Resgatar o Dom!

Dentre tantas coisas que eu gosto de fazer, existe uma que me deixa muito feliz, me emociona e me faz tocar em minha essência. É escrever, mas não qualquer coisa, é registrar momentos, decifrar sentimentos que as palavras não conseguem traduzir.
 
O ser humano tem essa necessidade de expressão, desde a antiguidade o homem deixava registrado nas paredes de cavernas suas atividades. A escrita é um simbolo de comunicação que nos permite ampliar nosso campo de relacionamento. Quando falamos, expressamos nossos sentimentos, permitimos que outras pessoas se inteirem do acontecimento.
 
A escrita por sua vez, parece ter uma magia que é capaz de nos revelar aos outros “sem precisar dizer alguma coisa.” Parece que algo acontece entre o processo de escrever, seja no caderno ou no notebook. Quantas foram as vezes que lendo algo parecia que eu conhecia a alma do autor, que soubesse o que ele estava vivendo no momento em que escreveu, isso é o que mais me fascina, alias escrever é uma arte que nos insere em um processo de doação, afinal a escrita sempre traz um pouco ou mais daquele que a revela a alguem.
 
Mas o porque de tudo isso? Talvez você possa estar pensando que isso não tem nada haver contigo, até porque você gosta mesmo é de compor, de tocar algum instrumento, de cantar, entre tantas coisas que poderia nomear aqui. Escrevo isso para lhe dizer que muitas vezes deixamos de lado aquilo que tanto amamos, coisas que faz bem a nós e que devido a correria cotidiana, as muitas tarefas que precisamos desempenhar, os problemas e a vida agitada esse Dom é sufocado, esquecido e abandonado, aquilo que fazia parte de nós se torna algo totalmente estranho.
 
Todo Dom traz em si uma característica muito singular. É ele quem nos ajuda a caminhar em meio a tantos vendavais, perceba que quando paramos para escrever, cantar, compor etc… as situações difíceis perdem o peso, esse Dom tem o poder de amenizar as coisas e de lançar fora tudo que em nós é excesso .
 
Não deixe que as coisas exteriores interfiram no que há de tão bom no seu interior, reserve um tempo para realizar aquilo que gosta e que tantas pessoas já lhe disseram que você faz muito bem. Lembre-se que o Dom é nos dado por Deus e para o outro, mas ai esta o segredo, esse Dom que vai de encontro ao outro, passa primeiro por nós e antes de realizar qualquer coisa que seja na vida de tantos, no coração de muitos, transforma primeiro nossa vida, pois vem do nosso coração.
 
Deus lhe abençoe.