Ensinamentos de mãe!

Aprendi várias coisas com a minha mãe, Dona Mercedes. Com o passar dos anos, sempre me lembro de frases e exemplos dela. Presenciei, inúmeras vezes, ela rezando o terço, e acredito que Maria, a Mãe de Jesus, é quem a ajudava a continuar caminhando e lhe dava a sabedoria para cada dia.

Quando eu ainda era jovem e solteiro, recebi este ensinamento: “Os filhos só entenderão as preocupações e o amor que os pais têm por cada filho, quando estes tiverem os seus próprios”. É uma verdade!

Depois de tantos anos, chegou a minha vez. Hoje, sou casado com Carla Astuti, com quem tenho três filhos: Rebeca, Davi e Sofia.

O ensinamento que recebi, quando era jovem, tem ajudado-me a seguir em frente em meio às preocupações.

Hoje, o foco são os meus filhos. Agora, como pai, preciso colocar em prática os exemplos que mamãe exercitou comigo. Os verbos rezar, amar, confiar e direcionar são as ferramentas que utilizo com meus filhos, em vez de me preocupar com eles.

Na foto: Dona Zoé, Carla e Rebeca.

Amar e acreditar nos filhos tem de ser maior do que se preocupar com eles. Não podemos nos desesperar, mas direcioná-los para os “verdadeiros valores” com o passar do tempo.

Sei que não há como evitar a preocupação, porque ela é natural, mas quando ela aparecer, rapidamente é necessário confiar que Deus cuida!

Estamos diante de um lindo desafio: continuar acreditando que os valores ensinados aos filhos são para toda a vida. Os anos podem passar, mas as “lições de mãe” não passam; pelo contrário, elas permanecem para sempre e são passadas por várias gerações.

Tudo o que você, mãe, semeou no coração dos seus filhos, um dia, será utilizado para a construção da humanidade.

Quero parabenizar todas as mães pelas sábias palavras depositadas no coração dos filhos.

Cabeça e coração cheios de preocupação não têm espaço para a motivação. Rezar é o que nos anima e nos faz continuar.

A sua vida de oração precisa ser maior do que aquilo que o preocupa. Com Deus tem jeito!

Cleto Coelho
Membro da Comunidade Canção Nova

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *