No Evangelho de São Mateus há um fato muito interessante: após a multiplicação dos pães, Jesus despediu os apóstolos e foi rezar no alto do monte. O barco se agitava numa grande tempestade. Os discípulos estavam apavorados… Quando de repente viram alguém caminhando sobre o mar: era o Messias.

Não imaginando que fosse Jesus, eles ficaram ainda mais amedrontados e soltavam gritos de terror: é um fantasma! Mas logo o Senhor lhes disse: “Confiança, sou Eu, não tenhais medo” (Mt 14,27).

Muitas vezes, nossa vida é agitada pelas tempestades e nós nos desesperamos, porque nos falta confiança. Precisamos ter confiança cega em Deus, na certeza de que o Seu socorro não falta.

O Senhor é o mesmo de ontem, de hoje e de amanhã; Ele está vivo. Não servimos a um Deus morto, clame e Ele virá ao seu encontro!

Não desanime na hora da tempestade! Peça ao Senhor para pegá-lo no colo, para que a tempestade não o afogue. O Senhor nos manda ser corajosos. Não precisamos ter medo de nada. Jesus nunca vai nos deixar sozinhos.

Quando tomamos consciência e clamamos pelo socorro do céu, tudo muda, a tempestade se acalma e ousamos andar sobre as águas. Foi o que Pedro experimentou:

“Senhor, se és mesmo Tu, ordena-me que vá ao teu encontro sobre as águas. Vem, disse Ele. E Pedro, saindo do barco, caminhou sobre as águas e foi rumo a Jesus” (Mt 14, 28-29).

Nós também podemos andar sobre os nossos problemas, sobre as tempestade que assolam as nossas vidas, fixando os olhos em Deus e não os desviando nem para direita nem para a esquerda.

Quando Pedro tirou os olhos de Jesus, ele afundou. Aí está o segredo: podemos andar por cima de nossos problemas, sem nos deixar amedrontar pela tempestade, se continuarmos com os olhos fixos no Senhor.

Tenha certeza: quando você traz o Senhor para dentro do barco da sua vida, tudo muda. O vento cessa, a tempestade se acalma… O Senhor passa a ter o comando de todas as coisas.

“Confiança, sou Eu, não tenhais medo”. Seja qual for a situação pela qual você esteja passando, confie: é Ele mesmo quem diz: “Sou Eu, não tenhais medo”. Nas grandes dificuldades, mas também nas situações embaraçosas do dia a dia o Senhor está ao nosso lado. Não há motivo para temer.

Reze junto comigo:

Senhor, eu agradeço por tantos milagres e curas que tens realizado na vida dos meus irmãos. Tu és verdadeiramente o Deus do impossível.
Entra, Senhor, no barco da minha vida. Vê, Senhor, a agitação em que está. Até hoje eu tive medo e pensei que estava sozinho, mas agora não temo, pois quem está conduzindo o barco da minha vida é o Senhor.
Apresento todas as situações que estou vivendo e já agradeço pelo novo rumo que estás dando. Eu não estou sozinho. Confesso que já estava cansado, fraco, com medo das grandes ondas, mas agora já não tenho mais medo, porque o Senhor é por mim.
Agradeço pelo milagre que estás realizando na minha vida. Sou uma nova pessoa.
A partir deste momento o leme da minha vida está em Tuas mãos. Eu não tomarei mais nenhuma decisão por mim mesmo. Quero louvar e agradecer pela paz e pela cura que realizas.
Bendito seja o Teu nome, meu Senhor e meu Deus.

(Trecho extraído do livro “Isto é obra do Senhor: Um milagre aos nossos olhos!” de monsenhor Jonas Abib)

.: Receba Mensagens do Monsenhor Jonas no seu celular

“Entrando na casa de Pedro, Jesus viu a sogra dele acamada, com febre. Tocou-lhe a mão,e a febre a deixou. Ela se levantou e passou a servi-lo.” (Mt 8,14-15)

Jesus certamente encheu-se piedade e compaixão pela preocupação e ansiedade de seu amigo.  É angustiante saber que temos em casa alguém acamado. E diante do fato desta mulher ao ficar curada, por se a servi-los, mostra-nos que ela era uma mulher ativa. Vê-la em uma cama deve produzido naquela família, naquela casa, muita tristeza e insegurança.
Muitas vezes é assim que nos sentimos, quando alguém que amamos fica doente.

