Em meio ao mundo exigente e extremamente rápido (corrido…) que vivemos atualmente, é fato que as pessoas acabam se tornando cada vez mais inclinadas a serem intolerantes, impacientes, e propensas a rotular as outras.

Sufocados por tantos dilemas e exigências, poucos conseguem ter a devida paciência para com os outros, e muitos, se não alcançam respostas imediatas em um determinado relacionamento, acabam desistindo facilmente destas pessoas que buscavam se aproximar.

Descobrir alguém leva tempo. E quando nos tornamos superficiais demais, desistindo facilmente frente ao primeiro desencanto, acabamos por perder a feliz oportunidade de descobrir pessoas maravilhosas.

Não é porque a pessoa não sorriu como quereríamos ou porque tenha um defeito latente, que temos o direito de encarcerá-la em um rótulo infeliz.

Acredito que todos querem ser bons e felizes, e todos lutam por isso. Pode ser que não sejam compreendidos assim – ou não se percebam assim -, mas no fundo buscam isso. Pode ser que palavras inicialmente ásperas sejam, no fundo, o pedido de socorro de alguém que recebeu pouco amor na vida, e que desesperadamente pede que a ensinemos amar.

Pode ser que as atitudes que mais o irritam em alguém sejam a prova do esforço profundo de um coração querendo sinceramente fazer o bem, e que nisso precisa ser estimulado/ensinado, para assim poder revelar suas melhores potencialidades.

Mesmo que o amor que recebamos não seja do jeito tínhamos buscado ou idealizado… mesmo assim é amor. Os gestos e iniciativas de amor que possam soar repugnantes para nós, podem ser o tudo do que o outro pode nos dar no momento. Precisamos aprender a acolher o que as pessoas conseguem oferecer hoje, valorizando o que elas nos oferecem.

Não podemos ser cruéis a ponto de destruir em nós aqueles que não se acomodam aos nossos esteriótipos e expectativas infantis.

O verdadeiro amor se expressa em um acolhimento que permite que o outro seja simplesmente o que é, sem precisar representar para nos agradar e assim ser aceito.

Amar é acolher e buscar compreender (o que não é fácil…). Dessa forma será possível permitir que o outro, neste universo de verdade e liberdade, se revele expressando o amor como sabe, pois só assim este poderá aprender – a partir do amor/acolhida que recebeu – a melhor forma de amar e se ofertar.

Eis o desafio: amar com acolhida e maturidade, sem exigir que o outro se transforme em uma representação fiel do que “estabeleci” como verdade e valor.

Assim as pessoas poderão ser de fato pessoas ao nosso lado – ao invés de coisas –, e na verdade do que recebemos e ofertamos, poderemos também nós nos tornar melhores, sem a exigência desumana de precisarmos nos alienar para sermos aceitos.

Pe Adriano Zandoná

Card-Missa-Cinzas“Eis o tempo de conversão”
Comunidade Canção Nova celebra Missa de Cinzas

A Comunidade Canção Nova celebra, no dia 1º de março de 2017, a Santa Missa de Cinzas, rito que marca o início da Quaresma, tempo de penitência e oração para toda a Igreja.

A Missa de Cinzas acontecerá na Catedral Maronita Nossa Senhora do Líbano, com início às 19h30, presidida pelo Pe. Adriano Zandoná.

“As cinzas bentas e colocadas sobre nossas cabeças nos fazem lembrar que nosso corpo corruptível, em Cristo, é refeito de maneira gloriosa para não mais perecer, e ganhar a vida eterna” (Professor Felipe Aquino)

Venha viver a Quaresma com a Canção Nova!

Tome Nota!

Missa de quarta-feira de Cinzas

Data: 1º de março de 2017   Horário: 19h30  Celebrante:   Pe. Adriano Zandoná

Local: Catedral Maronita Nossa Senhora do Líbano
Rua Tamandaré, 355, Liberdade, São Paulo/SP
(metrô São Joaquim)

Informações:

(11) 3382-9800 | eventossp@cancaonova.com

familia padre

A oração em família promove a alegria e a harmonia no lar

Comunidade Canção Nova realiza nos dias 09 e 10 de abril, no Auditório Paulo Apóstolo, São Paulo (SP), o “Aprofundamento para Famílias” com o tema “A salvação entrou em sua casa” (Lc 19,9). Acreditamos no valor do “santuário da vida” e com o propósito de ajudar as famílias a viver momentos de união, perdão, oração, fé e alegria. Será um final de semana de profunda espiritualidade e encontro com Deus.

