Print Friendly

 “O homem: olhando para o íntimo de nós mesmos, nos damos conta de que possuímos uma sede de infinito que nos impede a avançar sempre mais na direção de Deus, o único capaz de nos saciar. A vida da fé: ela é encontro com Deus que nos fala, intervém na história e nos transforma”, (Papa Bento XVI, Audiência Geral, 14/11/2012).

Em diversas entrevistas, Joseph Ratzinger descreveu a si mesmo como um “agostiniano convicto” e “até certo ponto, um platônico”. Quanto à primeira afirmação, é seguidor da máxima agostiniana credo ut intelligam, de acordo com a qual a crença é um pré-requisito necessário para a busca do entendimento; “assim como a criação procede da razão e é razoável, a fé é, por assim dizer, a consumação da criação, e, por conseguinte, a prova para o entendimento.” Quanto à segunda afirmação, relativa à influência platônica, como escreveu Ratzinger, ele acredita que “há no homem, como que gravada, uma espécie de memória, de recordação de Deus, que é necessário despertar”. More »

Print Friendly

bento16 Uma das grandes características da paz de Deus é que podemos tê-la no interior, guardando o coração e a mente, mesmo que estejamos no meio de circunstâncias adversas. A principal característica da paz de Deus é a felicidade para sempre, que tem como fundamento a maravilhosa graça.  Jesus Cristo adverte que no mundo teremos tribulações, mas também promete que podemos ter paz e bom ânimo, pois ele venceu o mundo (Jo 16, 33). São Paulo Apóstolo, justamente quando escreveu a respeito da “paz de Deus que ultrapassa todo entendimento”, estava ele mesmo na prisão, sem saber se iria morrer ou viver (Fl 1,12. 21).

 No entanto, foi capaz de testemunhar da paz de Deus (Fl 4,9-13). Por isso, prometeu que seus leitores também poderiam experimentar essa paz ainda que vivessem “no meio de uma geração perversa e corrupta” (Fl 2,15) e enfrentassem sofrimento e conflito (Fl 1,28-30). Tal paz é obviamente sobrenatural – é a “gloriosa paz de Deus”. Jesus a descreveu para seus discípulos quando ficaram perturbados por saber que ele em breve iria embora: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”  (Jo 14,27). O Senhor é “o Senhor da paz” e “o Deus da paz” que é poderoso para nos dar a paz continuamente em qualquer circunstância (2 Ts 3,16; Rm 16.20). More »

Print Friendly

Semana Teológica : Evangelii Gaudium: perspectivas teológicas e pastorais

 Aconteceu entre os dias 22 a 26 de novembro, no Auditório São Paulo, na Sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista, a segunda Semana Teológica realizada pelo Instituto de Teologia Bento XVI, que teve como tema Evangelii Gaudium: perspectivas teológicas e pastorais.

Ao longo da semana foi refletido por diferentes conferencistas, diversas temáticas especificas escolhidas para cada dia, que tiveram como documento norteador essa importante Exortação Apostólica. More »

Print Friendly

Estamos promovendo a II Semana Teológica do Instituto de Teologia Bento XVI, com o tema “Evangelii Gaudium: perspectivas teológicas e pastorais”. Hoje, dia 26 de setembro, tivemos a Santa Missa presidida Pelo Pe. Xavier e a última Conferência com Ms. Cônego Carlos com o Tema: “A Renovação da Paróquia a Luz da Palavra de Deus” Confira!

 

More »

Print Friendly

II Semana Teológica: Conferência do  Dr. Pe. Marcial Maçaneiro, SCJ

Estamos promovendo a II Semana Teológica do Instituto de Teologia Bento XVI, com o tema “Evangelii Gaudium: perspectivas teológicas e pastorais”. Hoje, dia 25 de setembro, tivemos a conferência do Dr. Pe. Marcial Maçaneiro, SCJ com o tema “O Compromisso Ecumênico, Na Unidade Do Espírito, Chamados À Reconciliação”. confira!

More »