As muralhas da cidade velha de Jerusalém são rodeadas por 8 portões.

 

Por cima dos telhados de Jerusalém escutamos o repicar dos sinos, de um lado o canto dos muezzines chamando os fiéis muçulmanos e o murmúrio das preces judaicas.

A cidade está dividida em quatro bairros dos Cristãos, Muçulmanos, Judaicos e Armênios.

 

Portão dos Leões

Portão dos Leões

Portão dos Leões

Este portão também é conhecido como portão de Santo Estevão em honra ao primeiro mártir cristão apedrejado à morte, Atos 7.

As suas muralhas trazem muitas histórias, entre elas que o Califa otomano Suleiman, em uma noite sonhou que os leões que guardam os tronos dos reis Davi e Salomão estavam atacando como castigo às pesadas taxas que havia imposto.

Ao despertar cancelou as taxas e construiu em volta de Jerusalém uma muralha de pedra calcária com mais de 2 km de comprimento.

No lugar em que iniciou a obra, foi construído um portão ornado com quatro leões em recordação do seu sonho.

Esta é uma das histórias do Portão dos Leões.

 

 

 

Portão de Sião

Portão de Sião

Portão de Sião

É onde encontramos o túmulo de Davi, em frente ao Monte Sião. As sua muralhas erguem-se sobre fundações construídas por Herodes o grande.

 

 

 

 

 

 

 

 

Portão do Estrume

Tem este nome devido ao lixo atirado pelos nas ruínas do templo. Conduz ao portão de Herodes o cerco dos cruzados abriu uma brecha nos muros da cidade em 1099, sendo a entrada para o Bairro Muçulmano.

 

Portão de Herodes ou da Flor

Julga-se que a casa de de Herodes Antipas era ao lado.

Portão de Herodes

Portão de Herodes

 

Portão de Damasco

Construído no lugar onde o imperador Adriano abriu uma entrada a norte à cerca de 2000 anos. Portão triplo dá acesso a artéria principal da cidade.

 

Portão Dourado

Ele também é chamado Portão da Misericórdia.

A tradição diz que um dia entrará na cidade pelo Portão Dourado um conquistador e é por isso que o portão está bloqueado por um cemitério. Os Judeus creem que o Messias entrará em Jerusalém por este portão.

Para os cristãos ele assinala o lugar onde Jesus entrou para o Monte do templo. A entrada para esta área situada acima do portão de Susa, é chamada de pórtico de Salomão, Atos 3,11. Local onde os primeiros cristãos se reuniam.

 

Portão de Jafa

Este portão foi aumentado em 1889 para que o imperador Guilherme II da Alemanha pudesse entrar na cidade com a sua carruagem. Ao mesmo tempo o novo portão também foi aberto para dar acesso ao Bairro Cristão.

 

 

2 Comentários

  1. Magnifico esses muros de Jerusalém,cada porta tem uma historia,tive o prazer de conhecer,sem dúvida a historia do mundo passa por aqui,independente da religião;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *