitávelmente sofro junto e agora com meus 4 filhos, 4 benção lindas e maravilhosas que são a razão da minha vida, não sei o que fazer, que atitude tomar, pois não quero prejudicá-los de maneira alguma, prefiro abrir mão da minha felicidade, da minha vida se preciso pelos meus filhos. Já pensei na nulidade pois tenho a mais absoluta certeza que nunca exixtiu amor, respeito e a verdadeira vontade de ficar junto, isto de ambas as partes, pois sou desprezada, inferiorizada… por meu marido. Preciso de uma luz para resolver minha vida. Reze por mim, obrigada.

  59. Gizele Bentes dos Anjos says:

    Esse comentário mecheu muito comigo, pois meus pais vivem a mesma situação de segunda união. minha mãe comunga, mesmo sabendo que não é permitido pela a igreja, penso eu que ela se senti fraca sem eucaristia e ela está pela a misericórdia. Amém!

  60. ElaineLourdes says:

    Bom Dia! Paz e Bem, puxa amei ler estas informações, eu não vivo graças a Deus este problema de nulidade mas valeu para mim entender um pouco sobre este assunto e posso entender o que é lutar e perseverar na castidade até chegar o tempo e hora de Deus na vida do casal. Tenho com a graça de Deus experimentado viver este própósito em minha vida com meu namorado e graças ao bom Deus e a intercessão da Virgem maria temos vencido, pois a cada dia basta seu cuidado.
    Obrigada pelas informações que a Canção Nova pode nos trazer.
    Fiquem com Deus.

  61. ADELAINE says:

    FIQUEI EMOCIONADA COM HISTORIA DOS DOIS, POIS EU TAMBEM VIVI UMA EXPERIENCIA PARECIDA, MEU MARIDO CONSEGUIU A NULIDADE E NOS CASAMOS EM OUTUBRO DO ANO PASSADO.FORAM NOVE ANOS AGUARDANDO.E O QUE EU TENHO A DIZER QUE PRA DEUS TUDO VALE A PENA. HOJE RECEBO A EUCARISTIA COM MUITO MAIS MAIOR E CONFIANÇA NO DEUS QUE PERMITIU A MIM E A PESSOA Q AMO ESSA PROXIMIDADE, DE UM DEUS VERDADEIRO E UNICO.FIQUEM COM DEUS!E ACREDITEM NO AMOR SEMPRE! ADELAINE

  62. M.S. says:

    SUA BENCAO PADRE!
    TENHO UMA DUVIDA MUITO GRANDE….TENHO 24 ANOS E ME CASEI SO NO CARTORIO,E TEMOS UMA FILHA DE 2 ANOS E MEIO,MAS QUANDO NOS CASAMOS ELA JA TINHA NASCIDO,MEU MARIDO ERA UM ESPOSO MARAVILHOSO E UM PAI EXEMPLAR,ELE E INGLES E NAO E CRISTAO,MAS DEPOIS DE 1 ANO E MEIO DE CASAMENTO,QUANDO ELE COMECOU A MELHORAR A VIDA FINANCEIRA ELE ARRUMOU OUTRA MULHER,ENTREI EM DESESPERO,AI TIVE MEU ENCONTRO COM JESUS,HOJE JA FAZ UM MES QUE ELE SAIU DE CASA E FOI MORAR COM OUTRA MULHER,EU TENHO LUTADO MUITO PELA NOSSA RESTAURACAO,AMO ELE MUITO,MAS ELE TEM 3 FILHOS COM UMA MULHER QUE ELE VIVEU JUNTO POR ALGUM TEMPO MAS NUNCA SE CASOU,E DEPOIS QUE ELE ME CONHECEU E EU JA ESTAVA GRAVIDA,ELE ME TRAIU COM ESSA MESMA MULHER E ELA TEVE O TERCEIRO FILHO,MAS FUI SABER DISSO DEPOIS QUE NOS CASAMOS,MAS CONTINUO AMANDO ELE MUITO,E TB POR TERMOS UMA FILHA JUNTOS QUERIA MUITO A VOLTA DELE,MAS PRECISARIA DO MILAGRE DA CONVERSAO DELE…HOJE ESTOU SOZINHA COM NOSSA FILHA LUTANDO E ESPERANDO POR ELE..MAS FICO CONFUSA SEM SABER SE E ISSO QUE DEUS QUER POIS NAO SOMOS CASADOS DIANTE DELE,ENTAO DEVO ACEITAR A SEPARACAO OU CONTINUAR ESPERANDO POR ESSES MILAGRES DA CONVERSAO E DA VOLTA?….POR FAVOR ME AJUDE…..OBRIGADA

  63. que Deus me abençoe vivo hoje uma separaçao devido a traiçao do meu esposo hoje estou com alguem que namorei no passado sou catolica e de familia catolica na obdiencia e temo está no pecado nao consigo comugar pois comsidero um grande pecado toda a separaçao foi pelo meu esposo lhe peço-lhes orientaçao

  64. GLICERIO DE SOUSA JARDIM says:

    Vivo com uma mulher que ja foi casada e tenho dois filhos gemeos com ela, não recebo o sacramento da camunhão não por acreditar que estaria comungando em pecado, mas por ser fiel as decisões da igreja. Mas tenho uma certeza. Se comungasse estaria recebendo o mesmo cristo que qualquer padre recebe. Se o chão vira outro quando a eucaristia cai no mesmo, por que eu poderia virar um novo homem ao receber o corpo de Cristo? Será que os nossos irmãos evangélicos estão fora da comunhão por não acreditarem na presença real do Cristo na eucaristia? Se Cristo mandou que amassemos nossos inimigos por que ele me abandonaria me impedindo de tê-lo junto a mim? Fiz Teologia e sei que certas imposições da igreja afastam cada vez mais as pessoas que por amor a amor umas as outras vão para igrejas que aceitam os casamentos de segunda união.
    Para quem Cristo fala quando institui o sacramento do matrimônio, quem fez a interpretação das suas palavras, são palavras relamente ditas por Jesus?
    Amo a igreja católica, mas discordo quando ela recusa em dar a mim e a minha esposa a comunhão
    Abraços,

    Glicério.

  65. ISABEL TERESA says:

    Casei grávida,meu marido é evangêlico um homem estupido e ignorante e já chegou e a agir com violência em uma de nossas dicusões. Hoje sofro muito, deixei de participar do grupo de música da minha paróquia, amava muito cantar para Deus, não comungo há dois anos. Padre quando me casei eu e meu marido tinhamos conversado que ele não se importaria de eu frequêntar a igreja Católica e ele a igreja evangêlica, mas nada disso aconteceu me incomoda ele não aceitar e querer me impedir de colocar o nosso filho na catequese quando tiver idade. tenho medo de me separar mas não sou feliz desde que nos casamos.
    Padre por favor me oriente.
    Meu e-mail: isa.souz@bol.com.br

  66. Marcia says:

    A Paz de Jesus a todos!

    Esta reportagem me chamou muita atenção porque sou recém casada.
    Acho muito linda a misericórdia de Deus para com todos nós, posso imaginar o quanto Deus Ama todas as pessoas machucadas em seus relacionamentos afetivos e o quanto ele sofre junto, carregando no colo.
    Porém, gostaria de aproveitar a oportunidade e testemunhar a minha experiência afetiva, para as pessoas que ainda não se casaram…
    Freqüento a igreja católica desde muito criança, tenho muitos defeitos e luto muito para ser uma pessoa verdadeiramente de Deus. Contudo, sempre me preocupei muito com a questão de namoro, casamento, vocação. Aos 14 anos conheci o meu marido, começamos a namorar após um ano de convivência e oração, iniciamos o namoro. Namoramos durante nove anos, até nos casarmos.
    Durante os nove anos de namoro, lutamos juntos para viver a castidade e graças à Deus consegui realizar o sonho de me casar virgem. Neste período de namoro também nos estruturamos profissionalmente, construímos nossa casa, sempre se perguntando se realmente era vontade de Deus para nós.
    Hoje tenho 24 anos e sete meses de casada.
    Decidi escrever tudo isto, para que as pessoas que ainda não se casaram, pensem na seriedade deste sacramento e principalmente na beleza de tudo isto, quando é alicerçado em Deus.
    Vocês não podem imaginar o quanto Deus nos ajudou a conseguirmos toda estrutura material e espiritual para nos casarmos. Hoje me sinto a pessoa mais realizada e feliz do mundo. Amo muito meu marido e tenho certeza, em Deus, que teremos dificuldades e tribulações, mas seremos muito felizes por toda nossa vida!

  67. Maria Crizeuda Freitas says:

    Caro Pe Luizinho.
    Sou separada há um ano e seis meses. Meu ex ( se assim posso chamá-lo) casou com outra no civil há mais de um ano.Éramos casados somente no religioso, ele me traía mt,não havia mais amor entre nós e eu acabei traindo ele tbm. Um dos maiores problemas que existiam entre nós era a não participação na igreja. Somos de família católica, mas não frequentávamos a igreja, princiaplmente porque ele não gostava. Tivemos dois filhos, que moram comigo; hoje tenho um namorado que já foi casado só no civil. Tbm tem dois filhos, os quais moram com a mãe. Se eu conseguisse a nulidade do meu primeiro casamento, poderíamos receber o Sacramento do Matrimônio, visto que ele nunca casou na igreja. Sei que estamos vivendo em pecado, sinto-me mal por isso, mas ainda não me decidi a procurar o Padre da minha Paróquia pra dá início ao processo de nulidade, pois tenho medo que seja burocrático demais e as vezes me pergunto: Será que isso é mesmo correto? Eu tenho este direito?? E se meu casamento tiver sido válido e tudo que nos levou a separação foram acontecimentos posteriores? No final de um longo processo vier a resposta: seu casamento foi válido… Houve infidelidade, mas no momento da cerimônia não tínhamos esta intenção… Ele hoje é casado, usa aliança, e nunca usou a nossa aliança, que foi abençoada no altar… Fomos casados durante quinze anos. TEnho dúvidas se devo dá entrada no processo, peço orientação.

  68. Graciana says:

    Pe Luizinho
    Sua benção!
    A pregação da Igreja quanto ao Sacramento do Matrimonio é muito clara. “O que Deus uniu o homem não separe”. “Amor que une um homem e uma mulher, abertos a vida e com compromisso de fidelidade”.
    Pois bem! Quando um homem e uma mulher buscam o Sacramento do Matrimônio supõe-se ser um ato de consciência e responsabilidade, tendo absoluta certeza do porquê desta união. Isso é o que deveria acontecer. Porém há muitos casos, em que os casais só vão tomar consciência da gravidade de sua relação algum tempo depois e passam a conviver de forma sofrida, mal vivida e indevida, prejudicando-se e aos filhos também. Isso não agrada a Deus!
    Mesmo sabendo não ser fácil de requerer tal condição de NULIDADE, é bom adentrarem nas leis da Igreja, assim se torna possível de buscar tal solução. Para tanto há um Tribunal Eclesiástico, que tem a sua disposição profissionais sacerdotes capacitados, para agirem nesta área.Não é tão fácil mas é possível.
    O primeiro passo na verdade é reconhecer o que é passível de nulidade e procurar o seu Pároco, ou um sacerdote amigo na sua Igreja, e adiantar-lhe os motivos para que lhe possa indicar os caminhos para chegada no Tribunal da sua cidade ou região se for o caso.
    Aproveite e leia o livro IGREJA E DIREITO “CASAMENTOS QUE NUNCA DEVERIAM TER EXISTIDO” uma solução Pastoral das Edições Loiola JESUS HORTAL, S, J. e veja O CIC também no capítulo referente a esta temática. Ou acesse http://www.cleofas.com.br sobre este assunto, que o Prof. Felipe Aquino escreve muito claro sobre isso.
    Da minha parte nada mais justo do que a celebração de um casamento de segunda união, após a decisão do Tribunal competente, como prescreve a Santa Madre Igreja e a legítima vontade das partes.
    Faço votos para que cada um que deseje casar-se tenha consciência da tão grande responsabilidade.

  69. fernanda says:

    é uma pena, que nem todos os saderdotes, falam sobre isso, em suas comunidades, dizer a verdade nao mata ninguem,talvez por medo de perder, cristao para a igreja catolica, as palavras sabías do Papa Bento XVI,Jesus nao esta preocupado com quantidade e sim com qualidade cristaos autenticos, verdadeiros adoradores, conhecereis a verdade e a verdade vos libertará

  70. denilson ferreira de barcelos says:

    Boa tarde!! É tudo muito lindo e maravilhoso, mais onde esta aquela passagem onde diz: “Oque Deus uniu nao separa o homem, assim disse Jesus ” eu não quero julgar porque não seioque vai aconteser com meu casamanto, mais , eu penso que se um dia eu me separar é claro vou tentar outra união mais eu continuarei casado com minha primeira esposa, pois quem nos uniu foi Deus.E penso que nesses casos quando os irmãos que ai estão casaram-se era tudo maravilhoso, ou não??? E agora eles querem que se fica como nunca estivessem casado. procurem a verdade e a verdade voz orientara. Fiquem com Deus e reflitam um pouco, e mais facil lutar pelo casamento que ja esta doque tentar viver um outro, e os filhos como ficam. Não sejam egoistas meus irmão pense neles tambem pois não teem nada com anta consepção de vossos pais. Graca e paz!
    Denilson f. de Barcelos Campo Grande – RJ

  71. Marta Amantéa says:

    Olá,
    sou casada e tenho um primo que conseguiu a nulidade do casamento. O que sei disso é que é um processo sério, que todas as testemunhas do casamento foram chamados para dizer como era a relação deles, etc.Hoje ele vive como solteiro e recebe a eucaristia, e tem uma filha que vive com ele e é cuidada por ele com muito carinho.
    Abraços

  72. ANDREA says:

    Pe. hoje vivo um relacionamento com um homem que já foi casado. Estamos juntos 15 anos, namoro e “casamento”, e hoje sei que preciso da eucarístia, mas não posso comungar, pois não somos casados. Frequento a missa, participo da liturgia e sei da importância da eucarístia. E agora nesse momento, com lágriamas nos olhos, vou procurar o meu pároco, pra ver o que ele pode fazer por nós e colocar nas mão de nosso Jesus, que é misericordioso essa situação.
    O meu “marido” casou-se com a namorada pois a mesma estava grávida e eles só se conheciam a quatro meses, tiveram um filho e nunca viveram bem. Entre idas e vindas o casamento durou 1 ano e eles se separaram.
    Quando o conheci eu era muito nova na época com 18 anos e me apaixonei. E depois de 3 meses de namoro ele me disse que tinha morado com uma mulher e tinha um filho. Até ai, tudo bem. Quando fui conhecer a mãe dele, minha sogra, ela me falou que ele tinha sido casado na igreja e era separado, na hora foi um choque, mas eu já estava apaixonada e não me importei.
    Mas hoje eu sei da importância da eucarístia e vou conversar com o meu pároco. A coragem que me faltava, veio depois da sua explicação Pe. , muito obrigada, fique com Deus!!!!

  73. MARA (CURITIBA) says:

    A PAZ DE JESUS.

    ESTA FAZENDO UM MÊS QUE RECEBI A RESPOSTA DA NULIDADE DO MEU CASAMENTO…..

    NÃO FOI FÁCIL, FORAM QUASE 8 ANOS DE ESPERA É UM PROCESSO MUITO DOLOROSO MAS AO MESMO TEMPO QUE LIBERTA POIS CONSEGUI PERDOAR MEU EX-MARIDO E HOJE SOU AMIGA DELE E DA FAMILIA DELE. EU FIZ UM PROPOSITO DE NÃO ME ENVOLVER COM NINGUEM,DE VIVER A CASTIDADE, É POSSIVEL É SÓ ACREDITAR. AGORA ESTOU LIVRE. SE FOR DA VONTADE DE DEUS VOU TER UMA FAMILIA, UMA VERDADEIRA FAMILIA ESPELHADA NA SAGRADA FAMILIA DE NAZARÉ. FIQUEM NA PAZ DE JESUS.

  74. Creuza says:

    A sua bênção Pe. Luizinho!
    Assunto polêmico este que o Senhor teve a coragem de levar a público, pois na minha família tenho uma irmã que trocou o catolicismo porque se separou depois de + de 20 anos de casada e a família do esposo quis pedir nulidade do sacramento. Gostaria muito de poder conversar com o Senhor através de seu e-mail, não só por esta questão + por varios acontecimentos (de separção) em minha família que penso não ser normal. A minha Família esta precisando de Socorro… Sou de Mato Grosso. Conto com vossa oração
    creuzinhakaliu@hotmail.com

  75. Deise C Rodrigues says:

    A Paz de Deus e o Amor de Maria,
    Fui casada, tive duas filhas lindas desse relacionamento, duas bençãos. Estou separada Há 7 anos, e só depois da separação tive conhecimento de fatos graves que seriam motivos para que eu pudesse´pedir a nulidade de meu casamento religioso, porém não o fiz imediatamente. Ano passadp, após mioto refletir e pedir em oração que Jesus me mostrasse o caminho a seguir, tomei a resolução de dar entrada na nulidade. É uma situação muito delicada e que deve ser ponderada antes de tomar uma atitude. Não me preocupo com as outras pessoas, o que vão pensar de mim, se é certo para elas ou não. Penso antes que se for da vontade de Deus (e só a Ele cabe me julgar), e tenho muita fé de que vou conseguir, serei agraciada por uma decisão positiva ao meu pedido de nulidade, por parte do responsável por esse julgamento iluminado pelo Senhor e com a interseção de nossa Mãe Santíssima. Desde que me separei, não tive nenhum relacionamento com outra pessoa por decisão própria, para poder viver dentro dos preceitos de minha religião, bem como poder orientar minhas filhas da forma certa. Mas quero muito conseguir a nulidade, pois caso Deus coloque uma pessoa de Deus em minha vida, eu possa ter uma família, e se isso ocorrer será por obre e graça de Deus. A única coisa que tem me deixado deprimida e angustiada é o valor cobrado pelo Tribunal Eclesiástico, pelas custas do processo, para o qual já mandei os documentos necessários, mas não obtive sucesso em relação a esse fato. Mas já deixei nas mão de Deus, pois ele em sua infinita misericórdia, não me abandonará.
    Mas penso também que as custas do processo se tornem um impecilho para algumas pessoas, e estas se não estiverem firmes em sua fé, escolham o caminho mais fácil, o do pecado, o que seria uma lástima.
    Peço orações ao Sr Padre para que se for da vontade de Deus, me seja concedida a Grãça da nulidade.

  76. SIMONE says:

    BOA TARDE?

    A PAZ DE JESUS! ! PADRE A SUA BENÇÃO, NECESSITO MUITO DE UMA ORIENTAÇÃO,PRECISO MUITO ESTOU PASSANDO PRO UMA SITUAÇÃO COMPLICADA REF. AO MEU MATRIMONIO, POR FAVOR ENTRE EM CONTATO…SIMONEBFATIMA@YAHOO.COM.BR

  77. Alexandre Honorato says:

    Padre Luisinho, obrigado por suas palavras. Eu me separei e penso em ter outra família e seu blog me ajudou a pensar seriamente sobre este assunto e de uma forma nova.
    Obrigado.

  78. Maria Valente says:

    O meu nome é Maria Valente, já tinha deixado um comentário, quero agradeçer à Cleia, comentário 8861, pela força que me deu, se ela puder, gostaria muito de falar com ela, o meu mail é:
    adelaidealves@gmail.com

  79. Maria Aparecida says:

    Padre eu me separei a 3 anos, meu casamento durou 4 anos, pois brigávamos muito e ele me agredia físicamente e era constante. Eu moro com minha mãe e meu irmão. Não estou namorando ninguém, pedi ao padre de minha comunidade dar entrada no processo de nulidade em julho deste ano. Estou vivendo a castidade, comungando. Mas quero saber se aparecer antes da nulidade um servo de Deus na minha vida, se eu posso namorá-lo, mesmo obedecendo a castidade? Por favor me responda.
    ma.ventura@bol.com.br ( aguardo sua resposta)
    Fique com Deus.

  80. Piloto de Cristo says:

    Olá,
    Estive casado durante 11 meses até nos separarmos.
    Na separação, tive meu encontro pessoal com Jesus, então, aquele homem velho foi enterrado.
    Vivi em oração pedindo a Deus a reconciliação. Depois de quase 2 anos separados, reconciliamos.
    Porém, nossa união durou apenas 7 meses.
    Não desisti e, enquanto para muitos, minha perceverança era besteira, para mim era fé!
    Ficamos 1 ano e meio separados até voltarmos a viver juntos novamente.
    Foi uma bênção, mas, por 1 ano e dois meses.
    Não conseguimos manter uma relação estável. Minha esposa não é católica e criticava muito a minha devoção e minha obediência à Igreja.
    Tenho uma filhinha e vivo sozinho.
    Infelizmente, a solidão e as companhias erradas me levaram a viver num deserto espiritual onde luto para voltar aos braços do Pai, tal qual o filho pródigo.
    Reluto em tentar entrar no Tribunal Eclesiástico para solicitar a nulidade do meu casamento.
    Acho que minha esposa errou, mas também errei em minha imaturidade, não posso negar isso!
    Devo confessar que tenho momentos de grande confusão à respeito da nulidade (dar entrada ou não), mas, como cristão, não posso esquecer que a porta é estreita e, para quem quer seguir Jesus, cada pessoa deverá tomar a sua cruz.
    Bem, meu conselho é o seguinte: respeite e siga a sua consciência!
    Abraços.

  81. Eliane… says:

    Puxa…depois de tantas voltas que deina vida e de tanto sofrimento…vejo uma esperançapra mim nestas palavras aki lidas…Casei em 1992 muito feliz e apaixonada…ele tb demonstrava o mesmo…infelizmente tivemos um desentendimento em janeiro de 1993, onde sai de casa por 2 meses e vim morar com meus pais…nisso descobri que estava grávida, fiquei feliz demais é claro…ele me procurou e voltamos…passei a gravidez na casa demeus pais, era de risco…resumindo ao máximo…quase morri, meu filho morreu e ele 1 ano e 4 meses acabou com o nosso casamento…sofri muito…anos difíceis, filho morto, meu pai comderrame, e o fim do casamento, pelo qual lutei ainda por 3 anos…mas ele me rejeitava…não quis mais mesmo…Com isso tive grave depressão por longo tempo,tentei viver da melhor maneira,mas ainda sim não fui tão bem, tive outros relacionamentos e nada deu certo.. acabei passando por várias religiões…Hj pela graça e perdão infinito de Deus estou voltando para a igreja amada…Nisso estou conhecendo alguém meuito especial que eu amo…ele se chama Orlando, é católico, solteiro e está bem interessado emmim também…A questãodo casamento na igreja pra ele é muito importante também..Então vejo agora que por meu ex marido terme deixado nestas circunstancias a de ser que eu consiga a anulação…estamos separados desde 1995. Obrigada e desculpem escrever tanto. Abraços fraternos.

  82. Fernando says:

    Dei entrada no processo de nulidade, mas tenho medo de não conseguir e perder a mulher que eu realemnte amo, o que eu faço Padre.

  83. SIMONE says:

    Rio, 31 de Outubro de 2007.

    Gostaria de agradecer pelas palavras ungidas do Pe Luizinho com o testemunho desse casal, vivo na mesma situação – aguardo minha nulidade no Tribunal, e é uma ansiedade imensa viver essa situação. É verdade que muitos católicos não tem noção do que é uma nulidade matrimonial, na minha Paróquia eu sou a primeira que vivo isso e é ainda pior. Tenho hoje um namorado e não comungamos mesmo vivendo a castidade, pois temo que as pessoas não entendam e as leve a confusão. Na Canção Nova é diferente, numa comunidade paroquial fica bem mais complicado. Hoje vivo essa expectativa de receber esse telefonema e enqunto isso vou servindo ao Senhor da maneira que me permitem. Não desejo isso para ninguém é uma estado de vida muito desconfortante, sei que de uma certa forma sofro as consequencia dos erros do passado, da escolha errônea, mas é um sofrimento incomparável. Vivo a tortura de não poder comungar, apesar dos padres me orientarem que se eu vivo a castidade eu posso comungar, tenho uma preocupação muito grande em não causar nenhuma confusão pastoral. Mas o artigo do pe luizinho e o testemunho do casal me fizeram muito bem, estou mais confiante e mais traquila. Obrigado Pe pelas palavras e que a Canção Nova continue sendo esse bálsamo do amor e da misericórdia de Deus para todos. Fiquem na Paz.

