VOCAÇÃO, MAIS QUE UM CHAMADO, UMA DECISÃO

 

“Antes de forma-te no seio de tua mãe eu já te conhecia, antes de saíres do ventre, eu te consagrei e te fiz profeta para as nações” Jer 1,5

Essa é a palavra do meu chamado, palavra da minha vocação, por várias vezes abria a bíblia caia nessa passagem, mas eu não sabia concretamente o que Deus queria de mim.

Aconteceu em meio a um momento de dor, pela primeira vez acompanhei algo grave na minha família minha ficou muito doente e foi detectado câncer, estava sendo muito sofrido para toda família e eu que acompanhava ela aos médicos. Mas alem de tudo isso e ao mesmo tempo começou entrar em crise um namoro de 3 (três) anos, até chegar ao termino. Nesse tempo eu frequentava o grupo de oração ia a missa, mas nesses dias uma pessoa enviada por Deus me deu um livro: Sofrer sem nunca deixar de Amar, da Luzia Santigo. Nesse livro fui vendo todo sofrimento e superação da Luzia e o Padre Jonas na vida dela, o livro me ajudou bastante e também mexeu comigo de uma forma que não tinha como explicar.

A partir dali fui vivendo confiante em Deus minha vó fez a cirurgia fez quimioterapia e se recuperou, eu optei por servir mais a Jesus, mas não sabia como, tinha lido o livro, mas não tinha dimensão que um dia eu pudesse vir a ser da comunidade CN, comecei fazer visitas no hospital junto com outros jovens me vestia de palhaça ia na pediatria, ajudava no grupo de oração ia visitar os bairros pobres, isso nos fins de semana, pois durante a semana eu trabalhava durante o dia e estudava a noite.

Mas só essas coisas não me bastavam, e queria dar mais, comecei a me questionar se seria o caso de ir para o convento, me aproximei das irmãs e fui vendo que não era aquilo, perguntei pra Deus o que realmente ele queria e continuei rezando. Quase 6 (seis) meses após o questionamento chegando em casa após a faculdade, liguei e TV, era uma terça-feira, pus na Canção Nova era dia de PHN, o Dunga começou a falar: Ei você que quer servir a Deus, vem pra cá, aqui tem um lugarzinho pra você, e ai pensei mas a CN é TV não tenho nada a ver com isso, e ai ele falou, você não sabe o que fazer, Deus tem um lugar pra você, mesmo assim pensei não ter sido comigo e desliguei a TV, mas o Espirito Santo me incomodava tanto e que eu não conseguia dormir aquelas palavras ficaram como eco no meu ouvido.

Me rendi no dia seguinte entrei no site da Canção Nova, mandei uma carta para o vocacional, comecei fazer caminho, fui acompanhada por 4 anos, foi um tempo de conhecer melhor a comunidade e de deixar a comunidade me conhecer.

Estou na comunidade há 2 anos e 7 meses, na missão de Cuiabá, há 15 dias, me sinto feliz por estar fazendo a vontade de Deus, pois só somos realmente felizes quando fazemos aquilo que é vontade do Pai, como já nos diz o evangelho, Buscai em primeiro lugar o reino do céus e o resto vos será dado por acréscimo.

Deus o(a) abençoe,

unidos em oração.

Jacilene Vasconcelos Missionaria CN Cuiabá