Incredulidade...

Oh! como Me fere a incredulidade da alma! Essa alma confessa que sou Santo e Justo e não crê que sou Misericórdia, não acredita na Minha bondade. (D. 300)


Comments are closed.