Category: Oração

União

Testemunho Adoção do Julio e Adelita

Estar ligado à Igreja é estar ligado a Cristo

O Senhor nos deu um espírito de fortaleza, de coragem, de entusiasmo, para que anunciemos a todo Seu povo a Boa Nova: “Eis o vosso Deus”. Mais do que nunca, Ele está operando no meio de nós; está realizando Suas obras, está conosco e nós precisamos mostrar quem é o verdadeiro Senhor.

Já estamos vivendo os tempos falados pelo Evangelho, o tempo do surgimento de muitos falsos profetas. Eles estão apontando outros “cristos” descaradamente. Todos os tipos de filosofia e religião estão prometendo a chegada de outros “messias”.

Nós, que temos Jesus como Salvador, precisamos nos agarrar a Ele; dedicar-Lhe nossa vida; lutar por Jesus; amá-Lo. É preciso que nos unamos, mas não em “grupinhos” separados. Hoje, mais do que nunca, precisamos estar juntos em uma única Igreja, a Igreja de Jesus. O Pai uniu de tal forma a Igreja e Seu Filho, que eles são um só, um único Corpo. Em consequência, não dá para ser de Cristo sem ser de Sua Igreja, e vice-versa.

A Igreja é vida e se faz em sucessão; não é democracia, não é feita pelo povo. Ela vem do alto, do céu e se realiza no povo de Deus.

O rebanho do Pai precisa de um pastor e Jesus não poderia estar visivelmente presente entre o povo para sempre. Por essa razão, Ele deu a Pedro e a seus sucessores Sua própria autoridade. E depois da Ressurreição disse ao mesmo Pedro, que O havia negado três vezes: “Tu me amas, Pedro? Apascenta os minhas ovelhas […]”. Pedro era fraco, mas Jesus o escolheu como pedra fundamental de Sua Igreja – Igreja una, ungida pelo Senhor, na qual não há divisões.

Nossa geração sofrerá uma perseguição muito grande, e isso significa que, não estando ligado à Igreja, à única Igreja de Cristo, você também irá traí-Lo. Os próprios apóstolos encontraram dificuldades em seu caminho, mas não romperam com Jesus; pelo contrário, firmaram-se muito mais em Cristo e na Igreja.

Hoje encontramos muita dificuldade, muita incompreensão; nem todos estão preparados para aceitar as coisas novas que Deus está fazendo. Mas você despreza seu pai e sua mãe por eles, às vezes, demonstrarem uma mentalidade antiquada, por não compreenderem os dias de hoje? É claro que não. Você os respeita, apesar disso. Assim também é na Igreja. Nossos padres, nossos bispos são fruto de uma época, de uma mentalidade, e, às vezes, não entendem as novas ideias. Temos de ser fiéis ao Senhor e respeitar os nossos padres, bispos, entre outros.

Precisamos aprender a unir as riquezas do novo e do antigo. Com o tempo, eles vão se adaptando aos nossos dias e, orando por nós, incentivando-nos, trazendo-nos o perdão dos pecados, colocando-nos nos caminhos da fidelidade ao Senhor, a vontade de Deus acontecerá, em uma Igreja renovada de Cristo.

Deus quer fazer uma Igreja renovada, na qual o que não é certo, o que não é do Senhor, seja modificado. Como numa plástica facial em que se transforma um nariz torto, por exemplo, o Senhor quer mudar o que não está bom. Não quer cortar fora o “nariz” em hipótese alguma. Há muita gente fazendo “narizes” e “orelhas” à parte, mas isso não salvará ninguém. É preciso estar ligado a Jesus e à Sua Igreja, como os membros se ligam a um corpo, como os ramos se prendem a uma videira.

Trecho do livro Caminho para a santidade de Monsenhor Jonas Abib

Em todo e qualquer problema precisamos nos voltar para Deus

Fomos criados para o louvor, a adoração e a ação de graças. Este é o maior desejo do coração de Deus. Precisamos realizar aquilo que Ele nos pede: ‘Estai sempre alegres, orai incessantemente, dai graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus a vosso respeito em Cristo Jesus’ (1Ts 5, 16-18).

Existem situações em que é difícil dar graças: a doença e a morte de alguém muito querido; o problema de droga, alcoolismo ou de adultério em nossa família…

Em todo e qualquer problema precisamos nos voltar para Deus, dando graças, louvando e adorando em todas as circunstâncias. Quando acontece algo doloroso em nossa vida, ficamos muito sensíveis. O nosso coração fica apertado, caímos na tristeza e nos fechamos.

O Senhor insiste para agirmos de modo contrário: ‘Em tudo, em todas as circunstâncias, em qualquer situação, aconteça o que acontecer, dai graças, louvai e adorai’. O louvor e a adoração são o remédio para o coração. Se uma válvula do coração se fecha, passa a irrigar menos o coração, começa a causar problemas, e pode levar a pessoa a sofrer um infarto.

Em qualquer situação, mesmo na tristeza, no luto, diante da infidelidade, das dívidas, desempregado ou doente, seja qual for a situação é necessário orar sem cessar.

Monsenhor Jonas Abib

Que toda brecha seja fechada!

Voltando das férias, tive de adaptar-me a um novo trabalho aqui no Portal Canção Nova. Confesso que os meus dias estão mais corridos e, por isso, não consegui arrumar um tempo para postar em meu Blog. Peço desculpas pelo período de ausência mas… Estou de volta! (risos) Graças a Deus! Tentando conciliar vida, família, trabalho, espiritualidade, compromissos e (ufa!) as postagens no Blog.

O segundo livro de Samuel, no capítulo 11, fala sobre o adultério do rei Davi com Betsabeia. Há alguns dias atrás, durante a Santa Missa, deparei-me com esta passagem:

“No ano seguinte, na época em que os reis costumavam partir para a guerra, Davi enviou Joab com os seus oficiais e todo o Israel e eles devastaram o país dos amonitas e sitiaram Rabá. Mas Davi ficou em Jerusalém. Ora, um dia, ao entardecer, levantando-se Davi de sua cama, pôs-se a passear pelo terraço de sua casa e avistou dali uma mulher que se banhava. Era uma mulher muito bonita”. (2 Samuel 11,1-2)

Davi era o rei de Israel. E, naquela época, os reis partiam com os seus soldados para o campo de batalha. Era um costume. Era algo normal. Mas, sabe-se lá por qual razão, Davi não foi para a guerra. Preferiu ficar em casa. Talvez estivesse “estressado”, talvez tivesse algumas pendências para serem resolvidas em seu reino… Sei lá! O certo é que os soldados de Israel estavam dando a vida no campo de combate enquanto o rei “passeava pelo terraço”.

Davi era um guerreiro treinado nas artes do combate. O seu lugar era no campo de batalha. Mas ele abriu mão disso e ficou parado, longe da luta, apenas dormindo e comendo! E, justamente nesta hora, passeando pelo terraço, ele avistou Betsabeia banhando-se. A brecha ao pecado estava aberta.

O restante da história você já conhece (se ainda não, leia todo o texto de 2 Samuel 11): Betsabeia era casada com Urias (soldado fiel a Davi), que acabou sendo morto no campo de batalha por ordem do rei, numa tentativa desesperada de Davi em esconder o fato de que havia engravidado Betsabeia. Depois disso, surge o profeta Natã enviado por Deus para censurar a Davi por seu terrível pecado.

Me chama a atenção saber que, o grave pecado de Davi, começou com um simples passeio pelo terraço… Gente, é preciso tomar cuidado com os lugares por onde andamos, as pessoas com as quais convivemos e, principalmente, como nos encontramos interiormente. Não se trata de andar “armado” por aí! Não se trata de viver desconfiando de tudo e de todos. Trata-se sobretudo de discernimento e de vigilância.

