Posts tagged: Diversos

Testemunho Adoção do Julio e Adelita

Viver a Divina Providência

Deus está preparando os seus eleitos para dependerem unicamente de Deus, para terem o necessário. E eu digo: não lhes faltará o necessário até a vinda do Senhor.

Gente, o Senhor quer que aprendamos a depender d’Ele, e isso é um aprendizado, e todo aprendizado tem um método. Deus está fazendo com que a gente aprenda a depender totalmente d’Ele. Como aconteceu com o profeta Elias, era o corvo que trazia todo dia pão e carne. A água ele tinha ali no rio, um córrego bem pequeno.

O sistema deste mundo nos acostumou a ter tudo em abundância. Nosso Pai nos dá somente o necessário, “É O PÃO NOSSO DE CADA DIA”, é o suficiente para cada dia. Gente, Deus está dizendo para nós: “Meus filhos, vocês precisam aprender a confiar na Providência de Deus”.

Por que os lírios dos campos têm tudo? Porque eles seguem o sistema de Deus! Se Deus cuida das flores, que um dia secarão e morrerão, que dirá de nós, que somos filhos. O que precisamos fazer é sair o mais depressa possível do sistema do mundo e mergulhar no sistema de Deus, que é a Providência Divina. É preciso fazer a experiência!

Trecho do livro “Fragmentos de uma vida em Deus” de monsenhor Jonas Abib

Em todo e qualquer problema precisamos nos voltar para Deus

Fomos criados para o louvor, a adoração e a ação de graças. Este é o maior desejo do coração de Deus. Precisamos realizar aquilo que Ele nos pede: ‘Estai sempre alegres, orai incessantemente, dai graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus a vosso respeito em Cristo Jesus’ (1Ts 5, 16-18).

Existem situações em que é difícil dar graças: a doença e a morte de alguém muito querido; o problema de droga, alcoolismo ou de adultério em nossa família…

Em todo e qualquer problema precisamos nos voltar para Deus, dando graças, louvando e adorando em todas as circunstâncias. Quando acontece algo doloroso em nossa vida, ficamos muito sensíveis. O nosso coração fica apertado, caímos na tristeza e nos fechamos.

O Senhor insiste para agirmos de modo contrário: ‘Em tudo, em todas as circunstâncias, em qualquer situação, aconteça o que acontecer, dai graças, louvai e adorai’. O louvor e a adoração são o remédio para o coração. Se uma válvula do coração se fecha, passa a irrigar menos o coração, começa a causar problemas, e pode levar a pessoa a sofrer um infarto.

Em qualquer situação, mesmo na tristeza, no luto, diante da infidelidade, das dívidas, desempregado ou doente, seja qual for a situação é necessário orar sem cessar.

Monsenhor Jonas Abib

Há mulheres em minha vida, logo, sou feliz!

Muitas pessoas passam por nossa vida e não poderíamos deixar de mencionar a participação daquelas que deixaram marcas sensíveis em nossas lembranças. Trazemos vivos na memória os cuidados da nossa mãe, que se desdobrava 24 horas do dia se fosse necessário, as recordações de nossas férias na casa da vovó, da professora que nos ensinou a ler, entre muitas outras.

Numa simbiose perfeita, não há como identificar se foram elas que entraram em nossas vidas ou fomos nós que fizemos parte da vida delas. O zelo dispensado para cada um de nós, quando éramos crianças, fazia-nos sentir tal como “reizinhos”, mesmo se naquele “castelo” as refeições fossem racionadas em vista da pobreza. Na escola, além da professora, ganhávamos também uma “tia”, que não se importava se houvesse 30 outros “sobrinhos” chamando seu nome ao mesmo tempo. Por menor que tenha sido o período em que elas estiveram conosco, grande foi a atenção e a contribuição dispensada para cada um de nós.

