São Pio de Pietrelcina

A oração é a chave que abre o coração de Deus

Nascido no seio de uma família de camponeses, Padre Pio, desde criança sentia o desejo de ser frade. Com apenas 16 anos, entrou para o Noviciado da Ordem dos Frades Menores Capuchinho, em Marcone, adotando o nome de Frei Pio. Foi ordenado sacerdote em 1910.

Após seis anos ingressou para o Convento de Santa Maria das Graças, em San Giovanni Rotondo, onde dedicava muitas horas do dia ao sacramento da Confissão. O cume das suas atividades pastorais era a celebração da Santa Missa. Para Padre Pio “a oração é a melhor arma que temos; é a chave que abre o coração de Deus”.

O encontro

No ano de 1948, Padre Karol Wojtyła, na época um jovem sacerdote, se confessou com Padre Pio. 30 anos depois desse encontro, se tornou Sucessor de Pedro, com o nome de João Paulo II. Em 1999, durante o rito de beatificação de Padre Pio, o Papa João Paulo II realçou que no humilde frade pode-se contemplar a imagem de Cristo sofredor e ressuscitado: “Seu corpo, marcado pelos ‘estigmas’, indicava a íntima ligação entre a morte e a ressurreição.” Ele recordou em sua homilia “que não menos dolorosas e, humanamente, talvez ainda mais torturantes foram as provações que ele teve que suportar, por causa, – se assim pudermos dizer – dos seus carismas particulares”.

Para Padre Pio, “sofrer com Jesus” é um dom: “ao contemplar a cruz sobre os ombros de Jesus, sinto-me mais fortalecido e exulto com santa alegria”. “Tudo o que Jesus sofreu na sua Paixão – revelou – eu também sofro, indignamente, segundo as possibilidades de uma criatura humana”.

Casa Alívio do Sofrimento

Em 1956, Padre Pio inaugurou a “Casa Alívio do Sofrimento”, para aliviar as dores e as misérias de tantas famílias. Ele dizia é a “pupila dos meus olhos”, e por ocasião do seu discurso inaugural, acrescentou: “Esta é uma criatura que a Providência gerou, com a ajuda de vocês. Ei-la aqui! Admirem-na! Louvemos, juntos, ao Senhor Deus. Nesta terra foi plantada uma semente, que o Senhor fará germinar com os seus raios de amor”.

A morte do Padre Pio

Padre Pio faleceu na noite do dia 23 de setembro de 1968, com a idade de 81 anos. Em 16 de junho de 2002, foi proclamado Santo pelo Papa João Paulo II, que afirmou na sua homilia: “A vida e a missão do Padre Pio são um testemunho das dificuldades e dores, que, se aceitos por amor, se transformam em um caminho privilegiado de santidade, que se abre ainda mais rumo a perspectivas de um bem muito maior, aceitável somente pelo Senhor”.

Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/santo-do-dia.html