Se você é alguém que tem sérios problemas ligados ao alcoolismo, não “banque o herói” querendo ir ao bar com os amigos após um dia de expediente pois, no seu caso, só basta o primeiro gole. Se você é alguém que gosta de falar da vida alheia, aprecia uma “boa fofoquinha” (como se houvesse algo de bom nisso…), evite aquela “rodinha” de gente que só gosta de saber das tais “novidades” (que funcionam como pequenos gravetos que alimentam a grande fogueira da maledicência humana). Enfim, não há razão para continuarmos insistindo nessa tolice de “eu sei me controlar” e coisas do tipo. Não dê brecha ao inimigo! Ele é astuto e conhece o nosso ponto fraco. Não somos feitos de aço. Temos fragilidades. E como temos! Somos gente… E graças a Deus que nós somos.

Assim como Davi era alguém adestrado para o combate, o mesmo se dá conosco. Somos treinados a lutar pela santidade! E este é um duro combate. Uma luta diária. Davi saiu do combate e deu no que deu… Se sairmos da nossa intimidade com Deus, se deixarmos de lado o seguimento a Cristo, a brecha ao inimigo não ficará somente aberta, mas escancarada! Pois é somente pela força do Espírito Santo agindo em nós que todas as brechas são fechadas.

Fiquemos atentos! Discernimento e vigilância são essenciais no tempo em que estamos vivendo. Do contrário, uma coisa aparentemente “inocente” e sem perigo pode transformar-se num grave pecado e afastar-nos da comunhão com Deus!

Rezemos hoje para que todas as brechas abertas à ação do inimigo em nossa vida sejam fechadas pelo poder do preciosíssimo Sangue de Jesus. Clamemos sobre nós a proteção de Deus!

“Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares”. (Ef 6,12)

Rezo por nossa fidelidade a Deus em todas as circunstâncias.

Um abraço e até o próximo post.

Alexandre – Com. Canção Nova.

A alegria de ser de Deus!

No dia de hoje acordei com o coraçao em louvor e gratidao ao Deus Eterno, Poderoso, Consolador, Fiel, Refúgio Seguro, Socorro nos momentos de afliçao, Amparo, Sustento…

Celebramos o Batismo de Jesus. Estou louvando a Deus por ser Cristao, por ser Católico, por fazer parte dessa linda Igreja, por fazer parte de um povo vigoroso e que tem saudade do céu, de um povo que deseja o Eterno.

Estou com Cristo, celebrando também o meu Batismo. Foi no dia 11 de dezembro do ano de 1976, na Paróquia de Sao Benedito, em Itaperuna-RJ. Estou louvando a Deus pelo Padre que me batizou, nosso queridíssimo Mons.Lamar. Como sou grato a Jesus por viver com tanta intensidade a minha vida eclesial.

Por um período de cinco anos estive afastado do caminho do Senhor, vivi longe de Jesus, mas Ele sempre esteve perto de mim como está pertinho de você agora. Vivi nas drogas, numa vida prostituída, totalmente mundana, mas nunca me esqueci dos ensinamentos que recebi na Catequese da Primeira Comunhao e do Crisma. Quando o Senhor falou comigo num baile Funk no Rio de Janeiro, eu me lembrei da Catequese e da Parábola do “Filho Pródigo”, me identificando com aquele jovem que pediu sua herança e foi embora, gastar com as bebedeiras, prostitutas, etc.

Resolvi voltar como ele, e como o pai que o acolheu de volta sem fazer perguntas, perdoando tudo o que ele tinha feito, dando uma túnica nova, um anel novo e uma sandália; a Igreja fez o mesmo comigo: me perdoou pelo Sacramento da Confissao, me acolheu de volta, me deu a autoridade de filho amado de Deus como representa aquele anel dado pelo pai ao filho, e quando descobri minha vocaçao, recebi uma túnica nova e as sandálias para anunciar a Boa Notícia – Jesus!Aleluia!

A Igreja me recebeu com festa e o céu também, ao invés de matar um novilho gordo, a festa foi celebrada com um Cordeiro Imolado, o Salvador, minha festa de retorno foi a Santa Missa, que hoje por misericórdia eu posso celebrar. Um dia eu fui perdoado e hoje eu posso perdoar pelo Sacramento da Confissao. Isso tudo é tremendo, é maravilhoso, é inexplicável. Só experimentando.

Amo a minha Igreja, sou muito feliz por ser Cristao, por ser Católico. O meu coraçao transborda de alegria por eu ser de Deus. Obrigado, Senhor! Aleluia!

Convido você no dia de hoje a entregar-se inteiramente nas maos do Senhor e fazer essa linda experiência. Aceite-O como único Senhor da sua vida, arrependa-se dos seus pecados e volte para Deus, volte para a Igreja, procure um Sacerdote, se confesse e deixa o próprio Deus dar a festa pelo seu retorno: A Santa Missa! Sei que você tem sentido saudade da Eucaristia! Ele está te esperando…

Estamos unidos!
Bem vindo ao coraçao da Igreja!
É bom demais ser Católico!
Deus abençoe!
Seu irmao,
Pe.Roger Luis
Cançao Nova

Precisamo ser sinal da ação de Deus!

Queridos amigos (as),
Ao me preparar para a Santa Missa do Clube da Evangelizaçao, tendo em vista o quarto dia da nossa campanha de oraçao “Clamando pelas bençaos de 2010″, me deparei com a Santa Liturgia da Palavra e fui muito tocado com o texto da Primeira Leitura (1Rs 10, 1-10), onde a Rainha de Sabá vem confirmar tudo aquilo que tinha ouvido falar sobre o Rei Salomao. Ela traz enigmas para colocá-lo à prova, e a palavra afirma que “Salomao soube responder todas as suas perguntas: para ele nada houve de tao obscuro que nao pudesse esclarecer”. (1Rs 10, 3).

A Rainha ficou impressionada e afirmou depois de tudo o que viu e ouviu de Salomao: “Realmente era verdade o que eu ouvi no meu país a respeito de tuas palavras e de tua sabedoria! Eu nao queria acreditar no que diziam, até que vim e vi com os meus próprios olhos, e reconheci que nao tinham dito nem a metade. Tua sabedoria e tua riqueza sao muito maiores do que a fama que chegara aos meus ouvidos. Feliz a tua gente, felizes os teus servos que gozam sempre da tua presença e que ouvem a tua sabedoria! Bendito seja o Senhor, teu Deus, a quem agradaste, que te colocou sobre o trono de Israel, porque o Senhor amou Israel para sempre, e te constituiu rei para governares com justiça e equidade”. (1Rs 10, 6-9).

Essa palavra caiu muito forte em meu coraçao, pois a Rainha de Sabá nao deu a glória para Salomao, mas a Deus, dando ênfase à obediência de Salomao ao Senhor, ou seja, o rei agradou a Deus e Ele lhe deu o destaque, os bens, a bençao. Salomao agradou a Deus…

Eu e você, temos agradado a Deus? Temos sido sinal da açao poderosa de Deus em nossas vidas? E o testemunho do serviço ao Deus verdadeiro, temos dado? As pessoas constatam que somos de Deus e o temos agradado com a nossa vida?

Nós precisamos nos questionar, precisamos nos verificar e constatar se estamos sendo sinais proféticos dessa poderosa açao do Senhor, que tem nos transformado e nos levado a sermos sinal. Precisamos honrar a Deus com a nossa vida, com tudo o que possuímos, com nossos relacionamentos, com nossa oraçao, na nossa famíila, na nossa juventude, tudo em nós precisa dizer de Deus e tem que ser direcionado a Ele. Somos chamados a agradá-lo em tudo o que fizermos e vivermos.

Quero convocar os “Guerreiros da Oraçao”, pois é assim que tenho chamado aqueles que aceitaram viver com intensidade essa proposta da Campanha de Oraçao, e quero chamar você que agora tem contato com esse texto, para pedirmos a Deus pela naçao brasileira, pelo povo do nosso imenso Brasil, principalmente diante das conspiraçoes que se levantam contra a Igreja, contra a fé Crista, contra a vida e também à natureza humana, aos principios morais e éticos. Propostas que nao humanizam, mas desumanizam. Precisamos orar para que o mover de Deus mude a mentalidade dos nossos governates que querem aprovar e implantar as propostas desumanas do PNDH 3.