No mundo, algumas mulheres se despontaram através do trabalho, impulsionadas por seus sonhos e, não menos importantes que essas, reconhecemos o papel de outras que foram moldura da realização dos nossos próprios projetos. Lamentavelmente, em alguma parte do planeta ou escondidas entre quatro paredes, existem mulheres que são tratadas sob o domínio da tirania, da incompreensão, da maldade e do preconceito de alguns homens. Todavia, mesmo sendo subjugadas por seus opressores, estes não conseguem tirar a força da esperança que as incita a continuar acreditando em dias melhores.

Com a versatilidade que causaria inveja ao melhor contorcionista, as mulheres trazem como virtude a habilidade de se fazer amiga, mãe, esposa, namorada, formadora… e por dádiva divina, a elas foi outorgado o título de “ajuda perfeita”.

Não é à toa, que sem muito esforço, a gente consegue perceber o quanto tem sido importante para cada um de nós a participação delas em nossa vida.

Tudo bem se, às vezes, demoram um pouco mais para escolher a roupa para sair, para se decidir na compra de um simples sapato ou para levar na bolsa apenas aquilo que realmente é necessário…mas, ainda assim, não podemos negar o quanto somos felizes ao lado delas!

Parabéns, mulheres, pelo seu dia!

Por: Dado Moura

OUSAR CONTAR ABERTAMENTE SUA HISTÓRIA

«Sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.» (Romanos 8, 28)

«Os anos que te antecedem, recheados de conflitos e sofrimento, serão a seu tempo recordados como o caminho que te conduziu à tua nova vida. Mas enquanto essa nova vida não te pertencer completamente, as tuas recordações continuarão a fazer-te sofrer.
Quando revives acontecimentos dolorosos do passado, podes sentir-te vítima deles. Mas existe uma maneira de contares a tua história sem sentir dor e nessa altura também te sentirás menos pressionado a contá-la. Aperceber-te-ás que o teu lugar deixou de ser lá: o passado já era, o sofrimento deixou-te, já não precisas de regressar para o aliviar, já não dependes do teu passado para te identificares.

Há duas maneiras de contar a tua história. Uma consiste em contá-la de forma compulsiva e premente, regressando continuamente a ela por que encaras o teu presente sofrimento como consequência das tuas experiências passadas.
Mas existe outra maneira. Podes contar a tua história de um ponto onde ela já não te domina. Podes falar dela com algum distanciamento e encará-la como caminho para a liberdade de que actualmente gozas.
Verás, então, que desapareceu a compulsão de contar a tua história. De uma perspectiva de vida em que agora te encontras e com o distanciamento que agora possuis, o teu passado já não te ensombra. Perdeu o peso e pode ser recordado como o modo que Deus encontrou para te ajudar a ter compaixão pelo próximo e a compreendê-lo.»

Henri Nouwen, em “A Voz Íntima do Amor”

Dica de filme

Olá,

Nós da Comunidade Canção Nova, quando assistimos a um bom filme, que traga histórias edificantes, mudanças de vida, motivações, nos referimos a eles como filmes de formação. E existem muitos por aí, como por exemplo: Homens de Honra, Anjos da Vida, Voltando a Viver, A vida é bela, etc. São filmes que comovem, mas também levam a uma reflexão. Nesta linha de filmes, quero sugerir a você este filme “Mãos Talentosas”, no original em Inglês: “Gifted Hands”.

Esse filme traz a emocionante história de um adolescente negro, com aparentes limitações de aprendizado, mas que possui um grande DOM em sua vida, sua mãe. Sim, a mãe dele faz toda a diferença em sua vida. Como pensei em minha mãe ao assistir a esse filme!

É uma história de superação comovente, que nos envolve e faz repensar alguns valores em nossa vida, ao mesmo tempo nos motiva a correr atrás de nossos sonhos e objetivos, alicerçados na fé num Deus que está sempre conosco nos impulsionando, nos movendo, muitas vezes pelas mãos de pessoas tão importantes como nossa família.

Aproveite o filme!

WordPress Themes