  84. Serva de Deus meio confusa says:

    PADRE LUIZINHO,
    NUNCA TINHA OUVIDO FALAR DO SENHOR, MAS LHE IMPLORO UMA ORIENTAÇAO.MORO COM UM HOMEM MUITO BOM CHAMADO FRANCISCO.ELE E SOLTEIRO E EU TAMBEM.NADA NOS IMPEDE DE CASAR.DISSE A ELE QUE N POSSO VIVER MAIS NO PECADO (FICO UM TEMPO SEM DORMIR COM ELE, MAS DEPOIS POR MEDO DE PERDE-LO, ACABO CEDENDO) E SEM COMUNHAO, ENTAO ELE DISSE QUE VAI EMBORA.QUANDO FOMOS MORA JUNTOS ELE DISSE QUE DALI 06 MESES IRIAMOS CASAR.AS VEZES ME SINTO ENGANADA, E AS VEZES ACHO HA ALGUMA MALDIÇÃO QUE VEM O MEDO DELE SE CASAR, POIS ELE FEZ O CURSINHO NA IGREJA E DISSE QUE GOSTOU.QUERO TOMAR A DECISAO CERTA.POIS SINTO QUE SE NOS SEPARARMOS ELE VAI SE ACABAR POIS A FAMILIA DELE N LIGA P ELE E EU CONSAGREI O NOSSO NAMORO. ESTOU MUITO CONFUSA POIS TEM AQUELA PASSAGEM BIBLICA DA MULHER SUBMISSA.ALEM DISTO SOU NEGRA ELE BRANCO 13 ANOS MAIS VELHO QUE EU (MAS N PARECE) SOU FORMADA EM DIREITO E ELE É ANALFABETO (ESTOU TENTANDO ENSINA-LO A LER) AS VEZES SINTO MUITA PENA DELE POIS CUIDA DA MAE DE 85 ANOS EMBORA DOENTE TB É RASCISTA.( ASSIM COMO MEU PAI).OS IRMAOS FALARAM P COLOCA-LA NO ASILO MAS ELE E EU NOS RECUSAMOS.EU O AMO MUITO E TENHO CERTEZA Q ELE TB.OS CATOLICOS NA MAIORIA FALAM P ME SEPARAR DELE, QUE MEREÇO COISA MELHOR, ETC. OU SEJA NINGUEM PROCURA VER OS DOIS LADOS E NOS ORIENTAR. POR FAVOR NOS AJUDE E PEÇO SUA BENÇÃO. (desculpe pelo email tao longo)

  85. ROSANGELA says:

    Padre a sua benção.Tive um primeiro casamento que meu marido casou embreagado,não tivemos lua-de-mel,e depois de 5 anos de casados fez um exame de espermograma e deu aazospermia(era estéril),usava drogas e eu não sabia no casamento vivemos juntos 6 anos.Meu segundo casamento o qual estou meu marido atual,que também já foi casado,não tem filhos,descobriu depois de 2 anos de casado que sua esposa era lésbica.Será que estes motivos dão nulidade de casamento? Obrigada aguardo um email posso?

  86. Andréa says:

    Padre Luizinho.

    Tenho uma amiga que casou com muito amor pelo marido, mas ele não sentia o mesmo, quis se aproveitar do momento para crescer na vida, pois nem emprego ele nunca teve. Casaram-se, mas desde o primeiro dia do casamento não vivem bem,nem mesmo relção conjugal existe entre os dois. Ele foi embora e a deixou. Diante desta situação, a vida desta minha amiga está condenada a viver para sempre ligada a deste homem que só casou por interesse, sem nenhuma ideia de viver o matrimonio?

  87. Joana D Arc says:

    Minha bencao. Padre em setembro consegui minha nulidade de matrimonio, porem nao consigo pagar e muito caro, meu salario e baixo. Quero casar-me logo com meu noivo, pois nao podemos morar juntos, tenho que da meu testemunho de vida. Me ajude, estou sofrendo muito.

  88. renata simone says:

    preciso tirar uma dúvida
    estou com um rapaz há 4 anos tenho uma filhinha com ele
    agora nós vamos casar no civil só que eu guardo um segredo tenho dois filhos que ele ñ sabe .filho que tive quando era bem nova ñ tive condições de criar e os dei para os avós deles sendo que meu noivo ñ sabe tenho medo de contar e ele me criticar por ter dado meus filhos só que será que isso impede meu casamento no civil eles lá no civil tem como saber que eu tive as crianças me responda com urgencia por favor beijos

  89. denise says:

    tenho um filho, engravidei com 15 anos, nosso relacionamento durou muito pouco…
    tive outros relacionamentos, não conhecia inteiramente jesus. Hoje sou casada mais meu esposo vem de uma segunda união na igreja. Depois do meu casamento vi o quanto prescisava de Jesus e como é importante ter uma vida e um casamento santo, venho procurando viver junto a Jesus, mas meu esposo é cabeça dura, ja falei sobre anuidade mais ele não da importancia a isto. Não posso forçalo tem que vim do coração ser tocado por Jesus.
    Mas vivo um casamento no pecado e vejo que isto acaba com qualquer relacionamento o pecado sufoca. peço oraçao e sabedoria quero viver segundo a palavra de Deus.

  90. katilene says:

    Tenho um filho, o meu caso e um tanto complicado posso resumir que tive uns problemas anteriores ao meu casamento que pode ter interferido de uma certa forma em meu casamento,aos 19 anos engravidei e casei, esse relacionamento durou aproximadamente uns 2 anos dentre separações e voltas estamos a 1 ano totalmente separados.Conheci uma pessoa na qual estudou durante um tempo no seminário e com este conviviu consegui realmente entender a importância deste sacramento no qual me dei conta que vivo em um pecado do qual ja me afastou de deus, quero sim poder ter a oportunidade de estar com o pai de coração e alma pura por isso quero dar entrada na anuidade matrimônial so nao sei por onde começar peço ajuda de quem ja fez e orientaçoes obrigada!!!! Que o senhor me der forças!!!

  91. Adriana says:

    Minha irma se casou com 18 anos, apaixonadissima dizia que ele era o homen da vida dela, e faria qualquer coisa para estar ao lado dele. Cometeu o maior erro da vida dela. Passou por situacoes terriveis. O ex-marido, lhe deixava sozinha todo o tempo pra sair com outras mulheres, tentou estar ao lado dele 10 anos, mesmo sofrendo muito, ele saia com todas as mulheres que apareciam em sua frente, uma pessoa muito doente, nao so neste aspecto como tambem financeiro, completamente descontrolado, ela realmente nao podia esperar nada daquela situacao, muitas coisas horriveis ela viveu naquele relacionamento.
    Hoje ela esta divorciada e tem um lindo menino de 9 anos, pois assim que eles se casaram ele exigiu um filho, justamente para segura-la aquele tormento.
    O problema que ela vive no momento e com minha mae, muito religiosa… uma otima mae, porem, de dificil personalidade. Minha mae nao admite que ela se relacione com ninguem, e afirma que jamais aceitara que ela tenha outra pessoa e outra familia. Minha irma mora com meus pais e esta desempregada. Eu tento ajuda-la de todas as maneiras, quero ve-la feliz, afinal ela so tem 29 anos, e ainda e uma menina, ate hoje ela nao se envolveu seriamente por culpa da minha mae.
    Eu estava buscando ajuda para minha irma e parece que encontrei uma luz no final do tunel. Eu nao quero minha familia separada. Por favor me ajude.

  92. SYLMARA says:

    BOA NOITE, PADRE LUIZINHO.BOM ESTOU PASSANDO POR UMA TERRIVEL TEMPESTADE.NAMOREI 8 ANOS.NOIVEI E CASEI.BOM COMO CATÓLICOS PARTICIPÁVAMOS DA PASTORAL DA CRIANÇA, LITURGIA ERAMOS UM CASAL ATIVO NA IGREJA DA NOSSA PARÓQUIA.COMO O SONHO DE TODO CASAL É CONSTRUIR UMA FAMILIA.O NOSSO ERA MUITO GRANDE POIS ADORAMOS CRINANÇAS.BOM COM 7 MESES DA CASADA SENTI UMA DOR MUITO GRANDE FUI OA MEDICO .FOI DETECTADO Q TINHA SISTO NO OVARIO .PASSEI POR 4 CIRURGIAS AI ENTÃO COMEÇAVA NOSSA LUTA PRA TER O NOSSO BB.FOMOS CONVIDADOS PARA FAZER O ECC FIZEMOS E FOI UMA BENÇÃO.TIVE QUE IR PRA UM CENTRO MAIOR PRA FAZER UM TRATAMENTO MINUNCIOSO POIS MORO NO INTERIOR.ENTÃO COM UM ANO DE TRATAMENTO PARA NOSSA ALEGRIA FIQUEI GRÁVIDA E PARA NOSSA SURPRESA ENGRAVIDEI DE TRIGEMEAS. FOI A MELHOR NOTICIA QUE TIVE EM MINHA VIDA.CONSEGUI LEVAR MINHA GRAVIDEZ ATE O 6ª MES COMO MEUS FETOS ERAM MUITO GRANDE TIVE ROPITURA EM UMA DAS MINHAS BOLSAS TIVE QUE FAZER UMA CESARIA DE URGENCIA.MINHAS LINDAS FILHAS NASCERAM.ANA LAURA EM HOMENAGEM A SANTANA, LARA APARECIDA EM HOMENGEM A NOSSA SENHORA APARECIA E LIVIA APARECIDA TAMBEM.ELAS SOBREVIVERAM APENAS UMA SEMANA.POIS ERAM MUITO PREMATURAS.TIVE MUITO APOIO DE TODOS MEUS FAMILIARES. BOM COM O PASSAR DO TEMPO TENTEI ENGRAVIDAR DE NOVO CONSEGUI AGORA ENGRAVIDO DE GEMEAS E ACONTECEU O MESMO COM 5 MESES DE GESTAÇAO .VIMOS NOSSO SONHO IR POR AGUA ABAIXO. COMO TENHO MUITA FÉ CONSEGUI IR PASSANDO POR ESSES MOMENTOS SEM ENTRAR EM UMA DEPRESSÃO, MAS COM UMA DOR INESPLICAVEL PORQUE TUDO QUE NOS QUERIAMOS ERA NOSSAS FILHAS.PASSADO MENOS DE UM ANO , MEU MARIDO PEDE A SEPARAÇÃO . NOSSA FOI COMO SE EU ABRISSE O CHÃO E CAÍSSE DENTRO . EM UMA DE NOSSAS DISCUÇÃO ELE ME FALOU QUE EU NÃO SERVIA NEM PRA SEGURAR UM BB.É QUIS TE TODO JEITO A SEPARAÇÃO NÃO FALAVA O MOTIVO MAS SEMPRE VINHA O ASSUNTO FILHO. FIQUEI CASADA 6 ANOS , ESTOU SEPARADA A 9 MESES. SÓ QUE O MOTIVO PADRE ELE JA ESTAVA COM OUTRA A MAIS OU MENOS 1 ANO.O QUE FAZER PADRE ME AJUDE.SERA QUE UE CONSEGUERIA A NULIDADE? A BENÇÃO E FIQUE COM DEUS.ABRAÇOS EM CRISTO

  93. Horminda says:

    Não é serto anular casamentos, é muito dificil esistir
    um caso que justifique nulidade,Veja bem como tem na Biblia, tantos conselhos sobre isso nos Evangelhos nas Epistolas de Paulo, e em outros lugares da Biblia,
    o que precisava é mais orientação pra juventude,mais amor e respeito por Deus e por sua lei,mais carater e diciplina,mais compromisso com o que faz,até o padre em vez de cuidarde por em pratica a lei de Deus, fica motivando a desmoralisação das coisas de Deus. O lugar do senhor Padre,é encinar o que é serto, e não estragar, tenho pena das peçoas que são precipitadas e cae em enrascadas, mais não é por ai anulando casamentos que vae resolver, é com catequese, Horminda

  94. Horminda says:

    Não é serto anular casamentos, é muito dificil esistir
    um caso que justifique nulidade,Veja bem como tem na Biblia, tantos conselhos sobre isso nos Evangelhos nas Epistolas de Paulo, e em outros lugares da Biblia,
    o que precisava é mais orientação pra juventude,mais amor e respeito por Deus e por sua lei,mais carater e diciplina,mais compromisso com o que faz,até o padre em vez de cuidar de por em pratica a lei de Deus, fica motivando a desmoralisação das coisas de Deus. O lugar do senhor Padre,é encinar o que é serto, e não estragar, tenho pena das peçoas que são precipitadas e cae em enrascadas, mais não é por ai anulando casamentos que vae resolver, é com catequese, Horminda

  95. lurdinha says:

    sou divorciada porque assim quis meu ex marido
    e fico muito triste na hora da eucaristia me sinto excluida por uma coisa que não fiz já pensei até em frequentar uma igreja evangélica
    que para me facilitar tem uma ao lado da minha casa
    pois para mim DEUS é um só penso que só assim me livrarei dessa marca de exclusão

  96. Raphaela says:

    Olá, Padre!
    Sirvo em uma comunidade de catequistas.Uma das turmas é de adultos, e eles estão bem perto de alcançarem sacramento. Alguns vivem com seus companheiros,porém não receberam o matrimônio.Estamos mt felizes por sermos facilitadores para um casamento “comunitário”,estão muito empolgados.Os que não concordam com esta “exigência”…tem sido difícil.Como devemos orientar essas pessoas?É pertinente falar sem medo sobre nulidade?
    A Paz!