Vamos honrar a Deus com nossa oraçao. Estamos num ano político, onde teremos eleiçoes para Presidente, Governadores, Senadores, Deputados Federais e Estaduais. A nossa naçao pode passar por uma grande transformaçao pela nossa oraçao e pelo nosso compromisso. Sei que muitos nao tem mais esperança, talvez estejam indispostos a orar neste sentido, mas convoco a todos para essa empreitada, retomando o “Vence Brasil” que o Monsenhor Jonas convocou no ano de 2006. Só Deus pode mudar a nossa naçao, só Deus pode libertar da corrupçao, só o Senhor pode transformar a nossa política. Unamo-nos nesse combate.

O Brasil, a política e os governantes precisam passar por um processo de conversao, de mudança de vida e de mentalidade, pois Jesus vai afirmar no Evangelho da Liturgia de hoje: “O que sai do homem, isso é que o torna impuro. Pois é de dentro do coraçao humano que saem as más intençoes, imoralidades, roubos, assassínios, adultérios, ambiçoes desmedidas, maldades, fraudes, devassidao, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo”. (Mc 7, 20-22).

Nessa campanha de oraçao eu estou pedindo a Deus em favor da nossa naçao, suplicando para que nenhuma dessas leis, desses projetos que estao sendo propostos e que nao sao do agrado do Senhor possam prosperar. Conto com a sua intercessao. Assumamos nossa naçao em intercessao: “Vence Brasil”! “Feliz a naçao cujo Deus é o Senhor, o povo que escolheu para si como herança”. (Sl 33, 12).

Que tudo o que a Rainha de Sabá pôde constatar na vida de Salomao e em Israel aconteça na naçao brasileira, que nós saibamos agradar a Deus com a nossa vida e como povo, como naçao que somos. Obedeçamos a Deus e sigamos fielmente seus mandamentos, esse é o principio de tudo, esse é o caminho para vivermos na bençao!

Unidos no combate e na oraçao!
Deus abençoe!
Pe.Roger Luis
Cançao Nova

Deus procura guerreiros na oração...

Queridos amigos,
Tenho me empenhado em ter um contato profundo com a Palavra de Deus todos os dias, pois esse é o caminho que nosso Pai Fundador, Monsenhor Jonas Abib nos ensina na Canção Nova.

Algo que me tocou neste tempo, foi a palavra que Deus direciona a Davi, dizendo que não queria que ele construísse o templo dedicado a ELE. Era esse o projeto do rei, dar a Deus um lugar de honra, para que o Senhor fosse glorificado através da oraçao feita naquele lugar.

Deus disse não a Davi, pois o projeto do Senhor para ele era maior do que a construção do templo, além do mais, no Primeiro Livro das Crônicas (28, 3), Ele afirma que não deveria ser um guerreiro a construir o Seu templo. Deus tinha algo maior para o rei Davi. Com certeza, esse não deve ter acarretado um pouco de frustração no coração de Davi, mas ele se submeteu à vontade do céu. Ele se dispôs a juntar todo o material necessário para que seu filho Salomão, seu sucessor, pudesse honrar a Deus com um belíssimo templo.

Muitas vezes os nossos planos e projetos não são os de Deus. Mas como Davi precisamos nos submeter à vontade e ao projeto de Deus. Você e eu não somos fruto do acaso, existe uma promessa sobre a nossa vida, existe um plano de Deus a se cumprir em nós, existe um chamamento do Senhor para cada um especificamente. Mas para que isso se cumpra, muitas vezes temos que estar abertos a receber de Deus um NÃO. Deus só diz um não a nós para que aquilo que queremos não atrapalhe a Sua infinita vontade e o SIM que virá futuramente se concretize. Precisamos confiar e nos adequar ao projeto do Senhor para a nossa vida.

