Maranathá 2011 - Frutos da amizade com Deus

♫ Ouça a Pregação:

Se preferir, baixe em MP3

Na primeira leitura, Paulo se refere à comunidade de Colossenses e se dirige a eles como “e vós, que outrora éreis estrangeiros e inimigos pelas manifestas más obras ”(cf. Cl 1,21). Esse termo “estrangeiros” refere-se ao distanciamento deles de Deus e os critica quanto as (más) obras que praticam.

Falar de Colossenses é também falar de nós que, por muitos momentos, nos vimos distantes de Deus. Assim, como o “Filho Pródigo” (cf. Lc 15,25-30) nós não devemos ter medo de nos aproximar do Pai. Isso, também se aplica aos demais relacionamentos: é preciso ter coragem de pedir desculpa.

Precisamos ter coragem de pedir desculpas à Deus”

Você é batizado? Se sim, você tem um compromisso com Deus, por livre escolha de seus pais, que um dia te trouxe para a Igreja para ser batizado. Uma vez assumido esse compromisso, esse sacramento, você precisa corresponder e não se distanciar de Deus. Não há porque fingir estar tudo bem. Tenha coragem de voltar pra Deus, pedir perdão e de lutar para ser melhor. Na cruz, na ocasião de sua morte, Jesus reduziu, por amor, os espaços deste distanciamento. Por isso, precisamo dizer “sim” ao “sim” de Deus por nós.

Quantos anos você tem? Não importa. Também não importa a quanto tempo você está distante de Deus. Você não é o erro que cometeu. Você não nasceu para ser sempre assim. Você nasceu para ser feliz em Deus! E isso, vale para os homens e para as mulheres, pois somos filhos e filhas de Deus. Somos criados por Ele e devemos assumir essa filiação.

Devemos assumir que somos filhos de Deus!”

Muitas vezes, temos coragem de assumir publicamente o time de futebol para o qual torcemos (flamenguista, corintiano, são paulino, etc…). É preciso que assumamos nossa filiação divina e colocar nossa confiança plenamente em Deus.

Infelizmente, fomos educados com uma falsa ideia que ser de Deus é algo chato ou de pessoas bobas. Mas é o contrário, quem nos criou foi Deus e devemos assumir isso com sorriso nos lábios. Quando errarmos, digamos: “Senhor, eu pisei na bola, perdoe-me!”

Queremos ser amigo de Deus? Ser amigo de Deus é amar os mandamentos. Pois, o inimigo é aquele que nega a Sua filiação e passa maltratar toda a criação. A Igreja é, portanto, o local privilegiado para esta intimidade de “amigo”. É o local para se falar com Deus. Escute o que Deus diz a você, pois a Palavra de Deus pode transformar sua vida.

Você pode ter chegado aqui, por engano, mas não foi por acaso. Foi a Providência Divina que te conduziu até aqui: Quem te trouxe aqui foi Deus! Pare de dar “não” à Deus. Pare bancar “o(a) tal” e “o(a) cara” na rua e sofrer na intimidade de sua casa. Pare de se mascarar, de fantasiar e peça pra Deus te tirar do buraco, tirar as angústias de sua alma.

Todos temos problemas, por isso precisamos apresentar no altar do Senhor, aquilo que nos impede de alcança-Lo. Que tenhamos a coragem do “Filho Pródigo” de voltar para a “Casa do Pai”, não como “empregado”, mas como filho que errou, mas está arrependido e quer levantar.

É tempo de reaprender a ser filho(a). Pois, Deus nunca deixar de nos amar. Talvez, você tenha desistido de você mesmo(a), mas Deus não desistiu e não desistirá de você! Não colecione “amiguinhos”, mas busque Aquele que te criou: busque a Deus! Ele é seu criador, por amor.

“Que vida você tem levado? Que vida você quer levar daqui pra frente? O que e quem você quer ser?”

Não pare nas realidades pequenas, busque aquilo que não passa. Busque o que tem valor: não troque uma barra de ouro, por uma pedra qualquer encontrada na rua. Por fim, lembre-se quem te trouxe aqui foi Deus e Ele não te trouxe por acaso.

Padre Julio Cesar Jesus [F]
Missionário da Comunidade Canção Nova
03/09/2011 – 12:00

Fotos: Cineide Maria de Farias
Transcrição e adaptação: Ricardo B. Neves
Revisão: Cleber dos Santos Rodrigues


Mais informações sobre o Maranathá 2011:

Escreva seu testemunho abaixo!