Novembro Azul: Como a fé pode auxiliar no tratamento contra o câncer de Próstata

By: PeopleImages by Getty Images

O câncer de próstata é o tumor que afeta a próstata, glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis. Ele é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos.

De acordo com uma investigação conduzida pelo IVOC (Instituto Vencer o Câncer), com patrocínio da Bayer, entre novembro de 2019 e julho de 2020. Revela que os casos de câncer de próstata no mundo podem aumentar em aproximadamente 80% até 2040.

Fatores de risco

  • A idade é um fator de risco importante, uma vez que tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos;
  • Pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários) quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias;
  • Excesso de gordura corporal aumenta o risco de câncer de próstata avançado;
  • Exposições a aminas aromáticas (comuns nas indústrias química, mecânica e de transformação de alumínio), arsênio (usado como conservante de madeira e como agrotóxico), produtos de petróleo, motor de escape de veículo, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), fuligem e dioxinas estão associadas ao câncer de próstata.

Desse modo, é indicado às pessoas que são propícias a contrair a doença recorram a detecção precoce. O que facilitará a localização do tumor numa fase inicial e, assim, possibilitar maior chance de tratamento bem sucedido.

Detecção Precoce

Pode ser feita por meio da investigação com exames clínicos, laboratoriais, endoscópicos ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença (diagnóstico precoce), ou de pessoas sem sinais ou sintomas (rastreamento), mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença.

O diagnóstico precoce desse tipo de câncer possibilita melhores resultados no tratamento e deve ser buscado com a investigação de sinais e sintomas como:

  • Dificuldade de urinar;
  • Diminuição do jato de urina;
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite;
  • Sangue na urina.

Na maior parte das vezes, esses sintomas não são causados por câncer, mas é importante que eles sejam investigados por um médico.

Prevenção

Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, ajuda a diminuir o risco de câncer. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados:

  • Fazer no mínimo 30 minutos diários de atividade física;
  • Manter o peso adequado à altura;
  • Diminuir o consumo de álcool;
  • Não fumar.

Tratamento

O tratamento para câncer de próstata deve ser orientado por um urologista, que escolhe a melhor forma de tratamento de acordo com a idade do paciente, gravidade da doença, doenças associadas e expectativa de vida.

Os tipos de tratamento que, normalmente, são mais utilizados incluem:

  • Cirurgia/prostatectomia: é o método mais utilizado e consiste na retirada completa da próstata através de uma cirurgia;
  • Radioterapia: consiste na aplicação de radiação em determinadas áreas da próstata para eliminar as células de câncer;
  • Tratamento hormonal: é usado para os casos mais avançados e consiste no uso de remédios para regular a produção dos hormônios masculinos, aliviando os sintomas.

O médico também pode recomendar apenas a observação que consiste em fazer consultas regulares no urologista para avaliar a evolução do câncer. 

Além de procedimentos oncológicos para vencer o câncer, durante o tratamento também requer o auxílio da organização do bem-estar psíquico do paciente, seja por meio da fé ou de práticas religiosas.

Nos Estados Unidos, uma pesquisa desenvolvida pela Universidade de Duke, na Carolina do Norte, comprovou que pacientes que se valem de práticas religiosas apresentaram 40% menos chances de sofrerem depressão durante o tratamento não apenas do câncer, mas das doenças em geral. Ao que tudo indica, a fé representa um reforço para o sistema imunológico.

Referências

Instituto INCA, Ministério da Saúde e Correio Brasiliense.