Arquivo

Arquivo de setembro, 2012

Vencendo as batalhas

7, setembro, 2012 3 comentários

“Não são carnais as armas  com que lutamos. São capazes de arrasar fortificações.” (II cor 10,4)

Buscamos na palavra de Deus a força e a orientação para vencer as balhas que enfrentamos diariamente, e falando em batalha espiritual as armas para combate-las são espirituais. O que precisa acontecer é tomarmos a posição de um soldado de Cristo. Quando lutamos com Cristo é Ele quem luta por nós e em nós, por isso as armas espirituais destroem o demonio. Ele não está de brincadeira, ele veio roubar, matar e destruir, mas é um vencido pela força da Cruz de Cristo que nos remiu.

Na luta espiritual não basta está com uma armadura sem usar as armas, quando usamos as armas tomomas uma decisão e lutamos, revestido com o poder de Cristo e pela ação do seu Espirito Santo vamos a luta.

* Reconhecer que sou pecador e arrepender-se

* Declarar Jesus como o Senhor de nossas vidas

* Pedir o Espírito Santo que gera vida nova em nós

* Orar sem cessar ou seja esta continuamente em oração na simplicidade do dia a dia em tudo está em prontidão na oração

* Nunca esquecer da corrente que prende o inimigo “o rosário” cada Ave Maria rezada abala o inferno

* Amar a Jesus profundamente e busca-lo na Eucaristia

São apenas algumas das armas que usamos e que seu efeito sustenta os que são de Cristo.

Adore com a corte celeste

6, setembro, 2012 Sem comentários

Adore com a corte celeste unido o seu coração aos anjos e santos que louvam diante do trono de Deus.


Não cessavam de clamar dia e noite: ” Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o que é, o que era e o que deve voltar.” (Apc 4,8b)

Gosto muito deste hino de adoração a Deus, Aquele que é Santo. Na simplicidade se coloque na presença de Deus e o adore com seu pensamento, seu coração, com todo o seu ser, deixe  Deus ser Deus. Pare escute-o no seu interior, Deus fala a nós, não ouvimos porque não prestamos atenção ao silêncio ou temos medo de  silenciar para não nos deparamos com nós mesmo.

Ficar em adoração nos ajudar a buscar no silêncio a presença de Deus, sentir o seu amor, o seu perdão, a sua misericordia. Nos ensina a deixar cair por terra nosso orgulho e reconhecer que no nosso nada precisamos de Deus, de estar com Ele.

O texto do capitulo 4 do livro do Apocalipse continua dizendo que os anciãos depunham suas coroas diante do trono, dizendo: “Tu és digno Senhor, nosso Deus, de receber a honra, a gloria e a majestade, porque criaste todas as coisas, e por tua vontade é que existem e foram criadas.” ( Apc 4,11)

Nesta quita-feira de adoração inclinemos nosso coração para adorar aquele que nos libertou das trevas, Jesus Cristo o Senhor aquele que É…

…Santo, Santo, Santo é o Senhor! Amém! Amém! Amém!

O braço forte que me ergue do chão

5, setembro, 2012 4 comentários

O Senhor quer reerguê-lo com sua misericórdia.

“Assim que saíram da sinagoga, dirigiram-se com Tiago e João à casa de Simão e André. A sogra de Simão estava de cama, com febre; e sem tardar, falaram-lhe a respeito dela. Aproximando-se ele, tomou-a pela mão e levantou-a; imediatamente a febre a deixou e ela pôs-se a servi-los”. (Mc. 1, 29 – 31)

Muitas vezes, somos tentados a achar que Deus não está ouvindo as nossas orações, que não está olhando para as nossas dificuldades.

A sogra de Pedro estava acamada com febre alta. Muitas vezes nos encontramos como ela: lançados nos sofrimentos, nas tristezas, nas tentações,nas dificuldades… Mas “Jesus tomou-a pela mão”, ela ficou de pé. Hoje, Jesus quer ver essa reação em nós também.

A febre era algo que provocava a decadência daquela mulher, mas ouvindo a ordem do Senhor, ela assume a posição de quem crê no poder de Jesus e levanta. Também precisamos assumir e crer no infinito amor do Senhor. A derrota vai ter de dar espaço para a fé, pois onde há fé não existe derrotas.


Aquele leito onde estava a sogra de Pedro, não combinava com a fé daquela mulher e as nossas atitudes precisam ser de quem professa a fé em Jesus Cristo.

O Evangelho nos ensina que a sogra do apóstolo Pedro, assim que foi curada, se pôs a servir aos demais. As doenças, as aflições não podem nos impedir de servir ao Senhor pois mesmo enfermos somos guerreiros. É a força do Senhor que nos anima, nos impulciona a crer no impossivel, a saber que Deus está inclinado sob nós e que tem o contole de todas as coisas em suas mãos.

Podemos assumir esta verdade e pedir ao Senhor que aumente a nossa fé. Quanto mais fé pedirmos, tanto mais Ele nos dará. Segure nas mãos de Jesus, pois seu braço forte tem o poder de nos tirar de toda abatimento.

O Senhor quer reerguê-lo com sua misericórdia.

“Senhor, filho de Davi, tem piedade de mim"

4, setembro, 2012 4 comentários

“Senhor, filho de Davi, tem piedade de mim” (Mt 15,22b)

mulher cananeia

“Senhor, filho de Davi, tem piedade de mim"

Hoje minha alma clama como aquele cego que ouviu dizer que Jesus iria passar por ali onde ele ficava mendigando. Jesus continua passando e por ter esta certeza não deixo de clamar “Filho de Davi tem piedade de mim”.

E como aquele cego, quero lançar fora a capa dos meus pecados, quero de um salto levantar e ir sem medo em direção da misericordia que me acolhe e me ama de verdade.

“Jesus Filho de Davi tem piedade de mim”. Aquele cego de alguma forma reconheceu que aquele que passava não era mais um profeta, Ele era especial, era o Filho de Davi, o Messias o Prometido do Pai, o cego sem ver reconheceu que Jesus é o Senhor. O cego foi salvo, recuperou a vista e foi seguindo Jesus…

Senhor que eu veja! que eu creia! que eu reconheça os meus pecados, que eu me arrependa e proclame com a minha vida que Tu es o Senhor. Senhor da minha vida de minha história de tudo que sou e que tenho, de minha família. Senhor eu coloco em tuas mãos tudo que sou porque sei que tens toda a atenção a minha vida. E quero sem reservas submeter-me  a Ti nesta hora para que a minah vida seja trasformada. É grande a necessidade de minha alma por isso clamo “Senhor filho de Davi tem piedade de mim”. Amém.

Categories: Diversos Tags: