É possível ser esposa, mãe e missionária.

Meu nome é Maurina Carvalho Moura sou casada com Aurino Moura Filho. Temos três filhos, presente de Deus para nós; os gêmeos Cristiano e Cristian e a Rafaela. 

Conheci a Canção Nova através da minha mãe Angela.  Ela gostava de rezar o santo terço das 22 horas, era o horário que  eu chegava da escola. Como sempre fui temente a Deus também gostava de ouvir, mas dormia antes de terminar pois tinha que  levantar cedo para ir trabalhar. Eu, apesar  de ter temor a Deus não era de rezar o terço  e sim um Pai nosso e três Ave-Marias; participava todos os domingos da Santa Missa e pedia a bênção pra minha mãe todos os dias. Com o tempo fui aprendendo a rezar o terço.

Depois de um tempo descobri a  Radio Difusora e os programas da Canção Nova. Comecei a ouvir os programas e aprendi a rezar com eles várias orações.  Fui ficando amiga dos missionários, pois ia sempre lá.  Depois que me  casei eu e meu esposo íamos juntos aos acampamentos em Várzea Grande e ajudamos com a campanha dos tijolinhos. Tivemos nossos filhos e continuamos participando com muita dificuldade, pois era ruim ir de ônibus com as três crianças pequenas; apesar de tudo ainda íamos nas vigílias. Depois de um tempo  meu esposo foi trabalhar no Santuário Nossa Senhora do Bom Despacho  e em seguida na Canção Nova. Recebemos o convite pra sermos voluntários e depois pra fazer o Redão. Lá eu me encontrei, pois mesmo participando  do grupo de oração, da catequese e do ministério de música sentia que Jesus me chamava pra algo mais. No caminho vocacional descobri que o meu chamado era ser missionária da Comunidade Canção Nova. Como eu sou feliz, muito feliz. Meu esposo parou o caminho vocacional, mas é um fiel voluntário muito feliz também. Estou no segundo ano Juniorato na Canção Nova.