Diocese de S.José dos Campos

Missa das Famílias na Paróquia Sagrada Família - SJCampos

Missa-Pelas-Familias-Outubro-2014-300x210Participe da Missa das Famílias, presidida pelo Padre Fabrício Andrade, dia 11 de novembro,  (terça-feira) às 19h30 , na Paróquia Sagrada Família – SJCampos

 

 

 

 


Missa do Clube da Evangelização em SJCampos

Missa do Clube da Evangelização - Setembro 2014A Frente de Missão da Canção Nova em SJCampos, convida você e sua família para a

Missa do Clube da Evangelização,

Local: Santuário São Judas Tadeu em SJCampos-SP

Dia 30 de setembro às 19h30

Presença do Padre Roger Luis da Comunidade Canção Nova. Participe!

Mais Informações: (12) 3923-700

 


Papa Francisco volta a pedir a paz no Oriente Médio

140714_Arte-Ore-Oriente-Medio_Creditos-Cleber-Rodrigues“Agora, Senhor, ajuda-nos Tu! Dá-nos Tu a paz, ensina-nos Tu a paz, guia-nos Tu rumo à paz. Abre os nossos olhos e os nossos corações e dá-nos a coragem de dizer: ‘nunca mais a guerra’; ‘com a guerra tudo se destrói!’ Dá-nos a coragem de realizar gestos concretos para construir a paz … Faz-nos dispostos a ouvir o grito dos nossos cidadãos que nos pedem para transformar as nossas armas em instrumentos de paz, os nossos medos em confiança e as nossas tensões em perdão. Amém”-  Papa Francisco 


KAIRÓS FAMÍLIAS EM PÉ!

Kairós Famílias em PéA Comunidade Canção Nova – SJCampos convida você e sua família para o “Kairós Famílias em Pé”!

Dia 17 de agosto de 2014

Local: Capela Santa Cruz – Estrada do Cajuru, 191  – Bairro Cajuru – SJCampos

Horário: Das 08h00 às 18h00

Mais informações: (12) 39237000


CERCO DE JERICÓ FRENTE  E VERSOA Paróquia Coração Eucarístico de Jesus – Diocese de SJCampos

 Padre Vicente Benedito Simões, pároco,

Convida a todos para o Cerco de Jericó 2014

Tema: Enviai o Teu Santo Espírito Senhor, e renovai a nossa paróquia!

 


Cristo Vive 2014

cristo viveCristo Vive 2014

De 28 de julho a 02 de agosto de 2014

Unidade e Comunhão dos Organismos Eclesiais na Evangelização

A IGREJA “EM SAÍDA” MISSIONÁRIA

Diocese de SJCampos


Kairós "Orando com poder"!

Kairós Orando com PoderParticipe do Kairós Orando com poder , dia 29 de junho, com início ás 08h00 da manhã  na paróquia Sagrada Família – SJCampos

 


Deus confia a sua esposa a você

 Homem, você não se casou apenas para ser feliz nesta vida. O sacramento do matrimônio vai muito além disso! Deus tomou uma de Suas filhas, amada e escolhida, e a  confiou a você! O propósito d’Ele é que você se gaste no amor, na dedicação, no sacrifício, na entrega por sua esposa, a ponto de entregá-la santa, sem mácula e irrepreensível para Deus, como nos diz a Palavra. Que você ame sua esposa como Cristo amou a Sua Igreja.
O matrimônio tem uma realidade sobrenatural: é um mistério, no qual o marido vai formando sua esposa à imagem de Deus com a cooperação do Espírito Santo. Como um artista que molda a madeira para fazer dela uma imagem, o esposo vai modelando sua esposa para transformá-la numa nova criatura para Deus. É uma obra linda, que vai ocupar a vida inteira; por isso mesmo, não pode ser interrompida. Marido, Deus lhe confiou uma obra-prima, e Ele conta com você. Não pare, não desista! Você precisa levá-la até o fim.
Imagine quando você chegar no Céu e apresentar sua esposa a Deus: “Senhor, não foi fácil chegar até aqui, não foi fácil também trazer a minha esposa, mas ela está aqui!”. Atrás de você estarão seus filhos e netos, numa grande fila… O Senhor lhe confiou esta missão. “Eis-me aqui! Missão cumprida, Senhor!”

