Por: Por D. Antonio Carlos Keller

Depois do EXAME, rezo assim:

“Meu Deus, venho pedir perdão de meus pecados. Imploro vossa Misericórdia e vossa Graça para fazer, agora, UMA BOA CONFISSÃO. Amém”.

Depois, vou ao sacerdote digo quanto tempo faz da última Confissão, ACUSO-ME com clareza dos pecados que consegui recordar-me no Exame de Consciência. Escuto as orientações e conselhos do sacerdote. Antes de receber a ABSOLVIÇÃO DOS PECADOS, rezo o ATO DE CONTRIÇÃO:

“SENHOR JESUS, FILHO DE DEUS, TENDE PIEDADE DE MIM QUE SOU PECADOR(A)!”
APÓS A CONFISSÃO

Volto para a Igreja, REZO A PENITÊNCIA que o sacerdote me indicou, e agradeço a Deus pelo perdão recebido. VOU MUDAR DE VIDA:

Rezar todos os dias (Mt. 6,6-13)

Viver os mandamentos (Lc. 18,18-23)

Seguir a Jesus (Jo. 14,15-17)

Ler coisas boas (2Tim. 3,16)

VOU ME CONFESSAR COM FREQUÊNCIA.

Fugir do pecado (Mt. 26,41)
Fonte:http://www.veritatis.com.br

Por: Por D. Antonio Carlos Keller

(O melhor será, para fazer uma confissão ÍNTEGRA, anotar em um papel à parte, os pecados a serem confessados)

* Há quanto tempo não me confesso?
* Deixei, em alguma confissão anterior, algum pecado grave sem confessar?
* Deixei de rezar de manhã e de noite?
* Faltei à Santa Missa aos domingos e dias de Preceito?
* Fiquei fora da Igreja ou não prestei atenção?
* Fui à Santa Missa com roupas indecentes?
* Cheguei tarde à Sta. Missa, por culpa própria?
* Deixei de guardar o jejum e abstinência de carne nos dias prescritos pela Igreja?
* Por minha culpa, rezei mal, conversei na Igreja?
* Deixei de estudar a Religião?
* Li algum tipo de literatura contra a fé católica?
* Duvidei de alguma verdade da Fé, perdi a Fé em Deus?
* Tive vergonha de demonstrar minha Fé Católica?
* Deixei de ajudar a Igreja com o dízimo?
* Freqüentei outras religiões ou seitas?
* Fui ao Espiritismo, umbanda, benzedeiras?
* Acreditei em horóscopos, tarôs, búzios, sortilégios etc.?
* Falei o nome de Deus sem respeito?
* Jurei por Deus, jurei falso?
* Blasfemei ou disse palavras injuriosas contra Deus?
* Fiz promessas e não as cumpri?
* Deixei de fazer a Páscoa (Confissão e Comunhão)?
* Sem necessidade, trabalhei nos domingos e dias de Preceito?
* Desobedeci, fui malcriado, xinguei meus pais?
* Ofendi gravemente meus irmãos ou outras pessoas?
* Entristeci, de alguma forma, a meus pais?
* Desleixei a educação de meus filhos?
* Deixei de corrigi-los?
* Dei-lhes mal exemplo?
* Tratei mal minha esposa (meu esposo)?
* Fui grosseiro(a) em casa?
* Pensei mal, falei mal dos outros?
* Falei mentiras, fiz fofocas, fiz intrigas?
* Caluniei os outros em coisas graves?
* Roguei pragas a alguém?
* Briguei sério com alguém?
* Neguei-me à reconciliação?
* Guardei raiva, desejei ou cometi vinganças?
* Ofendi alguém com palavras pesadas?
* Agredi alguém?
* Prejudiquei gravemente a alguém?
* Desejei mal a alguém?
* Descurei de minhas obrigações profissionais ou familiares?
* Fui culpado em levar alguém a pecar?
* Convidei ao pecado?
* Maltratei os animais?
* Prejudiquei a natureza?
* Por querer, olhei e pensei coisas indecentes?
* Conversei, li ou assisti coisas indecentes?
* Não afastei os desejos de cometer atos impuros?
* Cometi atos impuros no meu corpo?
* Cometi atos indecentes com outras pessoas (solteiras, casadas, do mesmo sexo ou de outro sexo)?
* Tirei a honra de alguma garota?
* Provoquei a alguém a fazer atos indecentes comigo?
* Usei roupas indecentes?
* Fui ocasião de pecado?
* Participei de divertimentos perigosos para a moral?
* “Fiquei” com alguém?
* Namorei só para aproveitar-me?
* Pedi “prova de amor” à namorada(o)?
* Entreguei-me ao (à) namorado(a)?
* Namorei pessoas casadas, divorciadas?
* Usei meios imorais para “controlar” a gravidez (pílulas, diu, ligadura de trompas, vasectomia, preservativos)?
* Fiz aborto?
* Aconselhei ou ajudei, de alguma forma, alguém a abortar? (*)
* Traí, ainda que por pensamentos ou desejos, minha esposa (meu esposo)?
* Roubei alguma coisa importante?
* Ainda não restituí?
* Comprei coisas roubadas?
* Ainda as tenho comigo?
* Dei prejuízo grave a alguém e ainda não paguei?
* Comprei e não paguei, pedi emprestado e não devolvi?
* Gastei dinheiro a toa, fui ganancioso?
* Caí no vicio do jogo?
* Fui guloso?
* Comi ou bebi demais, embriaguei-me?
* Usei qualquer tipo de droga?
* Disse mentiras?
* Caluniei alguém?
* Por querer, abandonei os estudos ou o trabalho?
* Passo o tempo vadiando?
* Confessei-me mal, escondendo pecados?
* Comunguei com pecado grave?
* Pequei, dizendo: “depois me confesso?”

Obs.: (*) A Igreja considera o aborto provocado, qualquer que seja o método, um pecado gravíssimo. Sua pena é a excomunhão a quem o realiza e a todos os que nele tomam parte, conscientemente (mulher, marido, amante, pai, familiares, amigos, médicos, farmacêuticos, enfermeiras, parteiras

Fonte:http://www.veritatis.com.br

Por D. Antonio Carlos KellerINTRODUÇÃO

A Confissão é o meio certo de eu receber o perdão de meus pecados. Foi Jesus quem deu aos padres o poder de perdoar os nossos pecados. Jesus falou: “A quem vocês perdoarem os pecados, os pecados serão perdoados. (Cf. João, 20, 19-23). Só a confissão bem feita é que perdoa os pecados. Para a confissão ser bem feita, eu preciso:
do EXAME para eu achar os meus pecados.
do ARREPENDIMENTO para eu ter mágoa de ter desobedecido a Deus (Lc. 18,13; Mt.26,75; Lc. 15,21)
do PROPÓSITO e da vontade séria de não querer pecar mais
da CONFISSÃO para eu contar os pecados ao padre
da SATISFAÇÃO para eu rezar ou fazer aquilo que o padre indicar
PECADO ESQUECIDO na confissão, fica perdoado se eu fiz bem o Exame de Consciência.. PECADO ESCONDIDO na confissão NÃO FICA PERDOADO e eu NÃO POSSO COMUNGAR: tenho de fazer outra Confissão. Está errado pôr comida limpa em prato sujo. Está errado receber Jesus na Comunhão num coração sujo de pecado grave. Primeiro a gente lava o prato e depois põe a comida. Primeiro eu tenho de lavar a minha alma com uma confissão bem feita, depois recebo a Jesus na Comunhão. (1 Cor. 11,23-29).

ANTES DO EXAME DE CONSCIÊNCIA
Oração:
“Meu Senhor e meu Deus, dá-me LUZ para conhecer os meus pecados, e GRAÇA para deles me arrepender. Minha Mãe Imaculada, São José, meu pai e senhor, meu anjo da guarda, intercedei por mim. Amém.”

Fonte: http://www.veritatis.com.br/