O encontro contará com a presença de Padre Chrystian Shankar, afirma que, sem oração, as famílias serão abaladas e não serão como Deus sonhou para cada um dos Seus filhos:

“Se você não orar, sua família não poderá subsistir. É preciso orar para que sejamos o que Deus quer. Sem oração não podemos permanecer de pé”, alerta o sacerdote a todas as famílias.

A programação também conta com as cantoras e animadoras católicas Luciana Antunes e Ana Lúcia.

Clique aqui e faça sua inscrição acesse e preenche o formulário online ou pelo e-mail: eventossp@cancaonova.com.

O valor da inscrição é R$ 150,00 (individual), inclusos coffe break, bloco de anotações, caneta e lembrança do evento.

Aproveite esta oportunidade de buscar forças no Senhor, bendizer a Deus por todas as graças alcançadas e para clamar por todas as necessidades temporais e espirituais de sua família.

PRESENÇAS:

Pe. Chrystian Shankar: É pároco do Santuário Nossa Senhora Aparecida em Divinópolis (MG). Suas pregações, sempre animadas e ilustradas de muitas histórias, agradam a todos que buscam uma palavra de conforto e esperança baseada na Sagrada Escritura. É autor de diversos livros e apresentador do Programa “Alegrai-vos”, exibido na TV Canção Nova.

Pe. Adriano Zandoná: É padre da Comunidade Canção Nova, com incardinação canônica na Diocese de Lorena (SP). Ingressou na Canção Nova em 2004 e em 2005 iniciou seus estudos no seminário. É formado em filosofia e teologia e, atualmente, é o responsável pela Casa de Missão Canção Nova em São Paulo (SP). Celebra missas e faz palestras em acampamentos e retiros, e todas as segundas-feiras celebra a missa na Catedral Maronita, em São Paulo, às 19h30, com transmissão ao vivo pela TV Canção Nova.

Luciana Antunes: atua como palestrante em conferências e eventos, e se apresenta em shows ministrando a música e compartilhando suas experiências com o amor de Deus com seu testemunho de vida familiar

Ana Lúcia: Missionária da Comunidade Canção Nova, atualmente na missão de São Paulo/SP. Ministra de música, já fez parte do grupo “Amor e Adoração” da Canção Nova e atualmente lançou o seu primeiro CD: “Jesus, nome sobre todo nome”.

 Tome Nota: 

Local:

 Auditório Paulo Apóstolo – Paulinas

Dona Inácia Uchoa, 62, Vila Mariana, São Paulo/SP

(há 5 minutos do metrô Vila Mariana)

Como realizar a inscrição:

Dirija-se aos seguintes locais para se inscrever:

Casa de Evangelização 

Tamandaré, 355, Liberdade, São Paulo/SP

(metrô São Joaquim ou Linha 4114-10 Vila Gumercindo)

Loja Canção Nova

R. São Bento, 43 – Sé, São Paulo – SP  (metrô Sé)

Informações: Tel: ( 11) 3382-9800 / eventossp@cancaonova.com

 

Se você deseja tirar esse final de semana para cuidar de sua alma e seu coração, venha para o Aprofundamento ‘Curar-se para ser feliz’.

Conheça os temas que serão abordados!

Qual é a importância da cura interior para sermos felizes?
Quais são as principais feridas emocionais e qual o seu impacto sobre nós?
Como superar feridas de rejeição, traição e desamor?
Qual é a importância da cura interior para vivermos bem a vida conjugal e familiar?
Como viver, de forma prática, este processo de cura das memórias?

Banner

A Liberdade é fruto da cura interior que decidimos viver!

Você é convidado para participar do Aprofundamento CURAR-SE PARA SER FELIZ, que acontecerá nos dias 25 e 26 de julho.O convite é para as pessoas que desejam viver um encontro de cura interior, podendo desfrutar de um ambiente de oração, intimidade com Deus e acolhimento.

O encontro será ministrado pelo casal de psicólogos João Carlos Medeiros (missionário 2º Elo da Comunidade Canção Nova) e Maria Luiza Medeiros, autores do livro “A Cura das Minhas Memórias”, publicado pela editora Canção Nova. O encontro contará também com presença do Pe. Adriano Zandoná e Ministério de Música Canção Nova.
Informações e inscrições acesse : http://goo.gl/Ke9JJL