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova


Ordenação Episcopal de Mons. José Roberto Fortes Palau

cartaz[1]Nossas orações ao Mons. José Roberto Fortes Palau.
Transmissão pela Rádio Canção Nova AM 1250

 


Festa de Pentecostes – Paróquia Espírito Santo - SJCampos

 

Pentecostes-2014-2  Acesse a programação

 

 

 


24/06, 19h30, Padre Edmilson, celebra Missa no Santuário S.Judas Tadeu - SJC

10296554_822067511145282_3620243876597365436_n Esperamos por você!


Noite de Clamor!

noite de clamorO Grupo de Amigos da Canção Nova em São José dos Campos,  promove:

Noite de Clamor!

Participe.

 


Convite para a Solenidade de Posse de Dom César,SDB - Bispo nomeado de São José dos Campos

posse de dom cesar17 de maio, às 15 horas, posse de Dom José Valmor César Teixeira,SDB,   Bispo nomeado de São José dos Campos (SP) 


Como viver a Semana Santa?

pe donizetePadre Donizete Heleno Ferreira, missionário da Comunidade Canção Nova e responsável pela liturgia, nos dá dicas de como viver bem a Semana Santa.

Ouça: 

“Estamos vivendo a Semana Santa, vamos meditar esta espiritualidade. Sabemos que a Semana Santa é um tempo de retiro, no qual nós recorremos ao silêncio, experimentamos Deus através da escuta da Palavra e do mergulho nas celebrações e na profundidade desse mistério. É um tempo de renovação, assim podemos experimentar o Senhor profundamente e ter a nossa vida transformada.

Que o Senhor possa conduzir você nesta grande semana.Você que exerce um ministério na Igreja, na sua paróquia, na comunidade, que você seja o primeiro a experimentar isso, você que vai cantar este mistério [pascal], que vai conduzir as celebrações e ajudar na pregação. Que o seu coração esteja aberto para receber este grande mistério desta grande semana que marca nossa caminhada cristã.

Que Deus o abençoe e lhe conceda frutos de graça e frutos de ressurreição na sua vida.”


Diocese de SJCampos tem novo bispo!

O papa Francisco nomeou hoje, 20, dom José Valmor César Teixeira, como bispo de São José dos Campos (SP), transferindo-o da diocese de Bom Jesus da Lapa (BA).

dom cesarS. Exa. Revma. Dom José Valmor César Teixeira, SDB, nasceu no dia 1º de março de 1953 em Rio do Sul, Estado de Santa Catarina. Fez o noviciado salesiano em Taquaré nos anos 1970-1971 e em 1977 emitiu os votos perpétuos. Estudou filosofia na Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciências e Letras em Lorena, São Paulo. Fez seus estudos teológicos no Studiumdos Padres Claretianos em Curitiba. Licenciou-se em História da Igreja na Universidade Gregoriana de Roma, o Bacharelado em Estudos Sociais na Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciências e Letras em Lorenae habilitação em Educação e Sistema Preventivo na Universidade Católica de Porto Alegre. Foi ordenado sacerdote em 9 de dezembro de 1979 e desenvolveu os seguintes encargos: Formador na Inspetoria São Pio X; Professor no StudiumTheologicumem Curitiba (1997-200); Diretor do Instituto Salesiano em Curitiba (1989-1990)/1997-2002); Conselheiro inspetorial em Porto Alegre (1985-1986/1987-1990/1997-2002); Vice-inspetor de Porto Alegre (1990-1996); Coordenador Nacional das Equipes Inspetoriais da Pastoral Juvenil (1995-1998); Inspetor da Inspetoria de Porto Alegre (2002-2008) e Vice-Presidente da CISBRASIL (Conferência das Inspetorias Salesianas do Brasil).

Em 28 de janeiro de 2009 foi nomeado bispo de Bom Jesus da Lapa – BA, e foi ordenado bispo em 29 de março do mesmo ano.

