Eis ai a tua mãe!

O próprio Jesus nos deu sua mãe ao dizer ao discípulo amado: “Eis a tua mãe!”. Assim como João a acolheu, nós também precisamos acolhê-la em nossa casa. 

Quando Maria visitou Isabel,  ficou repleta do Espírito Santo e exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como mereço que a mãe do meu Senhor venha me visitar?” (Lc 1, 42-43) . Isabel reconheceu a grandeza de Maria por ser a mãe do seu Senhor. Aqui cabe uma reflexão. Será que temos reconhecido Maria como a mãe do Salvador e nossa mãe? João acolheu Maria e cuidou dela. Isabel ao receber Maria em sua casa ficou cheia do Espírito Santo. Quando a acolhemos  em nossa casa, acolhemos também a Santíssima Trindade , porque Maria é aquela que encantou a Deus por sua humildade e que concebeu o Filho de Deus por obra do Espírito Santo: “Maria! Encontraste graça junto a Deus… O Espírito Santo descerá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso, aquele que nascer será chamado santo, Filho de Deus” (Lc 1, 30.35).

No cântico de Maria – o Magnificat, percebemos a humildade de uma menina que encantou o coração de Deus: “A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque ele olhou para a humildade de sua serva. Todas as gerações, de agora em diante, me chamarão feliz, […]” (Lc 1,46s). A humildade nos leva à maturidade. Maria engrandece a Deus e não a si mesma.

Na Canção Nova, Maria é uma presença muito discreta, mas ao mesmo tempo muito real. Monsenhor Jonas nos conta sua experiência em Fátima, onde um Padre lhe revelou algo que o encantou. O Padre tinha acesso ao Carmelo de Coimbra onde vivia a Irmã Lúcia. Ele disse que a Madre foi levar um recado para a Irmã Lúcia e viu que ela estava falando. A Madre estranhou aquilo e se perguntou: – Com quem que a Lúcia está falando? Mas ela respeitou e esperou que  ficasse quieta: – Lúcia, com quem você estava conversando?

Lúcia, com toda simplicidade disse: – com Nossa Senhora, Irmã.

Ela disse: – Mas com Nossa Senhora?

– Sim Madre, a senhora não viu?

– Claro que não vi, Lúcia.

– Ah desculpe Madre se a senhora não viu, mas isso é comum. Não é apenas agora, ela está sempre aqui conosco. Quando nós vamos para o refeitório, ela vai  conosco e fica lá. Quando nós vamos para a capela ela vai rezar conosco. Muitas vezes estou no quarto, ela chega e até mesmo senta-se na cama e fica ali a conversar comigo.

Monsenhor Jonas diz que isto acontece em todas as casas de missão da Canção Nova. É possível sentir a sua presença onde passamos. Ela está em todos os lugares, na sua casa, no seu trabalho,  está presente nos momentos alegres e também nos momentos tristes. Na cruz, Maria estava presente com o discípulo amado e Jesus disse a ela: “Mulher, eis aí teu filho”. Precisamos assumir que somos filhos de Maria. Mas Jesus disse também a João: “Eis aí tua mãe”. Ela é nossa mãe. Nós temos uma mãe. Confiemos em Maria, ela está conosco, não nos desampara. Recorramos à sua proteção.

No dia 11 de maio de 2004 Monsenhor Jonas consagrou a Canção Nova ao Sagrado Coração de Maria em Fátima, fazendo uma linda oração. Nos consagremos a ela nesse dia tão especial.

Ato de consagração a Nossa Senhora de Fátima

Virgem Maria, Mãe de Deus e Mãe nossa, ao Vosso Coração Imaculado nos consagramos, em ato de plena entrega e doação ao Senhor. Por vós seremos levados a Cristo, vosso Filho e unigênito de Deus, e por Ele e com Ele a Seu Eterno Pai. 

Caminharemos à luz da fé, da esperança e do amor, para que o mundo creia que Cristo é o enviado do Pai para nos transmitir a Sua palavra. E seremos nós os Seus enviados, a levar o Seu conhecimento e amor até os confins da terra.

Assim, sob a maternal proteção do vosso Imaculado Coração, seremos um só povo com Cristo, conquistas de Sua morte e testemunhas da Sua Ressurreição. Virgem Mãe de Deus e Mãe nossa, ao Vosso Coração Imaculado eu consagro a TV Canção Nova e, com Ela, toda a nossa comunidade, cada um dos seus membros consagrados, a grande família Canção Nova para a qual somos destinados e em especial, os nossos sócios colaboradores, que sustentam esta obra.

Coloco em vossas mãos todo o Sistema Canção Nova para que ele realize os desígnios de Deus e, assim prepare e apresse o triunfo do vosso Imaculado Coração.

Tornai-nos sob vossa proteção, defendei-nos dos perigos, ajudai-nos a vencer as tentações que nos solicitam para o mal e a conservar a pureza do nosso corpo e da nossa alma. Seja o Vosso Coração Imaculado o nosso refúgio e o caminho que nos conduz a Deus.

Concedei-nos a graça de orar e nos sacrificar por amor a Jesus, pela conversão dos pecadores e em reparação dos pecados cometidos contra o vosso Imaculado Coração.

Por meio de Vós e em união com o Coração do Vosso Divino Filho, queremos viver para a Santíssima Trindade, em Quem cremos e a Quem adoramos, esperamos e amamos.

Assim seja.

 

 

Neide Fernandes Pereira. Celibatária

Natural de Santana da Ponte Pensa – SP.

Missionária da Comunidade Canção Nova desde 02/02/2006.