Depois dos Babilônicos, Persas, o povo passa pelo domínio greco-macedónico e em 63 a.C. passam para o domínio Romano.

Vamos saber um pouco sobre os Romanos:

A história de Roma Antiga é fascinante em função da cultura desenvolvida e dos avanços conseguidos por esta civilização. De uma pequena cidade tornou-se um dos maiores impérios da Antiguidade. Dos romanos, herdamos uma série de características culturais. O direito romano, até aos dias de hoje, está presente na cultura ocidental, assim como o latim, que deu origem às línguas portuguesa, francesa, italiana, castelhana, galega, catalã, romena, sarda, provençal e reto-românica.

De acordo com os historiadores, a fundação de Roma resulta da mistura de três povos que foram habitar a região da Península Itálica: gregos, estrucos e italiotas. Desenvolveram na região uma economia baseada na agricultura e nas actividades pastoris. A sociedade, nesta época, era formada por patrícios (nobres proprietários de terras) e plebeus (comerciantes, artesãos e pequenos proprietários). O sistema político era a monarquia, já que a cidade era governada por um rei de origem patrícia. More »

Em 935 a.C., o reino de Israel foi dividido em dois pequenos Estados. O reino do Norte, Israel, com capital na Samaria, e o reino do Sul ou Judá com capital em Jerusalém.

Aos poucos, o povo passou a ser infiel e em 721 a.C., o Reino do Norte foi invadido pelos assírios e os hebreus foram fugitivos para Nínive e acabaram miscigenados no meio do povo não mais voltaram à história.

O reino do Sul, Judá, resistiu durante mais tempo, mas entre os anos de 578 e 581 a.C foi dominado pelos babilônicos.

Vamos saber um pouco sobre os Babilônicos:

O Império da Babilônia, que teve um papel significativo na história da Mesopotâmia, foi provavelmente fundado em 1950 a.C. O povo babilónico era muito avançado para a sua época, demonstrando grandes conhecimentos em Arquitetura, agricultura, astronomia e direito.

Iniciou sua era de império sob o amorita Hamurabi, por volta de 1730a.C., e manteve-se assim por pouco mais de mil anos. Hamurabi foi o primeiro rei conhecido a codificar leis, utilizando no caso, a escrita cuneiforme, escrevendo suas leis em tábuas de barro cozido, o que preservou muitos destes textos até ao presente. Daí, descobriu-se que a cultura babilônica influenciou em muitos aspectos a cultura moderna, como a divisão do dia em 24 horas, da hora em 60 minutos e daí por diante.

O mais antigo e completo código de leis que a história regista foi realização sua. Ele criou o Código de Hamurabi, cujas leis, em resumo, seguem um mesmo princípio: Olho por Olho, Dente por Dente.

O Reino do Sul, Judá foi dissolvido como Estado, mas o Povo viveu no meio dos povos pagãos preservando a fidelidade sendo orientada pelos profetas. O rei Nabucodonosor, da Babilônia, atacou Jerusalém, e os seus soldados cercaram a cidade. Nabucodonosor conquistou acidade e pilhou objetos de valor que estavam no templo de Jerusalém. Nabucodonosor levou esses objetos para a Babilônia e mandou colocá-los no templo do seu deus, na sala do tesouro. Eles viveram sobre a opressão dos babilônicos de 587- 539 a.C. A libertação aconteceu quando a Babilônia foi conquistada pelos persas, em 33 a.C.

Alguns judeus ficaram dispersos no meio dos babilônicos e acabaram por viver no meio dos persas.

Dica de filme:

Título no Brasil : Conquista de Reis

Título em Portugal: Uma noite com o Rei

Título Original: One Night With the King

País de Origem: EUA

Gênero: Drama

Tempo de Duração: 123 minutos

Ano de Lançamento: 2006

Você pode assistir todo o filme no You Tube : http://youtu.be/lz2FeTXAZe4

Veja aqui o Trailer em inglês:

Depois se sair do Egito o povo de Deus caminhou 40 anos no deserto até a terra de Canaã, terra onde jorrava leite e mel. Esta fase aconteceu em meados do ano 1200 a.C.

Vamos saber sobre a terra de Canaã :

É a antiga denominação do que hoje corresponde ao território de Israel incluindo as colinas da Golã, a faixa de Gaza, Cisjordânia, parte da Jordânia, do Líbano e parte da Síria (isto é, uma faixa que vai do Mediterrâneo até à parte sul do Líbano) ( Nn, 34, 1-15 / DT 3,8)

A origem do nome de Canaã é alusiva ao filho de Cã e neto de Noé que deu origem aos cananeus. Cã foi o filho que Noé amaldiçoou por o ter visto nu e não o ter coberto (Gn 9, 22ss)

Mas quem eram os cananeus?

Compunham sete nações distintas, numerosas e poderosas: os heteus, os gergeseus, os amorreus, os cananeus, os ferezeus, os heveus e os jebuseus.

A religião dos Cananeus era politeísta. Era identificada com a natureza e tinha como objetivo ensinar aos homens a cooperarem e a controlarem o ciclo das estações. Entre as suas muitas divindades, Baal era o seu deus principal, o “Senhor da Terra”, e Astrote, mulher de Baal. As sacerdotisas eram prostitutas dos templos e os sodomitas agiam da mesma forma e os cultos nos templos eram feitos através da orgia e tinham como prática religiosa comum o sacrifício de crianças.

Foi a terra deste povo pagão que Deus deu ao Povo fiel, um povo que mesmo com tendência à infidelidade aprendeu a ser fiel. Quando Israel chega a Canaã também passou pela tentação de Baal e deuses locais, mas o povo hebreu não cedeu em todo aos ídolos.

O povo judeu se estabeleceu em Canaã e passou por 500 anos de Monarquia, o rei mais célebre foi David, chefe militar, valoroso, que alargou as fronteiras de Israel e conquistou Jerusalém fazendo dela a capital. Com Salomão, o sábio, o império enfraqueceu-se devido ao despotismo. Neste período, os profetas tornaram-se fortes e líderes no meio do povo de Deus.

Dica de filme :

Título do filme: REI DAVID (King David, EUA 1985)

Direção: Bruce Beresford

Elenco: Richard Gere, Edward Woodward, Alice Krige.

Contexto Histórico :

Saul, o primeiro rei dos hebreus, foi sucedido por David em 1006 a. C. que destacou-se por derrotar o gigante filisteu, Golias. Sob comandpo de David, os israelitas tomaram Jerusalém na luta contra os cananeus, transformando-a em sua capital. Outras vitórias contra filisteus, moabitas e arameus, garantem a independência do reino de Israel.

Após o reinado de David, Israel foi governada por Salomão (966 A. C.), que tornou-se um dos maiores reis dos hebreus. Com a morte de Salomão em 933 A. C. , as tribos recusaram-se a obedecer um único rei, provocando uma crise política através da divisão (cisma), das 12 tribos nos reinos de Judá, com capital em Jerusalém , e de Israel, com capital na Samária.

A imagen acima mostra José  quando era” primeiro Ministro” do Egito . Neste tempo os israelitas, eles tornaram-se ricos e muito numerosos no Egito, mas após a morte de José, o povo passa a ser perseguido, subjugado e submetido à escravidão. Mas o medo dos vários faraós sobre a possibilidade deste povo se rebelar era grande. Numa decisão radical, um faraó decretou que fossem mortos todos os varões Israelitas que nascessem.

Um destes recém-nascidos era Moisés, que foi poupado por Deus para uma missão: tirar o povo do Egito.

Leia na Bíblia o início da história de Moises : Ex 2, 1-15

Moisés era um homem fraco, gago, foi criado dentro da cultura e religião egípcias, era fugitivo por ter morto um homem, mas é escolhido por Deus para tirar o povo do Egito.

A saída do Egito foi feita em massa e na Bíblia fala-se em 600 mil homens sem contar mulheres e crianças. Fazendo assim um cálculo aproximado, seriam 3 milhões de pessoas que caminharam durante 40 anos no deserto, onde Deus deu ao povo as tábuas da Lei e o formou como o Seu povo, até chegar a Canaã, terra prometida a Abraão.

Dica de Filme :

O Príncipe do Egito

Título original: (The Prince of Egypt)

Lançamento: 1998 (EUA)

Direção: Brenda Chapman, Simon Wells, Steve Hickner

Duração: 98 min

Gênero: Animação

Veja o trailer :

Para assistir o filme completo : http://youtu.be/896LEmEzbSg

José : a salvação do Egito

Duração aproximada: 132 minutos

Áudio: Inglês e Português

Legendas: Português, Inglês e Espanhol

Classificação: Livre

Reliase:

O patriarca Jacob tem preferência por José, entre todos os seus filhos. Está predileção provoca o ódio de seus irmãos que resolvem vendê-lo como escravo. José, agora escravo no Egito, resiste às tentativas de sedução da esposa de seu senhorio.Quando conhece o grande faraó e interpreta seus sonhos corretamente é então, nomeado Chanceler do reino, salvando o Egito da fome.Ele ganha fama e respeito, reencontra seus irmãos e os perdoa, passando a viver com eles e seu pai no novo.