Quando me deparei com a citação de Marc Bloch (historiador francês e um dos fundadores da Escola dos Annales) que diz: “O cristianismo é a religião dos Historiadores”. Comecei a pensar nesta realidade.

A Liturgia da Igreja Católica comemora os episódios da vida terrestre de um Deus que se fez homem, que se encarnou no tempo, na realidade humana, que interviu na história da humanidade. O cristianismo é uma religião essencialmente histórica, vejamos que esta intervenção no tempo está presente no nossa profissão de fé :

Creio que “Encarnou no seio da virgem Maria”  Depois afirmamos “Padeceu sob Pôncio Pilatos” Aqui falamos do período , dos personagens envolvidos, nas situações narrada. Uma Narração Histórica.

Narramos a história da Salvação, isto é a intervenção de Deus na História.

Vejamos na Construção dos Evangelhos onde os evangelistas tem o cuidado de narrar o tempo ,a situação o contexto Histórico , como visto em Lc 3, 1-2 “ No décimo quinto ano do imperador Tibério “

Além disto podemos ver nos outros livros do novo testamento , os testemunhos ou depoimentos de fé. Vejamos o Atos dos apóstolos nele Lucas relata as missões dos apóstolos e discípulos, narra também o crescimento da fé.

As primeiras obras históricas dos Cristãos correspondem a preocupação de preservar a fé, conservar a recordação da fundação da Igreja, da vida dos santos, dos mártires assim construindo e difundindo as tradições da Igreja.  Tomemos por exemplo as atas dos mártires.

Precisamos conhecer a história, e o caminho pela Igreja traçado para melhor conhece-la e amá-la.  Uso uma citação do Pe. Paulo Ricardo: “ Precisamos estudar Historia da Igreja para melhor Conhecer como ela era desde o seu início, entender a sua identidade da e conservar esta identidade no Hoje” !

Feliz Páscoa.

Cynthia Santos