oracao-da-crianca

 

 

Lucas 18,16. “Jesus, porém, chamou-as e disse: Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas.”

Todos sabemos muito bem o que é ser criança.


Por mais que um adulto, na sua grande maioria, tenha responsabilidade, maturidade, capacidade, etc. Quando somos crianças queremos crescer é natural e precisa ser assim, porém depois que nos tornamos “grandes” precisamos optar por ser como crianças em alguns aspectos, principalmente quando se trata de Deus.
Deus não permanece no coração adulto, totalmente maduro e resolvido, dono de si mesmo. Coração que só coloca a fé nas suas capacidades, onde sabe tudo e pode aprender mais, mas não conta com a força do alto. Coração que acredita em Deus o criador, mas não crê no Deus companheiro, amigo, sensível.
Nesse coração Deus não está, não porque Ele não quer, mas porque  não tem espaço.
Agora o coração da criança sempre procura o Pai, aquela que é referencia para ela, é sempre puro não cultiva a maldade, não fica guardando rancores nem  fica arquitetando planos para “se dar bem” ou fazer alguém “se dar mal”.
O coração da criança tem fé nos Pais, se lança nos braços dos Pais, quando chora, procura os Pais, quando sente dor recorre aos Pais, e não sabe ir a lugar nenhum se os pais não ensinarem.
Um coração diferente do coração de criança, não conseguirá chegar ao céu porque não conseguirá na terra agir com tal doçura, bondade e simplicidade. O Caminho de santidade exige um coração de criança. Imagino Jesus, sem um coração assim na subida do calvário… Se tornaria um guerreiro, um lutador, talvez até teria pedido aos seus discípulos para lutarem se rebelarem, etc . Mas como seu coração era dócil, simples e humilde ele se lançou nos braços do Pai e foi até o Fim.
E o fim foi a ressurreição!

Acredito que o coração nunca pode se tornar “adulto”

Deus abençoe
André Florêncio
Com. Canção Nova

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *