Comunhão e contemplação, momento de reciprocidades

Comentários desativados em Comunhão e contemplação, momento de reciprocidades

Comunhão e contemplação, momento de reciprocidadesComunhão e contemplação, momento de reciprocidades

No momento da adoração, nós estamos todos no mesmo plano, de joelhos diante do Sacramento do Amor. O sacerdócio comum e o ministerial se encontram acomunados no culto eucarístico.

Comunhão e contemplação não podem se separar, vão juntas. Para comunicar realmente com outra pessoa devo conhecê-la, saber estar em silêncio ao seu lado, ouvi-la, olhá-la com amor. O verdadeiro amor e a verdadeira amizade vivem sempre desta reciprocidade de olhares, de silêncios intensos, eloquentes, repletos de respeito e de veneração, de modo que o encontro seja vivido profundamente, de modo pessoal e não superficial.[1]

Leve-se em consideração que nossa reflexão aqui é um enfoque, sobretudo, à resposta do homem, uma vez que Deus continua a nos amar, mesmo que não tenhamos reciprocidade a este Amor.

Deus abençoe você

Seguir @edisoncn


[1] BENTO XVI. Homilia de Corpus Christi. 07 de Junho de 2012.

Comments are closed.