Sou feliz sendo uma missionária consagrada na Canção Nova

Meu nome é Glaucia Malheiros Silva, sou casada com Marcio Silva, somos missionários da Comunidade Canção Nova – Cuiabá – MT, há 13 anos,  mãe de 4 filhos – Priscilla (in memória), Pamella, Any Marcia e Marcio Junior. Venho partilhar um pouco da minha vocação, neste mês em que a Igreja celebra as vocações.

A caminhada é um tempo de graça, de incertezas, dúvidas, provações, e também da certeza de que Deus tem um projeto para mim dentro da Canção Nova, e por muitas vezes eu me perguntava e me questionava eu sou tão pecadora como posso fazer parte de uma comunidade inspirada por Deus, via que as pessoas (missionários) eram muito diferentes das demais, mas eu ouvia as palestras e nos momentos de partilhas eu percebia que mesmo pecadora eu me identificava com ela.

E por mais que muitas vezes quisesse desistir, tinha algo dentro de mim que falava mais forte para que eu ficasse; muitas vezes eu não queria participar de encontro vocacional, mas ao mesmo tempo entendia que eu precisava participar dos encontros vocacionais, pois era ali que conseguia discernir o que Deus queria de mim, e aos poucos eu ia sendo formada. Fui aprendendo que a obediência era um dos fatores muito importante na Canção Nova. Aprendi a ler melhor a palavra de Deus, escutar mais o Senhor, ser uma profissional de Cristo, e que mesmo sem entender muitas vezes eu precisava ser obediente.

Antes de ir para cada encontro, eu tinha algumas resistências, mas eles foram muito bons para mim. No caminho vocacional pude perceber que eu era única e que era muito especial para Deus,  e que não tinha ninguém igual a mim, via o quanto eu era e sou especial para Deus independente das minhas misérias. Neste período várias pessoas marcaram o meu caminho vocacional: Marcia Louzada, Tininha e Elane.

Ao escrever e reviver tudo isso posso dizer com toda certeza de que sou muito especial para Deus, e me sinto muito feliz por ter convivido com os irmãos, de lembrar dos cuidados comigo.

Tenho uma filha que mora com Deus, digo sempre que se não fosse a comunidade em que estou, não teria conseguido viver esse tempo, tempo de visita de Deus, tempo vivido com muita intensidade, mas que o cuidado de Deus é maravilhoso, venci mais essa batalha e continuo vencendo junto com meu Senhor. Sim digo vencendo porque tenho uma doença auto inume e que me deixa as vezes muito debilitada, mas com a força do Espírito Santo sigo em frente com Maria e Jesus sempre a me guiar.

Sou feliz sendo uma missionária consagrada na Canção Nova.

Neste ano de 2019 fazem 13 anos que sou consagrada eu e meu esposo. Para honra de Deus somos doação para a evangelização, eu me dou para que Deus se faça em mim.

Sou escolhida por DEUS para um novo que vem, estou a espera da vinda de Jesus e quero estar preparada para ser e estar sempre pronta a servir a Jesus e a evangelizar, mostrar com o meu testemunho que tudo vale a pena quando se tem DEUS a frente!!!!!

CONFIAR E VIGIAR!!!