Mas diante de todas as “emoções e sentimentos” que nos envolve quando temos alguem doente, podemos hoje nos perguntar: Estamos preparados para que Jesus toque as nossas vidas como ele tocou a sogra de Pedro?

Rezemos juntos:

Senhor Jesus, diante das situações que nos deixam “acamados”, venha nos visitar. Restabelece a saúde física, emocional e espíritual da nossa família. Envia-nos o Teu Espírito Santo, para que uma vez habitando em noss coração pela graça do Batismo sejamos homens e mulheres destemidos, fortalecidos, e que habite em nosso coração, a mesma disposição de nos colocarmos a serviço, como se colocou a sogra de Pedro.
Que a graça de sermos visitados por Jesus, de experimentarmos o seu poder curador, nos desinsta-le e nos coloque a serviço do Amor.
Amém.

Tenha uma ótimo dia.

“Nisto aproximou-se dele , um escriba e lhe disse: “Mestre, seguir-te-ei para onde quer que fores”. Respondeu Jesus: ” As raposas têm suas tocas e as aves do céu, seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça.” (Mt 8,19-20)

As vezes diante dessa resposta de Jesus, podemos nos perguntar por que Jesus foi uma resposta dessas, por jogou um “balde de água fria”, neste escriba tão desejoso de lhe servir para qualquer lugar?

Sem dúvida, fica a certeza de que Jesus não nos quer seguindo-o por aquilo que Ele pode nos oferecer. Ele apenas quer e espera de nós um amor verdadeiro, desinteressado, sincero, companheiro, que a nada se compare neste mundo. Porque o seu amor por nós é assim: Incondicional!

Rezemos juntos: Senhor Jesus, neste dia, diante da Tua Palavra eu quero me deixar invadir por seu amor que ultrapassa todo o meu entendimento. Quero pedir-te que por Teu Espírito Santo me seja concedida a graça de amar-te sem esperar nada em troca. Amar-te porque ao contrário de mim, o Senhor merece ser amado. Amar-te porque és o próprio Amor.
Ensina-me a olhar para os de minha casa, para aqueles que o Senhor coloca ao meu lado, neste dia, com esse olhar de amor, e ter gestos, atitudes concretas de uma disposição sincera de seguir o Senhor “para onde quer que fores”.

Com Maria, sempre fiel ao Senhor eu quero viver esse dia!

“Quando Jesus entrou em Cafarnaum, um centurião aproximou-se de Jesus, suplicando; Senhor, meu criado esta de cama, lá em casa, paralisado e sofrendo demais”. Jesus respondeu: ” Vou curá-lo”. (Mt 8,5-7)

Esse centuriao acreditava no poder de Jesus. No poder curativo da Palavra de Jesus. Não apresentou a Jesus nenhum impecílio, nenhum limite. Pelo contrário, podemos ver nos versículos seguintes, ele diz a Jesus : “Senhor eu não sou digno  de que entres  em minha casa.  Disse uma só palavra e o meu criado ficará curado.”(Mt 8,8).

Para ele bastava uma única palavra.

Isso nos faz questionar: Acreditamos que Jesus pode curar através das nossas orações de intercessão? Quando pedimos por alguém, Jesus pode nos atender?

A Fé nos faz responder que sim. Fé é um dom. Um presente de Deus que nos é dado pelo Espírito Santo. Por isso precisamos pedir constantemente: Vinde Espírito Santo!  Vem e transforma o meu coração discrente, desconfiado, inseguro, medroso em um coração que crê, que espera, no Senhor.

Rezemos juntos: Senhor Jesus, eu quero fazer a experiência que o centurião fez, de acreditar no poder da Tua Palavra. Acreditar sem reservas, acreditar sem impor condições, acreditar mesmo quanto tudo parece impossível, ou quando eu não me sinto digno, digna de receber a sua graça, a sua atenção.

Senhor que eu possa neste dia experimentar que o Senhor não me ama porque eu mereço ser amada, mas porque o Senhor é Amor, e o Seu Amor é capaz de fazer a diferença na minha vida, na minha família, na vida daqueles que eu amo.

Continue esse momento dizendo ao Senhor o que esta no seu coração… Silencie e ouça o que Ele lhe diz.

O Espírito Santo, sempre nós dá uma direção a seguir.

Com Maria fique na  presença de Deus durante todo esse dia.