As muralhas não resistirão à ação de Deus e ao clamor do povo escolhido…

A partir de hoje você poderá, dia após dia, escutar um trechinho das nossas canções. Queremos que aprenda o refrão de todas e cante com todo o coração e acima de tudo: Celebre o Amor!

Começamos com uma música que você ja conhece… AS MURALHAS

Aprenda a cantar as novas canções do Amor e Adoração…

Na última sexta-feira durante show no Acampamento PHN, recebemos o Disco de Ouro pelo CD que leva nosso nome: Amor e Adoração.
A importância desse show foi comemorar 1 ano de lançamento deste cd, e na mesma ocasião receber o Disco de Ouro, foi a confirmação de Deus em nossa missão e a certeza de que Ele quer continuar chegando a muitos outros corações através destas músicas.
Mais do que alcançar um número de vendas, a nossa maior alegria é que o próprio Deus confirma nossa luta e dedicação nesse momento em que nos preparamos para a gravação do nosso DVD.

Sim, gravaremos o nosso DVD ainda este ano e o lançaremos ano que vem, o ano da JMJ no Brasil.

Ainda não temos a confirmação da data mas desde já você é o nosso convidado especial. Aos poucos, através de nossas midias e shows você vai aprendendo as músicas novas que junto com algumas músicas dos cds anteriores formarão o repertório do nosso DVD?
Contamos com sua oração e amizade. Deus te abençoe!

Ontem minha esposa e eu passamos por um caminho diferente indo para uma cidade vizinha. Um caminho onde passamos pouquíssimas vezes. Olhando em volta e aproveitando as paisagens, passamos por trás dos mesmos prédios que conhecemos à muitos anos, e que víamos sempre de frente.

Nesse momento nos demos conta de como as coisas são diferente olhadas por outro ângulo. Não pude deixar de pensar que na vida todos os desafios devem ser encarados dessa forma.

Qual ângulo habitualmente observo a minha vida? Depois de conhecer a Cristo, pude constatar que pra tudo nessa vida tem jeito, e que os problemas passam a ser trampolins para uma experiência nova com o Senhor!

Há sempre uma formação guardada em tudo o que se apresenta a mim, basta simplesmente que eu observe o problema de um ângulo diferente, o ângulo que Cristo vê.

Deus lhe abençoe.

Roger de Carvalho

Não posso olhar para o amor de Deus do mesmo jeito que eu ou qualquer outro ser humano ame.

Digo isso porque cada um de nós somos tendenciosos a amar aqueles que são bons pra gente ou àqueles de que temos necessidade. Claro que há um amor mais livre de condicionamentos como, por exemplo, o que existe entre um pai e filho. É um amor enraizado no coração de tal modo que mesmo sem merecer, o pai ama o filho. De quando em quando o pai dá uns puxões de orelha no filho e diz uns “nãos” pensando no seu bem, porém outras vezes movido pelo seu mau comportamento.

Deus certamente faz desse mesmo modo, porém se compararmos os “puxões de orelha” e os “nãos” que levamos do nosso pai na terra e de Deus, com certeza de Deus temos muito menos censura.
Não dá pra avaliar o amor de Deus como o amor terreno de qualquer pai que exista, pois o amor de Deus permanece imutável, bondoso e generoso de modo igualmente intenso independendo de qualquer coisa que eu ou você façamos! É um amor que não merecemos e não fazemos, por mais que tentemos, por merecer. Qualquer esforço continua sendo menor que a intensidade do amor de Deus.

Digo tudo isso para que brote no meu e no seu coração cada dia mais sentimentos de reconhecimento e louvor desse amor incondicional.

No dia que isso desaparecer do nosso coração, passaremos a viver na soberba e no orgulho de sermos amados pelo que fazemos e não pelo que somos.

É isso que tenho vivido e aqui partilho com você.

Deus lhe abençoe.

Roger de Carvalho

No início de julho deste ano, tivemos a graça de poder peregrinar à Terra Santa e de celebrar lá uma festa tão importante para a nossa Igreja: a Festa de Pentecostes. Vivemos muitas experiências lindas e marcantes na terra de Jesus. Foram momentos de forte encontro com Deus nos locais onde Jesus nasceu, viveu e deu a vida por nossa salvação.

Queremos partilhar com vocês uma dessas experiências, que foi na Basílica da Anunciação, local onde ficava a casa de Nossa Senhora e onde, segundo a tradição, o Anjo Gabriel a visitou e anunciou que ela seria a Mãe do Salvador: “Hic Verbum caro factum est” – “Aqui o Verbo se fez carne e habitou entre nós”.

Era nosso segundo dia na Terra Santa. Peregrinamos por vários locais em Nazaré e um dos locais pelos quais passamos foi a Basílica da Anunciação, onde pudemos participar da Santa Missa. Foi uma visita especial para nós, por Nossa Senhora ser a “Mãe da Canção Nova”. Após a Celebração Eucarística continuamos nosso dia de peregrinação normalmente.

Já era noite quando chegamos novamente ao hotel para o nosso descanso. Após o jantar, sentimos no coração a vontade de retornar àquele lugar que nos atraiu de uma forma especial, para poder ali ficar por mais um tempo junto a Nossa Senhora e, caso a Divina Providência nos permitisse, registrar para vocês esse momento tão especial para nós sobre o qual tocamos e cantamos tantas vezes na celebração da Santa Missa: “Verbum caro factum est!”

Chegamos ao local e conversamos com os missionários da Comunidade Shalom que trabalham a serviço dos peregrinos que visitam a Basílica da Anunciação e lhes pedimos a autorização para registrar esse momento, no entanto, diante dos critérios que regem a visita aos lugares santos não nos foi permitido fazer a gravação dentro desse espaço. Permanecemos lá e participamos da oração do Santo Terço que havia acabado de iniciar. Foi um momento muito rico, de oração e unidade com a Igreja do mundo inteiro, representada ali nas várias línguas que o rezaram conosco. E eis que a Providência Divina nos visitou e recebemos da Santíssima Virgem Maria um presente: realizar esse momento em frente à Basílica e entrar no interior da gruta, onde ficava a casa de Nossa Senhora, um local fechado sem acesso aos peregrinos.

Nossa Senhora estava ali a falar conosco. Experiência única de intimidade com a Mãe de Deus. Desde o início, monsenhor Jonas Abib afirma que a Canção Nova é a Casa de Maria, e ali, naquele momento, estávamos adentrando na casa de Maria, casa onde ela foi criada, educada, amada, onde viveu e deu seu “sim” a Deus. Foi como entrar no ventre do carisma Canção Nova e ser gerado novamente para a missão, para o “sim” que, um dia, cada um de nós deu a Deus. Foi um momento de forte emoção. Nenhum de nós que estava lá ao adentrar na casa de Nossa Senhora conseguiu conter as lágrimas…

Márcio Todeschini, Ana Lucia, Luciana Sitta e Daniela Gomide

Esperamos que este vídeo o leve ao princípio de tudo, a uma experiência com o Verbo Encarnado, que habita entre nós. E que, com a ajuda da Virgem Maria, possamos a cada dia dar um novo “sim” à vontade de Deus em nossas vidas e a cantar um lindo “Magnificat”.

Ana Lúcia – twitter: @analucia_cn
Luciana Sitta – twitter: @sitta

Minitério Amor e Adoração