1396035747_m

 

 

 

 

 

 

 

FASE I- ESTIMULAÇÃO INICIAL

Midríase( pupila dilatada) , dor de cabeça,bruxismo, náuseas,vômitos,vertigens, tremores nas mãos e na face, tiques, movimentos descoordenados, alucinações;

Aumento da pressão arterial, diminuição ou aumento do pulso, arritmia e palidez, respiração rápida e profunda e aumento da temperatura corporal.

Euforia, agitação, apreensão, excitação , labilidade emocional, elação, proselitismo, liberação total de pensamentos, palavras, atitudes, ou seja de tudo que estava preso.

FASE II – ESTIMULACAO AVANCADA

Encefalopatia maligna, estado epiléptico, diminuição da resposta aos estímulos , grande aumento dos reflexos tendíneos e incontinências.

Hipertensão arterial , taquicardia e arritmias graves, fraqueza, cianose, respiração curta e rápida, hipotermia com progressão para hipotermia grave.

FASE III- DEPRESSAO E ESTADO PRÉ MORTE

Coma, arreflexia, pupilas fixas e dilatadas, flacidez , paralisia e perda das funções vitais funcionais.

Parada cardíaca por arritmia grave ou por assistolia, falência respiratória, edema de pulmões , cianose , respiração agônica e MORTE.

www.clinicasavioli.com.br

facebook.com/roquesavioli

twitter.com/drsavioli

azm

 

 

 

 

 

 

 

Os sete mandamentos para  prevenir a Doença de  Alzheimer:

1-Consuma pouca gordura saturada e trans

2- Legumes, vegetais( feijão, lentilha, ervilhas), frutas e grãos integrais devem ser os principais integrantes da dieta diária

3-Um pequeno punhado de nozes ou sementes deve ser ingerido diariamente para aporte de vitamina E

4- Ingestão diária de alimentos ricos em  vitamina B12 ( carnes, ovos, peixes) ou uso diário de suplementos vitamínicos

5- Se necessário o uso de vitaminas , estas devem  ser preferencialmente sem ferro e cobre.

6- Evitar uso de panelas revestidas, antiácidos, fermento em pó e outros produtos que contribuam para o consumo de alumínio

7- Exercícios aeróbios por 40 minutos 3 x por semana devem ser realizados.

17. outubro 2014 · Write a comment · Categories: Luto · Tags: , ,

É muito comum a pessoa sonhar com  o ente morto, tanto em sonhos comuns como em pesadelos. Esses sonhos devem ser interpretados como a manifestação do nosso inconsciente a respeito da perda e reflete também o estado psíquicperdas-repentinaso do enlutado.

O inconsciente pode formatar sonhos onde o morto revela ao enlutado  sua morada, seu estado de espirito, deixando-o  mais tranquilo e menos ansioso com relação ao paradeiro do falecido.

Não descarto, no entanto, que em algumas situações, Deus possa permitir que o morto se manifeste espontaneamente em sonhos para aliviar o ente querido sobrevivente.

(Trecho do Livro “Uma dor sem nome – Editora Canção Nova)

Para adquirir o seu clique aqui

coração de mulher 2

 

1- Praticar atividade física moderada durante pelo menos meia hora diariamente. Para conseguir o controle de peso, pratique de sessenta a noventa minutos todos os dias;

2- Parar de fumar imediatamente e evitar ambientes de fumantes para livrar-se do tabagismo passivo;

3- Após o infarto do miocárdio, evento cerebrovascular, diagnóstico de angina, doença arterial periférica ou cirurgia de coronárias, frequente programa de reabilitação e redução de riscos;

4- Reduzir o peso até atingir o IMC de 18,5 a 24,9 kg/m2 e circunferência da cintura menor que 88 cm;

5- Mantenha uma dieta saudável para seu coração. A suplementação de Omega-3 é recomendada para mulheres com doença coronária ou com triglicérides em nível elevado;

6- Combata o aumento do colesterol no sangue, por meio de dieta pobre em gorduras e/ou de medicamentos;

7- Controle a hipertensão arterial tomando religiosamente os medicamentos prescritos pelo seu médico;

8- Verifique a quantidade de sal descrita nos rótulos dos alimentos- não ingerir mais do que 5 gramas por dia;

9- Consulte seu médico regularmente;

10-  Cuide de sua vida espiritual, ame a vida.

Um coração de mulher

 

 

 

Saiba mais sobre esse assunto e várias dicas de saúde, adquirindo o livro “Um coração de mulher”

Clique aqui

Doctor measuring blood pressure - studio shot on white background

A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença caracterizada pela elevação dos níveis tensionais no sangue. É uma síndrome metabólica geralmente acompanhada por outras alterações, como obesidade. Cerca de 20% da população brasileira é portadora de hipertensão, sendo que 50% da população com obesidade tem a doença. A hipertensão pode acontecer quando nossas artérias sofrem algum tipo de resistência, perdendo a capacidade de contrair e dilatar, ou então quando o volume se torna muito alto, exigindo uma velocidade maior para circular. Hoje, a hipertensão é a principal causa de morte no mundo, pois pode favorecer uma série de outras doenças.

Tipos:

A hipertensão pode ser dividida em três estágios, definidos pelos níveis de pressão arterial. Esses números, somados a condições relacionadas que o paciente venha a ter, como diabetes ou histórico de AVC, determinam se o risco de morte cardiovascular do paciente é leve, moderado, alto ou muito alto. Além disso, quanto mais alta a pressão arterial, maior a chance de o paciente precisar usar medicamentos.

Estágio I: hipertensão acima de 140 por 90 e abaixo que 160 por 100

Estágio II: hipertensão acima de 160 por 100 e abaixo de 180 por 110

Estágio III: hipertensão acima de 180 por 110.

Fatores de risco:

A hipertensão é herdada dos pais em 90% dos casos. Em uma minoria, a hipertensão pode ser causada por uma doença relacionada, como distúrbios da tireoide ou em glândulas endocrinológicas, como a suprarrenal. Entretanto, há vários outros fatores que influenciam os níveis de pressão arterial, entre eles:

• Fumo
• Consumo de bebidas alcoólicas
• Obesidade
• Estresse
• Grande consumo de sal
• Níveis altos de colesterol
• Falta de atividade física
• Diabetes
• Sono inadequado.

Além desses fatores de risco, sabe-se que a incidência da hipertensão aumenta com a idade. Isso porque com o passar do tempo nossas artérias começam a ficar envelhecidas, calcificadas, perdendo a capacidade de dilatar – são chamados de vasos menos complacentes. Com isso a hipertensão arterial é mais fácil de acontecer – cerca de 70% dos adultos acima dos 50 ou 60 anos possuem a doença.

Dicas de prevenção:

• Manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares
• Não abusar do sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos
• Praticar atividade física regular
• Aproveitar momentos de lazer
• Abandonar o fumo
• Moderar o consumo de álcool
• Evitar alimentos gordurosos
• Controlar o diabetes e outras comorbidades.

Saiba mais sobre pressão alta, dicas de saúde através do meu livro Um coração saudável.

produto4_1

Para adquirir o seu clique aqui