1795594_654988637891499_1519072189_n

As vezes quando ouvimos falar em “Quaresma” pensamos em algo um tanto negativo, relacionamos à tristeza, à dificuldades e sacrifícios. Realmente é um tempo onde fazemos penitências, mas é preciso alargar a compreensão desse período e ver como é também um tempo de novidades.

Há uma grande beleza dentro da mística desses dias e é disso que precisamos falar mais, é onde precisamos gastar palavras e tempo para vivenciar tudo que a Igreja nos apresenta. Na quaresma nós voltamos ao essencial, nós nos encontramos no mistério da fé, revivendo o sacrifício apaixonado de Deus por nós. É onde tudo faz sentido, onde nasce o novo tempo, onde se abre para nós a esperança de eternidade.

Jesus, o filho de Deus, se entrega por amor, para a nossa salvação. Esse é o ponto principal!

A proposta é vivermos os 40 dias de preparação para a Páscoa, numa maior reflexão, revendo o que em nós pode ser melhor, onde precisamos mudar, fazemos esse caminho de volta, de volta a nossa origem que é boa, de volta a Deus que é o nosso Senhor, de volta às pessoas e a determinadas situações.

Boa quaresma!

Estamos #juntos com você nesse trajeto, rumo ao céu!!!

Mais informações:

Período do ano litúrgico na Igreja que antecede a Páscoa.
O Ciclo Pascal compreende três tempos: preparação, celebração e prolongamento. A Quaresma insere-se no período de preparação.
Os serviços religiosos desse tempo intentam a preparação da comunidade de fiéis para a celebração da festa pascal, que comemora a ressurreição e a vitória de Cristo depois dos seus sofrimentos e morte, conforme nos garante a Palavra de Deus, nos Evangelhos.
Esta preparação é feita através de jejum, abstinência de carne, mortificações, caridade e orações.