  97. Fabiane Matos says:

    Por favor Pe. Luizinho, preciso muito falar com o senhor, será que poderia me passar seu e-mail?
    Por favor Pe., preciso de sua orientação.
    Obrigada,

    Fabiane Matos Barbosa
    E-mail: fabcontabil@yahoo.com.br
    Luziânia- GO

  98. Patricia says:

    Sua benção Padre Luizinho
    Gostaria muito de partilhar minha vida com o senhor, estou vivendo algo muito importante na minha vida, mas não consigo achar alguem para uma orientação e um acompanhamento. Por favor, sei que es um servo fiel e que com sua experiencia e conhecimento vai me ajudar, entre em contato comigo. Obrigada e que Deus o abençoe

  99. marinalva de jesus rodrigues says:

    boa noite
    tenho 31 anos faz 10 anos que moro com joventino só que ele ja foi casado na igreja hoje a ex esposa tambem casada com outro.
    meu marido é uma pessoa muito boa perseverante as vezes fico me perguntando sera q a melhor saida pra nós é a separação assim resolve o meu poblema q nunca fui casada e o dele como fica e nossos filhos sera? que deus quer isso me reponda por favor

  100. marinalva de jesus rodrigues says:

    eu aredito que nada em nossas vidas é por acaso se dessa união nasceram 2 filhos foi permisão de deus
    A paz de jesus o amor de maria

  101. Fabio says:

    Fui casado nos USA somente no civil e agora sou divorciado ja por 5 anos. Gostaria de saber se posso me casar na igreja catolica ???

  102. Vanuzia says:

    Oi Padre, a paz do senhor…
    Tenho acompanhado a vida de um casal de amigos que se encontram em situação semelhante e estão tendo todo este processo para oficializarem seu relacionamento tanto civil como perante a igreja. Gostaria de saber se quando o divórcio civil é omologada, a igreja recebe por parte dos cártórios alguma informação a este respeito?
    Um forte abraço.

  103. Cristiane says:

    Olá Padre tenho 34 e 13 de csaada me casei aos 21 anos gravida e por medo de enfrentar minha família tive que me casar. Tanto eu quanto o rapaz com quem casei na epoca não nos gostavamos a´ponto de nos casar sempre ficou muito claro isso entre nós .Ele até me sugeriu o aborto mas eu como cristã temente a Deus, disse-lhe que não e que se ele não quisesse assumir cuidaria de tudo sozinha.Hj tenho tres filhos desse casamento.Temos tido muitos problemas durante todo esse tempo. e ultimamente nossa relação tem se desgastado muito . Gostaria de saber, se depois de tanto tempo seria possivel a nulidade de meu casamento.
    Não quero sofrer nem fazer ninguém sofrer mas também não quero passar o resto de minha vida snedo fiel a algo ou a alguém sem ser feliz . Por favor me ajude.

  104. aparecida custodia barbosa says:

    Padre luisinho ,peço que faça oração pela saude da minha sobrinha , thais barbosa fonseca , que se encontra internada na uti do hospital jaragua em moema s.p ,ja faz quinze dias, foi internada p/ fazer alguns exames por causa de uma febre , em um dos exames feito deram um contraste que ela nao podia tomar ai começou a falta de ar , foi p/ uti esta entubada e sedada , e a melhora e muito lenta e não tem nenhum diagnostico certo, cada dia os medicos falam alguma coisa , desde ja agradeço por nos ajudar.
    Eu sou tia e madrinha da thais .

  105. MARIA DE FATIMA says:

    gostaria de saber sobre nas normas canones 1621 e 1623 e 1628 o que significa o que elas prescrevem, pois fiquei muito curiosa sobre anulidade de casamento deste então eu so sabia que a igreja catolica nao anulava casamento.
    grata

  106. Carmelina says:

    Sua benção Padre Luizinho, estou vivendo uma situação
    semelhante, sou solteira e vivo a 15 anos com um homem divorciado temos dois filhos, e participamos da eucaristia e temos conciência que perante as Leis da Igreja estamos pecando, mas e diante da Lei de Deus?Padre, temos uma união feliz de muito respeito e amor a Deus,gostaria muito de uma orientação do senhor, o que devemos fazer, nos queremos nos casar, resolover a nossa situação.
    Por favor, Padre, aguardamos a sua resposta.
    Que a paz do Nosso Senhor esteja contigo.
    Carmelina/Maringá/Pr

  107. Maria E. says:

    Boa Noite, Pe. Luizinho,
    por favor, peço sua orientação sobre convivência com pessoas divorciadas. Perante a Igreja, como fica a situação de uma mulher solteira que namore um homem divorciado (considerando-se que este apenas se casou no civil)? Li vários artigos sobre o requerimento da nulidade do casamento, um processo que requer tempo e uma análise minuciosa… E se, futuramente, ambos quiserem se casar na Igreja Católica, isto será possível?

    Obrigada e fique com Deus!

  108. Lima says:

    Gostaria de dizer que passo por esse mesmo problema.
    Conheci meu atual companheiro quando tinha 18 anos. Ele desde o inicio me disse que vinha de uma separação, mas como naquele momento eu não conhecia Jesus e não sabia da importancia dele em minha vida não dei importancia. Hoje ja fazem 3 anos que estamos juntos. Sofro muito com essa situação, pois participamos alguns grupos dentro da igreja catolica, mas me sinto muito mal diante de Deus. Sinto vergonha da minha condição, pois mesmo sabendo que é contra ele o faço. Sinto como se minha felicidade fosse pecado é tam dificil pra mim choro quase todos os dias, isso tem me feito por muitas vezes me afastar de Deus.
    Quanto a anulução já conversamos sobre isso com o Padre Erivaldo que nos disse que no caso dele é sim possivel a anulação pois ele afirma ter si casado por ela esta gravida, embora logo em siguida ela afirme ter perdido. Sei o quanto é forte nosso amor, mas mesmo sofrendo muito com essa situação, tenho muito medo pois por ele ser muito conservador e respeitar as leis de Deus, tenho medo que ele tenha contato com sua ex, ou que ela se recuse a coperar com a anulação, pois uma vez ele me disse que fazia isso por mim, por ve meu sofrimento, não por vontade propria, é como si pra ele essa situação fosse confortavel. Ainda tem outro problema hoje moramos em outra cidade, o que torma mais dificil ainda. Padre Luizinho por favor rese por mim para que Deus me de forças para enfrentar minha cruz pro resto da minha vida ou coragem para passar por esse processo.

  109. Sheila says:

    Eu conheci o meu ex marido nas festas de fim de ano de 2006, e começamos a namorar, quando minha mãe descobriu que tinhamos relações sexuais, ela nos obrigou a casar, no dia 7/7/2007 nos casamos na igreja onde ficou evidente a falta de vontade dos dois.
    Moramos 5 meses juntos e nos separamos, casamos por medo do que poderia acontecer pq minha mãe o ameaçava, foi um casamento sem vontade, e principalmente sem amor.
    Há alguma possibilidade desse casamento ser anulado?

  110. Kellen Cristina Queiroz Soares says:

    Quanto tempo demora + ou – para esse processo?

  111. Olá Kellen,depende do caso e do Tribunal eclesiástico, o caso deles foram cinco anos + ou -. Se tudo correr bem, as testemunhas deporem e ficar no pé do Tribunal é mais rápido. Mas tenha paciência, vale a pena esperar, coragem é coisa muito séria, por isso, a Igreja trata com tanto carinho e cuidado.
    Minha benção+
    Obs.: Se espelhe no caso dos dois Mary e claudio, hoje eles são muito felizes. “Tudo pode ser mudado pela oração”.
    Padre Luizinho

  112. Renato Coutinho says:

    CERTA VEZ ESTAVA SOFRENDO EM MINHA VIDA SENTIMENTAL E DISSERAM A PEDIR CONSELHOS A UM PADRE,QUASE FUI,MAS NO CAMINHO PENSEI :PERA AI,QUE BASE E ESTRUTURA TEM UM PADRE PRA ME ENSINAR E ME ACONSELHAR SOBRE A MINHA VIDA SENTIMENTAL,CONJUGAL SE PADRE NAO PODE NAMORAR NEM CASAR ?
    ENTAO PERGUNTO,TIRANDO A BIBLIA,Q BASE TEM ??????????

  113. marcos aurelio e carla silvana says:

    padre Luizinho somos de pato branco pr e fica o meu relato pois o que aconteceu com a mari e claudio aconteceu com nos, eu tive a graça de ter a nulidade depois de 5 anos de espera, morava no litoral a 11 anos e nunca vi uma cidade que nao tinha deus com o povo, mudamos para pato branco um mes depois deus deu a graça, e digo vamos nos casar o mais breve possivel temos um pequenino que e uma graça. agradeço e peço que ore por nos e muito obrigado pelo espaço.aguardo comentarios.abraço

  114. Carolina says:

    Boa Noite!

    Para solicitar a nularidade matrimonial junto a Igreja, é necessário também realizá-lo junto ao Civil?

    Obrigada.
    Paz e bem!

  115. Adriana Carvalho says:

    Bom, eu estou tendo grandes dificuldades em meu casamento, tudo isso envolve nossa vida sexual e financeira. São esses os motivos de nossas brigas. Nossa relação esta se desgastando. Tenho sido tentada pelo inimigo por todos os lados. Lembrei-me de uma vez ouvir falar de anular o casamento religioso. Só pensei nisso agora, porque nunca me passou pela cabeça fazer isso. Comecei a pesquisar na internet algo sobre nulidade, e encontrei esse site. Eu não pude ler todas as histórias. Achei o que eu queria, mas não o que eu precisava. Esperava encontrar um testemunho onde alguém falasse que passou por várias dificuldades em seu casamento, e que no ultimo minuto o casal conseguiu se reerguer. Que o casal restaurou seu casamento. Eu ouvi o que eu queria que apesar de demorar muito, é muito fácil. Eu ouvi o que era fácil. Mas não ouvi o que era impossível a nós, mas bem possível para Deus. A nulidade do casamento parece ser muito moderna, aparentemente o melhor caminho, afinal de contas tudo parece que não tem jeito. E onde fica a nossa fé? Quando o casamento acontece por que os pais obrigaram, a menina era menor de idade e engravidou, ou foi seqüestrado, enfim quando alguém é forçado a casar com alguém, tudo bem. Isso é relevante. O que não é relevante é essa história de nulidade por qualquer coisa. As dificuldades que se encontra em um casamento é porque precisamos ser lapidados, pois vivemos uma paixão no namoro, que se transforma em amor, mas para reforçá-lo precisamos de ajuda, e quem faz isso é somente JESUS. Nós muitas vezes não entendemos ou não vemos isso. Simplesmente achamos que não da mais. O amor acaba porque somos egoístas e achamos que o melhor caminho é o mais fácil. Quantas vezes dobramos os joelhos um pelo outro? Quantas vezes pedimos misericórdia? Quantas vezes confessamos nossos pecados? Parece tudo muito bonito, mas na bíblia não existe nenhuma passagem que fale sobre a nulidade do matrimônio. Só diz que o esposo deve amar sua esposa como CRISTO amou a igreja, e que a esposa deve ser submissa ao seu esposo. Também diz que aquele que se separa e se relaciona com outro este comete adultério. E por fim, a palavra de Deus é bem clara “O QUE DEUS UNIU O HOMEM NÃO SEPARA”.

