entrada da tumba

Aos pés do Monte das Oliveiras encontramos um local em especial onde segundo tradição seria a tumba da Virgem Maria, local de onde seu corpo foi velado e onde Jesus e os anjos vieram para levá-la assunta ao Céu de corpo e alma.

O local hoje denominado como seu sepulcro é uma espécie de caverna talhada na rocha e passou a ser venerado no século 2, apesar de nenhum registro histórico afirmar que trata-se de um sítio verdadeiro. A visita à tumba começa num pequeno pátio que serve de entrada para uma longa escadaria subterrânea coberta por dezenas de antigas lanternas. Neste ambiente silencioso e escuro chega-se a um altar pequeno. Ao lado está o local da tumba propriamente dita.

Cabe aqui a pergunta: Maria de Nazaré morreu?

Aqui recorremos à  Igreja para encontrar a resposta. Se Jesus morreu, porque Maria não morreria?  Estudando os padres da Igreja encontramos as orientações de São Tiago de Sarug (521), segundo o qual quando para Maria chegou “o tempo de caminhar pela via de todas as gerações”, ou seja, a via da morte, “o coro dos doze Apóstolos” reuniu´se para enterrar “o corpo virginal da Bem´aventurada” (Discurso sobre a sepultura da Santa Mãe de Deus, 87´99 em C. VONA, Lateranum 19 [1953], 188).

Local de onde foi assunta ao Céu

São Francisco de Sales considera que Maria morreu “no amor, por causa do amor e por amor”, chegando por isso a afirmar que a Mãe de Deus morreu de amor pelo seu Filho Jesus (Traité de l’Amour de Dieu, Lib. 7, c. XIII´VIV). Qualquer que tenha sido o fato orgânico e biológico que, sob o aspecto físico, causou a cessação da vida do corpo, pode´se dizer que a passagem desta vida à outra constitui para Maria uma maturação da graça na glória, de tal forma que jamais como nesse caso a morte pôde ser concebida como uma “dormida”, daí a nomeclatura dormição.

Alguns Padres da Igreja descrevem que Jesus mesmo que vem acolher a sua Mãe no momento da morte, para introduzir na glória celeste. Assim, estes apresentam a morte de Maria como um evento de amor que a levou a alcançar o seu Filho divino para participar da Sua vida imortal. A experiência da morte enriqueceu a pessoa da Virgem: passando pela comum sorte dos homens, ela pode exercer com mais eficácia a sua maternidade espiritual em relação àqueles que chegam à hora suprema da vida.

icone bizantino

Conclusão: Maria morreu, foi velada e o próprio Jesus a veio buscar, como que a acordando de um sono e a levando de corpo e alma ao Céu.

Por isso, neste ponto de peregrinação, celebramos a beleza da fá católica.

Entre em contato com a Obra de Maria e garanta já essa experiência que vai mudar sua espiritualidade. Por telefone: (012) 3186 2055 ou pelo e-mail peregrinacoes@cancaonova.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *