No Novo Testamento vemos que a Igreja de Cristo tem pilares fortes, Pedro, Paulo e os Apóstolos.

Simão, homem escolhido por Jesus Cristo era rude, quase analfabeto, mas, ao mesmo tempo, alguém sensível para compreender e aceitar a missão que tinha pela frente. Ao lermos os Evangelhos damos conta de que esse “Pedro”  ou “pedra”, tem este nome porque foi escolhido por Jesus para ser o Chefe da Sua Igreja

Outro Pilar da Igreja é Saulo ou Paulo:

Paulo era natural deTarso, região da Cilícia da Ásia Menor. Jesus escolhe-o para ser o APÓSTOLO DOS GENTIOS, isto é, dos estrangeiros, aqueles que precisavam de chegar ao conhecimento de Jesus e do seu Evangelho. Paulo também foi provado por Jesus, mas não retrucou, aceitou a missão e converteu-se radicalmente

More »

A terceira etapa da Evangelização começa na Antioquia, na Síria onde todos recebem a Boa Nova, judeus e gentios. Foi em Antioquia que, pela primeira vez, surgiu o nome de “CRISTÃOS”

Neste momento a perseguição torna-se mais acérrima, mas a Igreja vê o surgimento de um grande instrumento escolhido por Deus para converter os gentios, um judeu fanático e  perseguidor que “cai do cavalo” e se torna o apóstolo dos Gentios. More »

A segunda etapa começa com a fuga dos discípulos de Jerusalém após o início de uma perseguição mais forte aos nazarenos de Jerusalém, perseguição que tinha como grande representante Saulo.

A dispersão levou-os pela Judeia e Samaria, mesmo perseguidos, os discípulos transformaram-se em missionários entre os judeus dos vários lugares onde chegavam, anunciando o Evangelho e realizando milagres e assim fazendo com que uma multidão se convertesse. More »