Tradução de Pedro André (SDB)

Fonte: diocesesjc


O nosso pai São José

Homem que agradou a Deus

sao joseNão é sem razão que a Igreja, no meio da Quaresma, tira o roxo no dia 19 de março e coloca o branco na liturgia, para celebrar a festa de São José, esposo da Virgem Maria. Entre todos os homens do seu tempo, Deus escolheu o glorioso São José para ser pai adotivo de seu Filho divino e humanado. E Jesus lhe era submisso, como mostra São Lucas.
Santo Gertrudes (1256-1302), um grande místico da Saxônia, afirmou que “viu os Anjos inclinarem a cabeça quando no céu pronunciavam o nome de São José”.

 Santa Teresa de Ávila (1515-1582), a primeira doutora da Igreja, a reformadora do Carmelo, disse: “Quem não achar mestre que lhe ensine a orar, tome São José por mestre e não errará o caminho”. E declarava que em todas as suas festas lhe fazia um pedido e que nunca deixou de ser atendida. Ensinava ainda que cada santo nos socorre em uma determinada necessidade, mas que São José nos socorre em todas. (mais…)


Rezemos pela nomeação do nosso novo bispo!

Rezemos pela nomeação do nosso novo bispo! Clique no link e veja a oração na íntegra e reze com nosso administrador diocesano, padre Djalma: http://migre.me/hJ0o4
Clique no link e veja a oração na íntegra e
reze com nosso administrador diocesano,
padre Djalma: http://migre.me/hJ0o4

Diocese de São José dos Campos


Deus age por meio da humildade

Davi, quando foi ungido, era o menor dos irmãos; e nem mesmo Samuel imaginava que seria ele o escolhido do Senhor. Samuel queria ungir o filho mais velho, pois este era mais bonito e mais forte, mas Deus lhe disse: “Não, Samuel, vá devagar, porque os homens veem a aparência, mas eu vejo o coração”.

Samuel teve de aprender. Não foi nenhum daqueles irmãos que o Senhor escolheu, mas sim o último, o que o profeta nem imaginava que existisse, que Deus mandou ungir. Talvez você seja um “vasinho” como Davi, mas é com você que o Todo-poderoso quer agir. Ele pode transformá-lo.

Deus o abençoe!

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova


Receberei o poder do Espírito Santo

O mesmo acontece conosco quando pedimos o batismo no Espírito. Se essa graça ainda não lhe sobreveio, ela pode acontecer neste dia.
Rezemos juntos!
Deus o abençoe.

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova


Um milagre que faz parte dos nossos dias

Em nossa vida familiar se repete, continuamente, o milagre da multiplicação dos pães. Em geral, quando chegamos em casa, depois de um dia de serviço, estamos sem forças, pois já demos tudo que tínhamos para dar. Todos estão muito necessitados de nós, mas não temos mais o que dar, não temos mais forças. Como viver em família nessa hora?

A primeira tendência é deixarmos cair os braços e dizermos: “Não dá, não é possível”. Então, nos isolarmos, ficamos no nosso canto ou nos ausentamos.

Todos nós nos defrontamos sempre com essa tentação. Mas, graças a Deus, a experiência já nos comprovou que, pelo fato de estarmos juntos, sem termos o que dar, quase sem forças para nos comunicar, mas juntos, lado a lado, o milagre se renova. O Senhor toma os nossos restos e, em Suas mãos, o quase nada se multiplica. E todos nós recebemos, todos nós nos alimentamos, somos restaurados e revitalizados.

Esse milagre já faz parte do nosso dia a dia. Corremos o risco de não mais percebermos, mas ele acontece, porque, apesar de tudo, ousamos viver em comunidade.

Deus abençoe você!

Monsenhor Jonas Abib


Jesus está conosco em todos os momentos !

Monsenhor Jonas Abib

Foto: Maria Andrea/cancaonova.com

Nós estamos no 4º Domingo do Advento, e é por isso que nós cantamos repetidamente, no canto de resposta, da 1ª leitura: “O Rei da glória é o Senhor Onipotente, abri as portas para que ele possa entrar”. Sim, porque daqui a alguns dias estaremos celebrando o Natal e, então, é preciso abrir as portas para Ele entrar.

O foco do Evangelho hoje está voltado para São José. Ele não foi apenas o pai adotivo de Jesus, mas esteve envolvido no plano de Deus para a nossa salvação, como um escolhido.

Maria foi para a casa de Isabel e, quando ela volta, já está com sinais evidentes da gravidez. Ele [José] não era bobo, percebeu que Maria estava grávida. Naquela época, José devia estar com os seus 30 anos, não era aquele homem velho como algumas gravuras retratam. Daí a grande interrogação: “O que aconteceu?”.

José e Maria estavam naquela primeira fase do casamento, porque, para o povo judeu, ele é dividido em duas partes. A primeira eles já se casavam, mas não habitavam juntos. E é nessa etapa que Nossa Senhora fica grávida, portanto, já estavam casados. A lei de Moisés mandava que, nesses casos, ela fosse apedrejada, e a grande virtude de José é que ele não entrega Maria para a lei, resolve dispensá-la secretamente. É justamente nessa hora que o anjo do Senhor revela, em sonho, o plano de Deus a respeito de Maria e do Filho que ela carrega em seu ventre.

Meu irmão, aqui está, nas palavras do anjo a José, a grande realidade do Natal: “Ele será chamado pelo nome de ‘Emanuel’, que significa: ‘Deus está conosco’”. (mais…)


Tempo de Advento!

advento Vigiamos e oramos, esperando o Senhor!

O Ano Litúrgico começa com o Tempo do Advento; um tempo de preparação para a Festa do Natal de Jesus. Este foi o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Dignou-se a assumir a nossa humanidade, sem deixar de ser Deus. Esse acontecimento precisa ser preparado e celebrado a cada ano. Nessas quatro semanas de preparação, somos convidados a esperar Jesus que vem no Natal e que vem no final dos tempos.

Nas duas primeiras semanas do Advento, a liturgia nos convida a vigiar e esperar a vinda gloriosa do Salvador. Um dia, o Senhor voltará para colocar um fim na História humana, mas o nosso encontro com Ele também está marcado para logo após a morte.

Nas duas últimas semanas, lembrando a espera dos profetas e de Maria, nós nos preparamos mais especialmente para celebrar o nascimento de Jesus em Belém. Os Profetas anunciaram esse acontecimento com riqueza de detalhes: nascerá da tribo de Judá, em Belém, a cidade de Davi; seu Reino não terá fim… Maria O esperou com zelo materno e O preparou para a missão terrena.

Coroa do Advento:

Para nos ajudar nesta preparação usa-se a Coroa do Advento, composta por 4 velas nos seus cantos – presas aos ramos formando um círculo. A cada domingo acende-se uma delas. As velas representam as várias etapas da salvação. Começa-se no 1º Domingo, acendendo apenas uma vela e à medida que vão passando os domingos, vamos acendendo as outras velas, até chegar o 4º Domingo, quando todas devem estar acesas. As velas acesas simbolizam nossa fé, nossa alegria. Elas são acesas em honra do Deus que vem a nós. Deus, a grande Luz, “a Luz que ilumina todo homem que vem a este mundo”, está para chegar, então, nós O esperamos com luzes, porque O amamos e também queremos ser, como Ele, Luz.

Termo:

Advento vem de adventus, vinda, chegada, próximo a 30 de novembro e termina em 24 de dezembro. Forma uma unidade com o Natal e a Epifanía.

Cor:

Liturgia neste tempo é o roxo.

Sentido:

O sentido do Advento é avivar nos fiéis a espera do Senhor.

Duração:

4 semanas


Celebração do Jubileu de Ouro na Canção Nova

1527081_680733138633945_2098350222_nSantuário São Judas Tadeu  de São José dos Campos  celebra o Jubileu de Ouro na Canção Nova.


A superação do sentimento de inferioridade

Imagem de Destaque

Com alguma certeza, podemos afirmar que todo ser humano já experienciou algum sentimento de inferioridade, seja em sua infância ou na fase adulta. Esses sentimentos, geralmente, são oriundos de frustrações, incompreensões, rejeições, traumas, dificuldades de relacionamento; enfim, de origens vastas e complexas, presentes nos enredos de nossa história.

As primeiras pesquisas que, de fato, desenvolveram uma expressão mais científica acerca do que seja o sentimento (e o complexo) de inferioridade foram realizadas pelo psicólogo austríaco Alfred Adler. Em sua concepção, existem duas espécies de sentimentos de inferioridade: os primários e os secundários.

O sentimento de inferioridade primário é aquele que está enraizado em uma experiência de fraqueza, desamparo ou dependência vivenciada por uma criança, intensificada por comparações com outros irmãos, amigos, vizinhos, adultos etc. Trata-se do sentimento de inferioridade iniciado por feridas e experiências provenientes da infância, sendo que este é um estágio de profunda sensibilidade afetiva e emocional.

:: O que é cura interior?
:: Padre Rufus fala sobre as etapas para a cura interior 
:: Eu preciso de cura interior?

Já o sentimento de inferioridade secundário relaciona-se com as experiências vividas na fase adulta. Um adulto que, por exemplo, não conseguiu atingir objetivos estabelecidos em sua vida, ainda que fossem inconscientes, que não foi escolhido em uma promoção profissional ou não conseguiu um bom desempenho diante dos demais ou, ainda, que foi “trocado” por outra pessoa em um relacionamento, é o concreto estereótipo desse tipo de sentimento.

Sentir-se inferior e desajustado em algumas ocasiões é natural. Contudo, essa situação se torna um problema quando as feridas de inferioridade começam a interferir diretamente na vida e nas escolhas da pessoa em questão, gerando sistemas de compensação e algumas (inconscientes) neuroses.

Uma pessoa refém do complexo de inferioridade terá dificuldade na vivência de seus relacionamentos, não conseguindo, muitas vezes, neles se aprofundar em virtude de sentir-se incapaz e sem atrativos. Tal pessoa acabará se tornando o exemplo típico daqueles que desistem por medo de tentar, pois se verá incapaz de arriscar e vencer suas fraquezas, não encontrando, assim, forças para bem viver suas interações.

O pior é que muitas dessas pessoas são seres humanos fantásticos e repletos de dons, os quais, por sua vez, acabam perenemente soterrados debaixo do sentimento de inferioridade. Uma pessoa que se sente inferior terá a tendência de sempre procurar defeitos nos outros, já que isso se manifestará como um psicológico mecanismo encontrado por seu coração para justificar sua inferioridade, assim se sentindo melhor (“menos inferior”) diante dos demais.

Tal coração encontrará dificuldade de se sentir amado, pois, constantemente, se perceberá como indigno do amor de qualquer pessoa, além de acreditar que todos ao seu redor o estão desaprovando em tudo por causa de suas fraquezas e limites.


Trecho retirado do Livro “Curar-se para ser feliz”

 

Foto Padre Adriano Zandoná 

Adriano Zandoná é padre e missionário da Comunidade Canção Nova. Graduado em Filosofia e Teologia, exerce atualmente a função Responsável Geral pela Canção Nova em São Paulo (SP). Todas as segundas-feiras celebra a missa na Catedral Maronita, em São Paulo, às 19h30, com transmissão ao vivo pela TV Canção Nova. É articulista do site cancaonova.com e apresenta e apresenta o programa “Construindo a Felicidade”, todos os dias da semana, exceto às quintas-feiras, às 17h pela Rádio América (AM 1410), também em São Paulo (SP). É autor dos livros: “Construindo a Felicidade” e “Curar-se para ser Feliz”, ambos publicados pela editora Canção Nova.
Facebook.com/PadreAdrianoZandoná
twitter.com/peadrianozcn
blog.cancaonova.com/padreadrianozandonaexceto às quintas-feiras, às 17h pela Rádio América (AM 1410), também em São Paulo (SP). É autor dos livros: “Construindo a Felicidade” e “Curar-se para ser Feliz”, ambos publicados pela editora Canção Nova.


Facebook.com/PadreAdrianoZandoná
twitter.com/peadrianozcn
blog.cancaonova.com/padreadrianozandona