Eu quero ser amigo do tempo

Comentários desativados em Eu quero ser amigo do tempo

Para ver seus conflitos resolvidos você precisa dar tempo ao tempo.

Certamente alguém já tenha dado este conselho a você, ou, talvez, você mesmo tenha aconselhado alguém assim: Dê tempo ao tempo. Sendo assim eu levanto a seguinte questão: Você sabe o que é o tempo?Eu quero ser amigo do tempo

Pois bem, Santo Agostinho, em seu livro Confissões afirma que o tempo, para ser tempo não pode ser permanente, do contrário ele seria eternidade, o tempo para ser tempo, precisa passar.

Na eternidade nada passa, tudo é presente, ao passo que o tempo nunca é todo presente.[1]

Compreendendo o Tempo tendo como base essa noção de Santo Agostinho, é válido seguir o conselho: Dê tempo ao tempo. Mas, por que motivo devemos dar tempo ao tempo diante de nossas dificuldades, conflitos e problemas? Quero ressaltar alguns. More

Eu vi o Senhor

5 Comments

Eu vi o Senhor

É até aceitável que alguns digam que não se pode provar a existência de Deus, da mesma forma que não se pode provar a Sua não existência. Mas uma coisa é certa, quem um dia foi encontrado por Ele e se abriu a essa experiência, sabe: Ele existe.

Maria Madalena um dia fez a experiência de ser encontrada e resgatada por Cristo e, após a sua morte física, ainda fez a experiência de sua existência eterna. Ela, após ver o Mestre ressuscitado correu para anunciar aos discípulos:

“Eu vi o Senhor”, e contou-lhe o que Ele lhe tinha dito (Jo 20, 18).

Ninguém conseguiria tirar a força desta experiência do coração de Maria, assim como ninguém pode tirar do nosso coração a força da nossa experiência com o Mestre: também eu vi o Senhor, nós vimos o Senhor, e isso não se explica, não tem como, só quem viveu sabe! Viver acreditando em Deus é bem melhor que viver sem acreditar n’Ele. More

Fé, uma dimensão essencial

4 Comments

Falar de fé como uma dimensão essencial da existência leva-nos inevitavelmente a primeiramente lembrar que na história da humanidade pouco se ouviu dizer de povos que não tivessem o mínimo de crença em algo. Mas em nossa reflexão, bem mais que falar de crença enquanto algo próprio de cada homem, até mesmo daqueles que ao longo da caminhada fizeram a opção pela não crença, vamos falar de Fé no âmbito cristão. Fé, uma dimensão essencial

Como é que a fé pode fazer com que a vida de cada cristão se encha de sentido neste mundo? A fé é sempre uma decisão desafiadora, é uma volta do homem ao próprio homem, que só é possível na escolha. Eu escolho ter fé, e essa atitude tem força para mudar minha existência. Ter fé é algo mais que ter crença numa coisa ou outra.

No livro Introdução ao cristianismo[1] encontramos a seguinte afirmação: More

A quem iremos Senhor?

Comentários desativados em A quem iremos Senhor?

Então Jesus disse aos doze: “Vós também vos quereis ir embora?” Simão Pedro respondeu: “A quem iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna (Jo 6,67-68)”.A quem iremos Senhor?

Jesus ao longo do seu ministério foi constituindo, chamando homens e mulheres para caminharem e viverem juntos a Ele, este que se perpetua pela vida dos cristãos, pois ser cristão nada mais é que seguir, viver, andar como ele mesmo ensinou.

Porém, para muitos os ensinamentos do Senhor são duros demais, vimos isso na narrativa do evangelho citado acima, após o discurso do pão da vida muitos abandonaram o seguimento a Jesus pela dureza das palavras: “Esta palavra é dura. Quem consegue escutá-la? (Jo, 6, 60)”. Seguir Jesus requer um comprometimento total do homem. More

Em quem tenho fixado meu olhar?

1 Comment

Quero iniciar este artigo com o que Santa Tereza D‘ávila expressa sobre o desejo que Deus tem de que cada pessoa encontre a si mesmo a partir Em quem tenho fixado meu olhar?d’Ele:

Alma, buscar-te-ás em Mim,

E a Mim, buscar-Me-ás em ti.[1]

Quem se encontra a partir de Deus, facilmente encontrará Deus em si mesmo e nos outros, e ainda conseguirá transparecê-Lo mais facilmente. Quando eu aprender a olhar para Deus, também aprenderei a olhar para as pessoas. Olhar sem julgá-las ou condená-las, mas acolhendo cada uma da forma que Deus as vê. Olhar para Deus é aprender a olhar o outro.