  116. luciane rasera says:

    gostaria que o Padre luizinho me explicasse sobre o casamento de segunda união. sei que eles não podem comungar nem confesar, mas podem participar das atividades da igreja.estamos montando em nossa paroquia esta pocibilidade para estes casais , esclarecendo estes ponto, em que a igreja não permite estes sacramentos mas que eles não precisão se afastar de Deus.
    Gostaria de maiores esclarecimentos e como fazer os encontros com estes casais.

  117. Paula says:

    Olá Padre Luizinho;
    Como a maioria dessas pessoas vivo neste mesmo dilema,não casei,mas conheci uma pessoa que foi casada na igreja católica e quando soube desse fato fiquei muito triste,pois sou uma pessoa muito religiosa e gostaria de poder comungar,participar ativamente da igreja que tanto amo.
    Essa pessoa errou,reconhece seu erro,mas afirma que :
    casou por imaturidade apesar de ter casado com mais de 20 anos,pois não tinha com quem conversar para lhe dar um conselho,para saber o que realmente é o sacramento do casamento,não era uma pessoa religiosa,não fez a crisma,pois como saber o que é o casamento se nem a confirmação do batismo essa pessoa teve???
    Foi infiel,se arrependeu e ambos perceberam que não se amam ou nunca se amaram já que eram tão imaturos quando casaram.
    O que devo fazer?????
    Não quero deixar de participar ativamente da minha igreja,sempre sonhei em participar de pastorais da família,de comungar com o meu filho dentro do meu ventre para que ali ele se encha de coisas boas,afinal é o CORPO de CRISTO neh?
    Quais são os passos para a anulação do casamento???
    Me responda Padre,por favor?!!
    Espero ansiosamente,confio em Deus e já pedi para que ELE tome a frente desse problema!
    Desde já,muito obrigada pela resposta e até mais!

  118. Paula says:

    Ah!Sou de PE qual a diocese que ele deve procurar????
    O que ele deve fazer,por favor Padre é muito importante para mim,ajude-me,
    eu te peço!!!!!!!!!!!!!

    Paula.

  119. Vilmara says:

    Olá Padre Luuizinho, tenho que fazer um trabalho sobre matrimonio, o Sr. poderia me arrumar alguns artigos a respeito desse assunto posso fazer algumas perguntas?
    O meu e-mail é vilmara_silvar@yahoo.com.br
    Aguardo..

  120. Maria says:

    Padre Luizinho, boa tarde!

    Vou tentar resumir o que estou vivendo no momento:
    fui casada durante seis anos e desse casamento nasceu a maior riqueza da minha vida: minha filha. Estou separa há 6 anos e cinco meses e nesse tempo sempre procurei obter a melhor convivência possível com meu ex-marido, por causa da nossa filha. Não refiz a minha vida sentimental e ele após seis meses que estávamos separados já estava morando com a atual mulher. No mês de março ele me procurou informando que entraria com processo religioso com o intuito de tornar nulo nosso casamento, o qual fiquei surpresa, pois achava que esse procedimento não era possível. Ao consultar o vigário da minha paróquia constatei que realmente isso é possível, então disse que não me opunha e entreguei a cópia dos documentos que mencionou ser necessário. Menos de um mês depois recebi em casa uma correspondência do Tribunal com o relato feito pelo meu ex-marido onde ele agiu de má-fé, ou seja, relatando mentiras, as quais algumas consigo provar sem testemunhas, outras com testemunhas e ainda aquelas que será a versão dele e a minha, porém como acredito na Justiça Divina, minha consciência basta. Preciso de uma orientação como o senhor acha que devo agir, ou seja, o processo já está na fase da pericia, porém como o meu ex-marido em uma das suas mentiras mencionou no relato que eu recebia muito mal seus amigos e parentes em casa, que inclusive um de seus irmãos saiu chorando de casa de tão mal que fora tratado por mim, tomei a liberdade de ligar para esse irmão e o mesmo ficou surpreso, pois além de nunca ter ocorrido tal fato, o meu ex-marido não o deixou ciente que falaria tal absurdo, pois como ele mesmo disse sempre o recebi muito bem com a esposa, ou seja, se meu ex-marido não teve consideração, respeito nem com o irmão, envolvendo-o nesse relato, não preciso esperar respeito por mim, meus pais(outras pessoas que ele citou no relato). Peço a Deus que essa nulação saia, para que eles vivam a vida deles e deixem eu viver a minha em paz, porém me manifestei no primeiro momento, pois é injusto que esse processo seja baseado em fatos irreais. Já faltei dois dias de trabalho para ir ao Tribunal, tive que envolver terceiros, ou seja, além de envolver o emocional, é um processo desgastante! Tenho recebido conselhos para não me manifestar mais, deixar que o próprio Tribunal tome por si só a decisão desse processo e que o meu ex-marido ainda tenha tempo de adquirir um dos Dons do Espirito Santo – o temor a Deus!
    Aguardo um conselho e que Deus nos abençoe e proteja.

  121. Cris says:

    Olá Padre, preciso muito de sua ajuda, tenho 25 anos, sou casada há 3anos e meu marido que tem 27 me pediu a separação sem mais nada, dizendo que não me ama mais, padre o que eu faço?? eu vivo o meu matrimônia com toda intensidade, amo meu marido, sou uma pessoa de caminhada sempre tentei traze-lo para Deus para não consegui e estou desesperada, pois sei quais são as consequências dessa separação… me ajuda por favor!!!

  122. Edmar says:

    Sou divorciado ha 11 anos , estou noivo de uma pessoa ( solterrima)muito maravilhosa e muito religiosa , estamos querendo casar na igreja com a bença de Deus e muitos amigos presente, mais sabemos que na igreja há um grande preconceito com relação a homens ou mulherese separadas, é com muita fé e vontade nossa e de nossos familiares que possamos principalmente eu voltar a minha vida normal dentro da igreja com direito a participar de uma missa com comunhão e ser um verdadeiro menblo da igreja com participação de grupos e tudo mais ,e como faço para obter a anulidade do casamento anterior e levar uma vida normal com a minha querida e futura esposa atual.

  123. Leidiane says:

    Padre,é com lagrimas nos olhos que li esse testemunho e devo confessar que estou sentindo muito medo,pois estou prestes a entregar minha papelada do processo de nulidade e estou namorando um abençoado(pregador da palavra de DEUS)que me surpreendeu com o convite de noivado,aceitei…fiquei muito feliz e triste ao mesmo tempo,pois o desejo dele(meu noivo)era se casar esse ano ainda,mas na verdade nem tenho certeza se isso sera possivel um dia ou se for possivel…sem data prevista.Eu sou muito ansiosa e apesar de pedir muito pra Deus tirar toda essa angustia,eu sofro,choro e chego a perder o sono por conta disso…
    Meu processo ainda não foi entregue porque falta escrever a carta de credibilidade que deve ser assinada pelo padre,mas não sei como deve ser escrita essa carta(qual o conteudo) então peço ajuda por favor!
    Meu processo esta dependendo dessa carta pra ser entregue.
    Desde já agradeço e clamo por misericordia de DEus!

  124. Roberval Duarte Filho says:

    Padre Luizinho,
    Boa noite e sua benção!!

    Sou casado à 16 anos mas apenas no civil, sou cat´lico praticante e sinto muita falta de não puder comungar. Gostaria de saber o que devo fazer para comungar já que minha esposa hoje não aceita mais casar na igreja devido na época do casamento eu é que não queria.

  125. Karla Borges says:

    Casei no dia 09/03/07, com menos de 7 meses de casamento meu marido começou a me trair, estamos separados de fato desde abril, ou seja nosso casamento não durou 1 ano!!!! Sou muito religiosa, minha família também, para se ter idéia minha mãe mora em Portugal, pois é devota de Fátima, eu inclusive, estou indo para Fátima dia 18/07/08 para poder ficar mais fortalecida da dor da separação. Estou sofrendo muito, mas perante Deus sou uma pessoa honesta e de bem, que não cometi nenhum ato de pecado. Meu marido inclusive, não fez se quer crisma… Estou sofrendo muito por essa situação, por favor, preciso ter meu casamento anulado perante Deus. A própria Bíblia que a única forma de se ficar novamente solteira é por ato de traição no matrimônio… Tentarei via tribunal eclesiástico do Ceará… Obrigada e força a Todos. Deus é maior que tudo!

  126. nair says:

    a 12 anos espero pela minha nulidade,tenho 2 filhos com Denis,somos casados no civil,somos felizes,casamos a Tati do primeiro casamento e a 18 anos nunca mais vimos o pai del;mais queremos ser felizes perante DEUS e confessar e comungar,e não tivemos condições de pagar o total de todo o processo,existe a anistia ,e como podemos resolver ,choro ao ver meus filhos comungarem,pois queria tambem fazer parte do banquete,sinceramente me sinto excluida.E vejo que ninguem pode me ajudar,SÓ DEUS.um abraço,PAZ E BEM NAIR

  127. nair says:

    a 12 anos espero pela minha nulidade,tenho 2 filhos com Denis,somos casados no civil,somos felizes,casamos a Tati do primeiro casamento e a 18 anos nunca mais vimos o pai dela;mais queremos ser felizes perante DEUS e confessar e comungar,e não tivemos condições de pagar o total de todo o processo,existe a anistia ,e como podemos resolver ,choro ao ver meus filhos comungarem,pois queria tambem fazer parte do banquete,sinceramente me sinto excluida.E vejo que ninguem pode me ajudar,SÓ DEUS.um abraço,PAZ E BEM NAIR

  128. DANIELLE DOURADO MAIA says:

    Padre Luizinho e equipe, espero que me respondam o e-mail a tempo..
    Na verdade,as dúvidas que aqui relatarei são pra ajudar um grande amigo.Meu nome é Danielle Dourado Maia,sou veterinária e moro em Montes Claros-MG, tenho 33 anos, uma filha linda, fruto de um casamento que não deu certo.
    Mas não é sobre mim que vou falar….Há alguns anos um amigo meu que prefere não se identificar, casou-se depois de ter tido um filho com uma moça.Ele resolveu se casar com ela quando o filho deles já estava com 1 ano e 6 meses.Infelizmente, como vem acontecendo com a maioria dos casamentos, talvez por um grande despreparo e um total desconhecimento da realidade a dois, também não deu certo.Durou pouco mais de 2 anos.
    Na época achei estranho, não fizeram curso preparatório e nem mesmo a documentação de batistério foi necessária.A igreja estava em processo de formação, se assim pode-se dizer e não existia uma equipe definida na coordenação.
    Depois da separação,a mãe não quis ficar com o filho, abriu mão com bastante desprendimento sem se comprometer a criá-lo ou participar da criação do mesmo. Ele sofreu amargamente, recuperou-se e conheceu uma moça encantadora, comprometida e fiel, muito digna de seu amor.
    O fato é que o sonho dela,pessoa dedicada que ajuda demasiadamente e com muito carinho a “substituir”, se assim pode-se expressar, a condição de falta de uma presença materna.
    Diante da maturidade adquirida ao longo de 3 anos de namoro, eles ficaram noivos.Mas se vêem diante e de uma adversidade.Como obter a bênção de Deus e o sacramento se já houve um casamento an igreja católica????
    Dei conselho no sentido de tentar declarar nulidade do casamento.Porém como declarar nulo algo em que não conseguimos provar que aconteceu???Na época foi tudo muito simples, numa pequena igreja,nem o livro que eu mesma assinei como testemunha nós conseguimos encontrar.Nem sei como ele conseguiu se casar sem ter feito o curso e sem nem mesmo levar o bastitério.
    Então ele decidiu marcar o seu casamento, já fizeram o curso e agora que está tão perto, um seminarista que conhecemos se manifestou contra dizendo que ele já está cometendo adultério e falou tanta coisa desagradável…O que posso aconselhar???O casamento está marcado para outubro e ele e ela estão com medo do seminarista fazer algo e não deixar o casamento acontecer.Como ele pode declarar nulidade se não conseguiu reunir os papéis necessários:???Nem uma foto do dia não temos.Eu sei que ele casou, eu fui ao casamento e eu assinei com testemunha.Na igreja o padre não lembrou de tê-los casado e não encontrou o livro.Uma vez conversou com o bispo contando detalhes de sua vida conjugal e diante do relato o bispo disse que seria fácil obter a nulidade.Mas que ele precisaria reunir provas do casamento que houve.E agora????Ele pode ou não se casar???Ele e ela querem se unir na benção de Deus e do cristianismo,mas o seminarista (que é primo dele), será que há como impedí-lo de casar???Será que ele não pode tentar ser feliz???Ela está disposta a casar e criar o filho que ele teve com outra mulher, a família dela é extremamente conservadora mas apóia o casamento, o filho dele adora a moça.Será possível essa injustiça????Ele poderia viver a dois sem o sacramento como muitos fazem por aí, mas eles querem e fazem questão de realizar o matrimônio dentro da fé católica.ME RESPONDAM NO E-MAIL POR FAVOR.
    Esse meu amigo já me ajudou em vários momntos difíceis na minha vida e a melhor ajuda, a mais importante de todas, a mais maravilhosa e gratificante foi ter me apresentasdo a canção nova, ele me aproximou de Deus, me fez sentir a força e o poder de nossa senhora perante Deus.Através dele , conheci a minha fé e a amravilha que é a renovação carismática em minha vidad e da minha família.Livros, programas, tudo foi ele quem me apresentou.Quero poder ajudá-lo nessa tentativa de ser feliz, sempre dentor do CRISTIANISMO E DA FÉ CATÓLICA!!!!!!!

  129. Josiane says:

    PADRE TENHO UM PROBLEMA NEM MINHA VIDA, MEU MARIDO CASOU NA IGREJ A PRIMEIRA VEZ COM UMA MOÇA CUJA POIS TERIA A ENGRAVIDADO, E AGORA EU E SELE SOMOS CASADOS NO CIVIL, ELE QUASE NEM CONVIVEU COM ESSA PESSOA TIVERAM 2 FILHOS E EL DIZ NUNCA TER A AMADO O SUFIVIENTE PARA CASAR, CASOU POR SÓ E PELA BEBEZINHA , HOJE EM DIA ESSE CASAMENTO PODERIA SER NULO? COMO ELE PODERIA RESOLVER ISSO, EU TENHO CONSCIENCIA EM DEUS QUE NÃO TO VIVENDO INCORRETAMENTE COM MEU MARIDO POIS NUNCA FUI CASADA FUIC ATÓLICA MAIS MINHA FAMÍLIA É ADVENTISTA, ME REPOSNDA PORFAVOR

  130. Olá josiane, realmente se for desta forma como vc me contou é preciso procurar o tribunal eclesiástico de sua Diocese ou o Sacerdote que possa lhe ajudar, pois possivelmente é um caso de nulidade matrimonial, ou seja o casamento nunca existiu por estes motivos. Por isso, tenha coragem converse com o seu esposo e procure ajuda como fez esse casal do texto.
    Minha benção.

  131. sidnei says:

    Caro Padre Luizinho
    Fui casado por quase três anos, relacionamento este que foi envolvido em amor apenas durante o periodo do namoro, apos o matrimonio onde construi uma casa um lar para convivermos minha companheira passou a me despresar e a me maltratar, como se ja estivesse satisfeita com os moveis que vinha a compor o nosso lar e tambem começou a ter relacionamentos extra conjugais chegando hoje esta assumindo um relacinamento com um pai de familia, familia esta que ela destorceu.
    Ao saber do envolvimento dela com outro homens (estes apresentados pela propria familia dela, tios e tias) eu a deixei seguir o rumo que ela tanto queria, com apenas a roupa do corpo eu sai de casa deixando os bens materiais que ela tanto queria.
    Hoje me encontro em convivio com uma outra mulher. Com quem sou muito feliz em partes, pois me falta algo, sempre quando vamos a igreja me sinto extranho por me faltar algo.
    Quero muito poder chegar ao matrimonio com ela mas sei de minhas condições perante as leis da igreja, nosso paroco adoeceu e hoje esta em outra região, pessoa essa com quem teria mais facilidade em conversar, ja procuro a um bom tempo alguem para me ajudar nesta meta, conseguir junto a igreja catolica a união nossa ate mesmo para melhor poder educar nossos filhos quando os tivermos, pois na situação que estamos ate não fazemos planos alugum para ter filhos e tambem não quero ter que mudar de religião como ja me propuzeram, para regularziar minha vida perante esta situação.
    Eu fiu casado na igreja catolica ucraniana.

  132. keli cristina says:

    oipadre luizinho,
    estou precisando muito de ajuda,namoro a sete anos e sou noiva a tres,amo muito meu noivo só que a alguns dias descobri que fui traida e que a pessoa com quem ele me traiu engravidou.ele me contou pediu perdão disse que esta arrependido não tinha intenção de me magoar de me ver sofrer,eu o perdoei pois eu amo muito ele e acho que todos nos merecemos uma segunda chance.ele não é uma pessoa de fé então me pediu que mostrasse a ele o caminho de deus…o maior problema é que minha familia não aceita,eu quero muito ajuda-lo pois tambem estou precisando me aproximar de deus.e acredito que se tivermos fé podemos ser felizes e mostrar a todos que deus tudo pode quando confiamos e nos entregamos a ele…por favor me ajude!!!!

  133. Lara says:

    Olá Padre Luizinho,gostaria muito de contar com sua ajuda,preciso tanto de uma orientação, fui casada por 8 anos e a 3 estou divorciada…hoje conheci uma pessoa maravilhosa,de dentro da igreja e começamos a namorar,porém por ele ser tão conhecedor da palavra resolveu que deveriamos terminar até eu conseguir anulidade do meu casamento pra que a gente possa ficar junto,está sendo muito difícil pra nós pq a gente se gosta e temos muitos planos…o que o senhor nos aconselha?Eu ate propus a ele de vivermos um namoro santo,como o caso que o senhor apresentou acima,sei que é muito difícil,mas sei também o quanto Deus irá nos honrar…gostaria muito de uma resposta sua…obrigada, aguardo sua resposta…

  134. ligia says:

    Boa noite…
    estou passando pela mesma situação narrada acima..
    Muu noivo me traiu, e a gartota engravidou. Mas o problema é q eu nao consigo aceitar essa criança. Ela ja tem 5 meses e a mae abandonou na casa da minha sogra.. eu ainda nao tive coragem de ire conhece-la.. Tb nao consigo pensar na hipótese de assumir essa criança c ele.. eu tenho 25 anos e ele 28.
    Estamos muito confusos.. e eu muito perdida!!!!!!!!
    Gostaria de uma luz.. pq me sinto revoltada por isso ter acontecido.
    Somos muito catolicos e começamos juntos ha 6 anos e meio atras no crisma..
    me ajudem?

  135. jordan says:

    olá Pe luizinho sua benção,
    olia eu no ano 2000 entrei para uma comunidade de vida e aliançã vivi uma profunda esperiência de oração,facia parte de minist. de cura e libertação atendia as pessoas orava incesatemente tinha vida de oração e adoração a Jesus eucaristico,teve ai uma esperiência linda de namoro com uma moça, tudo em santidade mas Deus sucitou um novo chamado na vida dela e ela terminou comigo numa boa,disse a ela que amava tanto, mas que ela fosse e assim fez, e continuei a minha vida de oração todos da comunidade me adoravam tinha muito amigos de Deus,adorava orar pelas pessoas e ajudar.
    mas no final de 2002,eu conheci outra moça que foi pedir ajuda, ecomecei a ajudar ela 4 meses depois ela começou a andar atras de mim para namorar,eu não queria no começo fugi muito da situação,mas um dia fizemos uma viagem, esentamos juntos naõ resistindo nos beijamos, e eu fiquei mau com a cituação e disse a ela para se afastar e ela ficou chatiada,mas aquele sentimento ficou comigo e depois de 2 meses de novo e este namoro foi ficando apegado tentei sair fora e não conseguia ela estava casada no civil ainda e tinha um filho,eu era virgem e em pouco tempo cai em pecado com ela,tentei sair e não conseguia fiquei com vergonha de mim mesmo fui afastando da oração e da comunidade não olhava mas no olho de ninguem,queria muito voutar enão conseguia,uma vez ela acho que tava gravida eu preocupado achava que tinha a obrigação decasar com ela, fiquei em desespero,sofri muito,mas não fui colocado pra fora da comunidade,eu em desespero querendo consertar e não desepcinar a comunidade,parti para o casamento meu namoro com ela virou obseção não conseguia ficar um minuto longe dela.
    então um querendo concertar tudo fui marcar casamento para voutar o que era antes pois já não comungava mais e nem oração,, e a todo momento tive medo de casar não me senti bem no casamento mas me casei assim mesmo e depois decasado tentei participar da comunidade muitas vezes e não consegui mais tivemos um filho,eu sempre frustrado por não voutar e o siume dela por mi me epedia muito e ela depois de casar começou ami rejeitar só podia ter relação quando partice dela, nunca sai com outra comecei a fumar,e ela sempre jogava na minha cara que nosso casamento no valeu porque num derão comunhão pra gente e sempre vi que nos num tinha nada a ver um com o outro, mas lutei pra dar de tudo em casa para fazela feliz e ela arrumava umas brigas atoa comigo,neste ano desde janeiro lea tava muito mudadda comigo querendo tempo,tinhamos montado um salão de beleza e ela se ajuntou com amigas querendo ir para bailes, festas sozinha e comecei a desconfiar foi ate que um dia me estorei com ela, e ela me disse que a muito tempo já queria se separar de mim e assim esta a 3 meses já fiz de tudo, nisto ela já ficou com u monte de gente e agora tá namorando outro, e disse que quer distancia de mim, eu voutei pra oração mas tenho sofrido muito pois depois de ter um filho com ela eu disse que ia lutar por ele,,,mas e agora sei que com esta cituação me aproximei mais de Deus voutei a castidade não to indo atras de outra não, mas num sei como vai ficar aminha vida, será que consigo a nulação de meu casamento, me mande uma resposta pois tá muito complicado tudo que estou vivendo…saudades de meu filho tô muito enquieto…

  136. alessandro luiz rocha says:

    ola Padre , td de bom? , a paz do Deus esteja com todos nos ,
    Padre, sei que o casamento no religioso é indissoluvel , mas , gostaria de uma luz sobre o meu caso .,, morei amigado com minha ex esposa durante 07 anos ,e depois desse tempo casamos no civil e religioso , ficamos 5 anos casados , mas aconteceu algo que para mim foi muito constrangedor ,minha esposo mantinha relacionamento com outros homens , hj estamos separados a 8 meses e ela esta morando com outro companheiro , gostaria que me auxiliasse neste caso , obrigado

  137. Filha says:

    Sua benção Padre
    Sou fruto de um casamento do qual meus pais são separados. A separação deles trouxe a paz para o nosso lar. No início da separação eu tinha aquela atitude egoista de pensar no meu desejo de vê-los juntos, mas hoje deixo este pensamento de lado. Só quero que eles sejam felizes e pra isto sei que somente um longe do outro, embora um dia se casaram são incompatíveis. Digo a todos que tem filhos que não se prendam a uma situação indigna ou desrespeituosa com receio da reação dos filhos, embora eles não possam entender a situação no momento se forem pequenos, mas eles sofrem muito mais com as brigas que não cessam e quanto mais rápido chegarem a uma solução menor será o desgaste de todos. Não reclamo da vida por causa da separção deles, isto me deixou mais amadurecida. Foi difícil, mas terminou a guerra e estou firme.

  138. Antonio says:

    Olá Padre
    Que Deus mostre o caminho serto para todos os casais que eles vivam felizes depois da volta para sua companhera do rpimeiro casamento ou da anulação.
    Antonio

  139. Anonima says:

    Boa Noite a todos!!! Estou passando por um momento dificílimo em minha vida, pois sou casada a 4 anos e 8 meses, tenho 3 filhos, e infelizmente decobri que meu marido abusou de minha filha de 4 anos. Casei grávida e com apenas 6 meses de namoro/noivado, não conhecia a familia e nem ele direito, mas no momento em que ele me pediu em casamento, acabei aceitando… eu tinha na época 22 anos, fui um pouco imatura, pois nem sabia direito sobre a responsabilidade que estava a adquirir… Hj tenho fé, que Deus possa me perdoar e quem saiba eu consiga que anulem meu casamento, pois ainda creio que serei feliz e com a pessoa certa.

  140. Denise says:

    Olá, padre
    Tenho 27 anos e nunca tinha tido nenhum namorado até que conheci à 3 anos um homem muito especial ao qual amo muito e ele também me ama.Ele foi casado só no civil durante 12 anos com uma mulher e teve duas filhas com ela, mas segundo ele foi um casamento com muitas brigas, agressões físicas por parte dessa mulher, traição, até que ele decidiu sair de casa.O problema é que o divórcio dele deve demorar uns 2anos para sair mas nós queríamos muito casar antes disso pois para nós o casamento na igreja é muito importante porque somos tão felizes juntos e temos certeza que foi Deus que colocou-nos um na vida do outro e queremos muito as bençãos de Deus antes de irmos morar na mesma casa.

  141. Mariana Rodrigues Bellotto says:

    Bom dia Padre e Feliz Ano-Novo!!!
    Padre estou passando pelo mesmo problema de tantos outros irmãos, estou tentando anular meu casamento…
    mas aqui na cidade onde moro não tenho mais um representante que possa me orientar. Mas sinto que com fé e esperança eu conseguirei viver novamente em paz com Jesus e comigo!
    Que Deus o abençõe sempre!

  142. nayanne says:

    cont…..
    tendo condições financeiras, entretanto vou continuar tentando e desde já agradeço pela atenção.

    Imperatriz-Ma 09/01/2009

  143. Lídia Maria says:

    Boa tarde, Pe. Luizinho

    Me casei a primeira vez na Igreja Católica, e felizmente consegui a nulidade de meu matrimônio. Assim, casei-me novamente na Igreja. E para minha infelicidade e atual desespero, no aniversário de 2 anos de casamento meu marido, que é espírita, pediu a separação e saíu de casa.
    Estou desesperada. Pois mesmo após várias conversas, ele está irredutível e quer manter a separação.
    Será que é possível a nulidade de um segundo matrimônio??? Sei da responsabilidade de um casamento religioso, e por isso minha preocupação, pois faço questão de receber a comunhão.
    Me ajude!

  144. Gilberto de Almeida says:

    Estou em um novo relacionamento, o qual ñão estamos comungando, em respeito aos mandamentos. Gostariamos muito de continuarmos a participar da Eucaristia. Ja estivemos no Tribunal Eclesiatico aqui em B.hte, e infelismente não temos condições financeiras de arcarmos com os valores estipulados de 03 salarios minimo por cada um de nós, para procedermos com o cancelamento do nosso primeiro casamento. Peço-lhes encarecidamente de ver a possivilidade pelo menos da diminuição para 01 salario minimo para cada um de nos, para que possamos casarmos, e poder viver a nossa vida de cristãos felizes e em paz com nosso todo podereso: Deus Pai, filho, e Espirito Santo.

  145. Shirleny says:

    Hoje estou muito feliz pois descobri ,que posso regularizar a minha vida diante de Deus.
    tenho 29 anos e a 3 fiz uma escolha na qual me arrependo muito,participava da equipe de liturgia da minha paróquia fazendo o que mais gosto de fazer,cantar, eu era a salmista,tenho uma filha de seis anos que tive de um relacionamento mal sucedido não casei,mas sempre tive esse sonho ,so que ele vinha acompanhado de uma grande preocupação,tinha medo de me envolver com alguém e o mesmo vir a fazer algo de ruim com minha filha que eu amo incondicionalmente, então em minhas orações pedia para Deus me enviar um bom esposo e um pai que minha filha nunca teve, é… Ele me ouviu e a 3 anos conheci Rogério ele é maravilho não é o que pedi exatamente,porém é o que eu precisava, e principalmente sei que ama a minha filha tanto quanto um amo um filho… mas… eis o motivo de arrependimento ele ja foi casado no religioso e por “escolher” viver com ele não pude mais participar da liturgia e de nenhum outro grupo da igreja e o mais importante,eu não posso comungar, tentei conversar com o pároco,mas ele disse que a unica forma de eu voltar a servir a Deus é deixar o meu amor, já pensei nisso varias vezes,mas como explicar para minha filha que o pai que ela ama tanto vai ter que ir embora, ela me cobrava tanto que todos os coleguinhas tinha um pai e ela não, depois que ela se apega a um tem que deixá-lo ir e outra nós somos “feliz”

  146. Alessandra says:

    sua bençaõ padre..
    Me chamo Alessandra vivo a mesma coisa que esse casal. me casei com 16 anos tive dois filhos um menino que hj tem 19 anos e uma menina que tem 14 anos namoro faz 1 ano e 9 meses ele não tem filhos teve uma menina no primeiro casamento mas veio a falecer com 3 dias sonho em poder um dia dar um filho para ele não moramos juntos fazemos parte da renovação carismatica participamos de um grupo de oração estamos agora tendo uam formação de pregadores nos encontramos estamos muito felizes mas gostariamos muito de poder comungar,confessar isso nos faz muita falta…mas pelo que pude me informar fica muito caro essa anulação e agora ainda não estamos em condições financeiras mas paar DEUS nada é impossivel…amem…muito obrigado queria ter mais informções sobre o assunto…

  147. Misael Santos says:

    Quridos Irmãs e Irmaõs,a paz de DEUS a todos!
    Pertecemos ao Movimento Bom Pastor da Pastoral Familiar regional epscopal da Sé , estamos organizando o 16º encontro de Casais em Segunda Uniao que acontecerá nos dias 07 e 08/11/09 na Igreja do Calvário SP, aqueles que quizerem fazer contato para esclarecimentos de como participar do encontro, deixar mensagem neste e-mail, para retorno imediato.

    Que DEUS abençoe a todos,

  148. marcelo n falcao says:

    Padre boa tarde queria saber se tenho chance de nulidade namorei 11 anos e sempre terminamos por eu ter duvida se gostava ou não mas chegou uma hora que amigos parentes forçarão a casar diante do altar bachei a cabeça e falei pra deus senhor sera que estou fazendo a coisa certa mas achei com 11 anos de namoro tinha que assumir tinha que ser homem achei que com o tempo iria gostar dela mas não aconteceu fiquei 5 anos casado ela me procurava não tinha vontade não amava quaze entrei em depreção por guardar esse sentimento todos esses anos não tenho filhos sera que tenho chance na nulidade do meu casamento hoje tenho outra pessoa ela nunca foi casada obrigado se poder me responder

  149. Ju says:

    Fui casado por 6 anos e descobri a traição de minha esposa com mais de um homem no final de 2009, e o pior com homens casados, tentei ainda reconciliar e continuar a vida com ela porém não tive contrapartida e a impressão que tinha e que parecia era a de que as coisas e a situação se invertiam, eu é quem me humilhava e dava a impressão para muitos que eu é quem havia feito coisa errada até que ela pediu pra sair de casa e continuou adulterando, nos divorciamos consensualmente por meio de averbação e ela foi viver com um dos homens com o qual ela me traiu e era meu padrinho de casamento aliás, agora passada a tempestade pretendo continuar minha vida e constituir familia, ter filhos (obs: não tivemos filhos e só agora eu entendo o propósito disso), etc…como devo proceder?

    Grato.

  150. Viviane says:

    Desculpe minha falta de fé. Mas é tudo muito feliz.
    Jesus Cristo morreu na cruz para remissão dos pecados, pq, sofrer ao lado de uma pessoa que não reconhece os preceitos religiosos? Pq viver sozinho infeliz, se Deus não quer a infelicidade de ninguém? Qtos homens repudiam suas esposas pelo simples fato delas não estarem na “medida certa”,hoje não existe amor são apenas jogos de interesse.
    Gostaria de saber se o adultério é um motivo sólido para nulidade matrimonial?

  151. Cicero gomes says:

    Nesse caso que v. exmo acabou de relatar, quais os motivos que levaram o tribunal dar a nulidade do matrimônio?

  152. Cicero gomes says:

    Vosso Reverendíssimo.
    Sou casado na Igreja e agora depois de 14 anos separados gostaria de saber se tem como anular esse casamento, Logo nos primeiros dias de casados, começamos a discutir muito, pois eu sempre frequentei grupos evangélicos e como eu fazia parte do Ministério de Música, quase todos os dias tinha encontro e quando eu chegava em casa, minha esposa me recebia com mil pedras na mão, dizia que eu estava com minhas amantes e quando eu dizia que estava com o pessoal do grupo ela dizia que lá só tinha , “Licença da palavra” RAPARIGA. e acabamos nos separando várias vezes, mas eu acabava voltando pq sabia do meu compromisso e também porque quero muito bem ao nosso filho, mas até q um dia enquanto eu estava dormindo, ela pegou uma faca e veio pro meu lado, foi quando acordei peguei a faca dela e como vi q não dava mais pra confiar de ficar no mesmo teto, sai de casa, isso foi o fim.
    Hoje, moro com minha mãe, continuo participando e trabalhando pra igreja, mas não me sinto em paz comigo e com Deus e gostaria que isso mudasse em minha vida e por isso pergunto ao V. Rev.mo tem como tornar esse casamento nulo ou melhor esse casamento pode ser considerado um daqueles casamentos que não era pra ter existido?

    Espero ansioso a vossa resposta, pois gostaria muito de poder tirar esse peso da minha consciência. Desde já meus sinceros agradecimentos
    e por fim peço a vossa benção!

  153. Cicinho says:

    Vosso Reverendíssimo.
    Sou casado na Igreja e agora depois de 14 anos separados gostaria de saber se tem como anular esse casamento, Logo nos primeiros dias de casados, começamos a discutir muito, pois eu sempre frequentei grupos evangélicos e como eu fazia parte do Ministério de Música, quase todos os dias tinha encontro e quando eu chegava em casa, minha esposa me recebia com mil pedras na mão, dizia que eu estava com minhas amantes e quando eu dizia que estava com o pessoal do grupo ela dizia que lá só tinha , “Licença da palavra” RAPARIGA. e acabamos nos separando várias vezes, mas eu acabava voltando pq sabia do meu compromisso e também porque quero muito bem ao nosso filho, mas até q um dia enquanto eu estava dormindo, ela pegou uma faca e veio pro meu lado, foi quando acordei peguei a faca dela e como vi q não dava mais pra confiar de ficar no mesmo teto, sai de casa, isso foi o fim.
    Hoje, moro com minha mãe, continuo participando e trabalhando pra igreja, mas não me sinto em paz comigo e com Deus e gostaria que isso mudasse em minha vida e por isso pergunto ao V. Rev.mo tem como tornar esse casamento nulo ou melhor esse casamento pode ser considerado um daqueles casamentos que não era pra ter existido?

    Espero ansioso a vossa resposta, pois gostaria muito de poder tirar esse peso da minha consciência. Desde já meus sinceros agradecimentos
    e por fim peço a vossa benção!

  154. meire says:

    gostei muito de tudo que li aqui, mas nem assim consegui aliviar o que sinto.Eu tambem saí de um casamento de 20 anos e durante todos esses anos sempre lutei muito pelo meu casamento mas em vao porque nao consegui,tive que sair de casa,nao aguentei os maus tratos,as noites sozinha e o medo da violencia.Meu marido tem alcolismo e por causa disso eu,nosso filho john de 20 anos, e meu marido tambem, sempre sofremos muito. tentei leva-lo ao AA, levei-o pro grupo de oraçao no qual faço parte do ministerio de musica,insisti pra que ele fizesse um tratamento… mas nao consegui… me sinto as vezes fracassada e busco na fé a razao pra minha vida, desde 10 junho de 2010 separada tenho buscado viver cada vez mais na presença de Jesus e me decido todos os dias em viver por Ele, com Ele e para Ele.É dificil ficar sozinha mas nao é impossivel. peço ao senhor padre Luizinho que reze por mim e pelo meu marido tambem pra que ele encontre o caminho da salvaçao. paz e bem

  155. Cláudia nascimento says:

    A paz de Jesus e oamor de Maria no saeu coração

    Pe. Luizinho infelizmente sou mais uma q preciso de orientação para nulidade do meu casamento, preciso do seu email pois estou no meu horario mde trabalho. Agradeço se me reponder. Fique com Deus.
    Cláudia

  156. Jordana Monalisa Coelho Ribeiro says:

    Pe Luizinho, preciso da sua ajuda para conseguir a nulidade do meu matrimônio. Me casei aos 18 anos logo após descobrir que estava grávida. Por minha falta de sorte fiquei grávida juntamente com minha irmã caçula na época com 17 anos e ela contou a gravidez para os meus pais primeiro que eu e infelizmente desabou uma bomba sobre minha casa e eu vendo toda aquela situação e grávida também sem saber como contar para minha família escondi o máximo que consegui e resolvi que não podia ver meus pais sofrerem ainda mais, decidi me casar! Foi a pior decisão da minha vida, pois meu namoro já apresentava sintomas nos quais eu já tinha a certeza que meu casamento não daria certo. Mais me casei por medo e foi como eu esperava. Meu marido me batia muito, não conversava comigo, me ignorava. Minha vida se transformava num verdadeiro inferno. Mas eu tentei, achava que um dia tudo isso podia passar pois não aceitava a separação. Sou filha de pais separados e sofri muito por isso, não aceitava que minha filha tivesse que passar por tudo que eu passei mais o tempo foi passando e as coisas só pioravam, separei e voltei várias vezes tentando e tentando mas chegou uma hora que não consegui mais, estava ficando doente de tanto sofrer. Me separei dele a 1 ano mais eu sou muito católica e não consigo me relacionar com ninguém, pois sei que perante Deus estaria cometendo um adultério. Quero voltar a comungar e me casar um dia novamente. Como eu faço para conseguir nulação deste casamento. Diante do pouco que eu coloquei neste relato o sr acha que é possível uma nulação? Por favor me responda, preciso de uma palavra de conforto, pois preciso dar seguimento em minha vida.

    Peço sua benção e sua oração!

  157. Olá Jordana, na verdade com a nulidade a Igreja reconhece um casamento que nunca existiu. Você deve procurar o seu paroco ou o Tribunal Eclesiastico de sua Diocese e eles vão dizer pra vc quais são os passos para abrir esse processo. Estou rezando por vc, minha benção+

  158. kelly samara gomes says:

    padre luizinho estou namorando a cinco meses com um homem casado padre temos um ralacionamento muito sincero ele teve que sair de casa muito novo por causa do pai e casou muito novo com uma pessoa velha do que ele ele casou por ter se sentido só ele diz: saiu de casa n vezes mais voltou por causa dos filhos.ele diz pra mim amar nao ama mas é acostumado co a ignorancia dela eles só conversa o basico padre o que eu devo fazer nessa situacao esse casamento vale de verdade? agente se gosta muito padre eu nao destrui uma familia esse casamento nunca existiu o que eu devo fazer me ajude por favor me responda

  159. Maria Bethania Ramalho Sampaio says:

    Estou vivendo um tempo de questionamentos. sou separada a seis anos,faço parte da rcc na minha cidade sempre tive a esperança que um dia meu casamento fosse restaurado pela conversão do meu ex. So que parece esta chegando o fim soube que esta pra noivar e formr outra familia. E uma coisa que me faz desejar a unilidade é poder um dia se for da vontade do Senhor ter uma nova união mas com a permissão de receber Jesus. E so aconteceria com a anulidade como faço pra tentar ver se meu casamento da pra ser anulado? Desde ja peço ao Espirito Santo que me envie uma resposta do seu desejo em minha vida por o senhor. Deus o abençoe;

  160. Ivy says:

    Eu nunca tive muito êxito em meus relacionamentos (namoro), até que aos 52 anos conheci meu atual esposo, que na época tinha 21 anos e após um ano de conhecimento, noivamos e nos casamos.Eu já católica praticante, ele aceitou seguir , na mesma profissão de fé que a minha, de livre arbítrio, bem como sua decisão pelo matrimônio há 10 anos já.Mas, durante esses anos, devido ao meu gênio controlador, sei que lhe fiz muitas cobranças, que mesmo justificáveis pela situação decorrente, causaram danos psicológicos e mágoas em meu conjuge, que agora,há menos de 2 meses atrás, confessa que “já não tem mais amor por mim”; “que deseja seguir a vida sózinho”.Sempre fui nervosa, e diante de muitas situações fora do controle por parte do meu esposo, eu “surtei”, perdi o controle, pelo meu temperamento “agressivo”, embora, meu interior, seja bondoso, passivo, além de que “eu amo e sou fiel de fato, ao meu conjuge” e nunca me passou, passa, a possibilidade de “separação”…De ter esperado tanto tempo de minha vida, dedicada à Deus e a família e depois acreditar no amor, jurar no altar sagrado do Senhor e depois ver meu casamento, como agora, “desfigurado”, pela ameaça da desunião.Apesar das humilhações que tenho recebido, das rejeições, indiferenças, por parte do meu esposo, que parece estar “dopado”, pelo ‘desamor”, embora jure não estar me traindo, sofro, choro , sinto-me perdida, traida, porém, ao mesmo tempo, sinto que Deus está comigo, com meu esposo, a favor da nossa união.Procurei um sacerdote e psicólogo em Aparecida-SP, indicado por um confessor, no Santuário e em seguida eu e meu esposo fomos atendido e orientados pelo mesmo, melhor ainda, estamos num processo de acompanhamento pelo mesmo.Meu esposo fez um acordo, diante do sacerdote, de procurar esquecer as mágoas até já perdoadas por ele e pela igreja e tentar com ajuda dos sacramentos, da oração e das terapias, buscarmos a reconciliação (da parte dele, principalmente), mas no dia à dia, ele cai em contradição e ora sim, ora não, volta a a dar mostra de que “não quer nem mesmo tentar”, tanto que, nem mesmo deseja aproximação física comigo e isto tudo me fere profundamente…Por causa dele, pra “libertá-lo de vez, já pensei em recorrer a Igreja pra tenta a nulidade…PENSEI, mas agora lendo tantos testemunhos dos irmãos, chego a conclusão, que, errada ou certa, nas espectaticas do meu conjuge sobre mim, realmente, não fui eu que quis, quero “quebrar” os votos, promessas, até porque, eu tenho amor, perdão, no coração,apesar dos meu defeitos e erros…”Na alegria, na tristeza”…Não me esqueci, espeço jamais disto!Tenho em mente, com ou sem meu esposo, continuar a viver meu sacramento matrimonial até após a morte, pois eu sou sim, “guarda do meu irmão” e não quero, diante do Senhor, não ter resposta a dar…Oro noite e dia pelo meu amado e conto com as orações de todos.peço o silêncio de Maria, a mansidão de Jesus ao meu coração e carregar a cruz com dignidade e na obediência da minha Igreja…Sou pela fidelidade e entreo a Deus o que é Dele…Meu esposo!Eu mesma!
    A Paz!

  161. Nelio Parreira Machado says:

    Fui casado na igreja com uma mulher e este casamento durou apenas 3 anos. A mais de 20 anos moro com outra mulher na qual tenho 2 filhos, um com 19 anos e outro com 26 anos, e amo muito esta minha esposa. Quero anular o primeiro casamento para que eu posso viver em paz com minha familia e tambem com minha consiencia. O que devo fazer, quais os caminhos que devo seguir para conseguir esta nulidade. Moro em Parauapebas – PA. Obrigado e aguardo retorno se possivel. Amen

  162. fabio alexandre rodrigues says:

    padre sou de mineiros do tiete sp vivo caso se semelhante e gostaria que o senhor me tirasse uma duvida, padre se eu estiver vivendo a castidade em meu novo relacionamento eu posso me confessar e comungar ou terei que esperar a de anulação sair sirvo em minha paroquia sou musico carismatico participo de um grupo de jovens gostaria muito de comungar mas o tenho duvidas e por isso não comungo por respeito a jesus agardo sua resposta e que Deus te abençoe !!!!!

  163. Carlos Alberto RJ says:

    Ola padre gostaria que senhor me orientasse sobre o anulidade do casamento.
    Desde minha primeira comunhão que foi em 1993 fiquei afastado da igreja por oito anos, retornei em setembro de 2001.
    E comecei a frequenta o grupo jovem e durante esse tempo conheci uma pessoa que já era, mas experiente do que eu, pois ela tinha um filho de sete anos fruto do primeiro relacionamento. Depois de dois como amigos resolvemos dar uma chance pra nos a começamos a namorar e no começo eram mil maravilhas. Durante esse tempo de namoro ela teve um desentendimento com sua mãe e pediu pra morar comigo e com minha vó.
    Aceitamos, pois eu pensava que amava muito e nosso amor nunca iria acabar. Nesse processo de morar juntos começaram os pequenos desentendimento e ciúme de ambas as partes.
    Agente brigava e discutia se muito, mas mesmo assim resolvemos nos casar e aluga uma casa para nós ser muito feliz.
    Só que por falta de conhecimento sobre o matrimonio e uma união precipitada, imatura era se recusava sexualmente e não queria ter filhos. Hoje ela mudou de religião virou protestante da igreja Universal do Reino de Deus e se casou de novo na igreja protestante.
    Hoje eu sofro muito, pois to caminhando numa comunidade católica e to gostando muito e adoraria poder comungar e viver a radicalidade do evangélico e a experiência do amor e do espírito santo na minha vida. E deixar de agir na minha vida conforme sua vontade.
    Por favor, padre me oriente.

  164. Filho, por este meio fica meio difícil, mas vai aqui uma matéria esclarecedora, procure o Tribunal Eclesiastico de sua Diocese ou região. Em nossa casa em Lavrinhas nós temos por ano um encontro para casais em NOVA UNIÃO. Blog Lavrinhas: http://blog.cancaonova.com/lavrinhas

    Nulidade de casamento
    Quais os motivos pelos quais um casamento pode ser nulo? http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=4247&id=

    Minha benção+
    Padre Luizinho.

  165. Maria Natalícia says:

    meu casamento aconteceu por causa de uma mentira,engravidei de um rapaz com o qual saí só uma vez, uma aventura,como minha família era muito religiosa e conservadora, precisa resolver a situação decidi namorar um rapaz que gostava de mim,moço humilde e família honesta, logo dei um jeito de fazer sexo com ele e disse que estava grávida dele, ele mesmo sem condiçoes financeiras porém precionado por minha família se casou comigo, a criança nasceu doente e só viveu 30 dias, ele sofreu muito, só nos casamos no civil, viviamos bem, pois eu era grata a vida que ele me dava visto o que eu havia feito com ele e que ele nem imaginava, engravidei novamente de gêmeas, csamos na igreja e tudo parecia bem até que ele descobriu o que eu havia feito com ele , da mentira , e começou me trair teve uma filha fora do casamento, eu como tinha culpa fui aguentando tudo nosso casame nto virou um inferno eu comecei ta mbém a fazer o que fazia comigo… até q a situação ficou insuportável e ele saiu de casa, estamos separados a 4 anos, hoje convertida e atuando na igreja, sinto falta de me confessar e receber a eucaristia, conheci um moço muito bom na igreja, gostamos um do outro, mas ele não abre mnão da eucaristia, queria muito anular meu casa me nto para recomeçar uma vida digna e do agrado do Senhor…. me oriente e me ajude por favor…

  166. Olá Maria Natalícia, obrigado por partilhar tudo isso comigo. Procure o Tribunal Eclesiastico de Sua Diocese ou região, se não souber, procure seu paroco e converse com ele. Ele vai poder te encaminhar e dizer o que vc tem que fazer. Eu sei um pouco só deste assunto, mas j´observando o que vc relatou tem uma probabilidade de seu matriMônio não ter existido por este motivo. A Igreja não dá divorcio, nem anula acasamento, ela estuda num julgamento os motivos que indicam que este casamento, ou melhor, que este sacramento não existiu, entendeu? Procure vá em frente e confie na infinita Misericórdia de Deus.
    Minha benção+

  167. ronaldo says:

    tenho48 anos como faço para mim batizar para me casar tem dia especifico para batizar pessoas mais velhas

  168. Elza says:

    Prezado Sr.
    gostaria de saber se, um sacerdote que foi afastado da Igreja catolica pode contrair matrimonio na mesma Igreja catolica?
    Aguardando, agradeço

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.