Océu é o lugar dos que amam

Quanto maior a necessidade de amar, maior a necessidade de ser amado

Quem não aprendeu a amar, nesta vida, não terá o que fazer no Céu. Assim como a pessoa que não sabe nadar não tem coragem de entrar na piscina – muito menos no rio ou no mar –, quem não amar não vai conseguir entrar no Céu. Mas Deus criou você para a vida eterna, Ele não quer que ninguém seja excluído.

Existe em você uma necessidade de amar e ser amado. Quanto maior a necessidade de amar, maior a necessidade de ser amado. O inimigo, sabendo disso, para preencher nossa fome de amor, nos apresenta a sucata de uma vida promíscua, prostituída, com desvios afetivos… uma verdadeira sucata que não satisfaz nossa necessidade de amor e nos faz desviar para mil formas erradas. Mas o Senhor precisa e quer que nos amemos. Ele está disposto a nos treinar no amor. Tudo, porém, depende de nossa decisão. Amar é uma questão de decisão e não de um sentimento. Tanto amar a Deus como aos outros é um ato de vontade. É uma decisão!

Diante de toda situação, você tem sempre uma escolha a fazer: ou parte para o amor ou para o desamor. Diante dessas opções, é melhor decidir-se pelo amor. Amar, muitas vezes, vai consistir em perdoar e suportar sem dizer nada; outras vezes, será preciso falar e corrigir, mas com amor.

Não deixe que a tentação o desvie do caminho do bem. Muitas pessoas “lambuzam-se” numa sensualidade mal vivida, fora de tempo e de lugar. Dessa maneira, desaprendem o amor verdadeiro, pois vivem no amor à base da sensualidade, chegando ao casamento com um conceito totalmente distorcido do que é amar.

Amar é um aprendizado. Amar de verdade só se aprende na oficina da vida. Ou nos formamos na dureza do dia a dia ou seremos egoístas. Pior ainda: corremos o risco de sermos egoístas eternamente, porque aquele que não ama permanece na morte.

É no concreto da vida que Deus nos adestra. Somos combatentes no amor!

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Fonte: cancaonova.com/pejonas