A caminhada diária nos faz bem poque:

1. Neutraliza os efeitos de genes responsáveis pelo aumento de  peso. Pesquisadores de Harvard estudaram  32 genes que promovem a obesidade em mais de 12.000 pessoas para determinar o quanto esses genes realmente contribuiriam  para o peso corporal. Descobriram que, entre os participantes do estudo que caminharam rapidamente por cerca de uma hora por dia, os efeitos desses genes foram reduzidos  pela metade.

2. Estudos da Universidade de Exeter descobriram que, uma caminhada de 15 minutos por dia, pode eliminar os desejos de chocolate e até mesmo reduzir a quantidade de chocolate que você come em situações estressantes. Além disso, estudos recentes confirmaram  que a caminhada pode reduzir a ansiedade de ingestão de uma variedade de lanches açucarados.

3. Reduz o risco de desenvolver câncer da mama. Já é de conhecimento científico que  qualquer tipo de atividade física atenua o risco de câncer de mama. Um estudo recente, da  American Cancer Society, revelou  que as mulheres que caminharam sete ou mais horas por semana tiveram um risco 14% menor de câncer de mama do que aquelas  que caminharam três horas ou menos por semana.

4. Vários estudos descobriram que a caminhada reduz a dor relacionada com a artrite, e que a caminhada de 8 a 10 quilômetros  por semana pode até mesmo prevenir a artrite. A caminhada protege as articulações – especialmente os joelhos e quadris, que são mais suscetíveis a osteoartrite – por lubrificação das mesmas e fortalecimento dos músculos que as suportam.

5.  Andar a pé pode ajudar a protegê-lo durante a temporada de gripes e resfriados. Um estudo de mais de 1.000 homens e mulheres descobriu que aqueles que caminharam pelo menos 20 minutos por dia, pelo menos 5 dias por semana, tinham 43% menos dias de doença do que aqueles que se exercitavam uma vez por semana ou menos. No caso de ficarem doentes, a duração da gripe foi menor nas pessoas que caminhavam regularmente.

hoje

O que é?
O Diabetes é a produção deficiente de insulina.

Causas
Muitas pessoas têm o hábito de comer por comer e não por que têm fome. Algumas pessoas, por exemplo, criaram o hábito de comer em frente à televisão ou quando chegam em casa do trabalho. Prestar atenção quando, onde e quanto comem, pois o excesso de açúcar no sangue causa acúmulo de gorduras depositando-se nas artérias provocando o diabetes.

Descrição
O diabetes caracteriza-se pela produção deficiente de insulina. A insulina é a substância responsável pela conversão do açúcar em energia no nosso organismo.

O excesso de açúcar no sangue favorece o acúmulo de gorduras contidas na alimentação. Essas gorduras podem ser depositadas com maior facilidade na parede arterial.

O risco de diabetes é ainda maior quando associado a outros fatores como obesidade, pressão alta ou taxa de colesterol elevada.

Tratamento 
O controle de diabetes diminui o risco de entupimentos dos vasos e de infarto. Mesmo em estágios primários, deve ter acompanhamento médico, para reduzir as complicações da doença.

O corte do açúcar na alimentação é fundamental para os diabéticos.
Os carboidratos e bebidas alcoólicas também produzem açúcar e devem ser evitados.

Recomendações para uma dieta pobre em lipídios (gorduras)

RECOMENDÁVEL
COM MODERAÇÃO
NÃO RECOMENDÁVEL
Gorduras
Todas as gorduras devem ser limitadas
Óleos e margarinas ricas em polinsaturados.

Óleos de girassol, canola, milho, soja, açafrão, oliva e algodão.

Manteiga, banha, toucinho, sebo, óleo de palmeira, óleo de coco, gorduras hidrogenadas.
Carnes
Galinha ( sem pele), peru, vitela, coelho, carne de caça.
Carne vermelha “magra”, porco e cordeiro.
Gordura visível na carne, parte inferior do porco, embutidos ( salame, salsichas, bacon, presunto lingüiças, etc.), pele de aves. Vísceras ( fígado, rim, coração).
Ovos e laticínios
Leite magro 1%, queijos pobres em gordura – cotage, queijos com leite desnatado. Clara de ovo, iogurte desnatado.
Leite semidesnatado 2%.

Queijos com 20 a 40% de gordura.

2 ovos por semana.

Creme de leite, leite condensado, nata, queijos com gordura integral, queijos cremosos, iogurtes com leite integral.
Peixes e crustáceos
Todo peixe branco.

De preferência grelhados.

Peixe frito em óleo adequado.