O SIM de Deus para Davi era que a descendência real dele se perpetuaria por toda a eternidade. Talvez tendo contato com a Sagrada Escritura, perceberemos que mais ou menos quatro séculos depois, a descendência real de Davi chega ao fim, porém, tendo a visão sobrenatural dos fatos, vemos que Jesus Cristo vem dar cumprimento à promessa do Pai: em Cristo a descendência real de Davi torna-se eterna.

Nosso amado Deus quer de nós essa decisao, de aceitarmos até mesmo os NÃOS, confiando na grandiosidade dos SINS do Senhor, que tem o melhor para cada um de nós. Entenda, Deus vê além de tudo. Aceitar o NÃO do Senhor, exige de nós uma fé tão grande quanto àquela que é necessária para recebermos o SIM.

O Senhor procura “Guerreiros da Oração”, homens e mulheres que estejam dispostos a obedecê-Lo e serví-Lo tendo a visão de que diante dos combates, dos sofrimentos, das decepções, das dores, das enfermidades, das batalhas familiares, vão perseverar até o fim e experimentarem a graça da vitória, da vontade do Senhor. Creia, Deus sempre tem o melhor para cada um de nós, mesmo que de imediato não vejamos e não entendamos, Ele tem o mehor. Faça a opção de entrar neste combate da oração, e permanecer com Deus, pois é Ele que nos dará a vitória.

Se submeta à vontade do Senhor e serás feliz. Vivamos o que Deus nos revela no texto de Dt 28, 1-8, e seremos um povo abençoado, vencedor, um povo que tem um DEUS FORTE, PODEROSO, VENCEDOR, que caminha à frente de todas as suas batalhas.

Estamos unidos nesta linda experiência de nos submetermos à vontade do Senhor.
Conte comigo sempre!
Deus abençoe!
Seu irmão,
Pe.Roger Luis
Canção Nova

Novena de N. Srª das Graças de 18 a 26 de novembro

Nossa Senhora das Graças apareceu a Santa Catarina Labouré no dia 27 de novembro de 1830, na Capela da Rua De Lubac em Paris. “A Senhora tinha os dedos cobertos de anéis e pedrarias preciosas de indizível beleza, dos quais desprendiam raios luminosos para todos os lados, envolvendo a Virgem de extraordinário esplendor”.

Nossa Senhora lhe disse: ”Eis o símbolo das graças que derramo sobre as pessoas que as pedem”. Como se não pudesse com o peso das graças, os braços se abaixaram e se abriram na atitude graciosa que se vê na Medalha Milagrosa. Formou-se então em torno da Virgem um quadro onde se liam em letras de ouro estas palavras: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. Maria confiou-lhe então esta missão: “Manda cunhar uma medalha por este modelo: As pessoas que a usarem receberão grandes graças; hão de ser abundantes as graças para os que a trouxerem com confiança”. A Santa Virgem fez-se compreender quanto lhe são agradáveis as orações dos que a invocam, e quanto é generosa em conceder o que lhe pedem. Milagres, graças e prodígios extraordinários se operam por meio da Medalha Milagrosa.

É célebre a conversão do judeu Afonso Ratisbone, acontecida depois da visão que ele teve na igreja de Santo André em que a Santíssima Virgem lhe apareceu, como representa a Medalha Milagrosa. Esta medalha – disse Pio XII, foi instrumento de tão numerosos favores, tantas curas, proteções e conversões que a voz do povo a chamou de MEDALHA MILAGROSA. A Medalha Milagrosa é dádiva celeste. Usá-la é colocar-se sob a proteção de Maria, na vida e na morte.

PRÁTICA

Usar a Medalha com confiança e devoção. Beijá-la respeitosamente de manhã e à noite, dizendo: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. Propagar a Medalha. É tão fácil dá-la a uma criança, aos doentes, aos amigos, aos que estão em dificuldades, etc.

NOVENA

Sinal da Cruz(*). Ato de Contrição(*). 03 vezes: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”.

