Depressão

A depressão é um transtorno, não é uma opção de vida, dificilmente uma pessoa escolheria ser infeliz. Normalmente o depressivo apresenta uma tríade negativa: pensamentos negativos sobre si mesmo(eu não tenho valor, não presto, sou culpada(o), sobre os outros (todos não me valorizam, não me amam, são melhores que eu) e sobre o futuro (estático e nada mudará ou catastrófico.) Imagina uma mãe com depressão que não consegue sorrir, que perdeu o sentido da sua vida, que não tem forças para acordar, por causa da medicação acorda sempre depois do meio dia.  Os filhos sem a presença carinhosa da mãe e sem o básico necessário. Imagina um pai que não consegue encontrar alegria, que passa o dia inteiro na cama, que não consegue trabalhar. O mundo para ele é cinza. Aquele adolescente que se fecha no quarto, que se corta, que se automutila, para fugir da angústia, que diz que a vida não tem graça, que não consegue ir para a escola. Agora uma criança que não quer brincar, que não quer se alimentar, que agride as pessoas e não consegue ir para a escola. Esses são exemplos de alguns casos que escutamos constantemente em nosso consultório, e ainda alguns dizem que a depressão não existe! E quando aceitam afirmam que acontece porque é falta de fé. Ela existe e tem maltratado as famílias! Ela é um transtorno!! As pesquisas já demonstraram que o funcionamento do cérebro de uma pessoa com depressão funciona diferente de um que não tem depressão.

Muitos casos de depressão são desencadeados por situações vividas na família. Relacionamentos doentios que promovem este mal nos conjugue e nos filhos. Se você está vivendo um quadro procure ajuda, não desista da sua vida, por mais que você pense que não é importante, a sua família te ama, a sua família pode estar apenas disfuncional e por isso precisando de restauração.

Por: Diácono João Carlos

fonte: https://www.instagram.com/p/BvHa8yBBdFi/?utm_source=ig_web_copy_link