Como Vimos anteriormente Abraão teve dois filhos Ismael do qual temos a formação do povo muçulmano e Isaac que deu origens aos Judeus. Esta última descendência acabou sendo cativa no Egito e lá este povo cresceu .

Veja resumidamente como isto acontece :

Para saber melhor leia : Gn 30,1 – 47, 12

De Isaac, filho de Abraão, nasceu Jacob e de Jacob nasceu José (que era filho da amada Raquel). José foi vendido pelos irmãos a uns mercadores egípcios. Mas a Providência Divina fê-lo transformar-se em um Adon do Egito (uma espécie de Chanceler). No período de fome, José deu abrigo a sua família e a toda a descendência de seu pai, dando-lhes uma ótima terra para que eles tivessem condições de se sustentarem, procriarem e multiplicarem.

Para entender este tempo no Egito vamos saber algumas coisas sobre esta cultura:

A civilização egípcia desenvolveu-se no nordeste africano (margens do rio Nilo) e como a região é formada por um deserto (Saara), o rio Nilo ganhou uma extrema importância para os egípcios. O rio era utilizado como via de transporte (através de barcos) de mercadorias e pessoas. As águas do rio Nilo também eram utilizadas para beber, pescar e fertilizar as margens, nas épocas de cheias, favorecendo a agricultura. No Egito antigo o Faraó é um deus na Terra.

A escrita egípcia também foi algo importante para este povo, pois permitiu a divulgação de idéias, comunicação e controlo de impostos Os egípcios criaram uma espécie de papel chamado papiro, que era produzido a partir de uma planta de mesmo nome, também era utilizado para registrar os textos.

A religião egípcia era repleta de mitos e crenças interessantes. Acreditavam na existência de vários deuses (muitos deles com corpo formado por parte de ser humano e parte de animal sagrado) que interferiam na vida das pessoas.
Como acreditavam na vida após a morte, mumificavam os cadáveres dos faraós colocando-os em pirâmides, com o objectivo de preservar o corpo.

No campo da arquitetura podemos destacar a construção de templos, palácios e pirâmides erguidas com grandes blocos de pedra, utilizando mão-de-obra escrava. As pirâmides e a esfinge de Gizé são as construções mais conhecidas do Egito Antigo.

A civilização egípcia destacou-se muito nas áreas de ciências matemáticas. Tinham conhecimento de Medicina principalmente do método de mumificação. Eram conhecedores das técnicas de grandes construções, vemos isto muito bem nas pirâmides .

VALE A PENA PARAR , VER  E OUVIR

Este clip é uma performance ao vivo de “Hino a Horus”  tocado em um instrumento do Egito antigo

Musica Egipcia Atual :

Título Original:Abraham

Ano:1996

Diretor:Joseph Sargent

Duração:183min.

Gênero:Religioso

Distribuidora:Flashstar

Sinopse: Deus decide fazer uma nova promessa à humanidade depois das calamidades que culminaram no desastre da Torre de Babel. Abraão é escolhido para torna-se o “Pai das Nações” e a história da redenção se inicia.

Veja o Trailer :

Para Assistir todo : http://youtu.be/dbmpgxBlVOo

A história da salvação começa no século XVII a.C. (1700 a.C.) com o chamado de Abrão: este homem era filho de Tare, nona geração dos filhos de Noé, que tinha a sua origem em Ur da Caldeia, mas migraram em data incerta para a Mesopotâmia e fixaram-se em Haram.

Para lembrarmos do início desta história podemos ler: (Gn12,1-4)

O SENHOR disse a Abrão: “Sai de tua terra, do meio de teus parentes, da casa de teu pai, e vai para a terra que eu te vou mostrar. Farei de ti uma grande nação e te abençoarei: engrandecerei o teu nome, de modo que ele se torne uma bênção. Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem. Em ti serão abençoadas todas as famílias da terra”. Abrão partiu, como o SENHOR lhe havia dito, e Ló foi com ele. Abrão tinha setenta e cinco anos ao partir de Harã.

Aos 75 anos, Abrão saía da Mesopotâmia a caminho da Palestina para onde Deus o encaminhava. Assim, deu-se início à formação de um povo que será conhecido como o Povo de Deus. Aos 99 anos, Deus apareceu a Abrão e prometeu-lhe uma grande descendência e a partir daí o nome de Abrão muda para Abraão ( com dois “as”)

( Gn 17,4,5)   – “De minha parte, esta é a minha aliança contigo: tu serás pai de uma multidão de nações. Já não te chamarás Abrão: Abraão será teu nome, porque farei de ti o pai de uma multidão de nações.

Abraão é o Pai de uma multidão. Dele descendem os muçulmanos e os judeus.

O primeiro filho de Abraão, Ismael (Deus escuta) é filho da escrava Agar e deu origem aos Árabes que têm como religião predominante o Islamismo.

O Segundo filho de Abraão, Isaac , filho ( Deus Cumpre ) é filho da esposa Sara deu origem ao povo de Escolhido que têm como religião  o Judaísmo.

Vamos Curtir um som

Vamos entrar um pouco na Cultura mulçumana!

Escute a Música O ALLAH cantada pela cantora Violete Kukaj

Escute o som próprio da musica árabe, mas repare também nas vestes e gestos prórpios da sua religião :

Música Judaica

Este vídeo é da Cantora Fortuna, uma cantora brasileira de origem judaica. Em seu trabalho ela faz o resgate de musicas antigas do povo judaico.

Neste clip ela canta com os Monges do Mosteiro Beneditino de São Paulo

Abra os ouvidos a este som maravilhoso : Halelu  Haleluya

Segue abaixo um documentário da BBC onde  fala do Dilúvio Bíblico.
Temos que ter um olhar científico e não Religioso .
Este vídeo mostra a busca que os estudiosos  tem para encontrar vestígios da veracidade da Arca de Noé .
Além disto , o vídeo mostra também a existência de escritos assirios sobre uma inundação e a sobrevivência de uma família em um barco. Este escrito assírio acaba confirmando a existencia de uma inundação. Temos que ver a história   mesmo que  contada de forma diferente, com o olhar de uma religião diferente, mas podemso dizer : o fato existiu.

BBC – A Arca de Noé – A Verdadeira História – Parte 1/5

BBC – A Arca de Noé – A Verdadeira História – Parte 2/5

BBC – A Arca de Noé – A Verdadeira História – Parte 3/5

BBC – A Arca de Noé – A Verdadeira História – Parte 4/5

BBC – A Arca de Noé – A Verdadeira História – Parte 5/5

Este vídeo mostra bem a busca que vários cientistas e estudiosos  tem para descobrir a veracidade dos fatos e mistérios Bíblicos , neste caso a  Arca de Noé!
O que eu acho mais interessante é  ver a  teoria de cada um, o caminho que percorreu no seu estudo e as suas conclusões .

Veja, compare com o que você sabe sobre a História, pondere e tire a sua conclusão.