1º DIA – 1ª Aparição – Contemplemos a Virgem Imaculada, em sua primeira aparição a Santa Catarina de Labouré. A piedosa noviça, guiada por seu Anjo da Guarda, é apresentada à Imaculada Senhora. Consideremos sua inefável alegria. Seremos também felizes como a Santa Catarina, se trabalharmos com ardor na nossa santificação. Gozaremos as delícias do Paraíso, se nos privarmos dos gozos terrenos. – 03 Ave-Marias(*), acrescentando em cada uma: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. – Oração Final

2º DIA – Lágrimas de Maria Contemplemos Maria, chorando sobre as calamidades que viriam sobre o mundo, pensando que o Coração de seu Filho seria ultrajado, a Cruz escarnecida e seus filhos prediletos perseguidos. Confiemos na Virgem compassiva e também participaremos do fruto de suas lágrimas. – 03 Ave-Marias, acrescentando em cada uma: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. – Oração Final

3º DIA – Proteção de Maria Contemplemos nossa Imaculada Mãe, dizendo em suas aparições a Santa Catarina: “Eu mesma estarei convosco: não vos perco de vista e vos concederei abundantes graças”. Sede para mim, Virgem Imaculada, o escudo e a defesa em todas as necessidades. – 03 Ave-Marias, acrescentando em cada uma: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. – Oração Final

4º DIA – 2ª Aparição Estando Santa Catarina Labouré em oração, a 27 de novembro de 1830, apareceu-lhe a Virgem Maria, formosíssima, esmagando a cabeça da serpente infernal; nessa aparição se vê seu desejo imenso de nos proteger sempre contra o inimigo de nossa salvação. Invoquemos a Imaculada Mãe com confiança e amor! – 03 Ave-Marias, acrescentando em cada uma: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. – Oração Final

5º DIA – As Mãos de Maria Contemplemos, hoje, Maria desprendendo de suas mãos raios luminosos: “Estes raios, disse Ela, são a figura das graças que as me pedem e aos que trazem com fé minha medalha”. Não desperdicemos tantas graças! Peçamos com fervor, humildade e perseverança, e Maria Imaculada nô-las alcançará. – 03 Ave-Marias, acrescentando em cada uma: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. – Oração Final

6º DIA – 3ª Aparição – Contemplemos Maria, aparecendo a Santa Catarina, radiante de luz, cheia de bondade, rodeada de estrelas, e mandando cunhar uma medalha prometendo a todos que a trouxerem com devoção e amor, muitas graças. Guardemos fervorosamente a santa Medalha e, como escudo, Ela nos protegerá nos perigos. – 03 Ave-Marias, acrescentando em cada uma: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. – Oração Final

7º DIA DA NOVENA e 1º DO TRÍDUO – Ó Virgem Milagrosa, Rainha excelsa, Imaculada Senhora, sede minha advogada, meu refúgio e asilo nesta terra, minha fortaleza e defesa na vida e na morte, meu consolo e minha glória no céu. – 03 Ave-Marias, acrescentando em cada uma: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. – Oração Final

8º DIA DA NOVENA e 2º DO TRÍDUO – Ó Virgem Imaculada da Medalha Milagrosa, fazei que esses raios luminosos que irradiam de vossas mãos virginais, iluminem minha inteligência para melhor conhecer o bem, e abrasem meu coração com vivos sentimentos de fé, esperança e caridade. – 03 Ave-Marias, acrescentando em cada uma: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. – Oração Final

9º DIA DA NOVENA e 3º DO TRÍDUO – Ó Mãe Imaculada, fazei que a Cruz de Vossa Medalha brilhe sempre diante de meus olhos, suavizes as penas da vida presente e me conduza à vida eterna. – 03 Ave-Marias, acrescentando em cada uma: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. – Oração Final

ORAÇÃO FINAL

Santíssima Virgem, eu creio e confesso Vossa Santa e Imaculada Conceição, pura e sem mancha. Ó puríssima Virgem Maria, por Vossa Conceição Imaculada e gloriosa prerrogativa de Mãe de Deus, alcançai-me de Vosso amado Filho, a humildade, a caridade, a obediência, a castidade, a santa pureza de coração, de corpo e espírito a perseverança na prática do bem, uma santa vida e uma boa morte, e a graça … que peço com toda confiança. Amém.

WordPress Themes