VOCAÇÃO, UM DESAFIO DE AMOR.

Poderíamos nos perguntar: O que significa vocação?

Vocação é um termo derivado do latim “vocare” que significa “chamar”. Toda vocação é um chamado de Deus, um dom, um convite. Deus escolhe quem Ele quer e quando Ele quer: “Jesus subiu a montanha e chamou os que Ele quis” (Mc 3,13), cabe a nós darmos uma resposta concreta a Deus.

Existe uma vocação específica para cada pessoa. “A vocação é o pensamento providente do Criador sobre cada criatura, é a sua ideia-projeto … Cada criatura diz e é chamada a exprimir um aspecto particular do pensamento de Deus. Ali encontra seu nome e sua identidade; afirma e coloca em segurança a sua liberdade e originalidade” (Documento da Pontifícia Obra para as Vocações Eclesiásticas: Nova Vocação para uma nova Europa).

“O que devo fazer, Senhor?” (Atos 22,10)

O caminho vocacional é um meio para ajudar no discernimento vocacional e ele nos liberta da indiferença e do individualismo, pois é realizada juntamente com os irmãos e as irmãs que o Senhor nos dá: é uma con-vocação. Esta comunhão exige que saiamos de nós mesmos e nos coloquemos à serviço dos desígnios de Deus.

Para discernir uma vocação é preciso se colocar na presença do Senhor, rasgando o coração com humildade, pois a oração é o alimento da alma. Por meio dela nos aproximamos de Deus e nos tornamos capazes de realizar tudo o que Ele nos pede. Temos como exemplo, Padre Jonas Abib que quando era seminarista, em julho de 1964 teve seu encontro pessoal com Jesus através da palavra que se encontra em Mt 16,15b: “E vós, quem dizeis que eu sou?”. A partir desta experiência ele mergulhou para águas mais profundas. Em 1971, num encontro com Padre Haroldo,  desejou de todo coração os dons e a efusão do Espírito Santo, pois sentia que era o que lhe faltava. O Espírito Santo renova todas as coisas, tira de nós o medo de correspondermos ao chamado de Deus. 

Neste mês vocacional roguemos ao Dono da messe que suscite em nossas famílias novas vocações para a sua Igreja.

Pai amado, fonte do amor, que desde toda a eternidade chamas à vida e a dás em abundância, volve o teu olhar sobre as nossas famílias. Suscita nelas anunciadores do teu Evangelho.  Senhor Jesus, Tu que desde toda a eternidade respondes ao chamado do Pai, abre o nosso coração para que aprendamos a nos deixar amar por Deus. Tornai-nos seguidores da tua Palavra, faz-nos livres para alçar vôos mais altos e fascinarmos pela beleza de seu seguimento. Espírito Santo suscita em nossos jovens o sentido pleno do seguimento de Cristo, para que realizem o projeto de Deus para cada um deles. Concede-nos os seus dons para avançarmos para águas mais profundas. Virgem Maria, tu que foste escolhida por Deus Pai como esposa do Espírito Santo para gerar o Filho na terra, gera nos nossos jovens aquela coragem que um dia te tornou livre para acreditar num projeto maior do que tu mesma, na certeza que Deus iria realizá-lo. A ti, que és mãe e esposa, confiamos aqueles jovens e aquelas jovens que se sentem chamados ao matrimônio para que possam constituir uma família santa e gerar filhos para Deus; A ti, que és a mãe do Eterno Sacerdote, confiamos aqueles jovens chamados ao presbitério; a ti, que és a primeira consagrada do Pai, confiamos todas as pessoas que escolhem pertencer totalmente ao Senhor, único tesouro e bem sumamente amado, na vida religiosa e consagrada; a ti, que viveste como ninguém a solidão de uma intimidade mais perfeita com o Senhor Jesus, confiamos quem deixa o mundo para dedicar toda a sua vida à oração, na vida monástica; a ti, que geraste e assististe com materno amor a Igreja nascente, confiamos todas as vocações da Igreja, para que, hoje como antes, anunciem a todas as gentes que Jesus Cristo é o Senhor, no Espírito Santo, para a glória de Deus Pai. Amém!