A fonte da Amizade

Comentários desativados em A fonte da Amizade

Se buscarmos a Deus com toda a nossa força, com todo o nosso entendimento, tratando-o como um Verdadeiro Amigo, naturalmente Ele nos providenciará um amigo fiel, bálsamo de vida, os que temem o Senhor encontrarão esse amigo. O temor ao Senhor é o princípio e origem de toda amizade, isso é uma lei natural do Reino de Deus. Por isso, podemos dizer que aA fonte da Amizade fonte da verdadeira amizade é Deus.

Ao invés de procurarmos amigos com nossas forças e iniciativas, precisamos primeiramente ser amigos do Amigo por excelência, Jesus Cristo. Do contrário ficaremos mendigando o “amor” das pessoas com o intuito de preencher nossas carências. Certamente, só encontraremos esmolas e restos, uma vez que estas mesmas pessoas não poderão – por melhores que sejam – corresponder à nossa necessidade mais profunda de amor.  Uma amizade que tem como ponto de partida a minha própria vontade, pode até parecer verdadeira e eterna, mas com o tempo descobrimos que não passava de um afeto passageiro, inventado por mim mesmo, fruto de iniciativas meramente humanas, não vindas do coração de Deus. Cultivar afetos deste gênero só nos levará a amargas decepções que, consequentemente, causarão feridas e que nos fecharão a outros relacionamentos. Assim, desacreditaremos na existência e na credibilidade de amigos.

“ Um amigo fiel é um poderoso refúgio, quem o descobriu, descobriu um tesouro.
Um amigo fiel não tem preço, é imponderável seu valor.
Um amigo fiel é um bálsamo vital e os que temem o Senhor o encontrarão”. ( Eclo: 6, 14-16; )

Não são poucos aqueles que afirmam que fazer amigos é fácil e simples. O difícil e complicado, porém, é cultivar as amizades que conquistamos. Às vezes uma amizade que levou um bom tempo para ser solidificada, repentinamente, desmorona em um piscar de olhos. E pior ainda, aquilo que antes parecia ser amor se transforma em um grande sentimento de ódio. Se não soubermos controlar essas fragilidades que existem em nós, perderemos muitos amigos.

É na amizade com o Senhor que aprendemos a ser verdadeiros amigos. É na intimidade com o Senhor que Ele nos ensina a estar atentos ao outro, a acolhermos o outro como ele é, a compreendê-lo com seus problemas e diferenças.

Ao invés de nos fecharmos e ter nojo das feridas e misérias do outro, seremos bálsamo vital e ajudaremos o amigo a ser melhor. Seremos um instrumento de amor e não de julgamento. Não seremos apenas mais um, mas teremos uma atitude de acolhimento sincero. O amigo não desiste diante dos defeitos, mas tem a capacidade de ir além. A verdadeira amizade gira em torno de Cristo, Ele é o centro e a fonte da amizade verdadeira.

Bruno Franco
@brunofrancocn

Comments are closed.