1. Valorize o seu filho.
Quando respeitado e estimado, o jovem progride e amadurece.

2. Acredite no seu filho.
Mesmo os jovens mais “difíceis” trazem bondade e generosidade no coração.

3. Ame e respeite o seu filho.
Mostre a ele, claramente, que você está ao seu lado, olhe-o nos olhos. Nós é que    pertencemos a nossos filhos, não eles a nós.

4. Elogie seu filho sempre que puder.
Seja sincero: quem de nós não gosta de um elogio?

5. Compreenda seu filho.
O mundo hoje é complicado, rude e competitivo. Muda todo dia. Procure entender isto. Quem sabe ele  está precisando de você, esperando apenas um toque seu.

6.  Alegre-se com o seu filho.
Tanto quanto nós, os jovens são atraídos por um sorriso; a alegria e o bom humor  atraem os meninos como mel.

7. Aproxime-se de seu filho.
Viva com o seu filho. Viva no meio dele. Conheça seus amigos. Procure saber onde ele vai, com quem está. Convide-o a trazer seus amigos para a sua casa. Participe amigavelmente de sua vida.

8. Seja coerente com o seu filho.
Não temos o direito de exigir de nosso filho atitudes que não  temos. Quem não é sério não pode exigir seriedade. Quem não respeita, não pode exigir respeito. O nosso filho vê tudo isso muito bem, talvez porque nos conheça mais do que nós a ele.

9. Prevenir é melhor do que castigar o seu filho.
Quem é feliz  não sente a necessidade de fazer o que não é direito. O castigo magoa, a dor e o rancor ficam e separam você do seu filho. Pense, duas, três, sete vezes, antes de castigar. Nunca com raiva. Nunca.

10. Reze com seu filho.
No princípio pode parecer “estranho”. Mas a religião precisa ser alimentada. Quem ama e respeita a Deus vai amar e respeitar o seu próximo.

“Quando se trata de educação não se pode deixar de lado a religião”.

Quando seu filho vir a sua luta, ele lutará também

“Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática é como um homem sensato, que construiu sua casa sobre a rocha. 25.Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não desabou, porque estava construída sobre a rocha. 26.Por outro lado, quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia. 27.Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos sopraram e deram contra a casa, e ela desabou, e grande foi a sua ruína!” (Mt 7,24-27).

Como podemos construir nossa vida sobre a rocha? Colocando em prática as palavras de Jesus. Precisamos entender que temos uma tarefa em nossa vida. Quando nascemos não somos pessoas feitas; somos uma missão, um desafio, uma tarefa.

Quando eu saí do ventre da minha mãe, Jesus olhou para mim e disse: “Júnior, vai ser gente! Vai virar gente!”. Desde a concepção somos seres humanos com dignidade, precisamos ser respeitados, cuidados. A única coisa que a mãe dá para a criança durante a concepção é um ambiente propício e alimento; o resto, a criança faz sozinha. É uma falácia dizer que a criança faz parte do corpo da mãe. Mas embora já tenhamos a dignidade do ser humano, temos a missão de nos realizarmos como pessoa. E a nossa missão, nesta vida, é nos prepararmos para o céu, para Deus. Precisamos transformar o nosso coração, pois se deixarmos a criança ser o que ela quiser, ela será um “pequeno selvagem”. Se precisamos ensinar para as crianças as coisas mais básicas como comer, dormir no horário certo e tomar banho, quanto mais ensiná-las o que é amor.

Toda a sociedade, não só a família,
é responsável por ensinar a criança a amar.

transcrição e adaptção: Michelle Mimoso

Acesse aqui e saiba mais.

Deus abençoe você e toda a sua família!


Pe. José Augusto nos convida a confiar na proteção da Virgem Maria durante todo o ano que se inicia!

Deixe seu comentário.

“Oração pela paz, o Rosário foi desde sempre também oração da família e pela família. Outrora, esta oração era particularmente amada pelas famílias cristãs e favorecia certamente a sua união. É preciso não deixar perder esta preciosa herança. Importa voltar a rezar em família e pelas famílias, servindo-se ainda desta forma de oração.”

fonte: Carta Apostólica Rosarium Virginis Marie