Mas, diante desta realidade surgem as seguintes questões: Para quem somos condicionados a olhar? O que nossos olhos têm buscado? Em quem ou em que coisa os nossos olhos têm se fixado? Como olhar para Deus e nos deixar olhar por Ele? More

A Palavra nos modela à vivência da vontade de Deus

1 Comment

A Palavra que realmente importa modela-nos para sermos melhores. Para entendermos melhor essa expressão vale parafrasear Bento XVI com as seguintes palavras:

Há palavras que servem apenas para entreter e passam como o vento, outras instruem a mente sob alguns aspectos. As palavras de Jesus precisam chegar ao coração, radicar-se nele e modelar a vida inteira. Sem isso, ficam estéreis e tornam-se efêmeras, não nos aproximam d’Ele.[1]

Repare que a Palavra torna-nos melhores à medida que a deixamos entrar em nosso coração para modelar nossa vida inteira, todoA Palavra nos modela à vivência da vontade de Deus nosso ser, bem como atitudes e pensamentos. A Palavra nos modela sempre para o bem, para o amor, e isso nos faz melhores.

Mas como isso acontece concretamente?
Como posso permitir que a Palavra me faça melhor?

More

Assimilar-se a Cristo, o sentido da existência

3 Comments

Quando a existência de um cristão adquire sentido? Como isso acontece?

A vida do cristão adquire sentido a partir do Sacramento do Batismo, nele, o cristão é assimilado a Jesus e entra num mistérioAssimilar-se a Cristo, o sentido da existência de rebaixamento humilde e de arrependimento, desce à água com Jesus para subir novamente com ele, renasce da água e do Espírito para tornar-se, no Filho, filho bem-amado do Pai e “viver em uma vida nova” (Rm 6,4).[1] Bento XVI, hoje Papa emérito, falou o seguinte sobre o Batismo em mensagem para a Quaresma do ano 2011:

O Batismo, portanto, não é um rito do passado, mas o encontro com Cristo que informa toda a existência do batizado, doa-lhe a vida divina e chama-o a uma conversão sincera, iniciada e apoiada pela Graça, que o leve a alcançar a estatura adulta de Cristo. [2]

More

Nenhuma pessoa pediu para existir, a existência é um dom

4 Comments

Certamente alguma vez você já falou ou ouviu alguém dizer que não pediu para nascer.

O fato é que realmente nós não escolhemos nascer, pensar algo parecido seria absurdo. Mas não é absurdo dizer que Deus nos pensou. Ao criar o Mundo Deus pensou em cada um de nós, e “viu que era muito (Gn 1, 31)”, em Adão e Eva nós fazemos parte do projeto criativo de Deus. Ninguém pediu para existir, mas a existência é um dom

A existência é um dom, um presente, presente a gente não escolhe, presente a gente recebe. Minha responsabilidade sobre ela surge quando vou me conscientizando que na vida existem muitas opções, e dentre elas posso fazer boas escolhas ou não. Quando Deus criou o Homem e a Mulher, eles também foram colocados no Jardim como responsáveis diante das próprias decisões. Desde o princípio Deus quis o homem livre.

Podes comer de todas as árvores do jardim. Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não deves comer, porque, no dia em que deles comeres, com certeza morrerás (Gn 1, 16-17).

More

A Identidade de Jesus

Comentários desativados em A Identidade de Jesus

Vós sois daqui de baixo, eu sou do alto. Vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo (Jo 8, 23). A Identidade de Jesus

Este versículo do Evangelho de São João revela um caráter peculiar da identidade de Jesus, além de dizer eu sou, o que nos faz recordar o nome com o qual Deus se revela no Antigo Testamento, Jesus ainda diz: eu sou do alto. More

A Páscoa

Comentários desativados em A Páscoa

O que é o dia da Páscoa?A Páscoa

Para um cristão, o dia da Páscoa é o dia da Celebração da Ressurreição de Jesus Cristo. Procurais Jesus, o Crucificado. Não está aqui: ressuscitou (Mc 16, 6). Jesus está vivo, o túmulo em que ele foi colocado se encontra vazio.

Jesus não é um personagem do passado. Ele está vivo, e como vivente caminha à nossa frente; chama-nos a segui-Lo.[1]

Nesta mesma homilia Bento XVI diz que Jesus é o Vivente, e que é n’Ele que nós encontramos o caminho da vida, Ele é a Vida. Ainda, segundo ele, a ressurreição foi como que uma explosão de luz, uma explosão do amor que desfez o nó até então indissolúvel entre «morrer e transformar-se». Sua Ressurreição inaugurou uma nova dimensão do ser, da vida, na qual, de modo transformado, se integrou também a matéria, e através da qual surge um mundo novo. Ele disse ainda que a comunhão existencial de Jesus com Deus era uma comunhão existencial com o amor de Deus, e este amor é a verdadeira força contra a morte, é mais forte do que a morte. [2] More

Older Entries Newer Entries