Marisco, mexilhões e camarão.

Ova de peixe.
Frutas , verduras e legumes
Frutas: maça, laranja, bergamota, abacaxi, pera, melancia, melão, mamão, kiwi, morango, entre outras.

Verduras: todas são recomendáveis do ponto de vista de gorduras.

Abacate, frutas em calda, frutas cristalizadas.
Batatas fritas e/ou assadas em gorduras sólidas, frutas secas, tipo castanhas, nozes, amendoim, amêndoas, etc.
Cereais / Pães
Farinhas integrais em geral e cereais de grão integral.
Farinha branca, cereais açucarados, pão branco, massas e arroz branco.
Pães especiais como croissants, brioches, etc.
Sobremesas
Pobres em gorduras, como gelatina, sorvetes de frutas, pudim com leite desnatado, iogurte desnatado.
Bolos, massas, pudins, biscoitos e molhos feitos com óleos adequados.

Sorvete pobre em gordura.

Bolos , massas, pudins, e biscoitos feitos com gordura saturada, molhos com creme de leite ou manteiga.
Bebidas
Chá, café preto, café com leite desnatado, água mineral, sucos de frutas não adoçados.
Refrigerantes, bebidas maltadas pobres em gorduras.
Bebidas com chocolate,

sopas cremosas, cremes para café.

Os meios de comunicação atuais dão uma série de conselhos para que todos tenham uma vida saudável, ou seja, existe uma enormidade de informações para que todos adotem um estilo de vida saudável para o coração, isto é: comer de forma inteligente, ter uma atividade física regular, manter o peso, a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangue, e cessar o tabagismo. Recentemente tem-se descrito com muita frequencia que o sono de boa qualidade e controle do estresse também oferecem benefícios reais para o seu coração.

Melhorar a qualidade do sono

Quando você acorda de manhã, está descansado e pronto para ir ao trabalho , ou está grogue e mal-humorado? Para muitas pessoas, o segundo cenário é muito comum.Dois problemas relacionados com o sono que afligem muitas pessoas – a privação do sono e apnéia do sono – têm sido associados a um maior risco de doença cardíaca.

  • A privação do sono.Ao longo do tempo, a qualidade do sono inadequada ou pobre pode aumentar o risco de um certo número de problemas crônicos de saúde, incluindo a doença de coração. Estudos têm relacionado a privação de sono a curto prazo com vários fatores de risco conhecidos para doenças cardíacas, incluindo colesterol alto, triglicérides elevados, e pressão arterial elevada.
  • Apneia do sono.É causa comum de ronco alto, faz as pessoas pararem temporariamente a respiração muitas vezes durante a noite. Até 83% das pessoas com doença cardíaca também tem apnéia do sono, de acordo com algumas estimativas.
    Na forma mais comum, apneia obstrutiva do sono, o tecido mole na parte superior da boca ou de trás da garganta bloqueia completamente a via aérea. Os níveis de oxigênio caem e isso faz com que o cérebro envia um sinal urgente para o organismo : “Respire agora!” Esse sinal acorda brevemente o dorminhoco e faz com que ele ou ela suspirem para aumentar os níveis de oxigênio no sangue.
  • Esse sinal também abala as mesmas vias de hormônio do estresse e vias nervosas que são estimuladas quando você está com raiva ou medo. Como resultado, o coração bate mais rápido e pressão arterial sobe, juntamente com outras coisas que podem ameaçar a saúde do coração, tais como a inflamação e um aumento na capacidade de coagulação do sangue. Se você ronca, muitas vezes e em tom alto, para de respirar durante a noite e se durante o dia sente-se cansado e  com sono fale com seu médico sobre avaliação de apnéia do sono.

Controlar e gerir o estresse

Um crescente corpo de evidências sugere que os fatores psicológicos podem contribuir para o risco cardíaco. Estresse de todos os tipos de situações e eventos desafiadores desempenham um papel significativo no risco de ataque cardíaco. O mesmo é verdadeiro para a depressão, ansiedade, raiva, hostilidade e isolamento social. Atuando isoladamente, cada um desses fatores aumentam as chances de desenvolver problemas cardíacos..

Conseguir reduzir o estresse, ou mudar a forma como se responde a ele, na verdade, reduzem  as chances de desenvolver uma doença cardíaca ou ter um ataque cardíaco? A resposta não é totalmente clara, mas muitos estudos sugerem que a resposta é “sim”. Há muito a aprender sobre exatamente como isso acontece. A pesquisa indica que o estresse constante contribui biologicamente a fatores de risco de doença cardíaca, tais como pressão arterial elevada e a formação de depósitos que entopem as artérias. Outra pesquisa conclui que o estresse crônico pode tornar mais difícil dormir bem, controlar o peso , parar de fumar ou fazer exercícios físicos.

Pode-se aprender maneiras mais saudáveis para responder ao estresse que ajudam o coração e melhoraram a qualidade de vida. Estes incluem exercícios de relaxamento ,atividade física e manter-se conectado com amigos, colegas de trabalho, membros da família.

 Como medir a sua pressão arterial em casa

1- Escolha  a máquina certa

Existem dezenas de medidores  de pressão arterial domiciliares no mercado. Para obter melhor precisão e facilidade de uso, sempre comprar um aparelho que tenha  um manguito para o braço que infla automaticamente e registra a pressão automaticamente.Não se recomenda monitores de pulso ou de  dedo. Modelos que armazenam leituras para uma ou duas semanas podem ajudar o seu médico.2- 

2- Como fazer a medida corretamente

Para obter a leitura da pressão arterial mais precisa, apoiar o seu braço na altura do coração, enrole o punho em torno de seu braço nu, e siga as instruções da sua máquina.

Há duas coisas a fazer antes de começar. Primeiro, verifique a sua máquina,comparando as medidas com aquelas que seu médico as tomou no consultório( sempre peço a meus pacientes que levem o seus aparelhos nas consultas para verificar a exatidão dos mesmos) Em segundo lugar, verifique se o  manguito ( a parte inflável) circunda pelo menos 80% do seu braço.Lembrem-se que existem manguitos para obesos.

Quando verificar a sua pressão arterial em casa, faça-a  no início da manhã, antes de ter tomado os comprimidos de pressão arterial, e novamente à noite, todos os dias durante uma semana. Depois disso, siga o plano que  seu médico recomenda, ou verificar que um ou dois dias por mês. Não fique medindo a pressão a todo instante, isto pode lhe fazer um grande mal!

  • Evite bebidas com cafeína ou alcoólicas e não fumar, durante os 30 minutos antes da medida.
  • Sente-se calmamente durante cinco minutos com as costas apoiadas e os pés no chão.
  • Ao tomar a medida, apoiar o seu braço para que o cotovelo fique  no nível do seu coração.
  • Para tomar uma segunda medida , deixe o  manguito esvaziar totalmente , espere  um minuto. Fazer a média de três leituras
  • Não se desespere se uma leitura é alta. Relaxe por alguns minutos e tente novamente..

A verificação da pressão arterial em casa não vai curar a sua hipertensão, mas vai ajudar a controlar a causa mais comum de acidente vascular cerebral e um grande contribuinte para ataque cardíaco, insuficiência cardíaca e morte prematura.

A depressão pode ter origem na nossa dimensão espiritual, ou seja, causada por uma doença do espírito.

depressao

 

 

 

 

 

 

 

 

Nos meus livros Milagres que a Medicina não contou (Editora Global – 2004) e Depressão onde está Deus? (Editora Gaia 2004) descrevi o Triangulo para a Cura da Depressão, fiz uma correlação entre os sintomas da depressão e algumas passagens bíblicas que achei interessantes e com propriedades curativas para essa doença.

Nas faces desse triangulo coloquei:

Ansiedade – com o seu antídoto em Filipenses 4,6.

Melancolia – com seu remédio em Fl 4,4

Culpa – tratada com Fl 3,13

A enormidade de graças que as pessoas vêm recebendo por conta das orações decorrentes desse triangulo através da Novena para a Cura da Depressão é impressionante e mostra o quão o perdão é importante na cura dessa moléstia.

Muitas pessoas sentem-se deprimidas por conta dos seus pecados, sendo a culpa e a consequente falta de perdão a si mesmo, a principal causa da depressão. Sempre repito que o meu grande amigo Padre Leo dizia nas suas homilias: o Encardido usa nossas fraquezas, nossas feridas, fazendo-nos ressentir situações ocorridas há muitos anos, não nos deixando aceitar o perdão de Deus para nossos pecados. A depressão é exatamente uma maneira do nosso psiquismo cobrar um pecado cometido.

Importante sempre lembrar que: as doenças não são mandadas por Deus, que nos fez sadios e livres para viver no Jardim do Éden. A doença e a morte vieram por conta da transgressão dos nossos primeiros pais(Gn3,17) e estão diretamente relacionadas aos nossos atos.

OBS: Esse é um dos trecho do meu livro Depressão, um sinal de esperança.

Para adquirir o seu, clique aqui