A Palavra nos modela à vivência da vontade de Deus

1 Comment

A Palavra que realmente importa modela-nos para sermos melhores. Para entendermos melhor essa expressão vale parafrasear Bento XVI com as seguintes palavras:

Há palavras que servem apenas para entreter e passam como o vento, outras instruem a mente sob alguns aspectos. As palavras de Jesus precisam chegar ao coração, radicar-se nele e modelar a vida inteira. Sem isso, ficam estéreis e tornam-se efêmeras, não nos aproximam d’Ele.[1]

Repare que a Palavra torna-nos melhores à medida que a deixamos entrar em nosso coração para modelar nossa vida inteira, todoA Palavra nos modela à vivência da vontade de Deus nosso ser, bem como atitudes e pensamentos. A Palavra nos modela sempre para o bem, para o amor, e isso nos faz melhores.

Mas como isso acontece concretamente?
Como posso permitir que a Palavra me faça melhor?

More

Assimilar-se a Cristo, o sentido da existência

3 Comments

Quando a existência de um cristão adquire sentido? Como isso acontece?

A vida do cristão adquire sentido a partir do Sacramento do Batismo, nele, o cristão é assimilado a Jesus e entra num mistérioAssimilar-se a Cristo, o sentido da existência de rebaixamento humilde e de arrependimento, desce à água com Jesus para subir novamente com ele, renasce da água e do Espírito para tornar-se, no Filho, filho bem-amado do Pai e “viver em uma vida nova” (Rm 6,4).[1] Bento XVI, hoje Papa emérito, falou o seguinte sobre o Batismo em mensagem para a Quaresma do ano 2011:

O Batismo, portanto, não é um rito do passado, mas o encontro com Cristo que informa toda a existência do batizado, doa-lhe a vida divina e chama-o a uma conversão sincera, iniciada e apoiada pela Graça, que o leve a alcançar a estatura adulta de Cristo. [2]

More

Revelação, o mostrar-se de Deus aos homens

Comentários desativados em Revelação, o mostrar-se de Deus aos homens

A teologia é o discurso sobre o discurso que é Deus; só posso discutir sobre o discurso quando o discurso se revela a mim[1]. Com essa premissa, a princípio redundante somos introduzidos num tema fundamental da teologia, a REVELAÇÃO.

Revelação, o mostrar-se de Deus aos homens

Deus Se Revela a Moisés na Sarça Ardente

Etimologicamente a palavra revelação indica ação de tirar o véu. Trata-se do comunicar-se de Deus aos homens ou, em outras palavras, o termo revelação expressa o desejo de Deus de se comunicar aos homens. Tal Revelação se dá desde o mistério da criação até a paixão morte, ressurreição e o dom do Espírito Santo. A constituição dogmática Dei Verbum no artigo dois assim explicita a Revelação: More

O nosso Grande Amigo

11 Comments

Até aqui fizemos um caminho sobre o que foi dito sobre a amizade antes do nascimento de Cristo. Agora chegamos à plenitude dos tempos[1], Jesus nasce, o Verbo se faz carne. Deus pessoalmente entra na história da humanidade, com essa entrada nós temos o grande exemplo do que é ser amigo.O nosso Grande Amigo

Ele disse que tem maior amor àquele que dá a vida por seus amigos, e Ele mesmo fez isso por cada um de nós. Ainda disse que não nos chama de servos, mas de amigos, porque o servo não sabe o que faz o seu Senhor.[2] O amigo sabe o que o outro faz, o amigo sabe o que o outro é.

Mais que uma mistura de reciprocidade na virtude, amizade é doação de si para o bem do amigo. More

A Páscoa

Comentários desativados em A Páscoa

O que é o dia da Páscoa?A Páscoa

Para um cristão, o dia da Páscoa é o dia da Celebração da Ressurreição de Jesus Cristo. Procurais Jesus, o Crucificado. Não está aqui: ressuscitou (Mc 16, 6). Jesus está vivo, o túmulo em que ele foi colocado se encontra vazio.

Jesus não é um personagem do passado. Ele está vivo, e como vivente caminha à nossa frente; chama-nos a segui-Lo.[1]

Nesta mesma homilia Bento XVI diz que Jesus é o Vivente, e que é n’Ele que nós encontramos o caminho da vida, Ele é a Vida. Ainda, segundo ele, a ressurreição foi como que uma explosão de luz, uma explosão do amor que desfez o nó até então indissolúvel entre «morrer e transformar-se». Sua Ressurreição inaugurou uma nova dimensão do ser, da vida, na qual, de modo transformado, se integrou também a matéria, e através da qual surge um mundo novo. Ele disse ainda que a comunhão existencial de Jesus com Deus era uma comunhão existencial com o amor de Deus, e este amor é a verdadeira força contra a morte, é mais forte do que a morte. [2] More

Por que sofremos?

Comentários desativados em Por que sofremos?

“Desperta, homem, porque por ti Deus se fez homem”. Por que sofremos?

Com estas palavras de Santo Agostinho Bento XVI, hoje Papa Emérito, iniciou seu discurso à Cúria Romana[1].

Já de início ele menciona o Papa João Paulo II, seu longo caminho de sofrimento e as lições que cada um de nós aprendeu com suas dores. Segundo ele, o Papa João Paulo II falava através da sua dor silenciosa, transformando-a numa grande mensagem.

Ele utilizou as palavras de João Paulo II no livro “Memória e Identidade” sobre o mistério do sofrimento e da presença do mal no mundo.

Para João Paulo II o poder que põe limite ao mal é a misericórdia divina. Para ele, o poder do mal é derrotado pelo sofrimento de Deus, o sofrimento do Filho na Cruz. Cristo sofrendo por todos nós, conferiu um novo sentido ao sofrimento, introduziu-o numa nova dimensão, numa nova ordem: a do amor. More

Newer Entries