Pe. José Augusto nos convida a confiar na proteção da Virgem Maria durante todo o ano que se inicia!

Deixe seu comentário.

Oração a Santa Mãe de Deus.

Ó minha Santíssima Soberana, Mãe de Deus, pelas Tuas santas e fervorosas orações, afasta para longe de mim, Teu humilde e miserável servidor o desgosto, o esquecimento, o desentendimento, a negligência bem como todo pensamento impuro, perverso ou ímpio, vindo de meu pobre coração e de minha inteligência obscurecida. Extingue as chamas de minhas paixões, posto que sou indigente e miserável; liberta-me das inúmeras e amargas lembranças e ações e livra-me de toda obra maligna. Pois Tu és Bendita dentre todas as gerações, e glorificado é o Teu nome todo honrável por todos os séculos. Amém.

Rejubila, ó Virgem Mãe de Deus, ó Maria Cheia de Graça, pois o Senhor é con’Tigo. Bendita és Tu dentre as mulheres e bendito é o Fruto do Teu ventre, pois deste à luz o Salvador de nossas almas.

Gloria ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo, e agora e sempre e pelos séculos dos séculos. Amém.
Kyrie eléison. Kyrie eléison. Kyrie eléison.

Pelas orações dos nossos Pais, Senhor Jesus Cristo, nosso Deus, tem piedade de nós e salva-nos. Amém.

Quer saber mais…

O Santo Padre dedicou a Catequese desta quarta-feira, 29 – última de 2010 – à figura de Santa Catarina de Bolonha, seguindo o ciclo de reflexões sobre grandes mulheres da Idade Média.

O Papa citou o tratado autobiográfico e didático escrito pela santa italiana – As sete armas espirituais -, que oferece ensinamentos “de grande sabedoria e profundo discernimento” sobre as tentações do diabo:

1. ter cuidado e preocupação de trabalhar sempre para o bem;
2. crer que, sozinhos, nunca poderemos fazer nada de verdadeiramente bom;
3. confiar em Deus e, por seu amor, não temer nunca a batalha contra o mal, seja no mundo, seja em nós mesmos;
4. meditar com frequência nos eventos e palavras da vida de Jesus, sobretudo sua Paixão e Morte;
5. recordar-se que devemos morrer;
6. ter fixa na mente a memória dos bens do Paraíso;
7. ter familiaridade com a Sagrada Escritura, levando-a sempre no coração para que oriente todos os pensamentos e todas as ações.

“Um belo programa de vida espiritual, também hoje, para cada um de nós!”, exclamou o Pontífice.